ATENÇÃO, SEMOSP! Período chuvoso se aproxima e galerias permanecem entupidas…

Lixo se acumula nas galerias de São Luís

Lixo se acumula nas galerias de São Luís

O período chuvoso se aproxima em São Luís e pouca ou nenhuma movimentação com relação à limpeza das galerias e bueiros é vista na cidade. No ano passado, a capital maranhense sofreu uma de suas piores crises com enchentes em pontos cruciais. Resultado, exatamente, do descaso com esses serviços e da inexistência de uma operação eficiente de desobstrução.

No ano passado, comerciantes tiveram sérios prejuízos em pontos da cidade como o São Francisco, o Renascença (que o diga Wellington do Curso, empresário e deputado), a Cohama, o Cohatrac, etc. Isso sem falar das perdas que tiveram inúmeros motoristas e moradores por conta do problema das enchentes e dos alagamentos.

Preocupação agora é que o período chuvoso bate à porta, deve vir forte em 2015 e não se vê equipes da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) da Prefeitura de São Luís nas ruas para desobstruir galerias e bueiros entupidos, no sentido de, pelo menos, tentar evitar que o pior aconteça na capital maranhense.

Enquanto a Semosp se mantém inerte e não se previne diante do problema que estar por vir, muito lixo se acumula nas galerias e bueiros das ruas e avenidas de São Luís. É lamentável porque a operação é técnica, não envolve volume de recursos e, simplesmente, não vem sendo realizada por puro descuido.

Uma eficaz operação de limpeza de galerias e bueiros na cidade evitaria o grave problema que estar por vir. Difícil compreender é porque o trabalho não vem sendo feito.

Lei dá a Roseana Sarney direito de nomear assessores por 4 anos

Antes de renunciar, Roseana alterou Lei para ter direito a  mais assessores como ex-governadora

Antes de renunciar, Roseana alterou Lei para ter direito a mais assessores como ex-governadora

UOL

A ex-governadora do Maranhão Roseana Sarney (PMDB) terá poderes para nomear livremente, a partir de 1º de janeiro, quatro servidores para ajudá-la em atividades de apoio pessoal pelos próximos quatro anos. Terá também à sua disposição um carro oficial para seus deslocamentos. Essas regalias estão previstas em uma lei estadual sancionada no último dia 18 pelo governador “tampão”, Arnaldo Melo, atendendo a um projeto de lei enviado por ela em novembro.

Seis dias antes, Roseana já havia sido beneficiada por uma pensão vitalícia no valor de R$ 24 mil por ser ex-governadora. Ela ainda tem direito a outros R$ 23 mil por ser funcionária aposentada do Senado.

A nova lei que se refere à equipe de apoio para Roseana altera uma legislação de novembro 2006, sancionada pelo então governador José Reinaldo Tavares (PSB), adversário político da família Sarney. Essa norma já assegurava a ex-governadores a possibilidade de contar com uma equipe pessoal para assessorá-los após o término do mandato.

Anteriormente, dos cinco assessores que poderiam ser nomeados, apenas um poderia ser indicado sem qualquer restrição. Outros quatro deveriam ser obrigatoriamente dois policiais civis, um motorista pertencente aos quadros da Polícia Militar ou Corpo de Bombeiros, e um quarto, ajudante-de-ordens.

Roseana enviou projeto de lei para a Assembleia Legislativa maranhense a fim de elevar o número de assessores da cota de livre nomeação. E conseguiu. Em vez de apenas um, agora serão quatro. Três deles podem receber subsídio de R$ 5,6 mil. O quarto, de R$ 3,5 mil. Pela nova lei, apenas o motorista, o quinto assessor a que um ex-governador tem direito, precisa pertencer à PM ou ao Corpo de Bombeiros estadual. A norma prevê, em algumas hipóteses, acumulação de salários com cargos que já ocupam.

Arnaldo Melo sancionou Lei

A proposta foi sancionada pelo “governador-tampão” Arnaldo Melo (PMDB), então presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, que assumiu a gestão estadual no dia 10, após Roseana Sarney ter renunciado ao mandato. O ex-vice de Roseana, Washington Luiz, pediu afastamento do cargo em novembro de 2013 para virar conselheiro do Tribunal de Contas do estado (TCE-MA). Será Arnaldo Melo, aliado de Roseana, quem passará a faixa ao governador eleito Flávio Dino (PCdoB), inimigo da família Sarney.

O líder do governo na Assembleia, deputado César Pires (DEM), defendeu a aprovação do projeto. Segundo Pires, a mudança dos cargos não trará aumento de gastos ao erário. Ele argumentou que anteriormente havia apenas preferência por agentes de segurança pública.

Respaldo federal

César Pires disse ainda que a nomeação de equipe para assessorar ex-governadores tem paralelo no âmbito federal, em que ex-presidentes também podem dispor de uma equipe pessoal. “Por mim, acabaria com tudo. Mas não existe afronta à lei. Eu sou contra qualquer um ter, mas sou contra a discriminação de uns terem direito e outros não”, justificou ele, ao dizer que houve acordo com a oposição para se aprovar a proposta.

O presidente do PCdoB no Estado e futuro secretário de Articulação Política do governo Flávio Dino, Márcio Jerry, classificou o projeto aprovado de “casuístico” e “inaceitável”. “A iniciativa visa assegurar privilégios existentes para ex-governadores. Lamentamos que isso ocorra no apagar das luzes do governo”, disse.

Novo governo vai contestar mudança

Márcio Jerry anunciou que, assim que tomar posse, o novo governo contestará a mudança legal administrativa e judicialmente. “É um absurdo do ponto de vista ético e legal”, afirmou.

A reportagem procurou Roseana desde sábado por meio de seus números telefônicos pessoais e também por dois assessores próximos, mas não localizou a ex-governadora para comentar a medida. Na mensagem que enviou à Assembleia, no dia 17 de novembro, Roseana argumentou que, em sua opinião, é desnecessário um ex-governador ter profissionais de segurança pública “sem haver angariado inimizades ou constituído desafetos que representem algum risco à sua segurança pessoal”.

“Há de levar em conta, ainda, que com a dispensa de dois delegados de Polícia da equipe do ex-Governador, o projeto favorece a própria Polícia Civil, que passará a contar com esses profissionais em seus cargos de origem, servindo à sociedade”, afirmou Roseana, ao destacar que a medida não acarreta ônus aos cofres públicos.

Em Belo Horizonte…

belo-horizonte

Caros leitores, até o dia primeiro de janeiro, encontro-me em Belo Horizonte de recesso e, ao mesmo tempo, para rever amigos e acompanhar a virada do ano na capital mineira. E um pedacinho do meu Estado está aqui no “Réveillon do Maranhão 2015”, festa tradicional e de sucesso, já em seu sexto ano, realizada pelo empresário e repórter fotográfico maranhense Valdez Maranhão, na badalada Lagoa da Pampulha.

Nesse período, estarei atualizando o blog na medida do possível, mas sempre bem atenta aos movimentos políticos e cotidianos da nossa capital maranhense.

Valdez Maranhão é proprietário do tradicional Buteco do Maranhão, localizado no bairro de Lourdes em BH. Há 37 anos, ele saiu de seu Estado de origem, conquistou seu espaço na capital mineira e se consagrou na realização de grandes eventos culturais e gastronômicos.

Maranhense, ele não deixa de apresentar aos frequentadores do buteco e de seus eventos também um pouco da culinária do Estado de origem. O tempero do Maranhão, conhecido em Minas Gerais, faz sucesso na bela BH.

“The New York Times” destaca declínio do grupo Sarney em matéria onde cita o Maranhão como um dos estados mais pobres do Brasil

Maior jornal do mundo cita também suposto envolvimento de Roseana com o escândalo da Petrobras. Por coincidência, a ex-governadora vai morar com a família em Miami, nos Estados Unidos, e já chegará conhecida na mídia norte-americana de forma negativa.

Com informações do The New York Times

The New York Times criticou décadas de domínio do grupo Sarney no Brasil e no Maranhão

The New York Times criticou décadas de domínio do grupo Sarney no Brasil e no Maranhão

the newUm dos  jornais de maior credibilidade no mundo, o The New York Times, destacou o declínio do grupo Sarney no Maranhão e no Brasil como sinal de mudanças. O periódico norte-americano começa a reportagem abordando o domínio de décadas do clã em um dos estados mais pobres do Brasil, onde boa parte da população vive da agricultura de subsistência, e cita aquela conhecida piada que descreve vários pontos de São Luís que carregam o nome e a marca da família.

Ironiza o jornal, publicado em Nova York e distribuído nos Estados Unidos e no mundo, que, no Maranhão, se o cidadão quiser ir a uma maternidade, ele vai à Marly Sarney; se quiser ir ao Centro Histórico de São Luís pega a ponte José Sarney, se quiser tratar de assuntos jurídicos vai ao  Fórum Desembargador Sarney Costa e por aí vai… Fez isso para dar uma pequena noção do que é o do domínio do clã em um dos estados mais pobres do Brasil.

O jornal diz ainda que o fato de Sarney não ter  tentado a reeleição de senador pelo Amapá possibilitou um ciclo de mudanças no Maranhão e no Brasil com a queda da última oligarquia do país.

“Os últimos grandes coroneis do Brasil estão finalmente em declínio”, disse o advogado Rodrigo Lago, que ocupará uma pasta que tratará da Transparência no  governo Flávio Dino. “Se no Maranhão pode mudar, então oligarquias em outros lugares também podem ser controladas”, acrescentou.

The NewYork Times destaca ainda que José Sarney prosperou durante o regime militar de 64 e emergiu, em 1984, como candidato a vice-presidente na chapa de Tancredo Neves, tido como o líder da restauração democrática no Brasil, e que, em 85, com a morte do presidente eleito, ascendeu a presidente e ao poder.

Destaca ainda o jornal que Sarney ficou na Presidência até 1990, deixando o Brasil em uma de suas piores crises econômicas. Conta ainda da retomada política do ex-presidente que se manteve no poder como senador do Amapá por longos anos.

Jornal cita envolvimento de Roseana com escândalo da Petrobras 

O jornal norte-americano fala ainda da renúncia da ex-governadora Roseana Sarney que levou o Maranhão a uma de suas piores crises penitenciárias com repercussão internacional. O periódico frisa que a filha do ex-presidente se envolveu em escândalos como o da Petrobras e que deixou o governo para não ter que passar a faixa ao governador eleito, Flávio Dino (PCdoB).

Na matéria, o jornal admite que procurou a governadora para uma entrevista e que a mesma negou. Só a título de coincidência, Roseana escolheu os Estados Unidos para morar. Em janeiro, deverá embarcar para  Miami, cidade do Estado da Flórida. Já chegará no país conhecida pelo destaque negativo dado ao grupo Sarney no The New York Times, simplesmente o maior jornal do mundo.

Aliados do grupo Sarney ganham convênios de R$ 117 milhões no fim da gestão Roseana

Do Uol

Convênios foram autorizados pelo grupo Sarney no apagar das luzes

Convênios foram autorizados pelo grupo Sarney no apagar das luzes

Às vésperas de encerrar o ano e mudar de gestão, o governo do Maranhão renovou, nos últimos dois meses, 172 convênios com prefeituras. Praticamente todas as administrações beneficiadas são governadas por aliados do grupo político dos Sarney, que deixará o governo do Estado em 1º de janeiro de 2015.

Após a derrota nas urnas nas eleições de 2014 –quando Flavio Dino (PCdoB) foi eleito o novo governador do Maranhão já no primeiro turno–, foram fechados convênios que totalizam R$ 117 milhões. Os contratos têm prazo final de execução entre os meses de janeiro e março de 2015 e envolvem diversos tipo de obras.

Apesar de já estar em período de transição, o novo governo alega não ter sido informado oficialmente sobre os gastos, e afirma que soube apenas após a publicação atrasada de diários oficiais do Estado.

Os convênios foram assinados e divulgados apenas após a renúncia de Roseana. Durante os 20 dias que antecederam a renúncia da agora ex-governadora e filha do senador José Sarney (PMDB-AP) e a posse do presidente da Assembleia –Arnaldo Melo (PMDB)– no governo maranhense, o Diário Oficial do Estado não foi publicado. Todas as edições que circulariam nesses dias foram colocadas à disposição para consulta com data retroativa.

Com rival no comando, capital fica fora da lista de cidades premiadas

Apesar de ser a capital do Estado e concentrar quase 20% da população, São Luís não foi beneficiada com nenhum convênio. O prefeito, Edvaldo Holanda Júnior é do mesmo partido do governador eleito Flávio Dino –ambos são do PCdoB.

O prefeito afirma que, nos dois anos em que esteve à frente da gestão de São Luís, o governo do Estado não o procurou, nem fechou nenhum convênio de repasse de recursos.

Mas se a capital ficou fora, pequenas prefeituras do interior foram agraciadas com convênios que preveem distribuição de verbas substanciais. Uma delas é a de Coroatá (247 km de São Luís), que receberá R$ 1,6 milhão dos cofres estaduais. A prefeita Maria Teresa Trovão Murad (PMDB) é esposa de Ricardo Murad, deputado estadual e cunhado de Roseana Sarney.

A prefeitura de Codó também foi outra beneficiada, com convênios que somam R$ 1,5 milhão. Envolvido em denúncias de compra de votos, o prefeito Zito Rolim (PV) é apoiador histórico do grupo Sarney.

Nova administração do MA protesta contra convênios retroativos

A assinatura retroativa dos convênios foi recebida sob protestos do novo governo. Uma das dúvidas da gestão Flávio Dino é saber se os convênios serão pagos com o orçamento de 2014, ou se serão deixados na conta do novo governo, que começa em 1° de janeiro de 2015

“Não há dúvida de que há direcionamento político. Se eles forem pagos no fim do governo, a toque de caixa, é um indicativo que pode haver um trabalho de passar um ‘caixa zero'”, afirmou o coordenador da transição, Marcelo Tavares (PSB).

Tavares afirma que uma das primeiras medidas que o novo governo vai adotar é a analise dos convênios retorativos.

“Todos os casos que forem identificados com indício de irregularidades serão encaminhados para a Secretaria de Transparência e Controle para levar às instâncias cabíveis”, disse.

A reportagem do UOL procurou a secretaria de Comunicação do Maranhão durante a última semana, com pedido de explicações sobre os convênios e seus pagamentos, mas não obteve resposta até a publicação.

Em entrevista concedida à Folha na semana passada, o governador eleito Flávio Dino criticou a renúncia de Roseana e afirmou que ela vai entregar um governo.

“Estão interrompendo os pagamentos na área da saúde, que não tem concurso público há cerca de 20 anos. A dívida com os precatórios está explodindo, e a gente não sabe o que vai ser quitado e o que vai ficar para o ano que vem”.

O verdadeiro sentido do Natal é mais urgente hoje

Padre Reginaldo Manzotti

sentido do natal

Hoje é Natal e nesse tempo somos chamados a nos deparar com um mistério que é muito maior que a nossa compreensão. Um grande mistério que nós podemos sentir de forma diferente a cada ano. Talvez porque nós estamos diferentes a cada ano. Deus suscitou no meu coração a necessidade de lembrar a todos que o verdadeiro sentido do Natal é mais urgente hoje, é voltarmos a sermos gente!

Muitos não entendem que Deus se faz presente no que chamam de mágica do Natal. Por que neste período o ser humano fica mais frágil? Por que ficamos com mais saudade? Por que começamos a lembrar dos que já morreram e parece que nós ficamos mais fracos? É verdade! Ficamos mais sensíveis! Você acha que é por causa dos enfeites, das luzes e estrelinhas? Não! É porque Deus toma a iniciativa. Deus faz uma curvatura no céu e desce à Terra.

E pelo fato de Deus realmente descer no Natal, Ele consegue fazer algo que nós não conseguimos: amolecer o nosso coração. Por isso, se há magia é a magia de Deus, porque no tempo do Natal, Deus nos torna mais humanos. Por isso o Natal é a oportunidade de nós revermos o que realmente é importante para nós. Façamos um exercício, pensemos nas pessoas que estão próximas a nós e que são aquelas que sabemos, estão conosco em todos os momentos.

Perguntemo-nos como estamos tratando essas poucas pessoas que vão cuidar, zelar, acompanhar-nos até o fim? Temos expressado amor, ternura, compaixão? Ou são as pessoas em quem mais descontamos a raiva, são as que mais sofrem conosco? Natal é a gente ter coragem de olhar para nossa história e dizer “eu não quero continuar desta forma”.

No Natal somos chamados a lembrar de que Deus tornou-se uma criança e Deus nasceu no meio de uma estrebaria: “José e Maria, sua esposa, que estava grávida, estavam em Belém, quando se completaram os dias para o parto, e Maria deu à luz ao seu filho primogênito, e, envolvendo-o em faixas, reclinou-o num presépio; porque não havia lugar para eles na hospedaria”. (cf. Lc 2,4-7) Deus assumiu a forma humana e não podemos esquecer-nos de algo fundamental: Deus entrou na humanidade para dizer “O que eu fiz foi bem feito e, como ser humano eu já experimentei todas as limitações, então vocês também podem ser santos”.

Esse mistério da humanidade de Deus é tão profundo. Ele se tornar um de nós, é uma decisão da vontade de Deus tão grande que Ele se desnuda de toda majestade para dizer eu os amo incondicionalmente. Ele veio trazer a luz para quem andava errante no mundo, vagando na escuridão, mas parece que São João se deu conta de que nem todos viram a luz e se viram a luz rejeitaram. (cf. Jo 1,9-12)

Neste ano de 2014, mais uma vez Jesus nasce. Deus se desnuda, diante de mim e de você, para trazer luz e será que nós vamos recusar a luz de Deus? Vamos continuar errantes neste mundo, fazendo besteira, construindo muros, construindo armas de destruição, incentivando e colocando lenha nos conflitos, nas discórdias? Natal é essa luz que vem para brilhar no horizonte da família e dizer: encontre no perdão, a luz de Cristo. Perdoe, volte atrás, fez besteira, corrija. Olhe para esta pessoa que está ao seu lado e pense: “Ela está, como eu, buscando a Deus! Então eu vou dar a ela o meu braço e vamos junto seguir na luz”.

Geralmente os presentes que oferecemos no Natal vêm com o prazo de validade muito curto. Podemos comprar o melhor presente do mundo para uma criança, é novidade no dia de Natal, talvez três, quatro dias, uma semana, depois, acabou! O presente que Deus nos dá é para sempre. Ofereçamos também um presente que vai para a vida inteira, nosso amor, nosso sorriso, nosso afeto, nosso perdão, um abraço a quem faz tanto tempo que não abraçamos. Diga para a pessoa que está do seu lado, o quanto ela é importante para você. São palavras que parecem mero romantismo, mas fazem tão bem para o ouvido e para o coração.

Eu gostaria de instigar e incentivar você, que está lendo esse texto, seja o exemplo de Deus, se desnude, tire a armadura, tire a máscara, tire a hipocrisia, não tenha medo de renascer, de voltar às essências da sua humanidade porque, às vezes, a gente se torna algo que nós não reconhecemos. Certas situações nos fazem tomar decisões que vão contra a nossa natureza e vamos nos tornando pessoas amargas, tristes, desanimadas.

Aproveite o Natal e tente recuperar o que de melhor você tem. Aquele sorriso largo, aquele coração que era bom, aquela pessoa que era capaz de chorar de emoção. Resgate em você aquela pessoa que era capaz de acreditar, que era boa, simples, verdadeira, autêntica, amorosa, não deixe a vida lhe estragar. Volte a ser bom, porque Deus é bom.

Maranhão é o estado do Nordeste com maior índice de queimadas

Globo.com

Queimadas se intensificam no Maranhão

Queimadas se intensificam no Maranhão

O Maranhão é o estado com maior número de queimadas da região Nordeste e o terceiro do país, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Nos 24 dias de dezembro deste ano, já foram registrados 2.020 focos de incêndio no estado.
A situação é preocupante, já que, este ano, as queimadas chegam 25.055 casos registrados, 58% a mais do que o ano passado. As cidades com maior número de focos são: Grajaú (1.519), Mirador (1.438) e Balsas (1.130).

O levantamento do Inpe mostra que o estado maranhense é só perde para Pará e Mato Grosso na maior incidência de queimadas. De acordo com o Corpo de Bombeiros, o clima seco propicia as queimadas porque a falta de chuva prolongada deixa o solo e a vegetação ressecada, o que facilita o alastramento do fogo, que algumas vezes pode sair de controle e causar uma série de transtornos.

Com o avanço do período de estiagem, o número de queimadas já é elevado e a tendência é de que as ocorrências do tipo continuem aumentando. O Corpo de Bombeiros tem atendido a uma média de oito a dez chamados por dia.

Como o período de estiagem só deve acabar em janeiro, a recomendação para evitar queimadas é que as pessoas mantenham seus terrenos limpos, evitem o acúmulo de lixo e evitem limpar terrenos na zona rural utilizando fogo. “Esses incêndios podem ter origens criminosas, naturais, queima de vegetação e a orientação é fazer contato com os Bombeiros por meio do telefone de emergência que é o 193”, explicou o Major do Corpo de Bombeiros, Paulo Andrade.

A vegetação seca propicia os focos de incêndio. Os locais onde costumam ocorrer queimadas com maior frequência são as áreas do Araçagi, Avenida Litorânea, Maioba, Paço do Lumiar, Raposa e nas reservas do Itapiracó e do Batatã.

A comunidade pode ajudar a combater os incêndios de acordo com os Bombeiros, desde que se sinta segura para isso. “A população pode, no primeiro momento, iniciar o combate, mas em caso de perda de controle ou se não se sentir seguro para agir é acionar os bombeiros por meio do telefone de emergência”, disse.

Movimentos da Juventude se mobilizam para participar da posse de Flávio Dino

Posse de Flávio Dino será marcada por muita mobilização popular e um dos segmentos mais engajados é a juventude, de vários movimentos espalhados pelo Maranhão e pelo Brasil.

Posse de Flávio Dino será popular

Posse de Flávio Dino será popular

A União Nacional dos Estudantes (UNE), a União da Juventude Socialista (UJS) e a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) se mobilizam para marcar presença na cerimônia do dia 1º de janeiro. Assíduas em vários momentos da disputa eleitoral no Estado, as entidades se destacam como fundamental a participação dos estudantes na cerimônia de posse do primeiro governador eleito pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB).

“Acredito que a História do Maranhão vai se dividir em antes e depois do dia 1º de janeiro”, avaliou Eduardo Correa, diretor da UNE no Maranhão. Ele revelou que também são esperados para este momento membros da executiva nacional da União Nacional dos Estudantes, como Thiago José (diretor de comunicação), Thauan Fernandes (diretor de relações internacionais), Mateus Weber (diretor de universidades privadas), Rafael Bogoni (diretor da OCLAE) e Iago Montalvão (diretor de universidades públicas).

Para a presidente da UJS-MA, Thays Campos, o momento é muito simbólico para os jovens. Ela relembrou a forte participação dos jovens no processo de mudança política do Maranhão Momentos como os “Diálogos com a Juventude” e as “Plenárias com osJovens”, foram, segundo ela, uma amostra do modo de governar que Flávio Dino deseja imprimir no Maranhão.

O entusiasmo com o novo momento político também foi relatado por Jaine Santos diretora da UBES-MA. Segundo ela, há grande expectativa para a presença de jovens de todas as regiões do Maranhão para presenciar a posse do próximo governador. “Durante a campanha tivemos uma participação massiva da juventude, estamos nos mobilizando para fazer o mesmo na posse”, garantiu ela.

Juventude e mobilização

Os representantes da juventude do Maranhão esperam que o próximo governo atenda os anseios dos jovens. Ouvindo mais 120 municípios do Estado e diversos segmentos sociais, o Programa de Governo de Flávio Dino expressa as necessidades de milhares de maranhenses.

“A campanha de Flávio acendeu em nós a esperança de ver em nosso futuro, um futuro completamente diferente de nossos pais, avós e bisavós. Paramos de ser vistos como futuro e passamos a ser tratados como presente. Nossas demandas foram colocadas no centro do Programa de Governo”, finalizou Thays Campos.