Rafael Leitoa é escolhido novo líder do governo na Assembleia Legislativa

Rafael Leitoa foi apresentado como o novo líder do Governo no poder legislativo

O governador Flávio Dino recebeu, na tarde desta segunda-feira (4), no Palácio dos Leões, o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), Othelino Neto (PCdoB) e o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT). Na ocasião, Leitoa foi apresentado como o novo líder do Governo no poder legislativo.

Na condição de líder, o parlamentar tem o desafio de ser o porta-voz do Poder Executivo para os 42 deputados estaduais do Maranhão, além de trabalhar para a aprovação de projetos de leis que contribuam para o desenvolvimento do estado e promovam justiça social.

Para o governador Flávio Dino, a experiência de Rafael Leitoa, que já faz parte da base do Governo desde 2015, irá colaborar para o bom andamento da agenda de trabalho proposta pela gestão estadual, que já foi legitimada pela sociedade maranhense.

“Tenho certeza que, agora como líder, o deputado Rafael Leitoa será um porta-voz da visão do Governo acerca dos rumos que o Maranhão deve permanecer a trilhar, buscando o cumprimento de metas sociais, que ampliem os direitos da população”, assegurou o governador Flávio Dino.

O deputado estadual Marcelo Tavares (PSB) também acompanhou a agenda.

Mulheres são maioria na Mesa Diretora da Alema

Bem articuladas em suas bases e nos seus partidos, as novas deputadas estaduais ganham destaques e darão o tom nas sessões e pautas do legislativo maranhense

As novas deputadas estaduais chegaram à Assembleia Legislativa e já ganharam papéis de destaque. Elas são maioria na Mesa Diretora da Alema, eleita dia 1º de fevereiro, no início dos trabalhos legislativos. Dos nove cargos da Mesa Diretora, cinco serão ocupadas por mulheres.

O presidente reeleito Othelino Neto (PCdoB), terá a companhia da deputada estadual, Detinha, eleita pelo PR, que ocupara a 2ª vice-presidente; Dra. Thaiza Hortegal, eleita pelo PP, ocupara a 3ª vice-presidente; Andréia Rezende, eleita pelo DEM, ocupará a 1ª secretária; Dra. Cleide Coutinho, eleita pelo PSB, ocupará a 2ª secretária e Daniella Tema, eleita pelo DEM, vai ocupar 4ª secretária.

Bem articuladas em suas bases e nos seus partidos, as novas deputadas estaduais ganham destaques e darão o tom nas sessões e pautas do legislativo maranhense.

Bolsonaro deve ter alta até quinta-feira, diz assessoria

Bolsonaro, que está internado há oito dias no Hospital Israelita Abert Einstein, na capital paulista

O presidente Jair Bolsonaro teve a previsão de alta mantida para entre quarta-feira (6) e quinta-feira (7) desta semana, informou a assessoria de imprensa da presidência da república. Ele se mantém hoje (4) em repouso, sem compromissos e com visitas restritas.

Bolsonaro, que está internado há oito dias no Hospital Israelita Abert Einstein, na capital paulista, passou por avaliação médica esta manhã, que não apontou alterações no seu quadro de saúde. Ele continua usando a sonda nasogástrica para retirada do acúmulo de líquido.

“Após uma semana da terceira cirurgia, no espaço de menos de 6 meses, graças a Deus, funções voltando à normalidade, e fisioterapia contínua nos fortalecendo para que possamos voltar o mais rápido possível às atividades rotineiras com plena força. Agradeço a todos pelo apoio!”, escreveu Bolsonaro em mensagem no Twitter esta manhã.

No sábado, o presidente apresentou náuseas e vômitos, o que, de acordo com a assessoria da presidência, já era esperado, uma vez que Bolsonaro passou por três cirurgias de grande porte em apenas quatro meses.

Segundo a assessoria, a tomografia feita no domingo (3) mostrou que o presidente não teve complicações cirúrgicas e descartou a necessidade de nova cirurgia. A esposa Michelle Bolsonaro e o filho Carlos Bolsonaro continuam na companhia do presidente.

Conheça a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, André Fufuca está entre os eleitos

A 4ª Secretaria, responsável pela gestão dos apartamentos funcionais da Câmara dos Deputados, ficará sob responsabilidade do deputado André Fufuca

Foram eleitos na última sexta-feira (1º) os ocupantes dos sete cargos da Mesa Diretora da Câmara dos Deputados no biênio 2019-2020. O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi eleito presidente pela terceira vez consecutiva, com 334 votos.

Para a 1ª Vice-Presidência, foi eleito o deputado Marcos Pereira (PRB-SP), com 398 votos. Ele substituirá Rodrigo Maia nos afastamentos e também poderá presidir sessões do Congresso, em que ocupará a Vice-Presidência. Marcos Pereira é advogado, ocupou a vice-presidência da Rede Record e está no seu primeiro mandato.

A 2ª Vice-Presidência foi decidida no segundo turno. Luciano Bivar (PSL-PE) foi eleito com 198 votos, derrotando Charlles Evangelista (PSL-MG), que concorreu como candidato avulso e obteve 184 votos. Além de substituir o presidente em eventuais ausências, Bivar será responsável por examinar pedidos de ressarcimento de despesa médica e fomentar a interação institucional entre a Câmara e os demais órgãos legislativos. Ele está no segundo mandato.


A deputada Soraya Santos (PR-RJ) obteve 315 votos e vai ocupar a 1ª Secretaria, que cuida da administração da Câmara dos Deputados. Ela já chefiou a Secretaria da Mulher e se elegeu com candidatura avulsa, derrotando o candidato oficial do bloco, o deputado Giacobo (PR-PR), que recebeu 183 votos.

O deputado Mário Heringer (PDT-MG) ficará à frente da 2ª Secretaria ao conseguir 408 votos. Ele vai coordenar os programas de estágio da Câmara dos Deputados, como o Estágio Visita e o Estágio Participação, além de ser o responsável pelo passaporte diplomático dos deputados.

Para a 3ª Secretaria, foi eleito o deputado Fábio Faria (PSD-RN), com 416 votos. O cargo é responsável por autorizar o reembolso com passagens aéreas, examinar os requerimentos de licença e justificativa de faltas.

A 4ª Secretaria, responsável pela gestão dos apartamentos funcionais da Câmara dos Deputados, ficará sob responsabilidade do deputado André Fufuca (PP-MA), eleito com 408 votos.

Também foram eleitos os seguintes suplentes, na ordem: Rafael Motta (PSB-RN) com 368 votos; Geovania de Sá (PSDB-SC), com 366 votos; Isnaldo Bulhões Jr. (MDB-AL), com 315 votos; e Assis Carvalho (PT-PI), com 283 votos.