Governador Flávio Dino desmente boatos sobre o não pagamento de aposentados e pensionistas

Em entrevista, nesta quinta-feira (8), o governador Flávio Dino (PCdoB) desmentiu as informações difundidas pela oposição de que o governo do Estado não honraria com os pagamentos dos aposentados e pensionistas do Maranhão. Flávio Dino salientou que o desequilíbrio dos sistemas previdenciários já se arrasta há algumas décadas e que essa questão é um problema nacional e não somente do Maranhão.

“Isso faz com que, permanentemente, você precise fazer um esforço, em primeiro lugar de financiamento dos próprios sistemas previdenciários, isso está em debate em nível nacional já em algum tempo; e de outro lado garantir as condições para que o tesouro possa suprir os sistemas previdenciários no caso dos déficits que eles ao longo do tempo. Isso vem se verificando já em vários estados”.

O governador tranquilizou os aposentados e afirmou que “as medidas estão sendo tomadas de gestão financeira para garantir a recuperação do Fundo dos aposentados, em razão desse déficit financeiro que ele já tem há quase uma década no Maranhão”.

Flávio Dino afirmou que é preciso garantir a capacidade do Tesouro do Estado, que é o principal patrimônio para a garantia dos sistemas previdenciários. “Algumas pessoas não sabem, mas a maior parte do financiamento da previdência é feita pelo próprio tesouro estadual. Porque a contribuilao patronal, do estado, é duas vezes maior que a contrinuição dos servidores. Então a questão central, longe de espalhar terrorismo, demagogia, maldade contra aposentados é você ter a capacidade de fazer uma boa gestão fiscal, no que se refere ao equilíbrio de receitas e despesas, para que o tesouro tenha a capacidade de pagar suas principais obrigações, aí obviamente incluso o pagamento de aposentados e pensionistas. De modo que não há nenhum risco iminente de interrupções de pagamento”.

Por fim, o governador afirmou que esses boatos são uma maldade de uma pequena luta política para tratar de modo irresponsável um tema que é nacional e é um tema muito sério. “Nós estamos cuidando com a seriedade que temos para garantir a continuidade dos direitos de todas as pessoas”, concluiu Flávio.

Ipam realizará Censo para traçar perfil de aposentados e pensionistas em São Luís

Presidente do Ipam, Carolina Moraes Estrela, revela que a ação traz olhares humanísticos à Previdência

Presidente do Ipam, Carolina Moraes Estrela, revela que a ação traz olhares humanísticos à Previdência

O Instituto de Previdência e Assistência do Município (Ipam) inicia, na próxima terça-feira (1º), uma extensa campanha de mobilização para a realização do Censo Previdenciário, que acontecerá no mês de agosto em São Luís. O objetivo da ação é traçar um perfil de saúde de cada aposentado e pensionista para atendê-lo melhor, de acordo com a política de valorização do servidor estabelecida pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior.

 A partir de uma análise individual, ações efetivas serão desenvolvidas e direcionadas de acordo com as condições sociais, econômicas e de saúde desse público alvo. No município de São Luís, são 5.858 beneficiários, dentre os quais 4.362 aposentados e 1.496 pensionistas. A realização do censo é amparada e recomendada pelo Ministério da Previdência para todo órgão municipal.

Segundo a presidente do Ipam, Carolina Moraes Estrela, além de promover o melhor equilíbrio financeiro do Patrimônio Previdenciário, o levantamento vai permitir ao instituto elevar a qualidade e contribuir para a melhor concessão dos benefícios. “Promover esse censo significa estender olhares humanísticos à Previdência e vê-la além dos princípios econômicos. É valorizar, tratar com cuidado e respeito os beneficiários e os benefícios previdenciários”, ressaltou.

 Os recenseadores iniciarão os trabalhos no dia 1º de agosto. A estratégia é colocar equipes em locais de fácil acesso, como shoppings e terminais de integração, e será disponibilizado um telefone específico para informações.

 Os servidores inativos responderão a um questionário e terão que apresentar documentos pessoais e funcionais (portaria de pensão, título de proventos, decreto de aposentadoria), além de comprovante de residência. Quem não reside mais em São Luís deverá fazer uso de procuração específica.

 SAÚDE

A partir do censo, o Ipam fará a revisão dos benefícios previdenciários e implantará serviços como o plano de saúde e o Programa da Farmácia, além de diversas ações. Com a análise individual de cada aposentado e pensionista, será possível traçar um perfil de saúde e identificar, por exemplo, quantos cardiopatas, diabéticos, entre outros casos, existem no município para melhor atendê-los.

O censo será executado pela empresa Prime Saúde, especializada nesse tipo de serviço e vencedora da licitação. Ela fará uma criteriosa análise de riscos e traçará o perfil de saúde dos servidores inativos do município de São Luís. Serão 30 dias de divulgação e mobilização, durante todo o mês de julho, com mídia, panfletagem, mensagens nos contracheques e outras formas de abordagem.