VEJA DESTACA: “Conheça Mônica Moreira Lima, a desbocada do Maranhão”

“Amor & Sexo, da Globo, fala de temas eróticos com humor e informalidade. Mas nada se compara ao vocabulário nu e cru do programa regional Sem Vergonha de Mônica Moreira Lima”, diz a revista

ASSISTA AOS VÍDEOS DE MÔNICA QUE FICARAM CONHECIDOS NO TOP FIVE DO CQC E NO BRASIL COMO TEORIAS DA “MANGA” E DAS “PREGAS”:

Tirada apimentada: “Recomendo fazer o teste da manga com o cabra antes de marcar encontro com ele. Ofereça a fruta e veja como ele come. Se pedir garfo e faca, ele é monoglota: fraco em linguagem sexual”   (VEJA)

Tirada apimentada: “Recomendo fazer o teste da manga com o cabra antes de marcar encontro com ele. Ofereça a fruta e veja como ele come. Se pedir garfo e faca, ele é monoglota: fraco em linguagem sexual” (VEJA)

Revista Veja É hora do rush em São Luís, no Maranhão, e a morena de 1,75 metro caça entrevistados num ponto de ônibus. Ela aborda as pessoas sem nem um “com licença” e já sai perguntando sobre o tema do dia — não muito agradável: era a semana dedicada à prevenção do câncer de próstata. “Tenho medo de me viciar”, responde um taxista gaiato quando a repórter pergunta sobre o exame proctológico. Duas senhoras de idade observam o tumulto a uma distância cautelosa. “É aquele programa da noite, Só Sacanagem”, diz uma delas. A outra corrige: “Não. O nome é Sem Vergonha”. Não haveria título mais exato para essa atração regional.

No Sem Vergonha, a jornalista maranhense Mônica Moreira Lima conversa sobre sexo, todas as noites de sexta-feira, na TV Guará, retransmissora da Record News, com linguagem desabusada e atitude para lá de liberal. Uma espectadora pergunta, por e-mail, se de bicicleta também se chega ao êxtase, e Mônica logo assume a linha “vale tudo pra chegar lá”, recomendando brinquedinhos ou, na falta deles, certos legumes. “O importante é ter prazer. Até banco de bicicleta, sim: você pode entrar em forma e ainda manter sua satisfação sexual em dia.” Isso é que é cicloativismo!

“Não sou sexóloga. Minha única referência são 31 anos de ****”, diz Mônica (como ela tem 46, sabe-se que se iniciou no tema com 15). A apresentadora explica que a linguagem mais do que franca tem a ver com sua personalidade: “O romantismo me *****. Gosto da fuleiragem”.

Durante nove anos, Mônica foi repórter e apresentadora de jornais locais na TV Mirante, da família Sarney, afiliada da Globo. Abandonou o posto, descontente com o salário de 2000 reais, mas ainda elogia o antigo patrão: “José Sarney é amigo da família. Um tio meu pegava carona em seu avião quando ia para Brasília”.

Há dois anos na Guará, Mônica começou falando de política. Mas o empresário Roberto Albuquerque, proprietário da emissora, achou o tom de Mônica muito parcial (no pleito deste ano, ela torceu pelo comunista Flávio Dino, que acabou eleito governador). Surgiu então a ideia de ela se dedicar a temas menos escandalosos que a política. Albuquerque deu a ela uma referência: Marta Suplicy, que antes da carreira política teve um programa de sexo na Globo.

Três vezes no CQC da Band

Em fevereiro deste ano, surgia o Sem Vergonha. No CQC, da Bandeirantes, o quadro Top Five, catadão de momentos pitorescos da TV do Brasil, já levou as tiradas de Mônica ao ar três vezes. Na mais famosa, ela gentilmente convida as espectadoras a abandonar o temor do sexo por vias não convencionais: “Essa mulherada tá economizando essas ****** pra quê?”. Diz Albuquerque: “Criei um monstro”.

Uma atitude desassombrada e irreverente é fundamental para quem conduz programas de sexo. A canadense octogenária Sue Johanson empolgava ao falar com autoridade e naturalidade sobre práticas sexuais, mas sempre chamando as coisas pelo nome de família: pênis, vagina etc.

