Veja o vídeo: Polícia Rodoviária Federal entra em confronto com manifestantes na cidade de Bacabeira

De acordo com informações preliminares, a Polícia Rodoviária Federal entrou em confronto com manifestantes no início da noite desta segunda-feira (28), no município de Bacabeira.

Para dispersar os caminhoneiros que se encontravam manifestando em um trecho da BR-135, a PRF teve que disparar tiros de borracha.

O confronto teve a participação de moradores da área que se solidarizam com os caminhoneiros e fecharam a rodovia na altura de Periz de Baixo.

No momento da ocorrência, foi montado comitê de crise no local. Homens do Exército Brasileiro estão nas proximidades.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, também foi para o local acompanhar, de perto, a resolução do problema entre os manifestantes e soldados da PRF.

Tráfego no viaduto de Bacabeira será liberado nesta segunda

O viaduto faz parte das obras de duplicação da BR 135/MA

Por meio de nota, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) informou que o tráfego no viaduto de Bacabeira será liberado na próxima segunda-feira (19), às 9h. Segundo o órgão, o local está com obstruções devido à conclusão das obras que estão sendo realizadas na localidade.

O viaduto faz parte das obras de duplicação da BR 135/MA. Com a conclusão dos serviços, a duplicação dos 26 km da rodovia (de Estiva à Bacabeira) está concluída, restando apenas a restauração de 18 km da pista antiga (sentido entrada de São Luís), cujas obras estão em andamento.

Segundo o órgão, vários serão os benefícios: desafogamento do trânsito no acesso da BR 402/MA, fluidez do tráfego na BR 135/MA, além de mais segurança para a população do município de Bacabeira e para os usuários da rodovia.

Carlos Brandão vai à China tratar de siderurgia…

Carlos Brandão tratará de planta siderúrgica em Bacabeira

Em mensagem encaminhada à Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (26), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), comunicou a Casa sobre autorização para que o vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), ausente-se do país, no período de 29 de junho a 18 de julho deste ano, em missão de caráter oficial, realizando viagem à Jinan, província de Shandong, na China.

Carlos Brandão dará sequência às negociações com a empresa chinesa CBSTEEL, na perspectiva da implantação de uma planta siderúrgica no município de Bacabeira, no Maranhão, além de tratar de outros assuntos.

A autorização para a viagem foi estabelecida pelo Decreto Legislativo nº 482/2016, de 15 de dezembro de 2016.

Economia? Prefeita de Bacabeira coloca estagiários no lugar de professores especializados…

Casal tenta economizar, contratando estagiários para o lugar de professores especializados

A prefeita de Bacabeira, Fernanda Gonçalo, sancionou,  uma lei que está dando o que falar no município. Batizada de “Bolsa Miséria”, a medida autoriza o poder público a contratar estagiários para trabalhar como professores especializados.

Segundo informações repassadas por pais de alunos, a medida irá prejudicar o nível da educação no município, uma vez que professores qualificados serão trocados por alunos do curso de pedagogia.

Com a medida, a prefeitura irá pagar um pouco menos que R$ 250,00 para cada novo professor estagiário que preencher a vaga de um professor especializado.

Em grupos de whatsapp do município, moradores desconfiam que a Lei foi exigência do primeiro-damo, Hilton Gonçalo (PCdoB), que também é prefeito do município vizinho, Santa Rita, e tem investido pesado para viabilizar seu nome nas eleições de 2018.

A lei foi publicada no Diário Oficial da Federação das Associações do Município do Estado do Maranhão (Famem) na segunda(22). Veja aqui.

Liminar protela processo que pode cassar mandato da prefeita de Bacabeira

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), e sua esposa, Fernanda Rêgo Gonçalo (PMN), atual prefeita de Bacabeira, conseguiram, na Justiça, liminar que protela processo contra a mesma que a acusa de abuso de poder político e econômico nas eleições passadas. Eles conseguiram suspender a audiência que aconteceria na última quarta-feira (26).

A  liminar, que protelou o processo de cassação, foi deferida pelo juiz Sebastião Joaquim Lima Bonfim, plantonista do Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), poucas horas antes da audiência, marcada para acontecer às 9hs de quarta-feira (26).

Prevendo o resultado negativo e a perda do mandato da esposa em Bacabeira, já que as provas de abuso de poder econômico são cabais, Hilton Gonçalo segue usando de artifícios na Justiça para adiar, por mais tempo possível, o andamento do processo.

