Bia Aroso manda áudio incentivando Roseana a se candidatar ao governo

Bia Aroso é uma das entusiastas da candidatura de Roseana Sarney

A ex-prefeita de Paço do Lumiar, Bia Aroso, conhecida no Estado inteiro por usar tornozeleira eletrônica colocada pela Polícia Federal após acusação de desvio de recursos da educação no município, mandou um áudio encorajando a ex-governadora Roseana Sarney a se candidatar novamente ao governo do Estado nas próximas eleições.

Cabo eleitoral histórica de Roseana, Bia Aroso foi prefeita de Paço do Lumiar de 1º de janeiro de 2009 a 20 de setembro de 2012, até ser presa pela Polícia Federal, no deflagrar da Operação Allien, por desvios de mais de R$ 15 milhões de recursos federais da Educação.

No áudio endereçado a Roseana, Bia cobre a ex-governadora de elogios e diz que vários correligionários seus de Paço do Lumiar – alguns até arrolados também na Operação Allien – marcharão ao lado da ex-governadora no embate contra Flávio Dino nas eleições de outubro.

Se pretende mesmo disputar o governo do Estado contra Flávio Dino, Roseana Sarney deve repensar bem quem serão os seus apoiadores. Ou talvez, pelo histórico da oligarquia no Maranhão, ostentar uma tornozeleira eletrônica seja credencial mais do que suficiente para fazer parte do rol de apoiadores dos Sarney.

Áudio pornô vaza em comissão do impeachment no Senado

Gazeta

Durante o pronunciamento do senador Cássio Cunha Lima (PSDB/PB), feito minutos antes por Janaina, um áudio misterioso vazou do celular de algum presente na sessão.
A comissão no Senado Federal que analisa o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff recebeu os juristas Miguel Reale Jr. e Janaina Paschoal, dois dos autores do pedido de afastamento. E apesar do foco total nos discursos realizados pela dupla, um momento, digamos, constrangedor, roubou a cena durante a maratona de debates.

Durante o pronunciamento do senador Cássio Cunha Lima (PSDB/PB), em que analisava a defesa do pedido, feita minutos antes por Janaina, um áudio misterioso vazou do celular de algum presente na sessão. Espantado, o parlamentar pediu para que os segundos perdidos com o surgimento do áudio fossem compensados: “Peço que desconte do meu tempo o choro do bebê”.
Mas apesar da fala de Cássio, visivelmente se percebe que o áudio se trata de um gemido, apontado por muitos como um daqueles conteúdos espalhados em redes sociais e no WhatsApp disfarçados em links encurtados.

Ouça o áudio em que Ester Marques chama antecessores de “imbecis”

Ouça aqui o áudio

Ester Marques já eh a terceira jornalista a compor a equipe de Flávio Dino. Já foram anunciados antes Márcio Jerry e Chico Gonçalves

Ester Marques 

A bem da verdade, o blog Marrapá publicou o trecho da reunião ocorrida, na semana passada, em que a secretária estadual da Cultura, Ester Marques, refere-se a secretários antecessores como “imbecis” e “irresponsáveis” que só souberam se locupletar às custas dos recursos da pasta.

Há pouco, em uma nota equivocada disparada pela Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), a secretária tentou negar a declaração, deturpando informações postadas no último sábado (11) pelo Marrapá. Portanto, para que não reste qualquer dúvida sobre o teor da fala de Ester, ouça o áudio acima.

Abaixo a nota da Secom, onde Ester Marques nega as declarações:

A Secretaria de Estado da Cultura (SECMA) vem a público esclarecer a publicação noticiada, em que a Secretária de Estado da Cultura, Ester Marques, teria feito comentários para desqualificar as antigas gestões da pasta:

(1) A Secretária de Estado da Cultura realizou uma reunião interna com os diretores e gestores das Casas e Centros de Cultura vinculados à pasta, no dia 7 de julho, para tratar do Planejamento Estratégico do órgão.

(2) O encontro tratou ainda de metas e planejamento de ações que envolvem todo o complexo administrativo da pasta, e teve como fim o repasse de informações assim como debate de projetos e iniciativas que tem sido construídas no âmbito da Secretaria de Cultura.

(3) Durante a sua fala, a Secretária de Estado da Cultura reforçou o compromisso da gestão com princípios democráticos que garantam a transparência das ações desenvolvidas, assim como a acentuada mudança de postura que tem sido cobrada, de forma irrestrita, a todos os servidores ligados à pasta.

(4) A Secretaria de Estado da Cultura informa que em nenhum momento na referida reunião ofendeu ou citou nomes de antigos gestores, chamando de ‘imbecis’ como posto em publicação no blog.

(5) Em vez disso, a titular da SECMA pontuou em sua fala o inegável avanço na condução de uma política pública cultural estruturante, partindo do ponto de vista da destituição de todos e quaisquer privilégios, o que tem sido fortemente combatido pela Secretária e por sua equipe de gestão.

São Luís, 13 de julho de 2015.

Secretaria de Estado da Cultura