“O PR não é elite. É povo”, diz Josimar ao lado de Dino

Josimar de Maranhãozinho

Com a ilustre presença do governador do Estado, Flávio Dino (PCdoB), o deputado estadual e presidente do Partido da República (PR) no Maranhão, Josimar de Maranhãozinho, reuniu, no último sábado (25), centenas de correligionários e aliados de todas as regiões, durante o Encontro Estadual do PR no Maranhão, evento organizado por ele no município de Santa Inês.

A participação do governador no evento do PR confirmou a continuidade da aliança entre o partido e o PCdoB de Dino para 2018.

Deputado estadual mais votado em 2014, com 99.252 votos, Josimar de Maranhãozinho deve reforçar a campanha pela reeleição de Flávio Dino no próximo ano.

Dino agradeceu o apoio que Josimar e o deputado estadual Vinicius Louro (também do PR) vêm dando à sua administração ao votar favoravelmente projetos do governo na Assembleia Legislativa do Maranhão.

O governador lembrou que, em 1100 dias de governo, já inaugurou 550 obras, ou seja, uma obra a cada dois dias. Para o governador, esse volume expressivo de obras só é possível porque o governo consegue a aprovação do parlamento para executar os projetos de governo.

“Nós não fazemos tudo isso sozinhos. Fazemos isso em razão da existência de pessoas que nos ajudam. Quero agradecer aos deputados estaduais que nos ajudam a governar, entre esses estão os do PR”, enfatizou o governador.

Durante o encontro, Josimar de Maranhãozinho reforçou que a causa do PR no Maranhão se assemelha ao projeto político desenvolvido por Dino, voltado para a ampliação de direitos sociais dos maranhenses. “O PR não é elite. O PR é povo, é massa, trabalho, coragem e coração”, finalizou o deputado.

PCdoB tem o maior número de candidatos a prefeito no Maranhão…

PCdoB cresceu e hoje tem o maior número de candidatos a prefeito no Maranhão

PCdoB cresceu com Flávio Dino e hoje tem o maior número de candidatos a prefeito no Maranhão

O PCdoB do Maranhão disputa as eleições, em diversos municípios do Estado, com 106 candidatos a prefeito e é o partido com o maior número de postulantes às administrações municipais. Depois vem o PSDB com 78, o PDT com 60, o PMDB com 49, o PP com 39, o PRB com 35, o PSB com 33, o PR com 30, PSD com 27, PV com 19, PT com 17 e PTB com 15.

O partido, liderado pelo governador Flávio Dino no Maranhão, teve um crescimento considerável nos últimos anos, graças a um trabalho de articulação política que antecede a chegada da sigla ao comando do Estado.

As 106 candidaturas majoritárias se fortaleceram em coligações e chapas que reúnem diversas siglas, em sua grande maioria, de esquerda. Elas chegam fortes e com chances de vitória em vários municípios do Maranhão.

Onde o PCdoB não emplacou o candidato a prefeito, o partido compõe chapa em condições de vencer as eleições. E assim a sigla vai se fortalecendo no Estado, rompendo preconceitos e se tornando uma opção política de ideologia de esquerda.  E muito mais além, solidifica uma forte e ampla base de apoio ao governo Flávio Dino.

Propaganda dará ritmo às campanhas

No Maranhão e em todo o país, as eleições vão ganhar mais ritmo e corpo com o início da propaganda eleitoral gratuita no rádio e na TV, nesta sexta-feira (26), dez dias após o início da campanha, conforme o determinado pela Lei Eleitoral. Será veiculada até o dia 29 de setembro, três dias antes do primeiro turno das eleições (2 de outubro). O período de transmissão foi reduzido de 45 para 35 dias, de acordo com a Reforma Eleitoral de 2016 (Lei nº 13.165/2015 que alterou a Lei nº 9.504/97).

A propaganda no rádio e TV este ano será exibida em dois blocos de 10 minutos cada, duas vezes ao dia, de segunda a sábado, no caso de campanha para prefeito, pois a Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165) acabou com a propaganda eleitoral em bloco para vereador. No rádio, um será apresentado de 7h às 7h10 e o outro de 12h às 12h10. Na TV, serão de 13h às 13h10 e das 20h30 às 20h40.

Conforme prevê a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97), a divisão da propaganda deverá ocorrer da seguinte forma: 90% distribuídos proporcionalmente ao número de representantes que o partido tenha na Câmara dos Deputados, considerados, no caso de coligação para eleições majoritárias, o resultado da soma do número de representantes dos seis maiores partidos que a integrem e, nos casos de coligações para eleições proporcionais, o resultado da soma do número de representantes de todos os partidos que a integrem. Os outros 10% devem ser distribuídos igualitariamente.

Já as inserções serão veiculadas em tempos de 30 e 60 segundos para prefeito e vereador, de segunda a domingo, em um total de 70 minutos diários, distribuídos ao longo da programação entre 5h e 00h.