Segundo informações de bastidores, a manobra visaria às eleições de 2018 e tem por objetivo usar as três prefeituras para fortalecer o grupo politicamente. Além de Santa Rita e de Bacabeira, Gonçalo também manda e desmanda na Prefeitura de Pastos Bons, onde a irmã, Iriane Gonçalo (SD), é prefeita.

Para Eliziane, investigações mostram que houve pagamento de propina em “obra” de refinaria no Maranhão

Eliziane diz a ministro que informações são claras de que houve propina em refinaria

Eliziane diz a ministro que informações são claras de que houve propina em refinaria

Em audiência pública realizada pela Comissão Externa da Câmara que analisa o cancelamento das refinarias da Petrobras  no Nordeste, a deputada Eliziane Gama (PPS-MA) disse ao ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, que as investigações em curso no Judiciário e no âmbito da CPI da Petrobras mostram que houve pagamento de propinas para construir a unidade de refino Premium I, que seria erguida no Maranhão.

“Tivemos informações claras na CPI de que houve pagamento de propina na refinaria Premium Um que teve investimento até o momento da sua suspensão de dois bilhões de reais”, afirmou Gama.

O ministro foi convidado pelo colegiado para explicar os motivos que levaram a estatal brasileira a suspender em janeiro de 2015 os dois projetos, um no Ceará e outro no Maranhão.

Perguntado pela deputada, que coordena a comissão externa, se havia previsão governamental de retomar os projetos das refinarias, o ministro disse que no planejamento de curto, médio e longo prazo, na visão do ministério, a construção destes empreendimentos é necessária para o Brasil, mas não falou em prazo, nem foi explícito se Premium 1 poderia sair do papel.

“As circunstâncias que levam a situação da Petrobras a postergar, suspender, cancelar são circunstâncias não estruturais, mas sim, conjunturais”, acrescentou Eduardo Braga.

Eliziane lembrou ainda ao ministro que a suspensão dos projetos de refinarias no Nordeste frustrou milhares de pessoas. Ela também chamou a atenção sobre fato de sequer a Petrobras ter pedido autorização à Agência Nacional do Petróleo para construir a refinaria.

CPI da Petrobras virá ao Maranhão investigar caso da refinaria de Bacabeira

Em depoimento à CPI,  doleiro Alberto Youssef disse que houve pagamento de propinas para viabilizar a construção de Premium I.

Lula, Dilma, Roseana e Lobão enganaram o povo do Maranhão no que seria o "início" das obras da refinaria no Estado em 2010

Lula, Dilma, Roseana e Lobão enganaram o povo do Maranhão no que seria o “início” das obras da refinaria no Estado em 2010

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras aprovou, nesta quinta-feira (14), requerimento que prevê visita técnica destinada a colher informações sobre o cancelamento do projeto para construção da refinaria Premium, no Maranhão. O pedido foi apresentado pela deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) e aceito por unanimidade na comissão.

A ideia é formar um grupo de parlamentares para inspecionar o canteiro de obras do empreendimento, que foi cancelado em janeiro deste ano pela Petrobras. Só na fase de projetos e de adaptação viária, a estatal gastou R$ 2 bilhões.

Em depoimento à CPI, ocorrido no início da semana em Curitiba, o doleiro Alberto Youssef disse que houve pagamento de propinas para viabilizar a construção de Premium I.

O doleiro Alberto Youssef disse ainda que operou em negócios ilícitos com líderes do PP, PMDB e PT. No Maranhão, Youssef revelou que o primeiro vice-presidente da Câmara, deputado Waldir Maranhão (PP-MA), recebeu propinas da corrupção na Petrobras.

A data da visita técnica da CPI da Petrobras ainda não foi definida, mas é provável que ela ocorra em junho.

Sócios de doleiro

Os deputados da CPI da Petrobras aprovaram ainda nesta quinta-feira (14) requerimento de Eliziane Gama que convoca Rafael Ângulo Lopez para prestar depoimento na comissão.

Ele é réu na Operação Lava Jato e também ligado ao doleiro Alberto Yousseff, De acordo com as investigações, Lopez era funcionário da GFD Investimentos, empresa do doleiro. Segundo as denúncias, Lopez ajudava Youssef a controlar a contabilidade das operações.

A GFD aparece nas apurações da Lava Jato como uma das empresas usadas por Youssef para lavar dinheiro. O doleiro é acusado de chefiar um esquema de desvio e lavagem de dinheiro, estimado em R$ 10 bilhões.

Comissão de deputados visita obras abandonadas pela Petrobras no Maranhão

G1

Comissão  da Câmara teve dia de agenda no Maranhão

Comissão da Câmara teve dia de agenda no Maranhão

Após a Petrobras anunciar o cancelamento das obras de instalação das refinarias premium no Maranhão e no Ceará, representantes da Comissão Externa da Câmara Federal visitaram o local onde o empreendimento seria instalado na cidade maranhense  de bacabeira, nesta sexta-feira (17).

O objetivo da visita é verificar a situação das obras abandonadas, dialogar com as comunidades locais e encaminhar relatório às autoridades para evitar o desperdício do dinheiro público. Somente no estado maranhese, foram investidos mais de R$ 2 bilhões.

O relator da comissão deputado federal Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE) vistoriou o local na companhia dos deputados federais Eliziane Gama (PPS-MA) e Weverton Rocha (PDT-MA).

“Nós não queremos levar esse assunto para a CPI. Nós queremos resolver na nossa comissão. A Petrobras irá devolver o terreno ao Estado e àqueles municípios que cederam suas áreas como se isso não tivesse nenhum reflexo social. Nós temos prazo. A ideia é de que, nesse primeiro semestre, nós possamos dar subsídios aos governadores”, garantiu.

Depois do Maranhão, a comissão visitará o local onde seria instalada a refinaria premium em Caucaia (CE). Feito isto, um relatório será encaminhado à Polícia Federal (PF) e Ministério Público Federal (MPF). Matos afirmou que representantes do órgão ministerial teriam sido convocados, mas não compareceram à visita.

Desamparo

Moradores dos povoados Salva Terra, Valparaíso e Pequi, onde mais de 400 famílias viviam antes do início das obras da refinaria em Bacabeira, acompanharam a comissão durante a visita desta sexta-feira.

Os ex-moradores de Salva Terra José de Ribamar Botentuit, de 46 anos, e Timóteo da Conceição Santos, 60, contaram ao G1 que tiveram que vender as terras herdadas por preços que não correspondiam aos valores reais das áreas.

“Dói muito no coração da gente isso. A gente ter uma coisa que já vem de séculos com a gente e perder essa coisa. É uma perda muito grande isso aqui. Dói muito. Eu vi meu pai, que é lavrador, não ter onde trabalhar. O pessoal que tava recebendo benefício de setecentos reais foi cortado há quatro meses. Tá sem nada. A coisa mais triste do mundo”, contou Botentuit.

Impacto

Entre os problemas encontrados, os representantes da comissão destacaram o impacto ambiental causado pela devastação do terreno abandonado, que ainda mostra os sinais do início de terraplanagem. A cidade de Rosário (MA), que fica a aproximadamente 18 km de Bacabeira, também já estaria sendo atingida pela erosão.

Caso a devolução dos terrenos seja concretizada pela Petrobras, um dos projetos para substituir a refinaria no local seria a instalação de um museu arqueológico construído com o material que foi extraído da área, a ser desenvolvido pelo Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Também acompanham a vistoria os deputados estaduais Fernando Furtado (PCdoB-MA), Wellington do Curso (PPS-MA) e Zé Inácio (PT-MA).

FIM DA REFINARIA DE BACABEIRA – Roberto Rocha vai cobrar explicações de Dilma e da Petrobras no Senado

Roberto Rocha recebeu o prefeito de Bacabeira,

Roberto Rocha recebeu o prefeito de Bacabeira, Alan Linhares

O senador Roberto Rocha (PSB) se colocou à disposição do prefeito de Bacabeira, Alan Linhares, para cobrar explicações diretas à Petrobras, ao Ministério de Minas e Energia e à Presidência da República sobre o fim do projeto da Refinaria Premium, em Bacabeira.

Roberto Rocha discutiu, em Brasília, com  Alan Linhares a questão da desistência técnica da refinaria. O secretário de Portos, Indústria, Comércio e Meio Ambiente, Silvino Ezon, também participou da reunião.

Segundo Alan Linhares,  a refinaria é a principal questão do Maranhão atualmente e o empenho de um representante no Senado Federal é de grande relevância para a solução dos problemas.

Protestos

O anúncio do Governo, dando conta da descontinuidade do projeto da Refinaria Premium I, no Maranhão, e  da Premium II, no Ceará, tem causado uma série de protestos por parte dos políticos de ambos os estados, que buscam explicações para o prejuízo que gira em torno de R$ 2,7 bilhões.

“Na bancada, vamos passar isso a limpo, buscar conhecer, compreender o problema. Porque só sabemos o remédio quando sabemos o diagnóstico”, frisou o senador.