Deputado e secretário de Saúde discutem ampliação de hospital em Vargem Grande

Durante a visita, Othelino Neto destacou que Vargem Grande vai receber, nos próximos dias, uma ambulância, fruto de emenda parlamentar de sua autoria

O vice-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), acompanhou, nesta segunda-feira (20), ao lado do prefeito Carlinhos Barros (PCdoB), o secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, a uma visita a equipamentos de saúde no município de Vargem Grande.  Eles foram ao Hospital Municipal Benito Mussoline de Sousa, ao Centro Santa Maria Bertilla, coordenado pelas Irmãs Doroteias, Filhas dos Sagrados Corações e, ainda, à Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no qual funciona o Centro de Reabilitação “Maria Delzuita Viana”.

Segundo Othelino Neto, a visita foi importante para que o secretário Carlos Lula conhecesse a realidade da Saúde de Vargem Grande. “Fomos ao Hospital Municipal, que hoje está funcionando melhor do que no mês de dezembro do ano passado. Após reunirmos com o prefeito, discutimos parcerias entre Estado e município para melhorarmos o atendimento às pessoas”, disse o deputado.

Durante a visita, Othelino Neto destacou que Vargem Grande vai receber, nos próximos dias, uma ambulância, fruto de emenda parlamentar de sua autoria.

Nos próximos dias, acontecerá uma reunião em São Luís para definir se o Estado, junto com a Prefeitura de Vargem Grande, vai ampliar o hospital já existente, inclusive adquirindo novos equipamentos, ou se o caminho seria construir um novo hospital numa área indicada pelo prefeito Carlinhos Barros.

O Hospital Municipal Benito Mussoline de Sousa, da rede de urgência e emergência, tem capacidade para atender o público adulto e infantil da região.

“A gente veio conhecer o sistema de saúde municipal, identificamos que, em poucos meses, o município já avançou e pode avançar mais e, para isso, ele precisa da parceria com o governo do Estado. Por isso, conhecemos o Hospital Municipal e algumas das estruturas que servem à Saúde do município, para que a gente possa equipá-las e dotá-las do que há de mais moderno em Saúde Pública, como o governo Flávio Dino tem feito em várias cidades do Maranhão”, disse o secretário Carlos Lula.

Em visita ao hospital, o secretário avaliou a possibilidade de ampliar a capacidade de atendimento da unidade. “Montando a estrutura para, por exemplo, receber parto normal, onde receberia por mês do Sistema Único de Saúde algo em torno de R$ 80 mil a R$ 100 mil, mas, além disso, dotando a unidade de uma estrutura mais moderna”, pontuou.

O Centro Santa Maria Bertilla, que realiza mensalmente mais de 700 consultas médicas por mês, além de cerca de 180 consultas de enfermagem e 140 exames de ultrassom, assim como a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no qual funciona o Centro de Reabilitação ¨Maria Delzuita Viana”, também foram visitados.

Para o prefeito Carlinhos Barros, o governo vem identificando melhor as necessidades de cada região. “É importante o secretário Carlos Lula visitar o município e conhecer de perto a realidade da saúde pública municipal”, ressaltou.

A cidade de Vargem Grande tem cerca de 57.710 habitantes. De acordo com a Prefeitura, a gestão municipal também atende  os municípios de Nina Rodrigues, Presidente Vargas, São Benedito do Rio Preto e Belágua.

MUDANÇAS! Flávio Dino empossa novos secretários de Saúde e de Políticas Públicas

 

Dino empossou Lula na Saúde e Pacheco em Políticas Públicas

Dino empossou Lula na Saúde e Pacheco em Políticas Públicas

O governador Flávio Dino empossou, nesta sexta-feira (29), dois novos secretários de Estado, assumindo Carlo Eduardo Lula, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), e Marcos Pacheco, a Secretaria Extraordinária de Articulação de Políticas Públicas. Durante a solenidade, realizada no Palácio dos Leões, o governador explicou que a reordenação administrativa pretende potencializar ainda mais as políticas de Governo.

Após agradecer aos dois novos secretários pela coragem de aceitar as missões, o governador lembrou que o maior desafio agora é gerir, diante da crise internacional que afeta os Estados e municípios. Ele adiantou, no entanto, que tem confiança no bom desempenho dos dois secretários.

“Sabemos que nenhuma crise é para sempre. Elas vêm e voltam. Assim como o mar e as espumas, essa crise passará e ficará a certeza do nosso legado para as próximas gerações de maranhenses de um Governo honesto, digno e honrado e que trouxe muitos resultados para o nosso povo”, defendeu o governador Flávio Dino que completou, “Marcos Pacheco deixa a secretaria muito melhor do que encontrou”.

O advogado Carlos Lula, que assume a titularidade da SES, destaca que a meta é desenvolver ainda mais a saúde do Maranhão, diante do cenário de diminuição dos recursos.

Já o secretário Marcos Pacheco, que antes ocupava a SES, assume a Secretaria Extraordinária de Articulação de Políticas Públicas. Criada pelo governador Flávio Dino, a pasta pretende fazer uma interlocução entre as diferentes políticas de governo.

Marcos Pacheco é exonerado da Saúde; Assume Carlos Lula

Marcos Pacheco foi exonerado nesta terça. Assumiu a pasta Carlos Lula

Marcos Pacheco foi exonerado nesta terça. Assumiu a pasta Carlos Lula

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), exonerou, na manhã desta terça-feira (26), o  secretário estadual de Saúde, Marcos Pacheco, que apresentou dificuldades para conduzir a pasta e já vinha sendo observado pelo governo há algum tempo.

No lugar de Marcos Pacheco já assumiu a Secretaria de Estado da Saúde (SES) o advogado Carlos Lula, pelo menos por enquanto. Provavelmente, o governo deve chamar alguém da área de Saúde para conduzir o órgão posteriormente.

A decisão foi tomada na noite de segunda-feira (25). E foi consenso entre o governador e o agora ex-secretário de Saúde do Estado, Marcos Pacheco, que passará a ocupar a Secretaria Extraordinária de Articulação de Políticas Públicas.

Carlos Lula ocupava a Subsecretaria de Saúde, responsável pelo gerenciamento da Empresa Maranhense de Serviços Hospitalares (Emserh).

Em nota divulgada à Imprensa, o governo do Estado agradeceu, publicamente, o trabalho, dedicação e empenho do ex-secretário Marcos Pacheco durante o período em que comandou a Secretaria de Saúde.

PCdoB aponta suposto autor de boatos contra Flávio Dino à Polícia Federal

Marcio Jerry e Carlos Lula  registraram denúncia na Polícia Federal

Marcio Jerry e Carlos Lula registraram denúncia na Polícia Federal

O presidente estadual do PCdoB, Márcio Jerry, acompanhado do advogado Carlos Lula, entregou, na manhã desta quinta-feira (28), indícios que apontam o superintendente da Secretaria Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania, Adailton Silva Soares Borba, como suposto autor de boatos contra o candidato da coligação “Todos pelo Maranhão”, Flávio Dino, na rede social WhatsApp.

Adailton Silva Soares Borba teria registrado, na última quarta-feira (27),  em um grupo do Whatsapp que reúne diversos jornalistas maranhenses, mais um dos boatos espalhados pela campanha do candidato da coligação “Pra Frente, Maranhão”, Edinho Lobão, para, segundo o comando do PCdoB, tentar macular a imagem e a honra de Flávio Dino.

Segue abaixo, o teor da nota da coligação “Todos pelo Maranhão”:

Nota à imprensa

Sobre autoria e difusão de boatos nas redes sociais envolvendo Flávio Dino

Em face dos inúmeros boatos que circulam nas redes sociais contendo calúnias e difamações contra o candidato a governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB), apresentamos à Polícia Federal e à Procuradoria Regional Eleitoral indícios de sua autoria e difusão;

Na tarde da última quarta-feira (27 de agosto de 2014), o superintendente da Secretaria Estadual de Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania, senhor Adailton Silva Soares Borba, registrou em um grupo de whatsapp que reúne diversos jornalistas maranhenses mais um dos boatos espalhados pela campanha do senhor Edinho Lobão para tentar macular a imagem e a honra de Flávio Dino;

É sabido que fatos como este configuram crime tipificado no Código Eleitoral pelo art. 324 (Lei 9.504/97). “Caluniar alguém, na propaganda eleitoral, ou com fins de propaganda, imputando-lhe falsamente fato definido como crime”, diz a letra da lei, que determina como pena de seis meses a dois anos de prisão. No parágrafo 1º deste artigo, a lei imputa o mesmo crime a quem difundir e divulgar a calúnia, sabendo-a inverídica;

Mediante a gravosidade do tema e os níveis inimagináveis a que chegou a campanha difamatória comandada pelo candidato Edinho Lobão e seus padrinhos políticos, informamos aos órgãos competentes o nome do senhor Adailton Silva Soares Borba para que este esclareça se foi o autor do texto calunioso. Em caso de negativa, informe de onde recebeu tal texto para que seja descoberta a origem primeira da calúnia e ela possa ser efetivamente punida;

Apresentamos ainda o endereço onde o referido membro do Governo do Estado nomeado pela senhora governadora Roseana Sarney pode ser encontrado para prestar os esclarecimentos devidos à sociedade maranhense;

O PCdoB e todos os partidos que compõem a coligação “Todos pelo Maranhão” acreditam no trabalho da Polícia Federal e da Procuradoria Regional Eleitoral para investigar, apurar e elucidar a origem de boatos espalhados de forma criminosa, com o único intuito de confundir a opinião pública e com isso tentar reverter a desvantagem eleitoral em que o candidato Edinho Lobão se encontra.

Márcio Jerry Saraiva Barroso

Presidente Estadual do PCdoB – Maranhão

Representante legal da coligação “Todos pelo Maranhão”