Maura Jorge larga na frente e se posiciona melhor que Chico Carvalho

A ex-prefeita foi uma das poucas convidadas para participar do jantar no salão nobre promovido pelo presidente após a posse

A ex-candidata Maura Jorge (PSL) tem intensificado seus trabalhos em Brasília de olho no início dos trabalhos do governo de Jair Bolsonaro (PSL). Terceira colocada na disputa pelo Governo do Maranhão, Maura tem tido problemas com o presidente do PSL maranhense, o vereador de São Luís, Chico Carvalho.

Nessa disputa pelo comando do PSL no Maranhão, Maura Jorge parece que saiu na frente e conta com a simpatia do novo governo. A ex-prefeita foi uma das poucas convidadas para participar do jantar no salão nobre promovido pelo presidente após a posse.

“Depois de um dia histórico, acompanhando a posse de Jair Bolsonaro, já estamos aqui no Palácio do Itamaraty, aguardando a chegada do nosso presidente. Desejo a todos um 2019 abençoado, repleto de realizações”, escreveu Maura Jorge em suas redes sociais.

A última etapa da posse foi a recepção no Palácio Itamaraty, sede do Ministério das Relações Exteriores e um dos principais pontos turísticos de Brasília.

A recepção é oferecida a líderes internacionais, chefes de Estado e políticos que acompanharam a posse e foram convidados pelo novo presidente da República.

“Indescritível fazer parte deste momento ao lado do presidente Jair Bolsonaro e de tantos brasileiros comprometidos com a nação. Hoje, olho para trás e vejo que todas as lutas, todos os momentos difíceis, todas as noites mal dormidas valeram a pena, pois nos trouxeram até aqui. Sei bem do tamanho da minha responsabilidade com o povo do Maranhão, e quero mais uma vez afirmar que não fugiremos à luta”, escreveu Maura após o jantar.

Chico Carvalho pelo visto, nem sequer foi lembrado…

Após derrota no Maranhão, Sarney Filho toma posse como secretário do DF

A indicação de Sarney Filho para secretaria de Meio Ambiente gerou bastante polêmica

O ex-deputado federal Sarney Filho (PV) tomou posse como secretário do Meio Ambiente no governo de Ibaneis Rocha (MDB), no Distrito Federal. A posse aconteceu na terça-feira (1º), em Brasília.

Filho do ex-presidente da República José Sarney (MDB), o político foi deputado federal por nove mandatos consecutivos, de 1983 a 2018. Entre 2016 e 2018, Sarney Filho foi ministro do Meio Ambiente no governo Michel Temer.

Sarney Filho disputou uma das duas vagas para o Senado Federal, mas foi derrota e ficou em terceiro lugar com 13,20% dos votos.

A indicação de Sarney Filho para secretaria de Meio Ambiente gerou bastante polêmica e foi criticada até mesmo pelo diretório do PV do Distrito Federal.

Prefeito Edivaldo vistoria obras do Ecoponto Centro que será o primeiro com galpão de triagem

Prefeito Edivaldo vistoria obras do Ecoponto Centro que está com 80% dos trabalhos concluídos

O prefeito Edivaldo Holanda Júnior vistoriou, na manhã desta quinta-feira (3), as obras do novo Ecoponto que está em construção na Avenida Senador Vitorino Freire, no Anel Viário, área central de São Luís. Com 80% dos trabalhos concluídos, o Ecoponto, que irá somar a 11 outros já em pleno funcionamento, reforça as ações da Prefeitura na área da gestão dos resíduos sólidos, sendo essas um compromisso do prefeito com a população. O equipamento vai beneficiar moradores de toda a cidade e mais diretamente os que vivem no Centro e em bairros vizinhos. O Ecoponto será o primeiro a contar com um galpão de triagem, que facilitará o processo de reciclagem, contribuindo ainda com o trabalho realizado pelas associações.

O galpão será entregue em regime de cessão à Associação de Catadores de Material Reciclável de São Luís (Ascamar), instalada atualmente na Rua de São Pantaleão. Além da limpeza da área, já foram construídas as baias onde os materiais serão descartados, área administrativa e banheiros. “Este era um ponto de descarte irregular muito grande que tínhamos na cidade e que agora vai se transformar em um Ecoponto. A novidade é que teremos aqui um galpão de triagem. Com ele teremos oportunidade de trazer para este espaço a Ascamar. Vamos também formar e capacitar as pessoas que fazem parte da associação e instalar equipamentos necessários para o trabalho delas. Estamos falando de geração de emprego e renda”, disse o prefeito.

Edivaldo destacou ainda que São Luís é uma das capitais que está bastante desenvolvida na questão da reciclagem. “Temos toda uma cadeia funcionando como nunca se teve antes em São Luís. Conseguimos pôr fim ao Aterro da Ribeira e estamos em fase de licenciamento da Usina de Beneficiamento de Resíduos Inertes e temos 11 Ecopontos em pleno funcionamento e outros cinco em processo de implantação”, pontuou o prefeito.

Prefeito Edivaldo vistoria obras do Ecoponto Centro que está com 80% dos trabalhos concluídos

A entrega dos galpões engloba também o aparelhamento e treinamento das cooperativas de catadores, com o fornecimento dos equipamentos necessários para o desenvolvimento das atividades tais como mesa de triagem, carrinhos metálicos para transporte de recicláveis, prensa e enfardadeira, como colocou o prefeito Edivaldo.

Enquanto acompanhava a vistoria do 12º Ecoponto da cidade ao lado do prefeito Edivaldo, a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana pontuou os avanços da gestão na área da limpeza pública. “Já são 11 Ecopontos em funcionamento por toda a cidade, além das ações de conscientização da população com iniciativas como a do Cidadão Limpeza Cidade Beleza. Com esse trabalho que vem sendo realizado, São Luís tem se destacado nacionalmente como cidade que investe na gestão adequada dos resíduos sólidos”, afirmou Carolina Moraes Estrela. São Luís faz fazer parte do grupo de 7% das cidades brasileiras que têm políticas efetivas de encaminhamento para a reciclagem dos resíduos gerados pela população.

Antes do início das obras, mais de 500 toneladas de lixo tiveram que ser removidas do local. Também foram mapeados na área vizinha todos os demais pontos de descarte irregular. “Diante do cenário, avaliamos toda a área e compreendemos que este é um local estratégico para a instalação de mais esse equipamento na cidade”, acrescentou a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana.

O Ecoponto Centro faz parte do pacote de cinco novos Ecopontos, cuja ordem de serviço foi assinada pelo prefeito Edivaldo no dia 30 de outubro de 2018. Os outros quatro nos bairros Sacavém, Cohatrac, Cidade Operária e Vila Isabel, este último na área Itaqui-Bacanga. A meta da gestão do prefeito Edivaldo é encerrar o ano de 2019 com 20 Ecopontos em funcionamento.

Os Ecopontos em funcionamento beneficiam toda a população da capital, sobretudo os moradores dos 104 bairros de São Luís que ficam próximos aos equipamentos em atividade. Este equipamentos começaram a ser instalados pela Prefeitura de São Luís desde 2016. Para além da limpeza urbana, junto com os equipamentos, a gestão municipal tem desenvolvido uma série de ações de conscientização para que a população esteja atenta aos cuidados com o meio ambiente. O objetivo do conjunto de iniciativas é eliminar pontos de descarte irregular pela cidade e, por meio de um trabalho integrado e com a colaboração da sociedade, avançar na política de gestão de resíduos sólidos.

PSL decide apoiar Rodrigo Maia para a presidência da Câmara

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, conversa com Jair Bolsonaro na cerimônia de posse Foto: Nelson Almeida / AFP

O Globo

O Partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL decidiu nesta quarta-feira declarar apoio ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que deve tentar a reeleição ao comando da Casa contra outros deputados aliados ao Planalto. Com 52 integrantes, o PSL tem a segunda maior bancada da Câmara, atrás do PT, que tem 56 deputados.

Com o PSL, Maia já teria o apoio de onze partidos – PSL, PSD, PR, PSB, PSDB, DEM, PDT, SD, PRB, Pode e PCdoB – que, juntos, poderão garantir 300 votos na eleição. A votação está marcada para o dia 1º de fevereiro, quando todos os deputados eleitos em outubro de 2018 tomarão posse e elegerão o presidente da Câmara para o biênio de 2019-2020. Como a votação é secreta, nem mesmo o apoio da cúpula dos partidos pode impedir que deputados descumpram a determinação e votem em adversários de Maia.

Uma das primeiras consequências do acordo com o PSL foi a decisão do PRB de retirar a candidatura de João Campos (GO), que tinha a simpatia de Bolsonaro. O presidente da legenda, Marcos Pereira, confirmou o apoio à reeleição de Rodrigo Maia.

“Considerando que a candidatura do João estava condicionada a um bloco importante, retiramos. Eu estive com ele. Considerando que não trouxemos o PSL, não há condições para levar a candidatura adiante. Ele ficou surpreendido com a decisão do PSL, mas compreendeu que é preciso retirar”, disse Marcos Pereira.

Além de conseguir a adesão do partido de Bolsonaro, Maia também deve obter votos do PP e do MDB. O presidente da Câmara também conversa com lideranças de partidos da oposição ao Planalto, como o PT, que sinalizou nesta quarta-feira reavaliar um eventual suporte a Maia, diante da aliança com a sigla de Bolsonaro.

O apoio do PSL a Maia foi sacramentado em um café da manhã com a cúpula do PSL na residência oficial da Câmara. Além do presidente nacional da sigla, Luciano Bivar, o vice-presidente da sigla, Antônio de Rueda, e o líder do partido na Casa, Delegado Waldir (GO), participaram da conversa.

O presidente do PSL disse que um dos fatores que levaram o partido a apoiar Maia foi a promessa do presidente de entregar o comando das duas principais comissões da casa aos correligionários de Bolsonaro: a Comissão de Constituição e Justiça e a Comissão de Finanças e Tributação. Além disso, segundo Bivar, o partido poderia ficar com a segunda vice-presidência da Câmara.

O acordo firmado com o PSL ignora o discurso dos filhos do presidente, o senador eleito Flávio Bolsonaro e o deputado Eduardo Bolsonaro, que vinham publicamente atacando o projeto de reeleição de Maia e não estava no café da manhã desta quarta. Em uma entrevista, no começo de dezembro do ano passado, Flávio chegou a dizer que “Maia já teve seu tempo à frente da Câmara”.

Apesar da contrariedade do filho do presidente, nas últimas semanas o PSL começou a dar sinais de aproximação com o candidato à reeleição. Há uma semana, o atual líder da bancada da sigla, Delegado Waldir (GO), reconheceu a musculatura de Maia.

“O PSL não tem candidato, mas queremos que toda a bancada, os 52, votem no mesmo. Precisamos pensar na governabilidade”, disse Waldir ao GLOBO.

Vice-governador Carlos Brandão assume interinamente comando do Estado

Brandão foi reeleito em outubro vice-governador, mantendo-se no cargo que exerce desde 2015

O vice-governador Carlos Brandão (PRB) assumiu interinamente, nesta quinta-feira (3), o Governo do Maranhão, por ocasião das férias do governador Flávio Dino.

Brandão foi reeleito em outubro vice-governador, mantendo-se no cargo que exerce desde 2015.

O vice-governador Carlos Brandão ficará à frente do cargo até o dia 13 de janeiro, até lá, comandará a inauguração de várias obras e ações.

Motoristas maranhenses já podem baixar o CRLV Digital

A versão digital pode substituir a versão tradicional durante uma abordagem de trânsito

O Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) está disponibilizando, a partir desta quarta feira (02), a versão digital do Certificado de Registro e Licenciamento de Veiculo (CRLV). O documento que serve de prova de registro e propriedade do carro e é de porte obrigatório, agora, terá uma versão que pode ser usada nos smartphones.

O documento virtual chamado de CRLVe foi desenvolvido pelo Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro). Tem o mesmo valor jurídico da versão impressa que continuará sendo emitido. A versão digital pode substituir a versão tradicional durante uma abordagem de trânsito.

O CRLVe não terá nenhum custo a mais para os usuários. No entanto, para acessar é necessário que o licenciamento 2018 já esteja pago, ou seja, se o proprietário tiver débitos pendentes relacionados ao registro do veículo, não poderá solicitar a versão eletrônica.

O CRLV digital é acessado pelo mesmo aplicativo para celulares e tablets, que já traz, também, a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O aplicativo foi rebatizado como Carteira Digital de Trânsito (CDT), reunindo, a partir de agora, os dois documentos, estando disponível nos sistemas Androide e IOS.

O download é gratuito, depois de baixar ou atualizar o aplicativo, o usuário deverá adicionar o CRLV Digital, informando o número do Renavam e o código de segurança impresso no Certificado de Registro de Veículo (CRV).

O aplicativo permite adicionar mais de um CRLV digital. Para tanto, é preciso informar o número do Renavam de cada veículo e o código de segurança impresso no CRV (Certificado de Registro de Veículo) de cada um, sendo essencial para quem possui mais de um veículo.

O Maranhão é o oitavo estado a aderir a versão digital do documento veicular. Já aderiram o Distrito Federal, Ceará, Rondônia, Goiás, Pernambuco, Mato Grosso do Sul e Sergipe.