Atualmente no ar pela Globo, Amor & Sexo é mais informal, mas nem de longe tão explícito quanto Sem Vergonha. Com uma bancada entrosada (excetuando-se Otaviano Costa, que soa sempre desesperado para aparecer), o programa de Fernanda Lima já está em sua oitava temporada.

Mônica critica Fernanda Lima

As diferenças entre as duas sexólogas improvisadas não são só de estilo: Fernanda ganha 60 vezes o salário de Mônica, que complementa os proventos da TV com um programa de rádio e trabalhos de assessoria de imprensa. Aliás, não convém citar o nome de Fernanda Lima perto da maranhense: “Tanto investimento para um programa superficial. Ela canta e se veste de perereca (o batráquio, deixe-se claro). Ridículo”, desdenha.

Embora a carreira de conselheira erótica televisiva seja recente, Mônica sempre gostou do assunto: “Quando criança, media o ***** dos meus primos e os peitos das minhas amigas”. Diz que seus três filhos têm acesso à lista na qual anota o nome e as características (aquelas que interessam, ao menos) de todos os homens (não, nenhuma experiência gay) com quem já teve sexo. Com Sem Vergonha, ela descobriu um público ousado, que lhe manda fotos tão explícitas quanto a linguagem do programa. “Uma loucura. Mandam cantada, pedido de casamento e fotos de **** e ****” (os asteriscos aqui encobrem dois termos sinônimos para a mesma porção masculina).

Casamento não está no horizonte: Mônica diz que há dezesseis anos não tem um parceiro firme. Recorre a um eventual P.A. (a sigla é típica do vocabulário da jornalista; A quer dizer “amigo” e P é o que se adivinha). Tem também sua coleção de brinquedinhos — o favorito tem regulagem com controle remoto, e ela o usa na balada, enquanto dança e “sensualiza”. Ah, sim: de vez em quando, ela vai de bicicleta para o trabalho.

Paciente com aneurisma cerebral expõe realidade “Faz de Contas” da Saúde do Maranhão

Omissão de socorro no Carlos Macieira poderá levar paciente com aneurisma cerebral à morte nas próximas horas

Do Blog de Josué Moura

Solange Clímaco

Solange Clímaco

Desde a noite de domingo, 23 de novembro de 2014, a paciente Solange Clímaco dos Santos, portadora de um aneurisma cerebral gigante, luta contra a morte na ala destinada a pacientes neurológicos do hospital público Dr. Carlos Macieira, em São Luis, à espera de uma cirurgia inadiável.

A paciente que é de Imperatriz veio parar em São Luis por força de uma medida liminar deferida contra o Estado do Maranhão, depois que a coordenação do TFD (Tratamento Fora de Domicílio) estadual recusou fazer sua internação na capital, para uma cirurgia de urgência, para tentar salvá-la de um aneurisma gigante.

Laudos médicos, expedidos por neurocirurgião de Imperatriz, revelam que se Solange Clímaco não for imediatamente submetida a um procedimento cirúrgico especializado, de grande complexidade, realizado no Maranhão apenas em São Luis (referência), morrerá, inevitavelmente, nas próximas horas.

O advogado Paulo Sergio, amigo da família da vítima, explicou que a decisão judicial do juízo de Imperatriz garantiu o translado seguro e eficiente para São Luís da paciente Solange Clímaco com estrutura disponibilizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Imperatriz.

“Contudo, em São Luís, o Estado descumpre a decisão, conservando a paciente num leito sem, no entanto, realizar o procedimento cirúrgico recomendado ao argumento segundo o qual falta material e que a compra importaria num alto custo. Lamento, o Governo do Estado, nesse caso, faz, nitidamente, uma opção dantesca e inaceitável: conserva a paciente até a morte mas não age para salvá-la porque isso representaria uma despesa maior. Uma escolha criminosa, que atenta não apenas contra a decisão judicial, mas, sobretudo, contra o bem mais importante: a vida”, disse o advogado.

Paulo Sergio disse que diante da flagrante omissão de socorro, os familiares conseguiram, já em São Luis, uma segunda liminar, através da Defensoria Pública. O diretor do Hospital Carlos Macieira está sendo procurado para cumprir a decisão judicial enquanto a paciente segue internada, aflita, atravessando as suas últimas de vida.

“Não tenho dúvida. Se Solange morrer, os responsáveis são a governadora Roseana Sarney, o secretário de Saúde, Ricardo Murad, e o diretor do hospital por terem se recusado à realização de um procedimento que poderia salvá-la. É revoltante”, finalizou o advogado.

Oposição obstrui votação de projetos de Roseana considerados inadequados ao próximo governo

Com obstrução de pautas, votação do orçamento de 2015 pode ficar para o próximo ano

Oposição quer evitar projetos embaraçosos ou "cascas de banana" encaminhados por Roseana Sarney

Oposição quer evitar projetos embaraçosos ou “cascas de banana” encaminhados por Roseana Sarney

A Bancada de Oposição na Assembleia Legislativa está concentrada em obstruir a votação de projetos,  encaminhados pela governadora Roseana Sarney (PMDB), e que podem trazer embaraços ao governo Flávio Dino, logo no início da próxima gestão. Os deputados querem evitar a aprovação de matérias de ordem fiscal, outras que modificam a estrutura da futura administração e que mexem em cargos comissionados. Para isso, os oposicionistas estão se retirando de plenário durante a ordem do dia.

Segundo os parlamentares da atual Oposição que, a partir de  janeiro, tornam-se governistas, a intenção de Roseana Sarney com os recentes projetos encaminhados é atrapalhar o governo Flávio Dino com verdadeiras “cascas de banana”, visando causar embaraços à próxima gestão.

“Obstruímos e vamos continuar obstruindo, enquanto o governo Roseana insistir em mandar projetos inadequados com ações de impacto na próxima gestão  como isenção fiscal, incentivo fiscal, mudança na estrutura administrativa, etc. Se a governadora entendesse a mensagem do povo, não encaminharia esses projetos à Assembleia. Agora também, se o Executivo quiser  aprová-los é só colocar o número suficiente de governistas  para a votação. Nós nos recusamos a votar projetos que vão atrapalhar o futuro governo”, disse Othelino Neto (PCdoB).

Votação de orçamento pode ficar para 2015

Com a obstrução da pauta, o orçamento de 2015 corre o risco de não ser aprovado este ano. A Casa entra de recesso no dia 22 de dezembro. Mas isso não representa nenhum problema para o futuro governo, já que, por lei, ele pode fazer uso de um doze avos do orçamento passado, enquanto a Assembleia não vota a peça orçamentária.

No caso da peça orçamentária ser votada no próximo ano, os deputados podem ser convocados, extraordinariamente, em janeiro ou aprovar a peça orçamentária nas primeiras semanas de fevereiro, quando a Casa inicia uma nova legislatura, já que, no mês de janeiro, o orçamento fica mesmo fechado.

Segundo o líder da Oposição, deputado Rubens Pereira Jr (PCdoB), e Othelino Neto, a bancada deseja a aprovação do orçamento logo neste ano. Mas, se para evitar esses embaraços previstos nos projetos de Roseana for necessário deixar a votação  para o próximo ano, os deputados já avisam que assim o farão.

DIFERENTE DE ROSEANA – Flávio Dino diz que dará tratamento igualitário a prefeitos

Governador eleito garante que não vai discriminar município pela posição política do prefeito
Governador disse que não discriminará prefeito que não votou com ele e que dará tratamento igualitário a todos

Governador disse que não discriminará prefeito que não votou com ele e que dará tratamento igualitário a todos

O governador eleito, Flávio Dino (PCdoB), disse, na manhã desta quinta-feira (27), durante encontro com prefeitos no Hotel Luzeiros, que dará tratamento igualitário aos prefeitos maranhenses sem discriminar aqueles que não o apoiaram nas eleições de outubro. “Sou militante da igualdade e a pratico”, afirmou, sinalizando que adotará uma política bem diferente da atual governadora Roseana Sarney (PMDB) que massacrou os gestores municipais que rezavam fora de sua cartilha.
Durante o encontro, que lotou o auditório do Luzeiros, ele também apresentou a equipe de governo que atuará a partir de 1º de janeiro, entre secretários, presidentes e diretores de órgãos da administração estadual.
Defendendo uma postura de tratamento igualitário e transparente, Flávio Dino afirmou que governará olhando para o futuro e pensando na melhoria da qualidade de vida da população do estado. “Não importa o ontem, não importa em quem o prefeito ou a prefeita votou ou apoiou. Não vamos discriminar município pela posição política do prefeito. Nós separamos a política da ação administrativa. Vocês não estarão sozinhos, prefeito será autoridade no nosso governo”, afirmou Dino.
Ainda em discurso, o governador eleito afirmou que espera uma parceria baseada na verdade, transparência e lealdade com as lideranças políticas dos municípios e conclamou a todos para o trabalho pelo desenvolvimento do Estado.
No evento, Edivaldo Júnior, prefeito de São Luís e presidente de honra da Famem, disse acreditar no novo momento que o estado viverá a partir de 1º de janeiro, exemplificado pela disposição de diálogo apresentada pelo governador eleito Flávio Dino. “Tenho certeza que o Flávio fará dos municípios grandes parceiros para a grande tarefa de desenvolver o Maranhão”, afirmou.
CONTINUIDADE DE OBRAS
Sobre a continuidade de obras em andamento, Flávio Dino afirmou que priorizará as ações em desenvolvimento nos municípios do Estado. A próxima gestão ainda não tem conhecimento da totalidade das obras. As informações ainda não foram repassadas pela equipe de transição da atual gestão estadual.
ENCONTRO COM PARLAMENTARES
Flávio Dino reuniu-se também, nesta quinta-feira (27), com deputados estaduais e federais da atual legislatura e da que se inicia em 2015. Também com foco no diálogo, o governador eleito conclamou a participação de todos no desenvolvimento de ações que beneficiem a vida dos sete milhões de maranhenses.
Ao lado do ex-prefeito de Caxias, eleito deputado estadual, Humberto Coutinho (PDT), Flávio Dino externou a disposição de promover parcerias na elaboração e acompanhamento para execução de ações em todas as regiões do Estado.

Roberto Rocha e Wellington Dias discutem parcerias entre Maranhão e Piauí

Senador eleito, Roberto Rocha, defende parceria entre Maranhão e Piauí

Senador eleito, Roberto Rocha, defende parceria entre Maranhão e Piauí

O senador eleito Roberto Rocha (PSB) esteve em Brasília, onde visitou o senador piauiense Wellington Dias (PT). O encontro foi pautado na discussão de assuntos de interesse comum entre o Maranhão e o Piauí com destaque para obras de infraestrutura que beneficiarão os estados vizinhos.

A visita de cortesia, feita pelo senador maranhense ao piauiense, rendeu uma série de ações que podem ser realizadas em parceria entre os dois estados. O objetivo é favorecer ambos, sobretudo na exploração turística da área conhecida como Rota das Emoções que abrange, além de Maranhão e Piauí, também o Ceará.

Roberto Rocha destacou que é importante aproveitar, da melhor maneira possível, o potencial turístico da região que engloba os três estados. “Uma das nossas prioridades é a BR-402, que liga os municípios de Barreirinhas, no Maranhão, e Parnaíba, no Piauí”, explicou o senador maranhense.

Outra obra discutida pelos senadores foi a construção de uma terceira ponte ligando Teresina a Timon, o que, segundo Roberto Rocha, seria de grande importância para o desenvolvimento das duas cidades. “Falamos da quarta ponte sobre o Rio Parnaíba, ou até de uma possível ampliação da terceira”, destacou.

Na oportunidade, Roberto Rocha aproveitou para consultar Wellington Dias sobre o Shopping da Cidade, projeto que já existe em Teresina, e que o maranhense vai implantar em São Luís. “Conversamos sobre o Shopping da Cidade, que vamos fazer para acomodar com as melhores condições os camelôs que estão no centro da nossa capital”, ressaltou Rocha.

Mandamentos Hall tem programação diversificada neste fim de semana

Na sexta, a festa será com música eletrônica; e sábado tem arrocha, forró e sertanejo

No sábado será a vez do forró que ganha espaço na mistura com o romance, sertanejo e arrocha

No sábado será a vez do forró que ganha espaço na mistura com o romance, sertanejo e arrocha

Neste fim de semana, a sexta-feira (28) será destinada aos amante da música eletrônica com muito charme, elegância e claro, gente bonita, com o grupo “Vacuo Live”, liderado pelo casal Edu Pizzato, DJ e produtor, e Fer Mateus, vocalista, esbanja amor e atitude em suas apresentações repletas da mais pura energia.

Em cima das batidas eletrizantes da música eletrônica, Edu cria o clima com a guitarra, e Fernanda não deixa pedra sobre pedra quando entoa os maiores sucessos das pistas. Vácuo Live é sintonia do início ao fim, um show como poucos no Brasil. Quem ainda não conhece, não perde por esperar.

A festa continua com os DJs Caio Massucci, Henrique Carvalho, Klinger e Agostinho Nalim. Para mulheres, a produção colocará até 00h30, vodca liberada.

No sábado será a vez do forró que ganha espaço na mistura com o romance, sertanejo e arrocha, passeando pelos clássicos de artistas consagrados e tudo na voz do grupo que vem conquistando o Brasil com belas interpretações, “Os Clones”.

Os ingressos para as duas festas estão à venda nas Óticas da Gente (Rua Grande / São Luís Shopping / Shopping da Ilha) e também na Quarup Games (Tropical Shopping). Para mais informações ligue (98) 9117-8080 ou acesse o site www.mandamentoshall.com.br.

MP e PF investigam emissão irregular de carteira de pescador em Pindaré-Mirim

Jornal Nacional

Há suspeita de irregularidade na emissão de carteira de pescador

Há suspeita de irregularidade na emissão de carteira de pescador

O Ministério Público e a Polícia Federal investigam suspeitas de irregularidades na emissão da carteira de pescador. O documento dá acesso a benefícios do Ministério da Pesca.

Ter a carteira de pescador muda a vida de muita gente, especialmente em regiões pobres do país, como a do município de Pindaré-Mirim, no Maranhão.
“Nós temos vários benefícios. Nós temos ajuda que o governo dá, é o seguro”, diz um pescador.

O seguro-defeso, no valor de um salário-mínimo, é pago de dois a seis meses por ano, durante o período de reprodução dos peixes, quando é proibido pescar. No domingo (23), o jornal O Estado de São Paulo denunciou o suposto uso eleitoral das carteirinhas de pescador para beneficiar candidatos do PRB. O partido comanda o Ministério da Pesca desde março de 2012.

Dados do próprio ministério mostram que três meses antes da eleição, de agosto a outubro foram emitidas mais carteiras no Maranhão do que nos sete primeiros meses do ano. A Polícia Federal já abriu 14 inquéritos no Maranhão e também apura denúncias no Acre.

Para receber o seguro-defeso é preciso ter a carteira. Mas, na hora de fazer o documento ninguém é obrigado a apresentar provas de que é pescador. Hoje, há mais de um milhão de pescadores registrados no país. De cada dez pessoas que pediram o seguro, nove conseguiram o benefício.

Controle

O Ministério da Pesca diz que há mecanismos de controle: é preciso esperar pelo menos um ano depois da emissão da carteira para pedir o benefício, e o pescador tem que apresentar um relatório com a quantidade, espécies e locais de pesca.

Em nota, o ministério afirma que desde fevereiro de 2013 cancelou e suspendeu 330 mil carteirinhas com irregularidades, impedindo o pagamento de R$ 1 bilhão. E que abriu sindicância para apurar as denúncias de uso eleitoral do benefício.

O PRB, que comanda o Ministério da Pesca, declarou que a denúncia se trata de perseguição política e que os fatos serão esclarecidos pela Justiça.

Prefeitura de São Luís paga salários de novembro nesta quinta-feira

Servidores poderão receber seus salários nas agências do Banco do Brasil

Servidores poderão receber seus salários nas agências do Banco do Brasil

A Prefeitura de São Luís paga os salários referentes ao mês de novembro dos servidores públicos da administração municipal a partir desta quinta-feira (27). Desta forma, o prefeito Edivaldo Jr mantém o compromisso de pagar os vencimentos dos funcionários ainda dentro do mês.

Os servidores municipais podem ter acesso às informações dos seus vencimentos em todos os terminais de auto-atendimento do Banco do Brasil, por meio do contracheque eletrônico. Basta acessar a opção Outros Serviços, escolher a opção Contracheque BB e depois informar o número da matrícula e o mês desejado do documento.

As informações também podem ser acessadas pelo site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br), no Portal do Servidor, informando a matrícula e a senha.

Banda Eva lançará bloco do Carnaval de Salvador em São Luís

Banda Eva em São Luís, no Mandamentos, no dia sete de dezembro

Banda Eva em São Luís, no Mandamentos, no dia sete de dezembro

Durante esses 35 anos do Eva, São Luís várias vezes foi presenteada com grandes apresentações e projetos especiais desse grupo consagrado na música brasileira. No próximo dia 07 de dezembro, a partir das 22h, mais uma vez, os maranhenses ganharão um evento único, ousado e com certeza inesquecível no Mandamentos Hall, na véspera de feriado, com lançamento do bloco EVA (Salvador), open bar de cerveja Skol, tequila, espumante e música eletrônica com o Projeto BPM.

A empolgação, o agito, a sintonia, o romance e todas as características que completam um cantor do EVA serão apresentadas ao Maranhão pela primeira vez através do cantor Felipe Pezzoni que comanda o grupo desde 2013.

Quando se fala em EVA é imediato pensar em história de sucesso, crescimento musical e artístico. Quem passa pelo Grupo sabe que há um cuidado especial com a produção de música de qualidade e com uma adequada preparação de artistas. Afinal de contas, em mais de três décadas o EVA ajudou a preparar grandes nomes da música baiana como Jota Morbeck (in memorian), Marcionílio, Daniela Mercury, Ricardo Chaves, Durval Lelys, Ivete Sangalo, Emanuelle Araújo e Saulo Fernandes. Estrelas que fizeram parte de equipes vitoriosas na escola EVA e que depois seguiram novos caminhos.

Com um repertório invejável, Felipe Pezzoni e sua banda EVA, apresentam aos maranhenses, novos e consagrados sucessos do grupo, entre os hits, temos “No Meu Jardim”, “Beleza Rara”, “Eva”, “Simplesmente”, “You and me”, “Tão sonhada”, “Não Precisa mudar”, “Só eu e você”, entre outras inesquecíveis canções.

PROMOÇÃO – Em São Luís, Felipe Pezzoni fará o lançamento oficial do tradicional bloco do Carnaval de Salvador, o EVA, o cantor sorteará abadás (bloco em Salvador) e ingressos para seu show com a Trynave em Fortaleza, dia 03 de janeiro.

OPEN BAR – O open bar será de cerveja SKOL (Long Neck) à noite toda em todos os setores. No espaço front degustação de espumante e durante apresentação do Projeto BPM, rodada de tequila para todos.

E MAIS – O evento contará também com o show do Projeto BPM, liderado pelos DJs, Paulinho Squilaci e Marcel Oliveira. O termo House UP Music ilustra exatamente o que é cada apresentação do ‘BPM’, com estilo próprio e muita interatividade, o Mandamentos Hall, será palco para um grande espetáculo. Assistir a um Set do BPM significa cantar, gritar, vibrar, enfim, aguçar seus sentidos de maneira única.

FELIPE PEZZONI – O baiano de 30 anos começou a ter contato com a música muito cedo, porque seu pai sempre teve muitos instrumentos de percussão em casa e tocava por hobby. Ele foi experimentando e gostando desse universo. Quando terminou o ensino médio, três anos depois, Felipe recebeu o convite para cantar na banda de forró Melaço de Cana e emendou na Colher de Pau, também de forró.  Anos depois começou a surgir o desejo de fazer um trabalho autoral e foi aí que nasceu a Mil Verões, já em parceria com o tecladista Marcelinho Oliveira. Sobre a entrada no EVA, Felipe garante que já está trabalhando duro para honrar toda a confiança que estão depositando nele. “Trabalhei a minha vida inteira pra ter uma oportunidade como essa. Estou me sentindo realizado”, afirma o jovem cantor.

 #SERVIÇOS

O QUÊ? Lançamento do Bloco Eva em São Luís

QUANDO? 07 de dezembro, véspera de feriado.

ONDE? Mandamentos Hall, na Lagoa.