Flávio Dino comenta momento econômico do país e do Maranhão

As incertezas sobre o momento econômico viratam pauta do governador nas redes sociais

O governador Flávio Dino (PCdoB) comentou o atual momento que o Maranhão e o país estão passando. As incertezas sobre o momento econômico viratam pauta do governador nas redes sociais.

“Aguardamos maior nitidez no quadro nacional para avaliar como será a evolução das finanças estaduais em 2019. Nossa prioridade agora é fazer pagamentos de fornecedores e manter pagamento dos atuais servidores em dia. Qualquer nova medida dependerá do alcance desses objetivos”, escreveu Flávio Dino no Twitter.

O governador lembrou do empréstimo bilionário contratado ainda no governo de Roseana Sarney (MDB). “Infelizmente neste mês estamos também arcando com um pagamento gigantesco de empréstimo em dólar contraído em governo anterior ao nosso. Essa parcela chega próximo a R$ 200 milhões” afirmou.

“Lembro que a responsabilidade fiscal é um meio imprescindível para novas conquistas, com ampliação de serviços públicos, programas sociais e obras. Por isso, temos que manter a responsabilidade fiscal, ousando ao maximo, mas sem quebrar o Estado”, concluiu Flávio Dino.

Governo Bolsonaro vai ganhando cara no Maranhão

Kátia Bogéa, Maurício Itapary e Chiquinho Escórcio, todos aliados do grupo Sarney

Após a primeira semana de mantado, o governo de Jair Bolsonaro (PSL) vai ganhando cara com exoneração e a permanência de alguns políticos maranhenses. Ainda é muito cedo e muitas coisas ainda vão acontecer. As mudanças atingiram, até o momento, somente as pessoas que já estavam no governo, não contemplando os membros do PSL maranhense.

Um dos conhecidos da política maranhense que foi exonerado pelo novo governo é o ex-deputado federal Chiquinho Escórcio (MDB). Francisco Luiz Escórcio Lima era assessor especial da Secretaria de Governo da Presidência da República e um aliado histórico da família Sarney.

Já a permanência mais significativa é a da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, a maranhense Kátia Bogéa. Indicada por José Sarney ainda no governo Temer, ela está no posto desde abril de 2016 e vai permanecer no cargo de acordo com o ministro da Cidadania do governo Bolsonaro, Osmar Terra, também do MDB. A permanência de Kátia Bogéa no Iphan pode significar que Maurício Itapary, outro aliado da Sarney, permaneça na Superintendência do Iphan no Maranhão.

As próximas duas semanas serão ainda mais agitadas com a exoneração de mais políticos e a nomeação de aliados de Bolsonaro no Maranhão. Os nomes de aliados de Maura Jorge podem entrar na lista.

PSB decide não apoiar Rodrigo Maia

O PSB terá na próxima legislatura o deputado maranhense Bira do Pindaré, aliado de primeira hora do governador Flávio Dino (PCdoB).

Rodrigo Maia não terá o apoio do PSB entre os vários partidos que o apoiam na disputa pela presidência da Câmara. Em reunião nesta quinta-feira, 10, em Brasília, que reuniu os 22 parlamentares eleitos para a próxima legislatura, apenas um peesebista quis apoiar o democrata.

O líder do PSB na Câmara, Tadeu Alencar (PE), disse que a entrada do PSL no bloco que irá votar em Maia foi decisivo para tirar o PSB.

“Quando Maia não era visto como um candidato do governo, isso era um ativo dele. Mas, no momento em que o partido do presidente aderiu à chapa de Maia, sua chapa passou a ser identificada com a agenda do governo”, disse.

A sigla agora aguarda decisão do PDT e do PCdoB, que formam em conjunto um bloco de oposição, para decidir qual será o candidato do grupo ao cargo. Já Maia, mesmo sem o PSB, caminha a passos largos para permanecer como presidente da Câmara.

O PSB terá na próxima legislatura o deputado maranhense Bira do Pindaré, aliado de primeira hora do governador Flávio Dino (PCdoB).

Ministro Marcos Pontes garante a Carlos Brandão trabalho conjunto em prol da tecnologia e educação

Reunião com o ministro Marcos Pontes sobre investimentos em Alcântara e avanços na educação e tecnologia. (Foto: Ana Nascimento)

O ministro da Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, recebeu o governador em exercício do Maranhão, Carlos Brandão, junto com uma comitiva maranhense formada por deputados federais, prefeitos e secretários estaduais. Durante o encontro, ocorrido na noite de quarta-feira (9), em Brasília, Marcos Pontes ouviu as solicitações apresentadas pela comitiva – incluindo a garantia das condições de vida da população em Alcântara – e garantiu a Carlos Brandão que o governo federal trabalhará de forma conjunta em prol da cidade.

“Faremos um trabalho conjunto. Teremos que desenvolver esse projeto, que deve ser voltado para o desenvolvimento econômico, social e sustentável de toda a região de Alcântara. Tudo isso é um sistema. Nossa ideia em relação ao CTA [Centro de Lançamento de Alcântara] é que tudo funcione de forma integrada”, apontou o ministro.

Durante a reunião, Carlos Brandão lembrou que existem negociações em andamento em torno do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), segunda base de lançamento de foguetes da Força Aérea Brasileira (FAB), o que desperta grande interesse de quem atua nesse setor. Além disso, o local sedia os testes do Veículo Lançador de Satélites (VLS) e, futuramente, realizará missões de lançamento de satélites.

“Há muito o que se trabalhar para melhorarmos nossas prestações de serviços em novas tecnologias. Recebemos essa semana a direção de um projeto que já tem 18 anos na cidade de Recife (PE) e que pretendemos aprofundar no Maranhão, que é o Porto Digital. Em nosso estado, iniciamos o já exitoso Casarão Tech e vamos investir cada vez mais nisso, preparando, inclusive, mão-de-obra qualificada para receber quem pretende atuar profissionalmente nesse ramo que só cresce em nosso estado, ao pensarmos em grandes investimentos”, destacou o governador em exercício.

O secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Davi Telles, apresentou as ações realizadas em prol da educação e desenvolvimento tecnológico no Maranhão, incluindo o termo de cooperação firmado entre a Secti e a Universidade Estadual do Maranhão (Uema). Davi Telles também apresentou o projeto de criação da rede de doutorado profissional em Engenharia Aeroespacial, trilhado pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA), Uema, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e o Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA).

Outro assunto abordado durante a reunião foram os avanços do governo maranhense para aceleração de startups voltadas para novas tecnologias, inclusive no ramo aeroespacial. “Realizamos atividades itinerantes, como é o caso do projeto ‘Luminar Caravana da Ciência’ e fomento ao desenvolvimento da robótica. Além do Parque Tecnológico Aeroespacial que pretendemos desenvolver”, ressaltou Telles.

Diante dos projetos realizados pelo Governo do Maranhão, o ministro Marcos Pontes compartilhou o interesse do governo federal em levar tecnologia para o ensino fundamental e médio das redes públicas de ensino. Ele se comprometeu em trabalhar para que a ciência e tecnologia seja um meio de desenvolvimento do país e de transformação social.

Participaram da reunião em Brasília, governador em exercício, Carlos Brandão; os deputados federais Bira do Pindaré, Pastor Gil, Júnior Marreca Filho, Pedro Fernandes e Pedro Lucas Fernandes; os prefeitos Cleomar Tema (Tuntum) e Sidrack Feitosa (Morros); e os secretários estaduais Davi Telles (Ciência, Tecnologia e Inovação) e Ricardo Cappelli (Representação do Governo do Maranhão em Brasília); além do pró-reitor da Universidade Federal do Maranhão, Allan Kardec.