Robson Paz assumirá Secom; Viviane Leite deve ser adjunta…

A novidade fica por conta de Viviane Leite, que deverá ser a adjunta de Robson Paz na Secom da Prefeitura

A novidade fica por conta de Viviane Leite, que deverá ser a adjunta de Robson Paz na Secom da Prefeitura

O jornalista Robson Paz, que hoje responde pelo cargo de secretário-adjunto de Comunicação na Prefeitura de São Luís, deverá ser confirmado na Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) em substituição ao atual secretário Márcio Jerry que se afastará, neste mês de fevereiro, para acompanhar o pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PCdoB, Flávio Dino, em uma agenda política que se tornará muito intensa com a proximidade das eleições.

O prefeito Edivaldo Jr deve confirmar Robson Paz como novo titular da Secom

O prefeito Edivaldo Jr deve confirmar Robson Paz como novo titular da Secom

Mas a novidade mesmo na Secom municipal fica por conta da chegada da radialista Viviane Leite que deverá ser adjunta de Robson Paz. Experiente, ela foi gestora da Secretaria de Comunicação estadual, na gestão do ex-governador Jackson Lago, quando a pasta era comandada pelo jornalista Zeca Pinheiro. Foi também coordenadora de rádio e TV da chamada Seconzinha. Será, na verdade, um retorno a um órgão que lhe é muito familiar.

PCdoB indicou Robson Paz

Passadas as eleições municipais, a pasta da Comunicação ficou sob o comando do PCdoB, no acordo entre os partidos aliados ao prefeito Edivaldo Holanda Jr. E a indicação dos comunistas, como já era esperada, foi para Robson Paz.

Vale destacar o trabalho de Márcio Jerry à frente da Secom. Ele disse a que veio e deu um bom ritmo à Secretaria de Comunicação do Município. Terá que se afastar por questões políticas mesmo, afinal não é segredo para ninguém que o jornalista é o homem forte das articulações políticas do pré-candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino, e precisa estar engajado no projeto do PCdoB.

Márcio Jerry, que já pediu a exoneração ao prefeito, sai deixando todas as portas abertas para voltar quando quiser. Afinal, a pasta ficará com o PCdoB pelo menos até o final de 2016, quando termina a gestão.

Trio em sintonia nas decisões 

Deverá atuar, ainda, em sintonia com Robson Paz e Viviane Leite, nas decisões da Secom, o radialista Miguel Pinheiro, que vem ganhando a confiança do prefeito Edivaldo Holanda Jr.

As mudanças deverão ser confirmadas nos próximos dias.

Edivaldo Jr confirma Helena Duailibe na Saúde

Helena Duailibe é a nova secretária de Saúde de São Luís

Helena Duailibe é a nova secretária de Saúde de São Luís

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr, confirmou, no início da tarde desta sexta-feira (31), o nome da vereadora Helena Duailibe (PMDB) como nova secretária de Saúde do município em substituição a César Félix que procurou fazer a sua parte como gestor, mas não resistiu às pressões naturais do cargo.

Vamos dar a César o que é de César. Como administrador, ele tentou solucionar boa parte dos problemas da Saúde, que não são poucos, mas também não surgiram agora, são antigos e bota antigos nisso. Enfrentou o desafio, foi em frente e arregaçou as mangas até quando pôde.

Helena Duailibe tem vasta experiência como gestora da área. É médica, já foi secretária de Saúde tanto do Estado, na gestão do ex-governador José Reinaldo Tavares, como no Município, na administração João Castelo, quando também acumulou o cargo de vice-prefeita. Enfim, é tarimbada e  conhece os meandros de uma pasta tão complexa.

Helena e os entraves políticos do PMDB

Outro fator, nessa entrada de Helena para a gestão Holanda Jr, é saber como administrar a questão partidária. A vereadora é do PMDB, partido da base aliada à governadora Roseana Sarney, dona do maior sistema de comunicação do Estado que bate, diariamente, sem dor e piedade, na gestão municipal, principalmente na área da Saúde.

Bom, mas como Helena Duailibe não é candidata a nenhum mandato nas eleições estaduais deste ano, pode trocar de partido, se isso for um problema. Só terá que enfrentar a fúria do PMDB que briga por seus mandatos e exige fidelidade em tudo e a todos. Mas nada que não tenha solução…

Severino Sales e Kátia Lobão vão brigar por vaga de Helena na Câmara

Batista Matos deve retornar à Câmara com a ida de Estêvão Aragão para secretaria

Batista Matos deve retornar à Câmara com a ida de Estêvão Aragão para secretaria

Osmar Filho terá que enfrentar o PMDB em caso de vaga aberta por Helena Duailibe

Osmar Filho, primeiro suplente, disse que prefere permanecer como secretário de Articulação Política

Com a ida dos vereadores Helena Duailibe (PMDB) e Estêvão Aragão (SDD) para secretarias na gestão do prefeito Edivaldo Holanda Jr, em São Luís, os suplentes Severino Sales (PRP)  e Batista Matos (PPS) vivem a expectativa de assumirem vagas na Câmara Municipal.

Porém é polêmica a questão da vaga aberta por Helena Duailibe na Câmara. Osmar Filho, ex-PMDB, estava na ponta para assumir, caso vencesse a guerra da infidelidade partidária. É o primeiro suplente, mas migrou para o PSB. No entanto, já anunciou, nesta sexta (31) mesmo, que não vai brigar pela vaga de Helena. Prefere ficar mesmo onde está: na articulação política do Município.

Entra em jogo, portanto, o segundo suplente Severino Sales (PRP) que disputará o posto com a peemedebista Kátia Lobão que, com certeza, junto à Executiva do PMDB, brigará pelo passaporte para o Parlamento.

No início da tarde desta sexta-feira (31), Edivaldo Holanda Jr confirmou o nome de Helena Duailibe para a Secretaria de Saúde no lugar do agora ex-secretário César Félix. A briga entre Severino Sales e Kátia Lobão pela vaga na Câmara promete.

Espaço para o SDD na Prefeitura

Sobre a ida de Estêvão Aragão, hoje presidente do Diretório Municipal de Solidariedade (SDD), para uma secretaria, que pode ser a que trata dos assuntos metropolitanos ou a de articulação política, a estratégia do grupo do pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PCdoB, Flávio Dino, é abrir espaço na administração municipal para o novo partido, forte no cenário nacional e que fará parte da base da oposição nas eleições deste ano.

Outras mudanças também estão em curso na administração Edivalo Holanda Jr. Com o início da pré-campanha e aproximação do prazo de desincompatibilização visando às eleições municipais, outros nomes devem sair, abrindo outros espaços na Prefeitura de São Luís.

Ricardo Murad inaugura unidade avançada do Geral em Matões do Norte

Secretário estadual de Saúde inaugurou o primeiro "geralzinho" ou unidade avançada do Hospital Geral

Secretário estadual de Saúde inaugurou o primeiro “geralzinho” ou unidade avançada do Hospital Geral

Como anunciado esta semana, o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, entregou, nesta sexta-feira (31), a Unidade Avançada do Hospital Geral Tarquínio Lopes Filho, no município de Matões do Norte, ou como ele mesmo faz questão de frisar: entregou o primeiro “geralzinho”. O objetivo é desafogar os atendimentos de emergência no Maranhão.

Com investimento de mais de R$ 4 milhões, o hospital será referência no tratamento de traumas e cirurgias emergenciais para a região. A inauguração foi feita pela governadora Roseana Sarney, pelo secretário Ricardo Murad e pelo prefeito do município, Solimar Alves de Oliveira, e contou com a participação do ministro de Turismo, Gastão Vieira, dos deputados estaduais Max Barros e Magno Bacelar, prefeitos e ex-prefeitos de municípios da região, secretários, vereadores, lideranças comunitárias e moradores locais.

O hospital será mantido com recursos estaduais e funcionará 24 horas, com equipes qualificadas de cirurgiões, ortopedistas, anestesistas, intensivistas, dispondo de três salas cirúrgicas e salas vermelhas com leitos de UCI. Ao todo, foram investidos R$ 4.145.317,28 no espaço, sendo R$ 2.243.317,28 em obras civis e R$ 1.902.000,00 em equipamentos.

“Esta é a primeira Unidade Avançada do Hospital Geral e vai revolucionar o atendimento em trauma e cirurgia na região de Itapecuru”, disse o secretário Ricardo Murad. Para o caso de pacientes que necessitarem de transferência para outra unidade da rede estadual, o hospital dispõe de 2 ambulâncias.

Unidades em São Luís

Murad destacou que, com o mesmo perfil do Hospital de Matões do Norte, serão implantadas outras três unidades avançadas do Hospital Geral em São Luís – nos bairros Vila Luizão, Vila Palmeira e Maiobão. Estas obras estão em andamento e serão concluídas ainda neste semestre.

Além do atendimento aos moradores de Matões o hospital beneficia moradores dos municípios de Anajatuba, Arari, Belágua, Cantanhede, Itapecuru-Mirim, Miranda do Norte, Nina Rodrigues, Pirapemas, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto, Urbano Santos, Vargem Grande e Vitória do Mearim.

Flávio Dino negocia frente com PSB e PSDB contra clã Sarney

Blog do Jozias 

Flávio Dino deixará a Embratur para encarar a campanha contra o grupo Sarney

Flávio Dino deixará a Embratur para encarar a campanha contra o grupo Sarney

O presidente da Embratur, Flávio Dino, tornou-se a personificação do paradoxo. Adversário político da família Sarney, ele esteve, nesses últimos anos, subordinado ao ministro Gastão Vieira (Turismo), um apadrinhado do patriarca José Sarney. Na semana que vem, trocará o cargo que ocupa no governo de Dilma Rousseff por um projeto que tem como potenciais parceiros Aécio Neves e Eduardo Campos, os dois principais antagonistas da presidente.

Filiado ao PCdoB, uma logomarca que vem sempre enganchada ao PT, Dino se equipa para disputar o governo do Maranhão sem o apoio de Lula, Dilma e do petismo federal. Em entrevista ao blog, ele definiu como “um bom namoro” o esforço que realiza para atrair o PSDB e o PSB para sua coligação. Se a coisa evoluir para o “casamento”, como espera, Dino vai franquear seu palanque estadual a Aécio e Campos, os rivais de Dilma. “Serei um bom anfitrião de ambos”, declara.

O repórter perguntou a Dino por que Lula e Dilma preferem apoiar o candidato a ser indicado pelos Sarney a optar pelo nome do PCdoB. E ele: “…Não consigo crer que o presidente Lula ou a presidenta Dilma, com o conhecimento que têm da realidade do Estado, ignorem que esse regime político que lá está deve ser superado. Tenho certeza que os dois acham isso. Agora, qual vai ser a atitude concreta durante a campanha realmente eu não sei.”

Dino diz não ter desistido ainda do PT

Dino diz não ter desistido de incorporar o PT à sua caravana. Ele idealiza para o Maranhão algo que sucedeu no Acre em 1998. “Quando foi para derrotar o crime organizado, representado na ocasião pelo Hildebrando Pascoal e as forças políticas que ali se aglutinavam, houve uma aliança PT-PSDB, que levou à eleição do hoje senador Jorge Viana (PT).”

Não é um exagero comparar Roseana Sarney e o pai dela a Hildebrando Pascoal, o ex-deputado federal que se notabilizou por passar suas vítimas nas armas e na motosserra? Não, Dino não considera exagerada a comparação. “São modelos que concentram poder na mão de poucos e exercem esse poder às vezes com métodos que são ilegais. Esse é o sentido da comparação”, diz ele.

Dino prosseguiu: “Infelizmente, o Estado democrático de direito ou os valores da República não chegaram totalmente aos corredores do poder no Maranhão. Então, práticas ilegais são muito rotineiras lá. É esse o sentido da comparação. Há um pequeno grupo que concentra poder e riqueza e que mantém esse poder ilegalmente. Por isso é preciso uma ampla união de forças que tenham aptidão, vontade e coragem para enfrentar esse sistema de poder.”

Ponta de ironia 

Bem posto nas sondagens eleitorais, Dino se refere ao PT com uma ponta de ironia: “Assim como na Bíblia está registrado que ninguém serve a dois senhores, é preciso que o PT, afinal, trilhe o seu caminho [no Maranhão]. Enquanto isso, nós estamos buscando as composições com as forças locais que possam nos ajudar.”

O que ocorreria na cena federal se o PT do Maranhão rompesse com a família Sarney? “Tudo poderia acontecer, inclusive nada”, afirma Dino. “Acho que, mais provavelmente, nada.” O repórter insistiu: o senador Sarney não soltaria marimbondos de fogo? “Certamente não”. Para Dino, Sarney tem tantos interesses a defender no poder federal que “valorizaria esses interesses acima do mal-estar” maranhense.

Dino deixará a Embratur sem conseguir devolver para patamares razoáveis os preços a serem cobrados pelos hotéis brasileiros durante a Copa do Mundo. Desde o ano passado, a pasta do Turismo estima que os preços das diárias hoteleiras sofrerão variações de até 580%. “Creio que nós conseguimos evitar uma expansão ainda maior nos preços”, diz o ainda presidente da Embratur. Ele avalia que a situação “pelo menos não piorou”. Dino culpa a Fifa pelo descalabro.

“Foi o modelo de negócios adotado pela Fifa e pela Match [agência operadora da Fifa] que levou a uma escassez de apartamentos disponíveis no mercado. A Match se antecipou, fez contratos a preços muito altos com as redes hoteleiras. Contratou os apartamentos por 70% da tarifa-balcão, que nós sabemos que é uma tarifa irreal, que não é praticada. Sobre essa tarifa, a Match colocou a sua taxa de intermeidação. Em alguns casos superior 40% sobre o valor do aopartamernto. Eles balizaram o preço para cima.”

AGORA É OFICIAL: Neto Evangelista “sarneysou” mesmo!

Neto Evangelista, com a influência da sogra sarneysista, não esconde mais de ninguém que sua opção é pelo pré-candidato do grupo Sarney

Neto Evangelista, com a influência da sogra sarneysista, não esconde mais de ninguém que sua opção é pelo pré-candidato do grupo Sarney, Luís Fernando Silva

Só para confirmar posts do ano passado do blog, publicados nos meses de setembro e dezembro de 2013 (relembre “Sutilmente, Neto Evangelista começa a sarneyzar” e “Neto Evangelista faz jogada política com discurso do VLT”), o deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) já tornou pública a opção que faz em torno do pré-candidato ao governo do Maranhão pelo grupo Sarney, Luís Fernando Silva, e já aparece, oficialmente, ao lado do ungido.

Na quarta-feira (29), ele não poupou “elogios” ao secretário de Infraestrutura, em Lago da Pedra, durante evento na companhia da sogra e prefeita do município, Maura Jorge, sarneysista de carteirinha.

Neto Evangelista acompanhou a sogra sarneysista no evento de assinatura da ordem de serviço da pavimentação da MA-245, em Lago da Pedra, com a presença de Luís Fernando, claro, em plena campanha pela sucessão estadual

Para Neto, é preciso reconhecer o trabalho desempenhado por Luís Fernando na Sinfra. “Se existe um pai deste projeto (pavimentação da MA), esse se chama Luis Fernando. Foi ele quem, de fato, trabalhou para a estrada deixar de ser apenas um sonho e se transformar realidade”, disse o deputado neosarneysita.

Independente da decisão do PSDB, Neto Evangelista irá com grupo Sarney

Não é novidade mais para ninguém. Neto Evangelista faz de tudo para levar o PSDB ao palanque de Luís Fernando e vem demonstrando que, se não houver uma decisão do PSDB nesse sentido, deve encarar o apoio de forma individual e isolada como fará também o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira.

Neto Evangelista já assumiu também, em conversas com a Imprensa, que não votará e nem pedirá voto para o candidato do PCdoB ao governo Maranhão, Flávio Dino, em caso do PSDB se decidir pelo apoio ao comunista.

Disputa pela Prefeitura de São Luís em 2016

Além do propósito de garantir a releição de deputado estadual, Neto Evangelista pensa também nas eleições municipais de 2016, quando não esconde de ninguém a pretensão de sair como candidato a prefeito de São Luís.

Neto Evangelista sabe que se  o PSDB for com Flávio Dino, a possibilidade de disputar o comando da Prefeitura da capital maranhense será mais remota. Portanto, abre caminho junto ao grupo Sarney para, quem sabe, viabilizar esse projeto daqui a dois anos também com as bênçãos do clã.

Levando em conta as postagens e as evidências, quero mostrar que este blog sempre teve razão. A imagem não inventa! Os fatos estão aí…

MAIS UM! Detento morre após espancamento

EBC

Situação de presídios maranhenses chama atenção de ONGs

Situação de presídios maranhenses chama atenção de ONGs

A polícia investiga a morte do detento Valdiano Fernandes da Silva, de 27 anos, que cumpria pena na Unidade Prisional de Ressocialização (UPR) de Balsas, localizada na região sul do Maranhão, a cerca de 800 km de São Luís.

Segundo nota da Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap), na manhã de domingo (26), durante uma briga, Valdiano foi espancado por outros quatro presos e socorrido por agentes penitenciários de plantão.

Ele foi transferido para o hospital de Imperatriz (MA), mas não resistiu aos ferimentos e morreu na noite de terça-feira (28). O caso está sendo investigado pela 11ª Delegacia Regional de Balsas.

Valdiano é o quinto detento morto em presídios do Maranhão neste ano. No dia 2 de janeiro, dois presos foram mortos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. A terceira morte, também em Pedrinhas, foi registrada no dia 21. No dia 22, outro detento foi encontrado morto na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ) de Santa Inês (MA). Segundo dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), 60 presos foram assassinados em unidades prisionais do estado em 2013.

ONGs pedem detalhes sobre assassinatos no Maranhão

As organizações não governamentais (ONGs) Conectas, Justiça Global e Sociedade Maranhense de Direitos Humanos requisitaram detalhes sobre cada um dos crimes, por meio da Lei de Acesso à Informação. O pedido das entidades foi enviado a juízes de execução penal, ao secretário Estadual de Justiça e Administração Penitenciária, ao secretário de Segurança Pública, à Procuradoria-Geral de Justiça e ao promotor de Justiça que coordena o Centro de Apoio Operacional do Controle Externo da Atividade Policial. O objetivo é apurar o quanto o governo maranhense tem trabalhado para evitar que mais mortes aconteçam, já que é responsabilidade do estado a segurança dos presos sob custódia.

Procurada pela Agência Brasil, a assessoria do governo do Maranhão informa que os inquéritos da morte dos presos estão sob segredo de justiça, para preservar também os detentos envolvidos.

As mesmas ONGs pediram ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, que solicite ao Supremo Tribunal Federal (STF) a intervenção federal no Complexo Penitenciário de Pedrinhas e a transferência da investigação das mortes dos presos da Justiça maranhense para a esfera federal. A assessoria da Procuradoria-Geral da República (PGR) informou que a solicitação ainda está sendo analisada por Janot.

A situação precária dos presídios maranhenses veio à tona novamente em 2013, quando uma rebelião deixou nove mortos e 20 feridos no Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Os problemas já repercutiram na imprensa internacional e, segundo especialista ouvido pela Agência Brasil, revelam a incapacidade do país em lidar com a questão carcerária.

Primeiro “Feijoadão” open bar de São Luís é neste sábado

Primeiro Feijoadão de carnaval acontecerá no Clube do Ministério Público

Primeiro Feijoadão de carnaval acontecerá no Clube do Ministério Público

O primeiro “Feijoadão de São Luís”, em clima momesco, acontecerá neste sábado (01), a partir das 12h, no Espaço Ampem Eventos, no Clube do Ministério Público, no bairro do Calhau. O evento é mais uma opção carnavalesca para quem quer antecipar a folia e se aquecer para o carnaval de 2014.

A festa terá como atrações o conjunto Madrilenus, os grupos Feijoada Completa e Argumento e, direto do Rio de Janeiro, Luiz Camilo, que já fez parte dos grupos de puxadores de escolas de samba como Estácio de Sá, Viradouro, Salgueiro e Grande Rio.

Além de shows desses grupos consagrados, os foliões poderão saborear uma deliciosa feijoada e contar com o sistema de open bar.

O ingresso custa R$ 70,00 e pode ser adquirido no site dringresso.com.br, na loja Lollipop Moda Infantil, no Tropical Shopping, na loja do Dr. Ingresso, no Rio Poty Hotel e na sede da Ampem.

SERVIÇO:

O quê: 1º FEIJOADÃO SLZ – Open Bar

Quando: Dia 01 de fevereiro de 2014 – sábado

Horário: A partir das 12h

Local: Espaço AMPEM Eventos – Calhau – Rua Turiaçu, s/nº, Quintas do Calhau

Produção, informações e marcação de entrevistas: Adão Camilo

Contatos: 8121-0667 / 8741-5868

Metalúrgicos denunciam Alcoa e cruzam os braços em advertência

Alumar atrasou salários e pagamento de benefícios aos metalúrgicos

Alumar atrasou salários e pagamento de benefícios aos metalúrgicos

Cerca de 200 trabalhadores da Brascooper – empresa localizada no Distrito Industrial de São Luís, que trabalha com alumínio líquido fornecido pela Alumar (Alcoa) -, realizaram grande paralisação, na manhã desta quinta-feira (30), para reclamar de irregularidades trabalhistas da empresa, como atraso no pagamento de verbas rescisórias, férias, multas e FGTS.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Luís (Sindmetal), José Maria Araújo, a paralisação teve como objetivo cobrar da administração e das autoridades a regularização da situação, já que se tornou prática comum da empresa demissões irregulares, de forma que alguns pagamentos estão atrasados desde 2013.

Tentativa de negociação

José Maria informou que o sindicato já vem tentando negociar com a empresa, que informou que não há previsão para regularizar as pendências.

“Exigimos respostas urgentes da gerência local e da matriz em Ribeirão Preto (SP), ou os trabalhadores podem parar por tempo indeterminado”, avisou.