São Luís está fora da lista de cidades mais violentas do mundo

Segundo dados da SSP-MA, houve queda de 40% nas mortes violentas na comparação de 2014 (910 ocorrências) com 2017 (540 casos).

Segundo estudo da organização de sociedade civil mexicana, Segurança, Justiça e Paz, referente a 2017, São Luís está fora da lista de 50 cidades mais violentas do mundo.

A capital, que estava no ranking em 2016, apresentou redução deste crime no ano seguinte. Agora, é a única do Nordeste e uma das três do país a não constar na pesquisa.

Para medir o índice de violência, a entidade realiza a pesquisa anualmente e considera as taxas de homicídios por 100 mil habitantes em cidades com mais de 300 mil moradores. Das 50 cidades mais violentas do mundo, 17 estão aqui no Brasil.

O estudo aponta também que a América Latina é o continente com o maior número de cidades violentas do mundo: das 50 listadas no ranking, somente oito não são latino-americanas. Doze das cidades estão localizadas no México, país que possui vários cartéis de drogas.

Os levantamentos da pesquisa Segurança, Justiça e Paz são feitos por meio de fontes jornalísticas, informes de ONGs e de organismos internacionais. Não constam na pesquisa dados de cidades cujos países estejam em conflito bélico aberto, como Síria, Iraque, Afeganistão e Sudão. Isso porque, nestas localidades, a maior parte das mortes violentas são provocadas por operações de guerra, e segundo a classificação da Organização Mundial de Saúde (OMS), não corresponderia à definição universalmente aceita do que seria homicídio.

Segundo dados da SSP-MA, houve queda de 40% nas mortes violentas na comparação de 2014 (910 ocorrências) com 2017 (540 casos). Na comparação ano a ano, a queda permanece. Em 2015, primeiro ano da gestão Flávio Dino, as mortes violentas reduziram 12% em comparação a 2014. Houve queda de 13% em 2016, com 693 casos e 107 vidas salvas, em relação ao ano anterior. Em 2017, foram 540 ocorrências e 153 vidas salvas, uma diminuição de 22% em relação a 2016.

Flávio Dino vai inaugurar mais hospitais regionais em 2018

A unidade vai contribuir para desafogar a demanda dos Socorrões I e II, geridos pela rede municipal de saúde da capital.

Desde 2015, o governo do Estado já inaugurou seis hospitais regionais (Pinheiro, Caxias, Imperatriz, Santa Inês, Bacabal e Balsas), ampliando em 42% o número de leitos hospitalares, além do Hospital de Traumatologia e Ortopedia (HTO), em São Luís.

Para este ano de 2018, o governo prevê a inauguração de outras unidades de saúde, entre elas o Hospital Regional de Chapadinha; e o novo Hospital do Servidor, em São Luís, sonho muito almejado pelos servidores públicos.

Está em curso, ainda, a licitação do Hospital de Urgência e Emergência da Ilha, que será localizado na Avenida São Luís Rei de França e destinado ao atendimento de casos urgentes em toda a Grande São Luís. A unidade vai contribuir para desafogar a demanda dos Socorrões I e II, geridos pela rede municipal de saúde da capital.

Flávio Dino está levando a sério a reestruturação do sistema público de saúde, mudando drasticamente o modus operand duvidoso da gestão passada, liderada pelo ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, e pela ex-governadora, Roseana Sarney.

INSS: Prazo para comprovação de vida termina este mês

    Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento.

Aposentados e pensionistas que ainda não comprovaram ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que estão vivos, têm até o próximo dia 28 para fazer o procedimento no banco em que recebem seus benefícios. Quem não fizer a comprovação de vida no tempo previsto poderá ter seu pagamento bloqueado.

Até o último dia 8, mais de 3 milhões de beneficiários ainda não comprovaram o procedimento obrigatório. Segundo o INSS,  mais de 34 milhões de beneficiários têm que procurar o banco em que recebem o benefício e apresentar um documento de identidade com foto (RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação etc). Algumas instituições financeiras estão utilizando a tecnologia de biometria para realizar o procedimento nos terminais de autoatendimento.

Quem não puder comparecer à agência bancária por motivo de doença ou dificuldade de locomoção pode eleger um procurador que deverá ser cadastrado junto ao INSS. O procurador deverá ir a uma agência da Previdência Social munido do documento assinado pelo beneficiário e de um atestado médico, emitido nos últimos 30 dias, que comprove a impossibilidade de locomoção do beneficiário ou doença contagiosa, além dos documentos de identificação do procurador e do beneficiário.

Mais de 50 vagas serão oferecidas em novo concurso do Procon

Serão disponibilizadas 51 vagas para os níveis fundamental e superior. Este já é o segundo concurso que o Instituto promove para preenchimento do quadro de servidores.

