Cadê o argumento, Andréa Murad?

Na hora H com Carlos Lula faltaram argumentos a Andrea Murad

A deputada estadual, Andrea Murad (PMDB), filha do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, levou três perguntas para uma audiência na Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Maranhão com o atual titular da pasta, Carlos Lula.

Ao começar a ler os questionamentos, a peemedebista imaginou que brilharia. Ledo engano. As perguntas foram as mais frágeis entre as levadas pelos quatro deputados da oposição: Wellington do Curso (PP), Souza Neto (PROS), Edilázio Júnior (PV) e a própria Murad.

Andrea Murad viu e ouviu Carlos Lula derrotar a sua retórica muradista-sarneista com extrema facilidade. O secretário o fez com um debate franco e classudo.

Se por algum instante, alguém imaginou que haveria confrontação de ideias… faltou a Andrea Murad ideias do que perguntar, do que questionar, do que confrontar.
Ela imaginou que pudesse “desmascarar” a atual gestão da Saúde. Enganou-se.

Por algumas vezes, Andrea sacudiu a cabeça em concordância ao que disse seu “oponente”. Caso o deputado estadual Levy Pontes, presidente da Comissão de Saúde,  não tivesse cumprido o protocolo, encerrando a reunião, o secretário Carlos Lula teria sido capaz de convencê-la – até a ela – que a Saúde no atual governo Flávio Dino é muito melhor.

Uma ideia sobre “Cadê o argumento, Andréa Murad?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *