De nanico, PSL se torna cobiçado por políticos maranhenses

A sigla passou a atrair olhares de, pelo menos, uma dúzia de políticos maranhenses de olho no crescimento da sigla

Quem pensou que a disputa pelo comando do PSL no Maranhão estivesse resumida apenas ao presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho, e à ex-candidata ao governo do Estado, Maura Jorge, está enganado. A sigla passou a atrair olhares de, pelo menos, uma dúzia de políticos maranhenses de olho no crescimento da sigla.

A disputa começou ainda na pré-campanha, quando já era dada como certa a candidatura do coronel reformado José Ribamar Monteiro, hoje no PHS. Com uma articulação via nacional, Maura Jorge chegou ao PSL e os problemas com o presidente estadual da legenda, Chico Carvalho, só aumentaram.

Após os resultados das urnas no primeiro turno, com o desempenho de Jair Bolsonaro e com o número expressivo de deputados federais eleitos e senadores – o que interfere diretamente no tempo de TV e rádio, além dos recursos do Fundo Partidário – mais políticos passaram a cortejar o partido.

Só nos últimos dias, o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) e o senador Roberto Rocha (PSDB) visitaram o presidenciável Jair Bolsonaro. O candidato já teve declarações de apoio de vários integrantes do grupo Sarney, como a ex-governadora Roseana Sarney e o senador Edison Lobão.

Os nomes dos deputados federais eleitos Eduardo Braide e o pastor Gildenemyr, eleitos pelo PMN, sigla que não passou pela cláusula de barreira, já são cotados para ingressar no partido.

A disputa pelo diretório do PSL da capital São Luís também já está bem acirrada. Nomes como o do deputado estadual eleito Pará Figueiredo e do ex-vereador Fábio Câmara já são ventilados por apoiadores na disputa pelo diretório.

Mesmo que ainda esteja em andamento, a eleição de 2018 não terminou, mas já acirra os ânimos de membros do partido de Jair Bolsonaro para os próximos anos.

Maranhão reduz homicídios pelo segundo ano seguido, mostra Atlas da Violência

O Maranhão fechou 2016, último ano base do levantamento, com a taxa de 34,6 assassinatos por 100 mil habitantes, a terceira menor taxa do Nordeste

Após uma década de aumento absoluto do índice de homicídios, o Maranhão começou a registrar redução desse crime a partir de 2015, conforme apontou o Atlas da Violência 2018, elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e divulgado nesta terça-feira (06). Com 2.408 assassinatos notificados, o estado fechou 2016, último ano base do levantamento, com a taxa de 34,6 assassinatos por 100 mil habitantes, a terceira menor taxa do Nordeste.  Os dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.

Segundo o estudo, em 2014, o Maranhão chegou a ocupar o 4º lugar do país entre os estados com maior crescimento das notificações de homicídios, registrando aumento alarmante de 163,3%, se considerados os anos de 2005 a 2014, sete vezes maior que a média nacional, que era de 22,7%. Se considerados os homicídios por arma de fogo, o aumento chegava a 245% naquele ano.

A partir de 2015, finalmente o estado passou a registrar redução nas taxas, justificada pelos investimentos realizados pelo Governo do Maranhão na segurança pública, que têm impactado diretamente os principais índices de criminalidade no estado, inclusive o aumento na efetividade dos registros policiais de crimes, permitindo ações mais pontuais e resolutivas, a partir da estruturação qualificada das policias.

Hoje, o Maranhão possui o maior efetivo policial da história, com mais de 12 mil profissionais nas ruas, e concursos para nomeação de novos policiais estão em andamento. Além disso, com mais de mil veículos entregues, nos últimos três anos, a frota de viaturas foi quase duplicada e novas unidades policiais construídas, reformadas e instaladas por todo o território estadual.

Apesar do Atlas da Violência ainda não apresentar dados de 2017 e 2018, outros levantamentos têm apontado franca queda das taxas de criminalidade no Maranhão. De acordo com dados da Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, por exemplo, o estado registrou redução de 73% nas ocorrências de assaltos a banco, quando comparados os anos de 2017 e 2014. Já a Região Metropolitana de São Luís fechou o último ano com redução de 40,6% na quantidade de homicídios notificados, no mesmo período.

Seguindo Temer, grupo Sarney também reprime memes…

Grupo Sarney tenta se desvincular do desgaste da imagem de Michel Temer

O grupo Sarney resolveu reprimir a divulgação de memes. O ato lembra algumas páginas de humor na internet que foram notificadas pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República por publicarem piadas utilizando imagens de canais oficiais de comunicação do governo contra o presidente Michel Temer.

Com isso, a ex-governadora Roseana Sarney tenta censurar os conteúdos que se disseminam na internet, principalmente os que tratam de fotos dela com Temer, a quem ela quer esconder dos maranhenses o apoio.

No entanto, o desfecho de Roseana pidera ser o mesmo do presidente Michel Temer. Na ocasião, os internautas declararam uma ‘guerra’ bem-humorada contra o presidente.

Por aqui, a tendência é que não seja diferente. Com certeza, vão chover memes de Temer com Roseana.

Em Alcântara, Othelino prestigia entrega da nova iluminação da Igreja Nossa Senhora do Carmo

 

Presidente da Assembleia acompanhou eventos no final de semana

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), prestigiou, no último sábado (19), a entrega de uma moderna iluminação de LED na Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Alcântara, feita pela Prefeitura do município, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e Cemar.

Othelino Neto estava acompanhado de sua esposa Ana Paula Lobato, presidente do Grupo de Esposas de Deputados (Gedema), do ex-secretário de Comunicação e Assuntos Políticos do Estado, Márcio Jerry, e da chefe da Assessoria Especial do Governo, Joslene da Silva Rodrigues.

O prefeito do município, Anderson Wilker (PCdoB); o superintendente do Iphan-MA, Maurício Itapary; o presidente da Cemar, Augusto Dantas; além de diretores e engenheiros da companhia de energia também estiveram presentes na entrega da iluminação da Igreja, que abrilhantou a Festa do Divino, comemorada há 400 anos na cidade.

“Nesta época da Festa do Divino, a cidade fica lotada, cheia de turistas. Então, não teria data mais especial para iniciar esse projeto, que deixa Alcântara mais bela nesse tom de luz amarelada, ressaltando as características dos seus prédios históricos”, acentuou o presidente Othelino Neto.

Márcio Jerry destacou que a Festa do Divino “é uma tradição muito forte e referência em turismo religioso, razão pela qual o governador Flávio Dino (PCdoB) tem dado atenção especial à cidade”.

O presidente da Assembleia e a comitiva percorreram trechos da cidade. O diretor do Iphan e a equipe da Cemar, coordenada pelo diretor Comercial e Técnico, Sérgio de Melo, estavam no grupo e explicaram os aspectos técnicos do projeto.

Portas abertas

O prefeito Anderson Wilker elogiou o projeto e ouviu do superintendente do Iphan-MA que o órgão busca eficiência e valorização das cidades turísticas. Além disso, garantiu que o instituto está de portas abertas para novas parcerias.

A obra integra o Projeto “Luzes da Cidade” que beneficia municípios providos de monumentos históricos eleitos pela Unesco com investimento de R$ 1,2 milhão e redução de energia elétrica de 54%.

O Projeto “Luzes de Alcântara” faz parte do Programa de Eficiência Energética da ANEEL que tem como objetivo  promover a modernização do sistema de iluminação das áreas urbanas e Centro Histórico do município de Alcântara, além de promover a iluminação artística de monumentos históricos (Praça da Matriz, Pelourinho, Igreja do Sinos, etc.), começando pela Igreja de Nossa Senhora do Carmo.

Fazendo história

De acordo com o superintendente do Iphan-MA, o projeto fará com que Alcântara brilhe ainda mais, pois a nova iluminação acarretará melhoria na segurança, além de ajudar a fomentar, ainda mais, o turismo da cidade. A conclusão do Projeto “Luzes de Alcântara” acontecerá em agosto deste ano.

Maurício Itapary lembrou que, em 1988, Alcântara foi elevada ao posto de Cidade Monumental pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e dividida em áreas de conservação e preservação rigorosa.

O Projeto “Luzes de Alcântara” foi elogiado pelo guia turístico Danilo de Alcântara, que tem o nome em homenagem ao santo padroeiro da cidade. Ele mostrou as belezas históricas do Pelourinho e a Igreja da Matriz, local da primeira missa realizada no município, em 1648.

Veja a estreia do programa Conexão Cidadania na rádio Assembleia On Line…

Estreou, na rádio Assembleia On Line, o programa Conexão Cidadania com a jornalista e radialista Marina Souza. Na programação, quadros como “Gente de Casa” e “Direto da Redação”.

O programa vai focar também em utilidade pública, notícias, debates e entrevistas. Você pode se conectar pelo site da rádio Assembleia On LIne (www.radioalema.com) ou pelo Facebook (radioassembleiama).

#ConexãoCidadania com Marina Souza

Posted by Rádio Assembleia Maranhão on Tuesday, 15 May 2018

Caema fará parada programada no Sistema Italuís para interligar nova adutora

Caema orienta que moradores dos 159 bairros abastecidos pelo Italuís armazenem água para usar durante o período de parada do sistema. Foto: Divulgação

O Sistema Italuís vai fazer uma parada programada entre a 0h da próxima quarta-feira (16) até as 13h do sábado (19) para fazer a interligação da nova adutora, o que vai provocar interrupção no abastecimento de água em 159 bairros de São Luís. Nesse período, será feita também a recuperação da subestação elétrica da captação de água bruta.

A previsão é que a partir das 13 h do sábado (19) o abastecimento de água seja retomado gradualmente. A interligação com a nova adutora será feita para melhorar e reforçar o abastecimento de água para 600 mil pessoas em São Luís. Um aumento de 30% de vazão, o que corresponde a cerca de um terço a mais da capacidade do Sistema Italuís.

A orientação da Caema é que os moradores dos 159 bairros abastecidos pelo Italuís armazenem água para usar durante o período de parada do sistema. A interrupção do abastecimento está sendo amplamente informada à população para reduzir os impactos.

Durante a parada, haverá um esquema especial para garantir o abastecimento de água em prédios onde o uso da água é essencial e não pode parar. É o caso dos hospitais. Esse esquema envolve, entre outras coisas, o uso de caminhão-pipa.