Conselheiro denuncia em rede social suposto superfaturamento em obra da OAB/MA…

 

Alencar alegou que a obra, cujo valor inicial destinado pelo Conselho Federal foi de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), teve um inexplicável aditivo solicitado pelo presidente Thiago Diaz de R$ 289.000,00 (duzentos e oitenta e nove mil reais).

O conselheiro  da Ordem dos Advogados do Maranhão (OAB-MA), José Alencar, eleito na mesma chapa do atual presidente Thiago Diaz em 2015, denunciou, nas redes sociais, um suposto superfaturamento na obra de construção da sede de São João dos Patos, no interior do Maranhão.

Alencar alegou que a obra, cujo valor inicial destinado pelo Conselho Federal foi de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), teria um inexplicável aditivo solicitado pelo presidente Thiago Diaz de R$ 289.000,00 (duzentos e oitenta e nove mil reais), quase o dobro do valor inicial.

O conselheiro disse ainda que a secretária-adjunta da OAB/MA, Alice Salmito, teria se recusado a assinar o aditivo, argumentando que, de acordo com laudo pericial, o valor inicial seria mais que suficiente para a conclusão da obra.

Segundo ainda o conselheiro, não satisfeito, Thiago Diaz teria convocado o secretário-geral, Adailton, de Imperatriz, para assinar, em conjunto, um aditivo de R$ 198.000,00 (cento e noventa e oito mil reais).

O conselheiro concluiu a denúncia, via grupo de WhatsApp, afirmando que nada disso consta no Portal de Transparência da OAB/MA, contradizendo o que foi prometido por Diaz em 2015, que defendia que as despesas deveriam conter a destinação do recurso, o valor pago e o bem adquirido ou serviço prestado.

O fato é que, em 2018, haverá novas eleições na OAB/MA e a denúncia de um conselheiro da atual gestão, além de pessoa próxima a Thiago Diaz, deixa vários questionamento no ar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *