José Sarney, o mais longevo oligarca brasileiro

Por Marco Antonio Villa, do Estado de Minas

Sarney foi tema de artigo

José Ribamar Ferreira de Araújo Costa é a mais perfeita tradução do oligarca brasileiro. Começou jovem na política, conduzido pelo pai. Aos 35 anos, resolveu mudar de nome. Foi rebatizado por desejo próprio. Alterou tudo: até o sobrenome. Virou, da noite para o dia, José Sarnei Costa. O Costa logo foi esquecido e o Sarnei, já nos anos 1980, ganhou um “y” no lugar do “i”. Dava um ar de certa nobreza.

Na história republicana, não há personagem que se aproxime do seu perfil. Muitos tiveram poder. Pinheiro Machado, na Primeira República, foi considerado o fazedor de presidentes. Contudo, tinha restrita influência na política do seu estado, o Rio Grande do Sul. E não teve na administração federal ministros da sua cota pessoal. Durante o populismo, as grandes lideranças lutavam para deter o Poder Executivo. Os mais conhecidos (Getúlio Vargas, Juscelino Kubitschek, Leonel Brizola, entre outros) mesmo quando eleitos para o Congresso Nacional, pouco se interessavam pela rotina legislativa. Assim como não exigiram ministérios nem a nomeação de parentes e apaniguados.

Mas com José Ribamar Costa, hoje conhecido como José Sarney, tudo foi muito diferente. Usou o poder central para apresar o “seu” Maranhão. Apoiou o golpe de 1964, mesmo demonstrando simpatia para com Jango Goulart. Em 1965, foi eleito governador e em 1970 escolhido senador. Durante o regime militar, priorizou seus interesses paroquiais. Nunca se manifestou contra as graves violações aos direitos humanos, assim como sobre a implacável censura. Foi um senador “do sim”. Obediente, servil. Presidiu o PDS e lutou contra as diretas já. No dia seguinte à derrota da Emenda Dante de Oliveira, enviou telegrama de felicitações ao deputado Paulo Maluf – que articulava sua candidatura à sucessão do general Figueiredo – saudando o fracasso do restabelecimento das eleições diretas para presidente. Meses depois, foi imposto pela Frente Liberal como candidato a vice-presidente na chapa da Aliança Democrática. Tancredo Neves recebeu com desagrado a indicação. Lembrava que, em 1983, em fevereiro, quando se despediu do Senado para assumir o governo de Minas Gerais, no pronunciamento que fez naquela Casa, o único senador que o criticou foi justamente Ribamar Costa. Mas teve de engolir a imposição pois sem os votos dos dissidentes não teria condições de vencer no Colégio Eleitoral.

Em abril de 1985, o destino pregou mais uma das suas peças: Tancredo morreu. A Presidência caiu no colo de Ribamar Costa. Foram cinco longos anos. Conduziu pessimamente a transição. Teve medo de enfrentar as mazelas do regime militar – também pudera: era parte daquele passado. Rompeu o acordo de permanecer quatro anos na Presidência. Coagiu – com a entrega de centenas de concessões de emissoras de rádio e televisão – os constituintes para obter mais um ano de mandato. Implantou três planos de estabilização: todos fracassados. Desorganizou a economia do país. Entregou o governo com uma inflação em março de 1990 de 84%. Em 1989, a inflação anual foi de 1.782%. Isso mesmo: 1.782%!

A impopularidade do presidente tinha alcançado tal patamar, que nenhum dos candidatos na eleição de 1989 – e foram 22 – quis ter o seu apoio. O esporte nacional era atacar Ribamar Costa. Temendo eventuais processos, buscou a imunidade parlamentar. Candidatou-se ao Senado. Mas tinha um problema: pelo Maranhão dificilmente seria eleito. Acabou escolhendo um estado recém-criado: o Amapá. Lá eram três vagas em jogo – no Maranhão era somente uma. Não tinha qualquer ligação com o novo estado. Era puro oportunismo. Rasgou a lei que determina que o representante estadual no Senado tenha residência no estado. Todo mundo sabe que morava em São Luís, e não em Macapá. E dá para contar nos dedos suas visitas ao estado que “representou” por 24 anos

Espertamente, em 2002, estabeleceu estreita aliança com Lula. Nunca teve tanto poder. Passou a mandar mais do que na época em que foi presidente. Chegou até a anular a eleição do seu adversário (Jackson Lago) para o governo do Maranhão. Indicou ministros, pressionou funcionários, fez o que quis. Elegeu-se duas vezes para a presidência do Senado. Suas gestões foram marcadas por acusações de corrupção, filhotismo e empreguismo desenfreado. Ficaram famosos os atos secretos, repletos de imoralidade administrativa.

Nas duas presidências Dilma teve grande influência. Nomeou ministros, controlou estatais. Por puro oportunismo, na última hora, apoiou o impeachment. No novo governo impôs na pasta do Meio Ambiente o seu próprio filho e vetou ministros, como no recente caso envolvendo o Ministério do Trabalho. E tudo isso sem ter mais mandato parlamentar.

O mais fantástico é que em mais de meio século de vida pública – como o célebre Pacheco de Eça de Queirós –, não é possível identificar uma realização, uma importante ação em prol do Brasil, nada, absolutamente nada.

 

Prefeitura retira construção irregular no Rio das Bicas…

Ação da prefeitura no Rio das Bicas

A Prefeitura de São Luís reforçou esta semana a limpeza e desobstrução em pontos considerados críticos do canal que cobre parte da extensão da bacia do Rio das Bicas. Os serviços estão sendo executados pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos (Semosp) e visam evitar ocorrências de inundações de terrenos e moradias do Coroado e do Polo Coroadinho, este último, um dos mais populosos da capital.

Na terça-feira (16), a Semosp acionou a Blitz Urbana, órgão ligado à Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) para proceder com a demolição de construção irregular localizada na Avenida Queiroga, nas proximidades da Avenida dos Africanos. Com a desobstrução do acesso ao canal, os trabalhos de limpeza tiveram continuidade. A ação contou com o apoio da Secretaria Municipal de Trânsito e Transporte (SMTT), que disciplinou o tráfego no local.

Visando à prevenção de possíveis inundações ocasionadas durante o período chuvoso, na região do Coroadinho, a Prefeitura de São Luís realizou, em outubro do ano passado, fiscalização para identificar construções irregulares no entorno do canal do Rio das Bicas. Segundo o secretário da Semosp, Antonio Araújo, a fiscalização foi a primeira fase de um conjunto de medidas preventivas para evitar que as ocupações irregulares provoquem a retenção de água e entupimentos, gerando danos ao rio e alagamentos na área. Araújo informou ainda que a Prefeitura realiza, de forma contínua, serviços de limpeza, desobstrução e manutenção do canal, para manter a área livre de alagamentos.

“As ocupações irregulares e indevidas ao longo canal acabam prejudicando o manejo hidráulico da bacia, colocando em risco de alagamento o polo Coroadinho e o Coroado. A Semosp está intensificando a limpeza do canal para melhorar a vazão do rio no período das chuvas”, explica o titular da Semosp, ressaltando que o canal tem extensão de pouco mais de dois quilômetros e é uma obra importante para a região.

AL e MP discutem parceria para veiculação de ações na TV Assembleia…

Parceria foi firmada em visita de cortesia do procurador-geral

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta quarta-feira (17), a visita de cortesia do procurador-geral de Justiça, Luiz Gonzaga Martins Coelho. Além de trazer os cumprimentos ao presidente da Casa e reforçar a harmonia entre os poderes, a reunião também teve como objetivo discutir uma parceira entre as instituições para a veiculação das ações do Ministério Público na grade de programação da TV Assembleia.

Acompanhado do diretor da Secretaria para Assuntos Institucionais do MPMA, Marco Amorim, e da coordenadora de Comunicação do MPMA, Lucinda Medeiros, o procurador-geral destacou que as relações institucionais, independentes e harmoniosas, são fundamentais para a democracia.

“Vim desejar boa sorte ao presidente e, também, buscar uma possibilidade de fazermos um Termo de Cooperação para que possamos conseguir, dentro da grade de Comunicação, um espaço para o MP TV. Isso dentro da nossa obrigação, como Ministério Público, de transparência em levar à sociedade conhecimento daquilo que estamos fazendo”, assinalou Luiz Gonzaga Martins Coelho.

O presidente Othelino Neto agradeceu a visita, elogiou a atuação do Ministério Público e colocou à disposição toda a estrutura do Complexo de Comunicação para divulgação das ações da instituição. “Essa parceria será muito boa, pois é uma forma da sociedade conhecer mais as ações do Ministério Público, e mais gente entender a competência dessa instituição para que, quando precisar, poder acionar”, completou.

O diretor de Comunicação da Assembleia, Edwin Jinkings, que também participou da reunião, adiantou que já está agendada uma nova reunião, na próxima segunda-feira (22), para que a parceria seja posta em prática o mais breve possível.

“Ressaltamos que temos toda a estrutura para poder fazer o programa de TV, de rádio e, também, ajudar na Web. Já temos uma reunião marcada com a equipe de comunicação do Ministério Público, justamente para avançar na tratativa e fazer o Termo de Cooperação”, concluiu.

Ana Paula Lobato assume presidência do Gedema…

Nova presidente do Gedema é Ana Paula Lobato

A presidência do Grupo de Esposas de Deputados do Estado do Maranhão (Gedema) tem novo comando. Trata-se da enfermeira Ana Paula Lobato, esposa do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), que assumiu o posto, nesta quarta-feira (17). A assinatura do termo de posse aconteceu na sede do Gedema e foi prestigiada pelo presidente da Casa, por esposas que compõem o grupo, diretores e parlamentares.

Enfermeira por formação e empresária, Ana Paula Lobato garantiu que dará continuidade ao excelente trabalho desempenhado pela Dra. Cleide Coutinho. Ela também ressaltou que o Gedema seguirá cumprindo com o seu papel de promover a integração entre os funcionários da Casa e ajudar em causas e projetos sociais.

“Foi feito um belo trabalho pela Dra. Cleide Coutinho. Vamos continuar dando assistência aos servidores da Casa e ajudar no que for possível nas ações sociais, na Creche-Escola Sementinha e no projeto Sol Nascente. Ainda estamos nos ambientando e, mais para frente, vamos poder falar sobre novidades e novos projetos”, completou.

A posse da nova presidente do Gedema foi bastante prestigiada. Entre os presentes estavam a deputada Ana do Gás (PCdoB), e os deputados Hemetério Weba (PV) e Fernando Furtado (PCdoB).

O presidente Othelino Neto destacou que, pelas circunstâncias, foi preciso fazer a transição para que o Gedema continuasse a cumprir com a sua função.

“Vai ser feito um trabalho de continuidade no Gedema, que já vinha sendo realizado com muita competência pela Dra. Cleide Coutinho. O grupo continuará a agir junto aos funcionários da Casa, promovendo a integração entre os servidores e, ao mesmo tempo, dando seguimento aos projetos sociais, que são muito importantes”, assinalou.

A deputada Ana do Gás também desejou sorte e sucesso a Ana Paula Lobato. “Eu acredito no compromisso da Ana Paula, que já fazia parte do Gedema e, agora, dará continuidade ao grande trabalho da dra. Cleide Coutinho, que deixa um legado de muita paixão e compromisso. Desejo todo o sucesso e acredito que esse trabalho irá continuar, como já estava sendo feito”, afirmou.

Disputa pré-eleitoral – DEM vai com o PCdoB, garante Juscelino Filho…

Por Clodoaldo Correa

A confirmação de que o secretário estadual de educação, Felipe Camarão, irá mesmo se filiar ao DEM partiu do próprio governador Flávio Dino durante o ato em que prefeitos fizeram homenagem ao comunista. O presidente estadual do DEM, deputado Juscelino Filho, esteve no ato e confirmou a aliança do Democratas com o governo.

Juscelino disse que o partido já contribui com as demandas do governo estadual no ministério da educação. O ministro Mendonça Filho é filiado ao DEM. Com a filiação do secretário ao partido, a perspectiva é de que mais portas se abram.

“Nós consolidamos hoje uma aliança que vem se desenhando há um bom tempo. Nós viemos participando de ações que o governador tem desenvolvido em todo o Maranhão e estamos contribuindo com o governo através do nosso mandato. Conseguimos muitos pleitos junto ao ministério da educação. O DEM agora vai participar do governo de alguma forma. Iremos oficializar em breve a filiação do secretário Felipe Camarão e ajudar ainda mais o governo junto ao ministério”, afirmou.

O partido indicou também o presidente do Funbem. O ex-prefeito de Poção de Pedras, Gildásio Ângelo, assumirá o cargo.

Secretário de Educação, Felipe Camarão, ingressará nas fileiras do Demcratas

O governador afirmou que a filiação do secretário é positiva politicamente, mas não tem relação com a formação de sua chapa, já que muito se especulou que ele seria indicado a vice-governador.

“Houve o convite do DEM ao secretário Felipe Camarão e o secretário me informou que aceitou o convite. Mas não há nenhuma debate com ele e comigo muito menos acerca de eleição. até porque há muito tempo pra isso. Nós só vamos tratar de eleição de forma conclusiva, ou seja, definir a chapa, após o prazo de filiação, porque aí você tem o conjunto de partidos definidos. Por isso vamos esperar o mês de maio. Acho positivo que tenha um secretário filiado a um partido político importante que hoje se incorpora ao nosso governo e vai continuar este belíssimo trabalho que ele faz”, declarou Flávio Dino.

Flávio Dino entrega patrulhas agrícolas e retroescavadeiras a municípios maranhenses…

Máquinas foram entregues em solenidade no Palácio dos Leões

O governador Flávio Dino entregou, no Palácio dos Leões, mais dez patrulhas agrícolas e quatro retroescavadeiras a prefeituras do Maranhão. As máquinas impactam, diretamente, no escoamento da produção agrícola e pecuária, contribuindo com a economia do Estado. A atual gestão já entregou mais de cem patrulhas agrícolas até agora. Cada patrulha é composta por um trator, uma grade e uma carreta.

O presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PC do B), participou da entrega de patrulhas agrícolas e retroescavadeiras feita pelo Governo do Estado a vários municípios, na tarde desta terça-feira (16), no Palácio dos Leões. O ato contou com a presença do governador Flávio Dino (PC do B); dos deputados estaduais Stênio Rezende (DEM), Zé Inácio (PT), Bira do Pindaré (PT); do deputado federal Weverton Rocha (PDT); além de prefeitos, secretários, técnicos do governo do Estado, assessores das prefeituras e assessores de instituições financeiras.

Foram entregues dez patrulhas agrícolas, compostas de trator, grade e carreta, para os municípios de Fortuna, Vila Nova dos Martírios, São João Batista, Benedito Leite, Fortaleza dos Nogueiras, Alto Parnaíba, Tasso Fragoso, Grajaú, Humberto de Campos e Santa Luzia do Paruá. Também foram entregues quatro retroescavadeiras, adquiridas pelo Governo do Estado com recursos de emendas parlamentares de autoria dos deputados federais Weverton Rocha, José Reinaldo Tavares (PSB), Victor Mendes (PV) e Rubens Júnior (PC do B), aos municípios de Balsas, Alcântara, Santa Luzia do Paruá e Grajaú.

Em sua fala, o governador Flávio Dino agradeceu o apoio da bancada federal do Maranhão para a aquisição das retroescavadeiras, homenageou o ex-deputado Humberto Coutinho e disse que vai continuar lutando para poder ajudar todos os 217 municípios do Estado do Maranhão.

“Quero agradecer o apoio de todos por esses avanços conquistados. Temos ainda muitos encontros a fazer e muito com o que contribuir para os municípios de nosso estado. Estamos finalizando as tratativas para garantir os recursos necessários para a construção da MA -006, que vai beneficiar a região Sul do Maranhão e que é uma reivindicação histórica dessa região”, destacou

Ministro do STJ visita Assembleia Legislativa

Reynaldo Fonseca visitou parlamento estadual

O presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PC do B), recebeu, na tarde desta terça-feira (16), no Gabinete da Presidência, o ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o maranhense Reynaldo Soares da Fonseca. Acompanharam a visita o deputado estadual Stênio Rezende (DEM), o Procurador-Geral da Assembleia, Tarcísio Araújo, e os procuradores da Casa, Giovane Amorim e Felipe Ribeiro.

“É uma satisfação imensa voltar ao Parlamento do Maranhão, agora sob a presidência do deputado Othelino Neto. Trata-se de uma visita de cortesia à nova administração da Casa, o que faço com muita alegria. Vim dizer ao presidente Othelino que o Maranhão, em Brasília, será sempre muito bem recebido pelos maranhenses que lá se encontram, como eu e outros, e desejar votos de uma administração profícua ao presidente Othelino frente do Poder Legislativo Estadual, além de hipotecar a certeza do Poder Judiciário de que o parlamento maranhense fará o melhor para os maranhenses”, declarou o ministro do STJ.

O presidente da Assembleia disse que recebeu com muita alegria a gentil visita do ministro Reynaldo Soares da Fonseca e que conversaram sobre temas que estão na agenda do Judiciário, do Congresso Nacional e de interesse do Maranhão. “O ministro Reynaldo Fonseca é motivo de orgulho para todos nós, maranhenses, pois ele representa muito bem o Maranhão no Superior Tribunal de Justiça”, destacou Othelino.

Na oportunidade, o deputado Stênio Rezende afirmou ser um orgulho e uma honra receber, na sede do Parlamento do Maranhão, um conterrâneo que é ministro do STJ. “Fico feliz em ver um representante do Judiciário, que é maranhense, se solidarizar com o momento pelo qual estamos passando e desejar êxito à nova gestão do Parlamento Estadual”, ressaltou.

Deu no Estadão – Contas públicas do Maranhão melhoram em três anos de governo

A manchete do jornal O Estado de S. Paulo (Estadão) desta terça-feira (16) traz um levantamento sobre a piora da situação fiscal dos Estados em geral – ou seja, da forma como eles estão lidando com o dinheiro público. Apenas cinco Estados tiveram melhora nas contas públicas nos últimos três anos. Entre eles, está o Maranhão.

“Os Estados de Alagoas, Paraná, Ceará, Maranhão e Piauí foram os únicos cujas contas não se deterioraram nos últimos três anos”, afirma a reportagem. O período é o mesmo da atual administração do Governo do Maranhão.

Enquanto a maioria aumentou o déficit, o Maranhão teve variação positiva de 0,4% de 2015 a 2017. Ou seja, desde que o governador Flávio Dino assumiu o cargo, a saúde fiscal do Maranhão melhorou – como têm apontado diversos estudos nacionais e independentes.

O resultado se torna ainda mais significativo ao levar em conta que o Maranhão tem vivido um dos mais robustos ciclos de investimentos públicos da história, com obras em todas as regiões do Estado

A situação do Maranhão contrasta com a da maioria do país, mostra a reportagem do Estadão: “O peso crescente da folha de pagamento e a queda de arrecadação provocada pela crise econômica fizeram com que em três anos – do início de 2015 ao final de 2017 – os Estados saíssem de um resultado positivo de R$ 16 bilhões para um déficit de R$ 60 bilhões em suas contas”.

Reconhecimento nacional

Na sexta-feira passada (12), o jornal O Globo já havia mostrado que o Maranhão é o segundo Estado que melhor controla os gastos em todo o Brasil.

Em dezembro, o Boletim de Finanças divulgado pelo Tesouro Nacional já havia mostrado que o Maranhão tem saúde fiscal mais sólida do que tinha em 2014. Em 2014, a nota da Capacidade de Pagamento (Capag) do Maranhão era C. Segundo o boletim do Tesouro divulgado na quarta-feira (6), o Maranhão agora tem uma nota B, desempenho que vem se mantendo desde 2015.

