Pesquisa TV Guará/Exata revela possíveis cenários para disputa da Prefeitura de São Luís

TV Guará

cenario1

Faltando um ano para a conclusão das coligações partidárias e início da campanha pela Prefeitura de São Luís e demais municípios brasileiros, a TV Guará – em parceria com a FIEMA, Exata e o Jornal Pequeno – apresenta os resultados da primeira de uma série de pesquisas eleitorais com foco na sucessão na capital maranhense.

A disputa de 2016 se desenha como uma das mais acirradas dos últimos tempos.

O Maranhão passa por um momento de renovação de lideranças, de conquistas de espaços por jovens políticos e partidos.

Neste primeiro levantamento, resolvemos inovar e optamos por instigar alguns cenários diferentes do habitual, onde simulamos disputas com nomes que estão em evidência na política local, independente da preferência do eleitorado.

A pesquisa foi realizada entre os dias 29 de junho e 1º de julho, com 812 questionários distribuídos em 60 bairros de São Luís, e possui uma margem de erro de 4 pontos percentuais, com nível de confiabilidade de 95%.

Espontânea

Na pesquisa espontânea Eliziane Gama aparece em primeiro com 10% das intenções, em segundo aparece o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, com 9%. O ex-prefeito João Castelo aparece na terceira colocação com 6%. A ex-governadora Roseana Sarney é citada somente por 2% dos entrevistados, seguida de Luís Fernando Silva, Bira do Pindaré e Rose Sales com 1% cada um. Outros candidatos que não constam na pesquisa tiveram 1%. Nenhum 11% e não sabem 56%

Estimulada –  1º cenário

Quando são apresentados os nomes de treze candidatos, Eliziane Gama aparece com 28% das intenções, seguida de João Castelo com 17%. O prefeito Edivaldo Holanda Júnior aparece em terceiro 14%. Empatados na terceira posição com 6% estão Roseana Sarney, Bira do Pindaré e Luís Fernando Silva. Logo abaixo com 3% das intenções de votos aparecem Rose Sales e Neto Evangelista, em seguida aparece Marcos Silva com 2%, e somente com 1% das intenções aparecem os nomes de Antonio Pedrosa, Ricardo Murad, José Luís Lago e Natalino Salgado. Nenhum, brancos e nulos somaram 7% e não sabem 4%

Estimulada – 2º cenário

Neste segundo cenário da pesquisa, diminuímos a consulta para oito nomes e a deputada federal Eliziane Gama aparece liderando a corrida com 29% dos votos, seguida de João Castelo com 17% e Edivaldo Júnior com 15%. Bira do Pindaré e Roseana Sarney empatam com 7%, um a mais que Luís Fernando Silva. Rose Sales e Neto Evangelistas são escolhidos por 3% dos entrevistados, cada um. Nenhum, brancos e nulos somaram 9% e não sabem 4%

Estimulada – 3º cenário

Quando são apresentados apenas três candidatos, os números se afastam. Eliziane Gama sobre para 41% das intenções de voto, seguida de João Castelo com 23% e Edivaldo Junior com 18%. Nenhum, brancos e nulos 14% e não sabem 4%

Estimulada  – 4º cenário

Num segundo quadro com três nomes, incluindo Roseana no lugar de Castelo, Eliziane sobe para 47%, ficando Edivaldo Júnior com 19% e Roseana Sarney, com 14%. Nenhum, brancos e nulos 16% e não sabem 4%

Estimulada – 5º cenário

Num terceiro quadro com três nomes, incluindo Luís Fernando Silva, Eliziane Gama é a escolhida de 48% dos eleitores, Edivaldo Júnior fica com 20% e Luís Fernando fica com apenas 11%. Nenhum, brancos e nulos 17% e não sabem 4%.

21 ideias sobre “Pesquisa TV Guará/Exata revela possíveis cenários para disputa da Prefeitura de São Luís

  1. Trabalho na SEMUS e estou indignado com esta gestão, pois antes das eleições municipais nos reunimos com o candidato Edivaldo Holanda Júnior e o mesmo nos garantiu, em nome de DEUS, que resolverias as nossas reivindicações.
    Solicitamos ao então candidato a prefeito e foi prometido por ele que resolveria a situação do Adicional Saúde dos funcionários das Unidades de Saúde e da Vigilância, sendo que é praticada a isonomia salarial, onde uns recebem e outros, não. O ex-prefeito João Castelo suspendeu o Adicional Saúde provisoriamente através de um decreto (Art. 1° – Fica suspenso temporariamente, a partir da sua publicação, o Decreto n. ° 35.919, de 19 de novembro de 2008, por não haver previsão orçamentária para as despesas ali previstas e por contrariedade à Lei de Responsabilidade Fiscal.
    Art. 2° – Fica criada uma Comissão integrada pelos servidores MARIA ENGRÁCIA FERNANDES LOPES (SEMAD), ANA CRISTINA MAGALHÃES PEREIRA (SEMUS) e DIEGO ROBERT SANTOS MARANHÃO (PGM) para produzir relatório analisando a legalidade do Decreto n. ° 35.919, de 19 de novembro de 2008, incluindo a verificação dos impactos financeiros a possibilitar a adequação orçamentária).
    Nunca foi feito comissão alguma e nós ficamos a “ver navios” até os dias de hoje.
    O Sr Edivaldo nos garantiu que seria revisto a questão para as progressões e titulações como rege o Estatuto do Servidor, entretanto a atual gestão municipal recusa a fornecer, o que é de direito alegando: “indeferimento por não haver previsão orçamentária”. Cadê o Ministério Público?
    A última classificação salarial ocorreu em 2007, onde os servidores amargam 14 anos sem reajustes de acordo com os direitos estatutários, retroativos das progressões (vertical, horizontal, difícil acesso e titulação) e melhoria das estruturas e condições de trabalho, entre outros pontos.
    Portanto, Creio que o prefeito Edivaldo Holanda Jr., não terá nem os funcionários, da própria prefeitura, ao seu lado para o próximo pleito eleitoral, tendo em vista que não vem cumprindo e muito menos mostrando vontade política em resolver essa situação.
    OBS:
    EU VOTEI EM EDIVALDO HOLANDA JR. ESTOU PENSANDO EM NÃO VOTAR MAIS. (VAMOS AGUARDAR OS EPISÓDIOS DOS PRÓXIMOS CAPÍTULOS, POIS AINDA HÁ TEMPO)
    #prontofalei

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *