Restaurante Cheiro Verde desmente assalto; Sal e Brasa divulga vídeo

O restaurante Cheio Verde divulgou nota, em seu perfil  de Facebook, lamentando a falsa notícia espalhada nas redes sociais, dando conta de assalto ao estabelecimento comercial. A direção negou a ocorrência e criticou a disseminação do boato em blogs que buscam apenas “audiência” a custo de qualquer coisa.

De fato, esta semana houve um assalto à churrascaria Sal e Brasa, na Avenida dos Holandeses, conforme vídeo abaixo, onde bandidos invadiram o local, constrangeram funcionários e clientes, praticando roubo e outras coisas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lúcio Cordas planeja show para celebrar 15 anos de carreira…

O cantor, músico, multi-instrumentista e professor,  Lúcio Cordas, prepara o show dos seus 15 anos de carreira que está programado para o dia 11 de novembro deste ano. Enquanto o grande momento não chega, ele também começa a agendar uma temporada de diversas apresentações para o período junino.

Caminhando para os seus 15 anos de carreira musical, Lúcio Cordas aposta agora em trabalho solo com sua própria banda MP4, formada por quatro músicos, com quem ele toca um repertório eclético, incluindo MPB, Sertanejo, Axé, Xote, Jovem Guarda, etc, uma mistura de ritmos, passando por todas as suas escolas e experiências vividas ate hoje .

Atualmente, Lúcio Cordas se apresenta às sextas-feiras, às 22h, no Salomé Bar, na Lagoa da Jânsen, e em eventos privados nos fins de semana. Recentemente, fez a abertura de grandes shows na capital maranhense, como os dos renomados cantores Geraldo Azevedo, João Bosco e Jorge Vercillo.

Lúcio Cordas é natural de Pirapemas, Maranhão. Começou sua carreira musical aos 12 de idade, quando sua saudosa avó, professora Laura Xavier, matriculou-o em uma escola de música particular em sua cidade. Seu primeiro instrumento foi o violão. Rapidamente, ele se destacou e começou a tocar na Paróquia Nossa Senhora da Conceição, em sua cidade natal.

Dois anos depois, o cantor veio com sua mãe morar em São Luís, no bairro da Liberdade, para estudar. Na capital maranhense, teve contato com uma banda Black Samba, assumindo a vaga de contra-baixista e assim começou a passear por todos os instrumentos de cordas disponíveis como guitarra, cavaquinho, banjo, bandolin, etc. Daí, surgiu o nome artístico Lúcio Cordas.

Já exercendo uma vida profissional na capital, o maestro, como é chamado também, começou a estudar Piano na Escola de Música do Estado do Maranhão Lilah Lisboa, buscando, cada vez mais, profissionalizar-se nesta sua paixão pela música.

Passou por várias bandas em São Luis, como a “Mákina du Tempo”, oportunidade em que  teve uma grande escola com grandes nomes da música maranhense, entre eles o maestro Nonato e seu conjunto, Oberdan Oliveira, Fernando Rodriguez e outros. Acompanhou vários artistas do Estado e alguns nomes do cenário nacional como Alcione, Wando, The Fivers, Benito de Paula, Michael Sulivan e outros.

Seu mais recente trabalho em bandas foi na Swingart, onde foi convidado para apresentação em carnaval e acabou virando sucesso. Fez parte da produção musical do grupo e assumiu o posto de guitarrista por cinco anos.

‘Operação Colombo’ desarticula quadrilha e apreende mais de mil litros de combustível adulterado

Quadrilha de roubo de combustível foi desarticulada

A ‘Operação Colombo’, de combate ao roubo a cargas, terminou com saldo de 12 presos e a apreensão de 1,5 mil litros de combustível e quatro veículos, sendo dois caminhões tanque carregados. A ação foi realizada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-MA), por meio do Departamento de Combate ao Roubo de Cargas, em parceria com as delegacias regionais de Itapecuru, Codó e Barra do Corda. As investigações iniciaram há seis meses, após denúncias do intenso comércio ilegal e adulteração deste produto no povoado Colombo, em Itapecuru-Mirim. O resultado da operação foi apresentado em coletiva, nesta sexta-feira, 24, na sede da SSP, Vila Palmeira.

No conjunto de indícios do crime, a polícia flagrou combustível vendido a preço bem menor que o praticado no mercado, sem comprovação de origem e  acondicionamento fora das normas podendo causar acidentes e ainda em situações que notoriamente facilitavam a adulteração, como o abastecimento em estabelecimentos funcionando em fundo de quintal de residência.

Dos 15 mandados de prisão, 12 foram cumpridos, entre os detidos estão motoristas que faziam o transporte do produto adulterado e pessoas que se beneficiavam com o comércio clandestino. A quadrilha tem integrantes de Itapecuru Mirim, Barra do Corda, Tuntum, Codó e Coroatá.

Operação Turing – Juiz revoga prisões temporárias de blogueiros…

O juiz federal da Segunda Vara, José Magno Moraes, revogou, na noite dessa terça-feira (21), as prisões temporárias dos blogueiros Luís Cardoso, Luís Pablo e Neto Ferreira, alvos da operação Turing, pois o delegado Max Eduardo considerou os depoimentos suficientes e verídicos, sem necessidade de manutenção da medida cautelar.

A operação estava investigando o vazamento de informações sigilosas da Polícia Federal e a forma como esses dados eram publicados ou trabalhados.

A decisão do juíz pode ser conferida nos detalhes acima.

Segundo o delegado Max Eduardo, os mandados foram cumpridos. Todos foram ouvidos e reinquiridos, tendo prestado amplos esclarecimentos sobre os fatos investigados.

E tem crise? Secretaria de Saúde de Monção vai gastar mais de R$ 1 milhão em combustível

Enquanto saúde de Monção está um caos, Secretaria vai gastar mais de 1 milhão de reais em combustível

A Secretaria de Saúde da cidade de Monção, interior do Maranhão, vai torrar mais de 1 milhão de reais em combustível e seus derivados até 31 de dezembro deste ano. São exatos R$ 1.093.330,00 (Um milhão, noventa e três mil, trezentos e trinta reais).

Acima, extrato de contrato entre a Secretaria de Saúde e o Posto Líber LTDA, publicado no Diário Oficial do Maranhão, Caderno: Terceiros, Página 67, de 24 de Fevereiro de 2017.

Essa cifra milionária contrasta com a atual situação vivenciada pela população daquele município que necessita de atendimento médico e não encontra no hospital do município, que, diga-se de passagem, é arrendado.

Faltam materiais básicos no hospital, como um esparadrapo ou compressa para a realização de um simples curativo. Nem receituário há, imagina médicos. Há mais de seis meses, não é realizado um atendimento por lá. Os postos de saúde também se encontram em péssimas condições e com muitos problemas.

Além dessa problemática de estrutura, há tantos outros, como salários atrasados de servidores que lutam para receber os meses de novembro, dezembro, 13º salário e 1/3 de férias, referente ao ano de 2016.

Segundo o secretário de Saúde, o vereador licenciado, Érion Célio Pereira Silva, mais conhecido como Chixolinha, não há recursos para realizar esses pagamentos. No entanto, ele não vê problemas  e, tampouco, falta de dinheiro ao assinar um contrato exorbitante, imoral e tanto quanto suspeito que está na mira do Ministério Público.

A frota do município hoje se resume a uma ambulância, que passa a maioria do tempo parada, um carro de passeio e alguns que são alugados. Falta Chixolinha explicar à população monçonense e aos funcionários onde vão ser usados os recursos.

E deu Favela do Samba em São Luís…

Vídeos abaixo mostram trechos do desfile da Favela na Passarela do Samba

A Favela do Samba conquistou o título de campeã do Carnaval 2017 de São Luís, após apuração nesta quarta-feira (01), com uma homenagem ao Teatro Arthur Azevedo. A disputa foi bastante acirrada no Teatro da Cidade, no Centro. A Turma do Quinto ficou em segundo lugar e já conta com 15 títulos.

Este ano, a Favela veio com o enredo “União… São Luís… Artur Azevedo… um templo do povo… O templo do carnaval”.

Este é o 17º título da escola em 67 anos. Com o título, a Favela se torna a escola que mais venceu as competições do Carnaval em São Luís.

Veja a classificação final:
1º – Favela do Samba – 239,7
2º – Turma do Quinto – 239,2
3º – Flor do Samba – 239
4º – Império Serrano – 238,4
5º – Turma de Mangueira – 238,4
6º – Marambaia do Samba – 237,8
7º – Terrestre do Samba – 234,2
8º – Mocidade Independente da Ilha – 231,5
9º – Túnel do Sacavém – 231,4
10º – Unidos de Fátima – 233,7 (penalidade de cinco pontos)
11º Unidos de Ribamar – 231,9 (penalidade de 10 pontos)

Blocos Tradicionais (A e B) e Organizados:

GRUPO A
BLOCOS TRADICIONAIS

1º Os Reis da Liberdade
2º Tremendões
3º Os Vampiros
4º Príncipe de Roma
5º Os Feras

GRUPO B
BLOCOS TRADICIONAIS

1º Cambalacho do Ritmo
2º Os Coringas
3º Fênix
4º CIA do Ritmo

BLOCOS ORGANIZADOS
1º – Turma do Saco
2º Vila Isabel
3º – Dragões da Madre Deus
4º – Os Liberais
5º Mocidade de Fátima

Abram alas! Tem muita folia na Passarela do Samba…

 

Re Momo Mateus é o comandante oficial de São Luís. Descansa aí, Edivaldo. A cidade é do reinado da folia

Com o Rei Momo do Carnaval 2017. Rei Momo não precisa mais ser gordo. Esse aqui é bem esbelto…

Com o vice-prefeito Júlio Pinheiro, os secretários de Comunicação, Conceição Castro, Cultura, Marlon Botão, e de Governo, Lula Filho, na abertura do Carnaval de Passarela

O Rei Momo Mateus Lobato e toda a sua corte já tomaram conta de São Luís, após receberem a chave da cidade (foto acima). A temporada carnavalesca na ilha foi aberta, oficialmente, na sexta-feira (24) à noite, e eu também marquei presença no primeiro dia (vídeo acima).