Segundo a classificação do Tesouro Nacional, as notas A e B indicam boa situação fiscal. Já os conceitos C e D sinalizam o contrário. O Tesouro Nacional é um órgão do Governo Federal.

Ou seja, entre 2014 e 2017, o Maranhão passou de uma situação ruim para um cenário adequado.

Além disso, em 2017, a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro publicou estudo apontando o Maranhão como o segundo Estado com a melhor situação fiscal do país.

Improvável duelo eleitoral…

ROBSON PAZ

O duelo eleitoral entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e a ex-governadora
Roseana Sarney (MDB) parece cada vez mais improvável. A mdebista apostava em
três fatores para entrar na disputa pelo governo do Estado: viabilidade eleitoral,
apoio político e poderio midiático.
Com base nesse tripé, o plano do grupo Sarney era consolidar o projeto até
dezembro de 2017. Janeiro chegou e todos os cenários são amplamente
desfavoráveis à tentativa do sarneísmo voltar ao poder.
No âmbito eleitoral, as pesquisas divulgadas pela TV Difusora e pelo Jornal
Pequeno, em dezembro passado, mostraram favoritismo do governador Flávio Dino
à reeleição.
Além de ver Dino liderar com mais de 60% dos votos válidos, Roseana Sarney,
variando entre 27% e 30% das intenções de voto, tem a maior rejeição entre os pré-
candidatos, segundo dados dos Institutos Exata e Datailha.
Na seara política, a desvantagem de Roseana Sarney é ainda mais visível. Enquanto
o governador comunista manteve praticamente intacta a aliança que o levou ao
Palácio dos Leões, em 2014, a mdebista amarga quase completo isolamento. A
maioria dos partidos historicamente aliados do sarneísmo anunciou apoio ao
governo e à pré-candidatura do PCdoB.
Ao menos seis legendas PRB, PP, PR, DEM, PROS e PTB estarão na aliança
liderada por Flávio Dino.
Não por acaso, o ex-senador José Sarney vetou a nomeação do deputado federal
Pedro Fernandes (PTB) para o Ministério do Trabalho. A desesperada tentativa de
recuperar o apoio do PTB tinha o simbolismo de um troféu a ser exibido pelo chefe
maior da oligarquia como demonstração de força para os políticos. Deu com os
burros n’água!
A postura firme, leal do presidente do PTB escancarou ao Maranhão e ao Brasil, a
política coronelista e retrógrada praticada por Sarney e a candidatura caricata de
Roseana Sarney.
– Mas, Sarney é detentor de um império midiático capaz de causar avarias na
imagem de governos e políticos. Diria, um observador!
Sim, verdade que Sarney tem um oligopólio de comunicação encabeçado pela
afiliada da Rede Globo, dezenas de emissoras de TVs e outras tantas de rádios,
jornal e portal de internet. De fato, não é desprezível!
Contudo, o ambiente da comunicação do Maranhão não mais permite a criação de
factóides como a “morte e ocultação de cadáver de Reis Pacheco”, sem a devida
constatação da verdade com a celeridade e pluralidade propiciada pela internet e
redes sociais.

Ademais, pelo menos, metade da população do estado não se informa pela TV
Mirante, pois acessa TV por parabólica. Cada vez maior também é o índice da
população com acesso à internet, especialmente via celular. Isto é, com informações
ao alcance das mãos.
Com o revés do clã Sarney nos campos eleitoral, político e midiático, resta-lhes a
influência sobre o presidente Michel Temer e o apoio deste para Roseana Sarney.
Recente pesquisa divulgada pelo Ibope mostra que 90% dos eleitores não votam em
candidatos que apóiam governo Temer.
Decerto, uma temeridade para a improvável candidatura de Roseana Sarney. O
Maranhão está próximo de livrar-se de vez do passado coronelista.

_______________

# Radialista, jornalista. Secretário adjunto de Comunicação Social e diretor-geral da
Nova 1290 Timbira AM