“PDT terá candidato próprio em 2018”, diz Weverton Rocha ao evidenciar distanciamento do PT

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido

O líder do PDT na Câmara Federal, deputado federal Weverton Rocha, informou,  em discurso no plenário, que o PDT decidiu continuar na base de sustentação do governo no Congresso Nacional, mas assegurou que, no momento oportuno, o partido discutirá a saída, ou seja rompimento com o PT, para trabalhar o nome de Ciro Gomes à Presidência da República nas eleições de 2018.

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido. “Vamos manter apoio à presidente Dilma Rousseff até ela superar esse momento difícil. Ajudamos a elegê-la e é nossa obrigação auxiliar o governo a superar essa crise”, afirmou.

O pedetista disse, ainda, que os membros da executiva consideraram a condução coercitiva do ex-presidente Lula um espetáculo midiático, no entanto, garantiram que não subirão no palanque com o ex-presidente por conta dos movimentos para a candidatura própria.

O deputado destacou também os temas definidos em reunião da executiva nacional do partido para o enfrentamento da crise, entre eles, a defesa do pré-sal sob controle e exploração da Petrobras; o combate à corrupção e à privatização do patrimônio público; a defesa do investimento, emprego e produção.

6 ideias sobre ““PDT terá candidato próprio em 2018”, diz Weverton Rocha ao evidenciar distanciamento do PT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *