Ausência de Sarney Filho em caravana de Roseana Sarney chama atenção

A ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Sarney Filho, evidencia que o grupo político não vive um dos melhores momentos

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) iniciou mais uma etapa de sua caravana, que percorre alguns municípios maranhenses na terça-feira (03), mas um detalhe tem chamado atenção.

A ausência do deputado federal e pré-candidato ao Senado, Sarney Filho, evidencia que o grupo político não vive um dos melhores momentos.

Leia mais: Flávio Dino e as cidades do Leste Maranhense…

Com a certeza de que o grupo Sarney não elege os dois senadores nesta eleição, Sarney Filho tenta inviabilizar que sua base política no interior apoie o outro pré-candidato do grupo, o senador Edison Lobão.

Fontes ligadas ao grupo Sarney informaram que o deputado federal esperava que Lobão não acompanhasse a caravana de Roseana Sarney nesta nova etapa, igualmente aconteceu na sua visita surpresa a três municípios da Baixada Maranhense.

Com a confirmação da presença de Lobão, Sarney Filho teria decidido boicotar a caravana de sua própria irmã.

O que parecia uma disputa entre o grupo Sarney e outros grupos para a eleição ao Senado se mostra uma corrida interna para saber quem se salva politicamente.

 

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

A passagem da caravana de Roseana Sarney por Pedreiras…

Na cidade de Pedreiras, os dois maiores grupos políticos apoiam a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB)

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) esteve na cidade de Pedreiras com sua caravana e passou por uma situação um tanto quanto desconfortável. Na maior cidade da região do Médio Mearim, ela reuniu poucas pessoas no seu evento de pré-campanha.

A ex-governadora esteve na cidade na quarta-feira (04) e pôde conferir de perto o descrédito da população e da classe política.

Na cidade de Pedreiras, os dois maiores grupos políticos apoiam a reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Tanto o grupo do ex-secretário de Indústria e Comércio e presidente do Solidariedade, Simplício Araújo, quanto o de Raimundo Louro e do deputado estadual Vinícius Louro, estão com Flávio Dino.

 

Leia mais: Saiba quem são os seis pré-candidatos ao Governo do Maranhão

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

Pastor Bell é destituído do PSDC

Pastor Bell, que é pré-candidato ao Senado, assumiu o partido em abril, no fim da janela partidária e tinha como projeto, disputar uma das duas vagas para o Senado desta eleição

Durou menos de três meses a permanência do suplente de senador Pastor Bell no comando do PSDC no Maranhão.

Pastor Bell, que é pré-candidato ao Senado, assumiu o partido em abril, no fim da janela partidária e tinha como projeto, disputar uma das duas vagas para o Senado desta eleição.

Sua mais recente ação foi declarar apoio a pré-candidatura de Maura Jorge (PSL) ao Governo do Estado.

Leia mais: Pastor Bel e sua inusitada pré-candidatura ao Senado

A destituição de Pastor Bell estaria diretamente ligada a essa manobra para apoiar Maura Jorge, segundo informações do próprio político, sua destituição da presidência estadual do PSDC, seria fruto de investidas de velhas figuras da política maranhense, revoltadas pelo o apoio declarado do político à candidatura de Maura Jorge e do presidenciável Jair Bolsonaro.

“Ontem eu recebi uma ligação do diretório nacional do nosso partido. Eles me tomaram o partido covardemente, para usá-lo como alavanca para os velhos medalhões da política maranhense e nacional”, afirmou Pastor Bell em reunião com pré-candidatos do partido.

Pastor Bell deu a entender que o PSDC teria sofrido influências do grupo Sarney e que o PSDC passaria a apoiar a pré-candidatura da ex-governadora Roseana Sarney.

 

Leia mais: Pastor Bel assume candidatura a senador e abandona Edison Lobão

Leia mais: Maura Jorge e o apoio de dois partidos nanicos…

Saiba como fica o atendimento de bancos, órgão públicos, Judiciário e comércio nesta sexta-feira (06)

Veja como fica o atendimento de bancos, órgão públicos, Judiciário e comércio

A Seleção Brasileira enfrentará a Bélgica pelas quartas de final da Copa da Rússia, nesta sexta-feira (06). Veja como fica o atendimento de bancos, órgão públicos, Judiciário e comércio:

Governo do Estado

A Secretaria de Estado da Gestão, Patrimônio e Assistência dos Servidores (Segep) informa que o expediente nas repartições públicas estaduais será de 8h às 13h nesta sexta-feira (6). A medida será obedecida por todos os órgãos do Estado, sendo mantidos os serviços considerados de natureza essencial.

Prefeitura Municipal de São Luís

De acordo com a Prefeitura de São Luís, nos dias que houver jogo do Brasil pela tarde o expediente na administração direta, indireta, autárquica e fundacional do poder executivo municipal será em turno único, das 8h às 13h.

Justiça

O horário de funcionamento do Poder Judiciário nesta sexta-feira (05), será das 8h às 12h. Para atendimento das demandas urgentes, ficará em funcionamento o Plantão de 2° Grau com o telefone (98) 98815-8344 disponível.

Bancos

Por conta do jogo entre Brasil e Bélgica, às 15h, pelas quartas de final, as agências bancárias de todo o país vão funcionar apenas das 9h às 13h nesta sexta-feira (6). Segundo informou a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), o horário de atendimento foi reduzido a quatro horas nos dias dos jogos da Seleção Brasileira na Copa da Rússia em respeito a uma circular emitida pelo Banco Central (BC), que recomenda o corte por motivos de segurança das agências e de transporte de valores.

Comércio

A Câmara de Dirigentes Lojistas de São Luís (CDL) informou que não há acordo entre o sindicato patronal e dos comerciários em relação a fechamento de estabelecimentos comerciais nos dias de jogos da seleção brasileira e o horário de funcionamento fica a critério do empresário.