Base de apoio de Flávio Dino elege 32 deputados estaduais

O apoio da maioria absoluta na Alema garante ao governador a aprovação de projetos de leis e assuntos que são do interesse do Executivo

A apuração das urnas eleitorais do último dia 7 mostrou que o governador Flávio Dino (PCdoB) foi o maior vencedor desta eleição. O resultado para a Assembleia Legislativa reafirma o bom desempenho do grupo governista nas eleições 2018.

O governador garantiu sua reeleição para o governo do Estado, terá o apoio de Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) no Senado Federal e no Legislativo estadual, o governador terá o apoio de, no mínimo, 32 deputados estaduais que foram eleitos nos partidos que deram sustentação ao projeto governista na eleição deste ano.

Apenas 10 deputados estaduais de outras coligações foram eleitos.

O apoio da maioria absoluta na Alema garante ao governador a aprovação de projetos de leis e assuntos que são do interesse do Executivo.

A eleição proporcional para a Assembleia Legislativa…

As mudanças sempre são válidas para que nossa política continue sendo plural e contemplando a todos os maranhenses

Pela Assembleia Legislativa do Maranhão já passaram grandes figuras da política estadual. Homens e mulheres que contribuíram fortemente com o Estado.

Como em todo ano eleitoral, a disputa proporcional para deputado estadual sempre garante que novos nomes surjam ou que outros voltem a exercerem mandatos na esfera estadual.

Em relação a 2014, as eleições de 2018 vão garantir que, pelo menos, 25% dos assentos da Alema sejam ocupados por outras pessoas. Muitos dos atuais deputados vão trilhar outros caminhos e abrir espaço para novas lideranças contribuírem com a política do estado.

Neste ano, quatro deputados vão disputar a eleição para a Câmara dos Deputados, em Brasília. São eles: Bira do Pindaré (PSB), Edilázio Júnior (PSD), Eduardo Braide (PMN) e Josimar Maranhãozinho (PR). Alguns deputados concorrerão para outros cargos. É o caso de Alexandre Almeida (PSDB), que disputa uma das vagas de senador. E de Graça Paz (PSDB), candidata a vice-governadora na chapa do senador Roberto Rocha.

Alguns nomes não estarão na Alema a partir do próximo ano. É o caso do saudoso deputado Humberto Coutinho, falecido em janeiro.

Além de Sousa Neto (PRP), que anunciou sua desistência na manhã de ontem (25), o deputado Max Barros (PMB) já havia anunciado que não disputaria novamente uma vaga na Assembleia.

A deputado Nina Melo (MDB) sairá da disputa para dar lugar ao seu pai, o ex-deputado Arnaldo Melo (MDB), e Stênio Rezende (DEM) saiu para dar lugar a sua esposa, Andréa Rezende (DEM).

As mudanças sempre são válidas para que nossa política continue sendo plural e contemplando a todos os maranhenses. Várias vozes e novas vozes na Assembleia Legislativa garantem que todos os maranhenses continuem sendo ouvidos e representados por nossos deputados estaduais.