Othelino Neto destaca reeleição de Edivaldo Jr em São Luís

 

 Othelino disse  que a relação do prefeito com o povo o credenciou a ter sempre votações expressivas e vitórias importantes

Othelino disse que a relação do prefeito com o povo o credenciou a ter sempre votações expressivas e vitórias importantes

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) usou a tribuna, na sessão desta segunda-feira (31), para registrar o resultado do segundo turno das eleições em São Luís, onde o prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT) se saiu vitorioso das urnas. Segundo o parlamentar, o pedetista, mesmo com muita dificuldade por conta de questões meramente políticas e pela crise  que se agravou  nas prefeituras em todo o Brasil, conseguiu mostrar que aquelas previsões catastróficas estavam erradas. De acordo com ele, no decorrer da campanha, as pessoas puderam conhecer mais  do muito que está sendo feito pela cidade.

“A reeleição do prefeito não foi, simplesmente, pela amizade que eu tenho por ele, nem foi também só porque conheço o prefeito Edivaldo Holanda Jr e sei do bom cidadão que ele é, do homem correto, probo, do bom amigo, do bom marido, do bom pai, certamente do bom filho, mas porque eu considero fundamental que ele tivesse a oportunidade de dar seguimento ao trabalho que vem fazendo em São Luís”, comentou o deputado.

Para Othelino, as obras, o trabalho da Prefeitura  de São Luís não se resumiram à campanha eleitoral, até porque  teria que  ser o prefeito mágico para fazer todo um trabalho em três meses.  “As ações aconteceram durante a gestão e, claro,  que com a parceria  do governo do Estado,  desde 2015, surgiram mais iniciativas”, disse.

De acordo com o deputado, a Prefeitura está fazendo o seu lado; o governo do Estado, a sua parte e ainda assim os dois têm muito o que realizar ainda pela cidade de São Luís. “Eu votei no prefeito Edivaldo, quando foi candidato em 2012 e com muito orgulho saia às ruas com o 12 no peito dizendo que votaria, como votei nele, para reeleição porque honrou o meu voto e dos mais de 280.000 ludovicenses que votaram nele. E acordei nesta segunda-feira, certamente, muito feliz com a escolha”, afirmou.

Othelino disse que ninguém, nem ele e nem o prefeito, tem a pretensão de dizer que a gestão é perfeita, mas muito foi feito e será realizado pela cidade. “Além das ações da administração, a partir do momento que o prefeito foi reeleito, fica comprovado que a gestão está aprovada pela população ou pela maior parte dela”, afirmou.

O deputado disse que, mesmo nos momentos de maior dificuldade, o prefeito andava na rua de cabeça erguida e jamais foi hostilizado pela população. “A capacidade, o carisma, essa relação de olho no olho, de poder sempre estar na rua, é uma marca do prefeito desde quando foi vereador até agora quando reeleito”, comentou.

Othelino disse  que a relação do prefeito com o povo o credenciou a ter sempre votações expressivas e vitórias importantes. “Parto para finalizar esse pronunciamento dizendo que, com a reeleição do prefeito Edivaldo, fica claro que, majoritariamente, os maranhenses, inclusive São Luís, estão apostando nesse novo caminho que se iniciou em 2015”, frisou.

A campanha

O vice-presidente da Assembleia citou líderes importantes, nesse processo político, como o governador Flávio Dino (PCdoB) e o deputado federal Weverton Rocha, presidente estadual do PDT, pela desenvoltura na campanha, pelo compromisso, pela forma vibrante como participou de toda a campanha.

O deputado destacou o PDT, como um partido de uma história marcante no Estado e na cidade de São Luís, onde sua militância esteve presente, de forma permanente, e lembrando aqueles momentos das campanhas de Jackson Lago para a Prefeitura, onde a garra  era sempre fundamental.

Othelino citou também o envolvimento dos deputados pedetistas, Fábio Macedo, Rafael Leitoa e Glalbert Cutrim, que vibraram com a campanha em São Luís, assim como Zé Inácio (PT), Bira do Pindaré (PSB), Cabo Campos, César Pires, etc.

“Concluo minhas palavras dizendo que a eleição acabou, e o prefeito Edivaldo, a partir do momento que foi reeleito, ele é o prefeito de todos os ludovicenses, daqueles que votaram e dos que não votaram. E tenho muita confiança que valeu a pena apostar que São Luís continua no caminho certo”, afirmou.

ACABOU! Edivaldo Holanda Jr é reeleito prefeito de São Luís

Edivaldo Holanda Jr vence eleição em São Luís no segundo turno

Edivaldo Holanda Jr vence eleição em São Luís no segundo turno

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PDT), foi reeleito neste domingo (30), após vencer, nas urnas, o candidato do PMN, Eduardo Braide, no segundo turno, por uma diferença de mais de 40 mil votos. Ele acompanhou a apuração de casa ao lado de familiares, amigos e correligionários.

Desde o primeiro turno, Edivaldo fez um programa sem ataques aos adversários, adotou a linha da prestação de contas e apresentação de propostas. Viu contra si todos os candidatos unidos no propósito de derrubá-lo para, assim, tentarem chegar ao Palácio La Ravardiére.

Eduardo Braide acompanhou a apuração de casa, ao lado de familiares e de alguns assessores mais próximos. Ele foi para o segundo turno e passou a fazer uma campanha de críticas e ataques ao prefeito Edivaldo Jr.

Votado como “bom moço”, pois a massa de eleitores não o conhecia, o deputado foi desmascarado, no decorrer da campanha, e contra ele veio à tona até investigação da Polícia Federal, no caso da Máfia de Anajatuba, que desviou milhões de reais dos cofres públicos de um município pequeno e pobre, além de denúncias da sua prática parlamentar, incluindo emprego de funcionários fantasmas, etc.

Outro entrave do candidato do PMN foi a sua própria arrogância. Braide, tentando se passar por “novo”, renegou aliados antigos da “velha política” que ficaram ressentidos com a atitude do deputado. Não foi cordial com a imprensa, foi temperamental e até grosseiro com determinados jornalistas, radialistas e blogueiros

Terminada a eleição do segundo turno, resta saber se Eduardo Braide vai aceitar o resultado ou se vai espernear, chorar,  bem ao seu estilo arrogante e agressivo de ser

Em sete dias, 10 pesquisas apontam vitória de Edivaldo com média superior a nove pontos

Raimundo Garrone

Todas as pesquisas indicaram vitória de Edivaldo Holanda Jr

Todas as pesquisas indicaram vitória de Edivaldo Holanda Jr

Há pelo menos uma semana, todas as pesquisas realizadas em São Luís apontam a vitória do prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT). Algumas com diferença superior a dez pontos, outras menos. O fato é que a reeleição do pedetista é quase uma certeza segundo os institutos eleitorais.

No domingo passado (23), a Escutec, notadamente ligado a “Máfia de Anajatuba”, começou a mostrar o crescimento de Edivaldo ao admitir um empate técnico entre os dois candidatos, 45% a 45%.

Dois dias depois (25), o Jornal Pequeno mostrava os números do levantamento da Econométrica, com Edivaldo vencendo por uma diferença de 13 pontos percentuais. O resultado da pesquisa estimulada marcou 52% a 39,4%.

Na quarta-feira (26) foi à vez da pesquisa Exata contratada pela TV Guará, a porta-voz e produtora da candidatura de Braide. Os números davam ao prefeito 8% de vantagem. No cenário induzido, Edivaldo marcou 49% e Braide 41%.

Quinta-feira, dia 27, a Rádio São Luís publicou a primeira pesquisa Data Ilha em São Luís. O pedetista marcou 47,6% contra 41% do candidato do PMN, diferença de 6,6%. O jornal “O Imparcial” e seu próprio instituto (Impar) decretavam a vitória de Edivaldo por 52,6% contra 37,4%. Até o inesperado Ibope da TV Mirante se rendeu aos fatos, no mesmo dia divulgou Holandinha com quatro pontos acima de Braide (52% contra 48%).

Ontem foram três pesquisas. A Econométrica do Jornal Pequeno registrou a maior diferença desde o início do segundo turno, 17 pontos e o placar 58,9% a 41,1%. A Data M, da TV Difusora, mostrou o pedetista dez pontos à frente, 52% a 42%. A Exata, da TV Guará, marcou 51% Edivaldo e 32% para Eduardo, vantagem de 13%.

Hoje (29), a Escutec também confirmou a disparada do prefeito Edivaldo Holanda Júnior. O resultado apontou 49% das intenções de voto contra 42% de Eduardo Braide.

Fazendo um cálculo para descobrir a vantagem do prefeito sobre o adversário, a média da diferença é de 9,36% em dez pesquisas nesta semana. Diferença confortável e difícil de ser alcança faltando menos de 24 horas para o início da votação.

Eduardo Braide: Arrogância, telhado de vidro, muitos ataques e poucas propostas…

Braide ficou marcado, no segundo turno, pela arrogância, revelações de que é investigado pela Polícia Federal, poucas propostas e muitos ataques

Braide ficou marcado, no segundo turno, pela arrogância, revelações de que é investigado pela Polícia Federal, poucas propostas e muitos ataques

O candidato do PMN, Eduardo Braide, termina o segundo turno da eleição em São Luís com a imagem de um político arrogante, que tentou se desvincular de velhos aliados por oportunismo, que quis se passar pelo “novo”, que mentiu sobre acenos a conhecidas raposas, e criou desentendimentos dentro do seu próprio grupo, onde se lançou e se reelegeu parlamentar,  pois já se achava eleito prefeito sem precisar de ninguém. O deputado ficou marcado também como aquele que somente ataca o adversário e propõe muito pouco, tanto é que pediu para reduzir o tempo de propaganda no rádio e na TV de 20 para dez minutos.

As revelações – dando conta que o deputado é investigado pela Polícia Federal por conta de suposto envolvimento com a máfia de Anajatuba, acusada de desviar milhões de recursos públicos de um município pequeno e pobre; que recentemente teve o sigilo bancário quebrado; que mantinha laranjas em seu gabinete, etc – desequilibraram o candidato e fizeram-no cair nas pesquisas. A rejeição de Braide, que tem telhado de vidro, cresceu bastante, de acordo com todos os institutos de pesquisa, resultado dos diversos fatos que vieram à tona e o colocaram como líder nesse quesito.

O debate da TV Mirante também revelou Braide como um candidato bom de lábia, por ser parlamentar e ter experiência nos embates de tribuna, porém fraco em conhecimentos de gestão pública, apenas um político de gogó. Na Assembleia Legislativa, só lembrou de destinar emendas para São Luís neste ano de 2016, porque pretendia disputar a Prefeitura de São Luís.

Poucas propostas, muitos ataques

E de propostas? Braide apresentou um programa de governo, se é que se pode chamar assim, sem detalhamentos de como e com que recursos iria fazer ou implantar suas propostas. O que ele chama de plano, resume-se a um panfleto fino com poucas ideias soltas e perdidas, coisa que mais parece um improviso de quem não achava que passaria para o segundo turno.

A proposta mais relevante de Eduardo Braide parece que foi mesmo “atacar o adversário”. Os programas do candidato do PMN foram marcados pela arrogância e por ataques ao prefeito Edivaldo Holanda Jr, que disputa a reeleição. Ele, que se queixava de ter tido apenas dez segundos de tempo de programa eleitoral, no primeiro turno, não soube aproveitar o espaço do segundo turno ou não conseguiu elementos suficientes para apresentar a seu favor.

Maranhão é o segundo estado com menor taxa de mortes violentas do Nordeste

nordeste2910

O Maranhão é o segundo estado do Nordeste com menor taxa de mortes violentas intencionais (MVI), segundo o 10º Anuário Brasileiro de Segurança Pública, do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, divulgado na última sexta-feira (28). De acordo com o relatório, o estado apresenta 33,8 homicídios por 100 mil habitantes e só fica à frente do Piauí na região.

Os números, referentes ao ano de 2015, são baseados em informações da Secretaria de Segurança Pública (SSP), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do próprio Fórum Brasileiro de Segurança.

No relatório, o Maranhão também figura entre os estados do Grupo 1, com maior qualidade de dados registrados. Os estados do Grupo 2 apresentaram menor qualidade de informações, e os do Grupo 3, trouxeram dados cuja qualidade não pode ser atestada.

Juntamente com o Maranhão, fazem parte do Grupo 1: Alagoas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, além do Distrito Federal.

No Grupo 2 da análise do Fórum Brasileiro de Segurança, estão: Acre, Amapá, Paraíba, Rondônia e Tocantins. No Grupo 3, apenas o estado do Amazonas.

A alta confiabilidade dos dados do Maranhão, apontada pelo relatório, deve-se também ao fato do estado ter incluído no levantamento do ano passado os dados de 80 cidades que não eram computadas até 2014.

Investimentos em segurança

Desde 2015, o governo estadual tem investido em segurança pública para buscar a diminuição dos índices de homicídio, sobretudo na Região Metropolitana de São Luís, que despontou como uma das mais perigosas capitais brasileiras no Mapa da Violência referente ao ano de 2014.

Mediante a instituição do Pacto Pela Paz, um conjunto de ações na área de segurança que envolvem aquisição de equipamentos, investimentos em tecnologia, contratação de policiais e estreitamento das relações com a comunidade, houve redução em 20% do número de homicídios no primeiro semestre de 2016, em relação ao mesmo período de 2014.

O fortalecimento da segurança também implicou em maior resolutividade das investigações de homicídio, com aumento de 300% da média de casos elucidados em até três dias. A variação corresponde a uma comparação dos sete primeiros meses de 2016 com o mesmo período de 2014.

Também cresceu o número de apreensões de armas e drogas, trazendo um prejuízo de mais R$ 6 milhões para o narcotráfico, segundo dados da SSP. Por meio do Pacto Pela Paz, o governo do estado contabiliza a contratação de 1.500 novos policiais, 450 novos veículos, entre viaturas e motocicletas, além da modernização dos sistemas de monitoramento e radiocomunicação da polícia.

Live com jornalistas sobre debate da Mirante pautou inúmeras discussões no Facebook

 

Uma live, transmissão ao vivo, com quatro profissionais da Comunicação, na página do apresentador e jornalista Jeisael Marx, no Facebook, pautou inúmeras discussões  sobre o debate entre os candidatos a prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Jr (PDT) e Eduardo Braide (PMN), na TV Mirante, na madrugada deste sábado (29). Até agora, foram mais de 60 mil internautas alcançados na capital maranhense, cerca de quatro mil comentários e 1.500 curtidas, mais de 22 mil visualizações, 320 compartilhamentos, sucesso de audiência na rede social.

Os participantes, todos jornalistas, têm blogs, fampages e milhares de seguidores nas redes sociais. E o resultado foi esse sucesso total de audiência e interatividade. Assista ao vídeo da live acima.

Os jornalistas Jeisael Marx, Sílvia Tereza (editora deste blog), Cunha Santos e Gilberto Lima discorreram, por mais de 40 minutos, sobre o desempenho de Edivaldo Holanda Jr e de Eduardo Braide no debate da TV Mirante, levando em consideração a postura adotada por eles, as perguntas feitas, as respostas, o nível de conhecimento técnico e administrativo, as reações, os ataques, contra-ataques e documentos postados pelas assessorias dos mesmos no Facebook.

A audiência da live surpreendeu as expectativas do titular da página no Facebook, Jeisael Marx, apresentador do programa Hora D da TV Difusora, e dos jornalistas participantes, Sílvia Tereza, Gilberto Lima e Cunha Santos.

Segundo Jeisael, essa foi a primeira live de sua página no Facebook e o resultado veio com uma imensa resposta do público que, mesmo de madrugada, após o debate dos candidatos, acompanhou a análise dos jornalistas e interagiu com milhares de comentários. Alguns foram lidos pelo apresentador, durante a live, e respondidos pelos participantes.

Edivaldo vence debate, encurrala Braide e mostra que o candidato é investigado pela Polícia Federal

certidaopf

O debate da TV Mirante entre os candidatos a prefeito, Edivaldo Holanda Jr (PDT) e Eduardo Braide (PMN), bateu recorde de audiência nesta sexta-feira (28) em São Luís. O confronto terminou evidenciando a podridão da chamada “máfia de Anajatuba”, investigada por arruinar os cofres públicos de uma cidade pequena e muito pobre do Maranhão, que envolve o deputado estadual e postulante à Prefeitura, de acordo com documento da Polícia Federal.

Edivaldo Holanda Jr reagiu ao ataque do adversário e desmascarou Braide, logo no primeiro bloco. O deputado, como de costume, apelou para a agressividade, arrogância e não esperava encontrar um prefeito disposto a contra-atacar com aquela força.

Olhando nos olhos de Braide, Edivaldo perguntou sobre o envolvimento dele na chamada máfia de Anajatuba e sobre a investigação da Polícia Federal em curso para apurar o caso. Desnorteado, o candidato do PMN deixou de responder, não soube o que dizer.

Braide ainda tentou bater naquele velho discurso de certidões negativas quando Edivaldo pediu à sua assessoria que  publicasse no Facebook o documento da Polícia Federal, provando que o mesmo está sendo investigando por envolvimento com a máfia de Anajatuba que desviou recursos públicos de um município pobre e pequeno.

Braide mentiu

O documento da Polícia Federal revelando a investigação contra Braide evidencia também que o candidato do PMN estava mentindo ao se vacinar como um “político puritano” por causa de certidões que tirou para poder disputar a eleição.

“Eu não sou bandido”, disse Edivaldo encarando e apontando para Eduardo Braide. A frase marcou o debate, já que o pedetista não tem contra si uma investigação de  corrupção, ao contrário do adversário que é investigado pela Polícia Federal.

Gestão pública X Caema

No geral, Braide também deixou de responder perguntas técnicas sobre gestão pública, como as relacionadas à assistência social e previdência, e revelou o seu lado despreparado para a gestão pública. O candidato do PMN decepcionou também no que diz respeito às resposta sobre sua gestão na Caema, pouco disse, nada explicou.

Braide foi eloquente, em alguns momentos, por conta da lábia adquirida com a experiência de advogado e deputado, mas pouco apresentou propostas, preferiu a linha de ataques, característica de seus programas eleitorais. Revelou que sabe apenas falar bonito, mas não sabe como fazer. Nada mais que isso.

Pesquisa Exata/TV Guará: Edivaldo cresce e tem 57%; Braide despenca e está com 43%

John Cutrim

guara2810

Pesquisa Exata contratada pela TV Guará e divulgada nesta sexta-feira (28) mostra uma vantagem de quatorze pontos percentuais de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) sobre Eduardo Braide (PMN).

De acordo com o levantamento, Edivaldo tem 57% dos votos válidos, contra 43% de Braide.

A pesquisa Exata/TV Guará ouviu 800 pessoas entre os dias 25 e 27 de outubro e está registrada na Justiça Eleitoral sob o número nº MA-04457/2016. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos e o grau de confiabilidade é de 95%.

Rejeição

A pesquisa Exata/TV Guará apontou o candidato Eduardo Braide como o mais rejeitado pelo eleitor. 42% dos entrevistados disseram que não votariam de jeito nenhum em Braide. Já 34% declararam não votar em Edivaldo Holanda Júnior.

Aprovação

Ainda de acordo com a Exata/TV Guará, o governo Flávio Dino continua bem avaliado em São Luís, sendo aprovado por 60% da população.