A chave foi entregue ao Rei Momo na Passarela do Samba Chico Coimbra, em cerimônia que contou com a participação do vice-prefeito – Julio Pinheiro, que, na ocasião, representou o prefeito Edivado Jr – e do secretário de Estado da Cultura e Turismo, Diego Galdino, que, na cerimônia, representou o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Participaram ainda da cerimônia de abertura do “Carnaval de Todos”, a rainha do Carnaval deste ano, Andressa Tainá, as princesas Glycia Fernandes e Dayanne Evelly; e a corte da Melhor Idade formada pelo casal Adelino Guterres e Cecilia Serra Ferreira.

Na noite de abertura, desfilaram os blocos tradicionais do grupo B, abrindo a programação que se estenderá até terça-feira (28), quando, no local, acontece o Baile Popular com a participação do Bicho Terra.

Até a terça-feira, a Passarela do Samba será tomada pelo desfile dos blocos tradicionais, turmas de samba, blocos organizados, escolas de samba, alegorias de rua, tribos de índio e blocos afros. Todos os dias, grupos de tambor crioula se apresentam, nas proximidades, a partir das 18h.

Durante os desfiles, o público pode ter acesso à passarela trocando apenas um quilo de alimento não perecível pelo ingresso.

Sarney pede ao STF para retirar investigações de Sérgio Moro contra ele…

Poder360

Sarney tem medo de ser julgado por Sérgio Moro

O ex-presidente da República e senador José Sarney (PMDB-AP) pediu ao STF (Supremo Tribunal Federal) que retire da jurisdição do juiz federal Sérgio Moro as investigações sobre ele decorrentes da delação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado. O pedido está na pauta desta 3ª feira (21.fev.2017) da 2ª turma do STF.

O peemedebista quer que as investigações relativas à delação de Sérgio Machado sejam conduzidas pelo STF ou então pela Justiça Federal em Brasília, ao invés de Sérgio Moro.

O nome de José Sarney é citado 49 vezes na delação de Sérgio Machado. O delator diz ter direcionado R$ 18,5 milhões ao peemedebista nos anos em que chefiou a Transpetro (2003-2014).

Segundo Machado, parte dos pagamentos a Sarney (R$ 2,25 milhões) foram feitos por meio de doações oficiais das empreiteiras Camargo Correa e Queiroz Galvão. O restante foi pago “mediante entregas de dinheiro em espécie”.

O advogado de Sarney na Lava Jato é Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay. Ele questiona decisão anterior do STF que enviou a investigação para Sérgio Moro. Kakay argumenta que os supostos crimes descritos por Machado não possuem relação com a Lava Jato.

Leia aqui a íntegra do pedido.

“Como visto, não há qualquer elemento a sugerir que a eventual prova das infrações ocorridas no âmbito da Transpetro estejam objetivamente entrelaçadas com as infrações investigadas no âmbito da Operação Lava Jato“, escreve Kakay.

Leia aqui a íntegra da delação de Sérgio Machado (parte 1 e parte 2)


A pauta da 2ª turma do STF também inclui uma petição do filho de Sérgio Machado, Daniel Firmeza. Os casos são relatados pelo ministro Edson Fachin, que assumiu a relatoria da Lava Jato após a morte de Teori Zavascki.

Delegado que iniciou a Lava Jato deixa investigações no Paraná…

G1

Em uma carta enviada à PF, Marcio Anselmo disse que pediu o desligamento por esgotamento físico e mental

O delegado da Polícia Federal (PF), Márcio Adriano Anselmo, que é um dos responsáveis pelas investigações que deram início à Operação Lava Jato, vai deixar os trabalhos para assumir um posto de investigação em uma Corregedoria da Superintendência Regional Polícia Federal no Espírito Santo.

A informação foi confirmada ao G1 pela Polícia Federal. Márcio Anselmo encontra-se em missão no Espírito Santo, mas ainda deve voltar ao Paraná para concluir alguns trabalhos que estão pendentes antes de se desligar totalmente das investigações da Lava Jato, conforme a PF.
Ainda de acordo com a corporação, a saída do delegado se deu por um convite feito pelo Superintendente da PF no Espírito Santo.
Em uma carta enviada à PF, Marcio Anselmo disse que pediu o desligamento por esgotamento físico e mental causado pelos mais de três anos que esteve à frente dos inquéritos da operação. A carta foi publicada pelo jornal o Estado de São Paulo e confirmada pelo G1.
“Importante frisar ainda que minha saída do grupo não me impede de continuar auxiliando nos trabalhos com toda a expertise adquirida ao longo desse período, notadamente no momento em que diversas unidades da federação tem recebido investigações desmembradas da Operação Lava Jato”, disse Márcio Anselmo em um trecho da carta.
Delegados pedem substituição de diretor-geral da PF
No sábado (11), a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal publicou uma nota informado que delegados de Polícia Federal de todo o Brasil se reuniram em uma assembleia e decidiram solicitar ao presidente da República Michel Temer a mudança do diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, e a indicação de um novo diretor-geral.