Um novo concurso público será realizado, ainda no primeiro semestre de 2018, pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA). Serão disponibilizadas 51 vagas para os níveis fundamental e superior. Este já é o segundo concurso que o Instituto promove para preenchimento do quadro de servidores.

De acordo com o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, esta é uma das prioridades do Governo Flávio Dino e tem como principal objetivo a qualificação dos serviços que estão sendo colocados à disposição dos cidadãos.

Por meio do primeiro concurso promovido em 30 anos no órgão, foram oferecidas vagas para o cargo de Fiscal. Neste segundo certame, serão oferecidas vagas de nível fundamental para o cargo de Auxiliar de Serviços e vagas de nível superior em Direito para o cargo de Conciliador. Mais detalhes serão informados após o lançamento do edital, que ocorrerá ainda neste semestre.

Divulgado calendário de feriados e pontos facultativos de 2018 no Maranhão

O calendário foi estabelecido por meio do Decreto n° 33.766, de 22 de janeiro de 2018.

O Governo do Maranhão divulgou o calendário de feriados e pontos facultativos que serão obedecidos pelos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual em 2018, incluindo autarquias e fundações públicas. O calendário foi estabelecido por meio do Decreto n° 33.766, de 22 de janeiro de 2018.

Serão ao todo nove feriados nacionais e cinco pontos facultativos. Confira a lista dos feriados nacionais e estaduais de 2018:

12 de fevereiro: segunda-feira de Carnaval – ponto facultativo;
13 de fevereiro: terça-feira de Carnaval – feriado nacional;
14 de fevereiro: quarta-feira de Cinzas – ponto facultativo;
29 de março: quinta-feira Santa – ponto facultativo;
30 de março: Sexta-feira da Paixão – feriado nacional;
21 de abril (sábado): Tiradentes – feriado Nacional;
1° de maio (terça-feira): Dia do Trabalho – feriado Nacional;
31 de maio (quinta-feira): Corpus Christi – feriado Nacional;
1° de junho (sexta-feira): ponto facultativo;
28 de julho (sábado): Dia da Adesão do Maranhão à Independência do Brasil;
07 de setembro (sexta-feira): Independência do Brasil – feriado Nacional;
12 de outubro (sexta-feira): Nossa Senhora Aparecida – feriado Nacional;
28 de outubro (domingo): comemoração Alusiva ao Dia do Servidor Público;
02 de novembro (sexta-feira): Finados – feriado Nacional;
15 de novembro (quinta-feira): Proclamação da República – feriado Nacional;
20 de novembro (terça-feira): Dia Nacional da Consciência Negra – feriado Estadual;
25 de dezembro (terça-feira): Natal – feriado Nacional.

Disputa por vagas nas universidades – Começam as inscrições para o Sisu…

Candidatos disputam vagas em diversas universidades públicas do país

As inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) começaram nesta terça-feira (23) e vão até a próxima sexta-feira (26), sem cobrança de taxas.

Estão sendo oferecidas 239.601 vagas em 130 instituições, entre universidades federais, institutos federais de educação, ciência e tecnologia e instituições estaduais.

Para se inscrever, o candidato precisa do seu número de inscrição e da senha cadastrada no Enem de 2017. É preciso estar atento aos documentos exigidos pelas instituições para a efetivação da matrícula, em caso de aprovação. No site http://sisu.mec.gov.br é possível consultar as vagas disponíveis, pesquisando as instituições e os seus respectivos cursos participantes.

Confira o cronograma do Sisu:

– 23/1 a 26/1: período de inscrições (as notas de corte serão divulgada nos dias 24, 25 e 26)

– 29/1: resultado da chamada regular

– 29/1 a 7/2: prazo para participar da lista de espera

– 30/1 a 7/2: matrícula da chamada regular

– 9/2: convocação dos candidatos em lista de espera pelas instituições a partir desta data

Cotas do PIS/PASEP começam a ser pagas a trabalhadores acima de 60 anos

Os trabalhadores a partir de 60 anos de idade e que têm conta corrente ou poupança individual na Caixa Econômica Federal ou no Banco do Brasil (BB) recebem, nesta segunda-feira (22), as cotas dos fundos do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). Pagos a pessoas dessa faixa etária que trabalharam com carteira assinada antes da Constituição de 1988, os valores serão creditados nas contas bancárias ainda na noite de hoje.

Para os demais trabalhadores que não são correntistas dos dois bancos públicos, os saques poderão ser feitos a partir da próxima quarta-feira (24).

O PIS tem a finalidade de integrar o empregado do setor privado e o desenvolvimento da empresa, enquanto o Pasep reúne arrecadações da União, de estados, municípios, Distrito Federal e territórios destinadas aos empregados do setor público.

Por meio dos sites www.caixa.gov.br/cotaspis e www.bb.com.br/pasep é possível consultar se há saldo disponível para saque. Nas páginas, o trabalhador pode visualizar a data de início do pagamento e os canais disponíveis, além da melhor opção de pagamento.

Os beneficiários do PIS com valor até R$ 1,5 mil, poderão fazer o saque nas unidades de autoatendimento da Caixa, utilizando apenas a senha do Cartão do Cidadão. Já o saque das cotas do Pasep pode ser feito nas agências do Banco do Brasil, com apresentação de documento de identificação oficial com foto.

A sucessão de Flávio Dino, os apressadinhos de plantão e a corrida pelo Senado…

Flávio Dino ainda não está preocupado com os adversários, quanto mais com quem será seu vice

Nem bem chegou o período para as mudanças de partido e com 2017 ainda no início, apressadinhos de plantão se encarregam de plantar boatos sobre a indicação do candidato a vice-governador em uma chapa encabeçada pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que deve brigar pela sua reeleição em outubro de 2018. Tem gente querendo comer o lanche antes do recreio ou colocar a carroça à frente do jumento. A antecipação desse processo é desnecessária no momento.

Por enquanto, o que vem surgindo não passa de boatos e especulações. Na verdade, essa história do vice ainda não está nem entre as discussões do momento, já que o governador não sabe ao certo nem quem serão os prováveis candidatos numa eventual disputa em 2018. No momento, parece-me bobagem a antecipação desse debate.

Se essa discussão do vice para Flávio Dino ainda é precoce, corre solta mesma é a articulação visando às duas vagas no Senado. O deputado federal Weverton Rocha (PDT) se movimenta bem desde agora e antecipou a briga nos bastidores que antecedem a eleição de outubro de 2018.

Já se sentem aptos ao páreo também o deputado federal Zé Reinaldo Tavares (PSB), eterno candidato ao Senado, a deputada federal Eliziane Gama (PPS), que saiu com poder político reduzido das urnas nas eleições municipais passadas, saindo da posição de favorita para um amargo e insignificante quarto lugar…

Zé Reinaldo tem dito que disputará vaga no Senado0000

E por falar em Eliziane Gama, a deputada deve botar a cabeça para raciocinar. Se quiser pensar em sobreviver politicamente, é bom que comece a se rearticular para tentar voltar à Assembleia Legislativa e m traçar novos voos com vistas ao Executivo municipal. Teimosa e desorganizada, ela vem se isolando e se distanciando, cada vez mais, do eleitorado.

Quem também vem se postulando a disputar o Senado, porém sem muito eco, é o candidato a quase tudo, deputado estadual Wellington do Curso (PP), o divertido “WC”. Na verdade, ele atira para todo lado, mas o caminho mais coerente para o parlamentar, já que tem intenção de continuar tentando chegar ao executivo municipal, é disputar a reeleição. Se for brigar pela Câmara Federal poderá está seguindo o mesmo caminho do isolamento, feito por Eliziane Gama.

E para fechar a análise sobre a antecipação da disputa pelo Senado, o pré-candidato mais cômico é o deputado federal Waldir Maranhão (PP). Com pouco espaço na cena política, depois de ter vivido patacoadas nacionais e de ter seu nome envolvido em escândalos, ele também se diz no páreo para o Senado. Resta saber com quem ele está contando para tal.

Melhor saída para Waldir Maranhão seria tentar uma vaga na Assembleia Legislativa. Pelo andar da carruagem, disputar a reeleição para ele também é arriscado, devido ao desgaste que sofreu no último ano.

Ainda dentro do debate das figuras cômicas, o também candidato a quase tudo, prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, ainda no PCdoB, também se coloca como um nome disposto a brigar pelo Senado. Resta saber também com o apoio de quem.

No mais, muita água passará por debaixo da ponte até 2018. É só aguardar.

“PDT terá candidato próprio em 2018”, diz Weverton Rocha ao evidenciar distanciamento do PT

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido

O líder do PDT na Câmara Federal, deputado federal Weverton Rocha, informou,  em discurso no plenário, que o PDT decidiu continuar na base de sustentação do governo no Congresso Nacional, mas assegurou que, no momento oportuno, o partido discutirá a saída, ou seja rompimento com o PT, para trabalhar o nome de Ciro Gomes à Presidência da República nas eleições de 2018.

Segundo o deputado Weverton, desembarcar do governo nesse momento de crise seria oportunismo do partido. “Vamos manter apoio à presidente Dilma Rousseff até ela superar esse momento difícil. Ajudamos a elegê-la e é nossa obrigação auxiliar o governo a superar essa crise”, afirmou.

O pedetista disse, ainda, que os membros da executiva consideraram a condução coercitiva do ex-presidente Lula um espetáculo midiático, no entanto, garantiram que não subirão no palanque com o ex-presidente por conta dos movimentos para a candidatura própria.

O deputado destacou também os temas definidos em reunião da executiva nacional do partido para o enfrentamento da crise, entre eles, a defesa do pré-sal sob controle e exploração da Petrobras; o combate à corrupção e à privatização do patrimônio público; a defesa do investimento, emprego e produção.