Sarneyzistas distorcem fala de Flávio Dino para atacá-lo

Em seu discurso de posse, Flávio Dino falou do IDH, que terá o próximo resultado apenas no ano de 2020

O desempenho fulminante de Flávio Dino durante entrevista na TV Mirante obrigou os asseclas da oligarquia a distorcerem uma fala do governador, ainda na sua posse, para criar pelo menos um fato negativo após a sabatina.

De acordo com os sarneyzistas, Flávio Dino mentiu ao não conseguir diminuir a pobreza no Maranhão. O que o governador disse foi que iria implementar ações de saúde, educação e agricultura nos municípios de menor IDH do estado para diminuir a extrema pobreza.

“O que nós queremos é que ao fim do governo não tenha nenhuma cidade maranhense no rol das 100 piores do Brasil”, afirmou o governador sobre seu desejo durante discurso de posse.

Na entrevista na TV Mirante, Dino foi taxativo: “Eu não prometi esse absurdo, porque seria algo inviável, algo inalcançável. O que eu me comprometi e prometi de fato, e estamos fazendo, é combater muito fortemente a pobreza com programas sociais que são hoje citamos como exemplo no Brasil todo”, afirmou.

Em seu discurso de posse, Flávio Dino falou do IDH, que terá o próximo resultado apenas no ano de 2020. O desespero e despreparo dos sarneyzistas levou a distorção na fala do governador. Tudo com o objetivo de criar fato negativo após um desempenho letal do governador na TV dos Sarney.

PT anuncia candidatura de Fernando Haddad à Presidência no lugar de Lula

O anúncio foi feito em Curitiba, onde Lula está preso desde 7 de abril

O Partido dos Trabalhadores (PT) anunciou nesta terça-feira (11) que Fernando Haddadconcorrerá à Presidência da República pela legenda no lugar do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que teve o registro de candidatura rejeitado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O prazo dado pelo TSE para o partido apresentar à Justiça Eleitoral o substituto de Lula terminava às 19h desta terça-feira. Na chapa original, Haddad era o vice de Lula. Na nova formação, a candidata à vice-presidência será Manuela D’Ávila, do PCdoB.

O anúncio foi feito em Curitiba, onde Lula está preso desde 7 de abril, cumprindo pena de 12 anos e 1 mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso da Lava Jato envolvendo o triplex em Guarujá (SP).

Pela manhã, a executiva nacional do partido se reuniu em um hotel na capital paranaense. Haddad participou do encontro e chegou à Superintendência da PF, onde Lula está preso, às 15h30.

Após se reunir com o ex-presidente, Haddad deixou o prédio da PF por volta das 17h15 e falou para a militância que esperava do lado de fora. Subiram o palanque com ele a candidata a vice Manuela D’Ávila, a ex-presidente Dilma Rousseff, a presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman e outros membros do partido.

Gleisi apresentou Haddad como candidato a presidente pelo PT e “representante de Lula” na eleição e Manuela como vice. Segundo Gleisi, Lula afirmou que “o PT, mesmo sem ele, deveria apresentar um candidato à presidente da República”. Luiz Eduardo Greenhalgh, um dos fundadores do partido, leu uma carta de Lula.

Prazo

Os ministros do TSE rejeitaram a candidatura Lula em 1º de setembro e deram 10 dias para o PT substituir o candidato – prazo que terminava nesta terça.

Na segunda (10), a defesa do ex-presidente havia recorrido ao Supremo Tribunal Federal (STF) para ampliar o prazo até 17 de setembro. O recurso, entretanto, não chegou a ser analisado até esta terça, e o partido acabou decidindo por anunciar a substituição de Lula por Haddad.

Os advogados tinham feito o mesmo pedido ao TSE, que foi rejeitado pela presidente do tribunal, ministra Rosa Weber.

Caso o partido não apresentasse o substituto na chapa, de acordo com entendimento da Justiça Eleitoral, ficaria de fora da corrida presidencial, e o tempo de propaganda na TV seria redistribuído entre os demais partidos.

Perfil de Haddad

Filho de comerciantes do Bom Retiro, na região central de São Paulo, aos 18 anos Haddad entrou para a faculdade de direito da Universidade de São Paulo (USP), no Largo de São Francisco. Formou-se bacharel em 1985.

Também pela USP, tornou-se mestre em Economia com especialização em economia política, em 1990, e doutor em Filosofia em 1996.

Foi professor de Teoria Política Contemporânea no Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Sociais da USP, analista de investimento do Unibanco e consultor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Em 2001, assumiu a chefia de gabinete da secretaria municipal de Finanças de São Paulo na gestão da prefeita Marta Suplicy. Dois anos depois, se tornou assessor especial do ministro do Planejamento, Guido Mantega. Depois, foi secretário Executivo do Ministério da Educação e se tornou ministro da pasta durante a gestão Lula.

Em 2012, deixou o cargo para disputar as eleições municipais de São Paulo. Foi prefeito da capital paulista de 2012 a 2016, e candidato do PT à reeleição, mas perdeu para o tucano João Doria.

Zé Inácio recebe apoio na Baixada Maranhense e fortalece reeleição

Zé Inácio visitou os municípios de Alcântara, Cururupu, Central do Maranhão, Pinheiro, Peri-Mirim, Mirinzal, Bequimão e Serrano do Maranhão

O deputado estadual Zé Inácio (PT) esteve neste feriado prolongado, cumprindo uma extensa agenda em cidades da Baixada Maranhense. Zé Inácio visitou os municípios de Alcântara, Cururupu, Central do Maranhão, Pinheiro, Peri-Mirim, Mirinzal, Bequimão e Serrano do Maranhão, onde participou de reuniões com moradores e lideranças políticas.

Em Bequimão, foi realizada a inauguração do comitê de Zé Inácio, assim como sua apresentação para o município e para a Baixada Maranhense como o candidato a deputado estadual do Prefeito Zé Martins. Em seguida, Zé Inácio participou de uma grande carreata saindo do comitê em direção ao povoado Paricatiua, que celebrava 127 anos de sua emancipação política.

“Tenho apoiado minha cidade e desta vez não será diferente, o povo de Bequimão merece todo meu empenho para melhorarmos cada vez mais a vida do nosso povo e dessa vez não será diferente, lutaremos juntos novamente, eu e o prefeito Zé Martins”, disse Zé Inácio.

O parlamentar e o prefeito já possuem uma grande parceria com projetos e ações voltados para desenvolver e melhorar a infraestrutura, saúde, educação e geração de trabalho e renda para o povo Bequimãoense.

Zé Inácio visitou os municípios de Alcântara, Cururupu, Central do Maranhão, Pinheiro, Peri-Mirim, Mirinzal, Bequimão e Serrano do Maranhão

Durante as visitas, Zé Inácio apresentou as ações do seu mandato que contribuíram para o desenvolvimento da região, como o benefício da meia passagem aos estudantes nas embarcações aquaviárias, como Ferry Boat; a defesa pela construção e implantação dos Diques da Produção, sendo um já construído por meio de sua emenda parlamentar, que garantirão aos produtores rurais irrigação durante todo o ano nas plantações agrícolas e água para os animais e peixes; e a defesa da construção da ponte sobre o rio Pericumã.

Em Alcântara, Zé Inácio destacou que utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa para reivindicar junto ao Governo do Estado a conclusão da obra da ponte do povoado São Raimundo. E também realizou indicação junto ao Governo solicitando a entrega da obra, e que após suas reivindicações foi concluída e está em pleno funcionamento facilitando o trajeto e dando mais segurança para quem transita pela região.

Na cidade de Central do Maranhão, o parlamentar destacou que continua na luta junto ao Governo para a continuidade da construção da ponte sobre o rio Pericumã, que liga o município de Bequimão a Central do Maranhão. Que diminuirá a distância até a MA 106, e facilitará o acesso para vários municípios como Apicum-Açu, Mirinzal, Bacuri, Cururupu, Guimarães, Serrano, Porto Rico, facilitando o acesso a essas regiões mais distantes e o escoamento da produção, beneficiando mais de dez municípios.

Zé Inácio esteve também em Peri-Mirim e relembrou que já abraçou uma grande causa dos professores do município. Quando defendeu na tribuna da Assembleia os 285 professores concursados e nomeados em 2015, da educação infantil e fundamental, que realizaram uma greve por atraso salarial da atual gestão, que ainda chegou a contratar mais servidores, mesmo com a folha de pagamento em atraso.

Em Cururupu, o deputado falou sobre a importância da Lei de Cotas ao povo negro. Uma Lei de sua autoria, que destina 20% das vagas aos negros em concursos públicos do Estado do Maranhão, conquistando mais cidadania e reduzindo as desigualdades. Já em Serrano, destacou seu histórico de luta em favor da regularização das comunidades quilombolas.

Othelino Neto faz caminhada na Alemanha e tem recepção calorosa

Durante o trajeto, Othelino conversou com moradores e ouviu pedidos por melhorias para a região

As ruas do bairro da Alemanha se transformaram em um mar de gente, no início da noite de segunda-feira (10), durante caminhada do deputado estadual Othelino Neto (PC do B), ao lado do candidato a deputado federal, Batista Matos, em São Luís. Pessoas vindas do Caratatiua, Apeadouro, Ivar Saldanha, Formosa e Irmãos Coragem acompanharam a mobilização.

Durante o trajeto, Othelino conversou com moradores e ouviu pedidos por melhorias para a região. “Tive a oportunidade de conhecer alguns moradores e ouvir os problemas da comunidade. A caminhada foi bastante proveitosa e pude sentir que estamos no caminho certo, rumo à vitória”, afirmou.

Durante o trajeto, Othelino conversou com moradores e ouviu pedidos por melhorias para a região

Dona Eunice da Costa, uma das moradoras mais antigas do bairro, elogiou a atitude do parlamentar. “Othelino vir até a nossa casa, parar para nos ouvir e conhecer de perto os problemas de nossa região, faz com que possamos confiar no seu trabalho como deputado. Estamos confiantes de que de que vamos poder contar com ele nos próximos quatro anos”, ressaltou.

O candidato a deputado federal, Batista Matos, líder da região, também participou da caminhada ao lado do presidente da Assembleia Legislativa. “Fizemos uma bela caminhada, conversando com os moradores e levando as propostas do deputado Othelino a toda comunidade do bairro da Alemanha e adjacências. Mostramos que ele é um homem íntegro e que representa bem o povo no Legislativo”, disse.

Durante o trajeto, Othelino conversou com moradores e ouviu pedidos por melhorias para a região

O líder comunitário Julinho e o vereador Marcelo Poeta também caminharam ao lado de Othelino Neto pelo bairro da Alemanha.

Na TV Mirante, Flávio Dino mostra por que foi eleito pelo G1 o melhor governador do Brasil

O governador e candidato à reeleição Flávio Dino foi entrevistado nesta terça-feira (11) na TV Mirante, onde destacou diversos avanços que o Maranhão vem vivendo desde 2015. “O site G1, que é sediado aqui [no prédio do Sistema Mirante], disse que eu sou o governador que mais cumpriu promessas no Brasil”, afirmou no início da entrevista.

“É um site que é sediado aqui na empresa, de propriedade de minha adversária”, acrescentou. O Sistema Mirante é de propriedade da família Sarney.

“O site G1 fez um campeonato dos governadores, e o governador do Maranhão ficou duas vezes em primeiro lugar, com um índice de 95% [de propostas cumpridas]. É atestado pelo G1. É um atestado de seriedade, de quem combate a pobreza extrema, que faz política social, política econômica justa.”

Flávio também lembrou que o Brasil vive uma grave crise econômica nacional. E, mesmo assim, o Maranhão tem conseguido avanços reconhecidos em todo o país, como o programa Escola Digna, o maior salário para professores, um dos maiores crescimentos econômicos entre todos os Estados e liderança na geração de empregos com carteira assinada no Nordeste.

“Claro que vivemos uma crise nacional causada pelo golpe político que foi dado exatamente pelo partido da minha adversária, o PMDB [atual MDB]. Mas a nossa parte temos feito. As políticas compensatórias foram feitas como nunca antes na história do Maranhão. O Brasil caminhou na direção errada, o Maranhão caminhou na direção correta”, disse o governador.

“O Maranhão teve saldo positivo de emprego em 2017, está tendo saldo positivo em 2018, saiu dos últimos lugares da Educação e hoje está na metade dos melhores”, afirmou Flávio.

Reconhecimento

“O Maranhão não vai andar para trás, temos um governo limpo, honrado e honesto”, afirmou Flávio Dino na TV Mirante

Flávio ressaltou que o Maranhão tem o maior salário do Brasil para professores de 40 horas, acima de R$ 5,7 mil: “Quem diz que é o maior não sou eu, é a Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação, a imprensa, todos dizem que pagamos o maior salário. Significa dizer que é ideal? Ainda não, mas estamos caminhando para isso”.

“O nosso governo é o único que começou e terminou sem nenhuma greve, isso é extremamente importante para os alunos.”

Flávio ainda disse que o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica do Maranhão) atingiu a maior marca da história na mais recente divulgação feita pelo Ministério da Educação.

“O governador Jackson Lago tinha deixado do Ideb no patamar de 3 pontos. No governo da minha antecessora, andou para trás e caiu para 2,8. E olha que é difícil fazer andar para trás, tem que ser muito ruim na gestão. No nosso governo, logo subiu para 3,1. E agora chegamos a 3,4, a terceira maior do Nordeste.”

Bem para a educação

“Temos nota do Ideb maior que o Rio de Janeiro, a Bahia e outros Estados grandes. Saímos do 22º para o 13º. Isso é uma coisa que a Mirante tinha que dar espaço, para os professores falarem, entrevistar estudantes. Iria fazer bem para os educadores, não escondam isso. Mostrem as escolas integrais, as Escolas Dignas. Esse é o Maranhão real. Todos os indicadores mostram avanço.”

Sobre a saúde, Flávio disse que “tínhamos dois hospitais regionais, temos dez hoje”. De acordo com ele, hoje o Maranhão também tem mais leitos de UTI e hospitais macrorregionais, além de o Hospital do Servidor estar em fase de conclusão.

O governador afirmou que, entre as novas propostas para o Maranhão, estão as Policlínicas Regionais, com consultas e exames. A ideia é que elas sejam um meio termo entre os postos de saúde e os grandes hospitais.

“O Maranhão não vai andar para trás, temos um governo limpo, honrado e honesto. Estamos em trajetória boa de crescimento, de realizações de objetivos sociais e de cuidar bem do dinheiro público. A verdade vai vencer e vamos ter uma grande vitória do 65”, concluiu.

A cara de desânimo da chapa tucana…

A falta de sintonia dos membros do PSDB maranhense é reflexo nas pesquisas eleitorais

Se na pré-campanha os ânimos dos membros do PSDB maranhense ficaram alterados, com troca de farpas e declarações ácidas, na campanha a situação não mudou muito.

O que pudemos notar são três candidatos sem sintonia, sem alinhamento de discursos e sem uma estratégia para ajudar o candidato à Presidência da República pelo PSDB, o ex-governador Geraldo Alckmin.

E foi nesse discurso de ajudar o presidenciável tucano, que Roberto Rocha e o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, insistiram em colocar o nome de Rocha na disputa. Mas agora, nem mesmo Madeira está trabalhando no projeto dele.

A falta de sintonia dos membros do PSDB maranhense é reflexo nas pesquisas eleitorais e sobretudo na imagem da campanha.

Márcio Jerry cumpre agenda de campanha e reforça apoios no médio sertão maranhense

Márcio Jerry, cumpriu agenda de campanha este final de semana na região do médio sertão maranhense, nos municípios de Jatobá, Presidente Dutra e Nova Iorque

O candidato a deputado federal e ex-secretário estadual de comunicação e assuntos políticos, Márcio Jerry, cumpriu agenda de campanha este final de semana na região do médio sertão maranhense, nos municípios de Jatobá, Presidente Dutra e Nova Iorque – em que o candidato foi recebido pela prefeita Mayra Guimarães e o seu grupo político, que reforçaram a adesão à candidatura de Márcio Jerry e à reeleição do governador Flávio Dino.

Em Nova Iorque, Jerry participou de uma grande carreata, seguida de um ato político, realizado em parceria com o deputado estadual e candidato à reeleição Othelino Neto. A atividade foi realizada na praça localizada em frente ao Centro de Ensino Anália Neiva, escola recuperada durante a gestão do governador Flávio Dino.

Em seu discurso, a prefeita Mayra Guimarães destacou as melhorias já realizadas em Nova Iorque pelo governo do estado com o apoio de Márcio Jerry e Othelino Neto.

“Nestas eleições a população de Nova Iorque tem a oportunidade de dar um voto de gratidão. Nossos candidatos não são pessoas que chegaram aqui só prometendo, mas sim gente que já tem ações concretas para mostrar pelo nosso município. O Márcio Jerry é filho aqui da região e conhece a realidade da nossa terra”, afirmou a prefeita.

Além da reforma do C.E. Anália Neiva, o município foi beneficiado com a reforma e climatização de uma creche, uma ambulância e um ônibus escolar. Outras realizações estão previstas, como a ampliação do programa Mais Asfalto no município e, posteriormente, a construção de uma ponte. As conquistas para o município foram viabilizadas tanto por emendas parlamentares do deputado Othelino Neto, quanto pela atuação de Márcio Jerry enquanto secretário estadual de assuntos políticos.

Márcio Jerry agradeceu o apoio das lideranças locais. “Não trago apenas promessas, mas a prestação de contas de tudo o que já fizemos antes mesmo da eleição. Como deputado federal, terei condições de trabalhar ainda mais do que tenho feito até agora”, garantiu o candidato.

Agenda

O candidato a deputado federal Márcio Jerry participou ainda da inauguração de um comitê na cidade de Jatobá, em parceria com o candidato a deputado estadual Adelmo Soares e com a presença de diversas lideranças da região.

Já em Presidente Dutra, Márcio Jerry apresentou a sua candidatura aos moradores do povoado Água Branca, localidade recentemente beneficiada com o programa Mais Asfalto. A atividade foi organizada pelo ex-vereador Ricardo Lucena.

A rota pelo Médio Sertão já havia iniciado com pelo município de Colinas, onde Jerry acompanhou o governador Flávio Dino em uma caminhada,com o apoio da prefeita Valmira Miranda. Na ocasião, o ex-prefeito Ewerton Costa também aderiu à campanha de Márcio Jerry.

Flávio Dino recebe o apoio de 196 dos 217 prefeitos do Estado

Na conversa com os prefeitos, Flávio ressaltou que a parceria com os municípios vai continuar

Os prefeitos do Maranhão fizeram na noite desta segunda-feira (10) uma grande demonstração de apoio à candidatura de Flávio Dino à reeleição. Eles se reuniram em São Luís para confirmar que estão juntos com Flávio nesta eleição.

No total, o governador tem o apoio de 196 dos 217 prefeitos do Estado. E mais de 150 deles marcaram presença no ato desta terça-feira. Quem não pôde ir foi representado pelos colegas.

“Temos prefeitos que viajaram 600, 700 quilômetros para estar aqui nesta noite, e esta é uma prova de carinho, de apreço e consideração. Quero agradecer tanto aos que vieram de perto quanto os que vieram de mais longe, e que estão aqui unidos”, afirmou o governador.

Mais Asfalto segue em frente

Na conversa com os prefeitos, Flávio ressaltou que a parceria com os municípios vai continuar, a exemplo do Mais Asfalto.

“Eu comecei o Mais Asfalto no dia 25 de janeiro de 2015. Vinte e cindo dias após o início do governo. A primeira rua que asfaltei no Maranhão foi a JK, em Imperatriz. E desde então não teve um único mês em que esse programa parasse. Porque ele simboliza a mão estendida a vocês”, disse Flávio.

Na conversa com os prefeitos, Flávio ressaltou que a parceria com os municípios vai continuar

Ele acrescentou que “quero garantir a vocês que o espírito de parceria vai continuar, não vai ter interrupção nenhum dia. É preciso que garantamos juntos o melhor resultado”.

Apoio

Os prefeitos destacaram as múltiplas ações de Flávio Dino nos municípios. “É o governador dos menos favorecidos” disse Cleomar Tema, prefeito de Tuntum. “Alguma dúvida sobre quem é o melhor candidato para o governo do Maranhão? Claro que não. Vamos juntos. Unidos pela vitória no 1º turno. É 65.”

“Sou Flávio Dino 65 porque o governo dele olhou o Maranhão como um todo, não só para alguns municípios”, afirmou Vianey Bringel, prefeita de Santa Inês.

A prefeita Valmira, de Colinas, disse que “65 é a mudança, mostrou para que veio. O voto dos colinenses é de gratidão e por saber que Flávio vai fazer muito mais.”

Datafolha: Bolsonaro lidera com 24%, seguido de Ciro 13%, Marina 11%, Alckmin 10% e Haddad 9%

O nível de confiança da pesquisa é de 95%

O Datafolha divulgou nesta segunda-feira (10) uma nova pesquisa de intenções de voto para presidente da República. É o primeiro levantamento do instituto desde que o Tribunal Superior Eleitoral rejeitou a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência.

O Datafolha pesquisou o cenário em que o nome de Fernando Haddad, candidato a vice-presidente pelo PT, aparece como possível substituto de Lula na chapa.

O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

Vamos aos números:

Jair Bolsonaro (PSL): 24%

Ciro Gomes (PDT): 13%

Marina Silva (Rede): 11%

Geraldo Alckmin (PSDB): 10%

Fernando Haddad (PT): 9%

Alvaro Dias (Podemos): 3%

João Amoêdo (Novo): 3%

Henrique Meirelles (MDB): 3%

Guilherme Boulos (PSOL): 1%

Vera Lúcia (PSTU): 1%

Cabo Daciolo (Patriota): 1%

João Goulart Filho (PPL): 0%

Eymael (DC): 0%

Branco/nulos: 15%

Não sabe/não respondeu: 7%

Em relação ao levantamento anterior do instituto, divulgado em 21 de agosto:

Jair Bolsonaro oscilou, dentro da margem de erro, de 22% para 24%(com a margem de erro, tem de 22% a 26%);

Ciro Gomes tinha 10%, agora tem 13% (pela margem de erro, de 11% a 15%);

Marina Silva estava com 16%, agora caiu para 11% (com a margem de erro, tem de 9% a 13%);

Geraldo Alckmin tinha 9%, agora, 10% (com a margem de erro, de 8% a 12%);

Ciro, Marina e Alckmin estão tecnicamente empatados.

Fernando Haddad tinha 4%, agora cresceu para 9% (com a margem de erro, tem de 7% a 11%);

Fernando Haddad também está tecnicamente empatado, no limite da margem de erro, com Ciro, Marina e Alckmin

Álvaro Dias tinha 4%, agora tem 3%(com a margem de erro, de 1% a 5%);

João Amoêdo tinha 2%, agora, 3%(com a margem de erro, de 1% a 5%);

Henrique Meirelles também tinha 2%, agora 3% (com a margem de erro, de 1% a 5%);

Os três (Dias, Amoêdo e Meirelles) estão empatados.

Guilherme Boulos, Vera Lúcia e Cabo Daciolo tinham 1% cada um e mantiveram 1% (com a margem de erro, têm de 0% a 3%);

João Goulart Filho tinha 1%, agora, 0% (com a margem de erro, tem de 0% a 2%);

Eymael não pontuou em nenhuma das duas pesquisas.

Votos brancos e nulos somavam 22%, agora, 15%.

Não responderam ou não quiseram opinar eram 6%, agora, 7%.