Convenção dos partidos da base de Flávio Dino já tem local e horário marcado

Flávio Dino já tem confirmado o apoio do PCdoB, PDT, PSB, PT, PPS, PRB, DEM, PTB, PP, PR, PROS, PTC, PPL, Patriotas e Solidariedade

A grande convenção dos partidos da base do governo Flávio Dino (PCdoB) que já tinha sido anunciada para o dia 28 de julho, agora já tem local e horário marcado.

Em reunião realizada nesta terça-feira (17) pelos representantes dos 15 partidos que estarão com Flávio Dino no projeto de reeleição, foi escolhido o Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana como o local para a realização da convenção coletiva.

Leia mais: Grupo político de Flávio Dino faz dois grandes eventos simultâneos no Maranhão

O evento, que vai iniciar às 8h30 minutos, promete reunir caravanas de todas as cidades do estado e consagrar o nome do governador Flávio Dino para a reeleição, de Carlos Brandão para a vaga de vice-governador e dos pré-candidatos Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) para o Senado Federal.

Flávio Dino já tem confirmado o apoio do PCdoB, PDT, PSB, PT, PPS, PRB, DEM, PTB, PP, PR, PROS, PTC, PPL, Patriotas e Solidariedade.

 

Leia mais: Flávio Dino entregou 154 novas ambulâncias, contra 50 de Roseana Sarney

MDB fará sua convenção dia 29 de julho

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado

O grupo Sarney vai realizar sua convenção partidária dia 29 de julho. A convenção vai oficializar a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) para o Governo do Estado e as candidaturas de Edison Lobão (MDB) e de Sarney Filho (PV) para o Senado Federal.

De acordo com as articulações, o grupo Sarney espera oficializar o apoio de outros partidos como o PSD, PV e PMB. O PSDC e o PRTB podem aumentar o número de partidos aliados.

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

A convenção será a oportunidade do grupo Sarney, finalmente, anunciar quem será o nome para ocupar a vaga de candidato a vice-governador. Os nomes do senador João Alberto (MDB), do ex-deputado Chiquinho Escórcio (MDB) e do Pastor Pedro Lindoso (PSC) são cotados para a vaga.

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado.

 

Leia mais: Convenção do PSDB já tem data marcada

Leia mais: Saiba quem são os seis pré-candidatos ao Governo do Maranhão

Convenção do PSDB já tem data marcada

Na Convenção, será oficializada a candidatura do senador Roberto Rocha para o Governo do Estado. Os dois candidatos para o Senado Federal e a vaga de vice-governador também serão definidos

O diretório do Partido da Social Democracia Brasileira, no Estado do Maranhão, já tem data marcada para sua Convenção. A data escolhida pela executiva estadual é o dia 04 de agosto.

Na Convenção, será oficializada a candidatura do senador Roberto Rocha para o Governo do Estado. Os dois candidatos para o Senado Federal e a vaga de vice-governador também serão definidos.

Três pré-candidatos disputam a indicação do PSDB para o Senado: Alexandre Almeida, José Reinaldo e Waldir Maranhão.

A vaga de candidato a vice-governador na chapa de Roberto Rocha ainda não foi definida. Tudo indica que será um nome do próprio partido. Ou seja, sem reais possibilidades de alianças relevantes, o caminho é sair “puro sangue”.

Roberto Rocha é o segundo pré-candidato a definir a data da oficialização de seu nome. O primeiro foi o governador Flávio Dino (PCdoB) que terá no dia 28 de julho seu nome oficializado para a disputa ao Governo do Estado.

Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

Na Convenção, serão oficializadas a candidatura à reeleição de Flávio Dino para o Governo do Estado, de Weverton Rocha e Eliziane Gama para o Senado Federal, de candidatos à Câmara Federal e para a Assembleia Legislativa do Maranhão

Partidos que fazem parte da base de sustentação do governo Flávio Dino (PCdoB) farão uma Convenção conjunta com objetivo de oficializar as candidaturas para as próximas eleições.

Em reunião realizada na segunda-feira (02), representantes de pelo menos 11 partidos decidiram que a grande Convenção será realizada às 16h, no dia 28 de julho, em um local ainda a ser definido.

Leia mais: Diálogos pelo Maranhão: maranhenses contribuem com programa de reeleição de Flávio Dino

Estiveram na reunião os presidentes partidários: Márcio Jerry (PCdoB); Weverton Rocha (PDT); Eliziane Gama (PPS); Augusto Lobato (PT); Gastão Vieira (PROS); Josimar de Maranhãozinho (PR); Luciano Leitoa (PSB); André Fufuca (PP); Jota Pinto (Patriotas); Simplício Araújo (Solidariedade) e Pedro Lucas Fernandes, representando o PTB.

Na Convenção, serão oficializadas a candidatura à reeleição de Flávio Dino para o Governo do Estado, de Weverton Rocha e Eliziane Gama para o Senado Federal, de candidatos à Câmara Federal e para a Assembleia Legislativa do Maranhão.

Leia mais: Ponte Central-Bequimão: Mais uma lenda que Flávio Dino tira do papel

Leia mais: Flávio Dino reúne multidões em quatro cidades no interior do Maranhão

Convenção do PDT lança pré-candidatura de Weverton Rocha ao Senado…

Evento do PDT reuniu diversas lideranças políticas

A Convenção Municipal e Estadual do PDT, que aconteceu na Nova Batuque, na Avenida Daniel de La Touche, na manhã deste sábado (02) – e que contou com as presenças de várias autoridades, militantes e convidados – lançou a pré-candidatura do deputado federal Weverton Rocha (PDT) ao Senado.

O evento contou com as presenças do presidente em exercício da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB),  deputados Levi Pontes (PCdoB), Antônio Pereira (DEM), Valéria Macedo (PDT), Stênio Resende (DEM), Rogério Cafeteira (PSB), Rafael leitoa (PDT), Bira do Pindaré (PSB), Fábio Macedo (PDT) e do deputado licenciado Edivaldo Holanda (PTC), que foram prestigiar o evento de lançamento da pré-candidatura ao Senado, deputado federal Weverton Rocha (PDT).

O ex-governador do Ceará e ex-prefeito de Fortaleza, Ciro Gomes, pré-candidato a presidente do país pelo PDT; o presidente Nacional do PDT, Carlos Lupi, também prestigiaram aquela solenidade, bem como prefeitos, vereadores e secretários de Estado.

Othelino Neto lembrou que o PDT tem uma bancada de cinco deputados e que o convite feito por deputado federal Weverton Rocha para participar daquele evento, é motivo de alegria, principalmente pelo fato de poder compartilhar experiência com a Câmara, através representantes do Maranhão.

“Eu estou aqui prestigiando a Convenção desse partido importante do nosso campo político que terá um dos nossos candidatos a senador num momento muito importante. É uma liderança importante para o Estado, por isso, estamos todos aqui para anunciar para o Maranhão e para o Brasil que nós já temos um candidato a senador que é o deputado federal Weverton Rocha”, garantiu Othelino Neto.

Weverton Rocha disse que aquele momento era muito gratificante e que no Senado Federal terá a mesma postura firme nos interesses dos trabalhadores.  “É gratificante a gente ver hoje esse movimento tão saudável, quando nós vamos participar da chapa do governador Flávio Dino”, garantiu o pré-candidato.

AGORA É GUERRA! Eliziane e Wellington do Curso se confirmam em São Luís…

 

Eliziane confirmou nome em convenção

Eliziane confirmou nome em convenção

Wellington terá como vice Roberto Júnior

Wellington terá como vice Roberto Júnior

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) e o deputado estadual Wellington do Curso (PP) se confirmaram em convenções simultâneas, realizadas no Espaço Renascença e Assembleia Legislativa, para a disputa pela Prefeitura de São Luís. Os dois, até o momento, são os principais adversários do candidato à reeleição, o prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT).

Eliziane, que terá o vereador José Joaquim como vice, fechou convenção com o apoio do  PPS, PSDB, PV, PSDC, SD, PTN, PRTB, REDE e PTdoB.

A convenção do PP e dos demais partidos aliados confirmou também o vereador Roberto Júnior (PSB) para vice de Wellington do Curso.

Também presentes no evento declarando apoio à candidatura de Wellington, o senador Roberto Rocha (PSB), o deputado federal e presidente
estadual do PP, André Fufuca, Márcio Andrade presidente municipal do
Partido Humanista da Solidariedade (PHS), Clodomir Paz, candidatos a
vereador, lideranças políticas e autoridades.

PINHEIRO! Luciano volta atrás, mesmo correndo riscos, e mantém candidatura a prefeito; Leonardo Sá é vice

Luciano Genésio voltou atrás na decisão de retirar a candidatura, mesmo correndo os riscos da intervenção nacional que proíbe a aliança com o PCdoB

Luciano Genésio voltou atrás na decisão de retirar a candidatura, mesmo correndo os riscos da intervenção nacional que proíbe a aliança com o PCdoB

O suplente de deputado estadual Luciano Genésio (PP) voltou atrás ao que havia anunciado a esta editora, na noite desta sexta-feira (05), e decidiu manter mesmo a candidatura a prefeito do município, mesmo correndo riscos com a intervenção nacional do partido. Em convenção, o PCdoB oficializou o médico Leonardo Sá a vice-prefeito.

Depois de anunciar a  renúncia em favor do candidato a vice do PCdoB, Leonardo Sá, inclusive informando sobre a decisão pessoalmente por telefone a esta editora, Luciano cedeu à pressão do pai, o ex-prefeito José Genésio, e do deputado federal Waldir Maranhão.

Luciano Genésio desafiou o diretório nacional do PP, que proibia alianças com o PCdoB, ao confirmar Leonardo Sá como vice. A confiança do suplente de deputado  se baseia  na tese de que a resolução assinada pelo senador Ciro Nogueira, que determinou a intervenção, não terá relevância para o Tribunal Regional Eleitoral.

É um risco que estão correndo, pois a chapa deve ser contestada. O prefeito Filuca Mendes (PV) é um dos maiores interessados, já que a dupla é bastante ofensiva para o projeto dele de reeleição. Ele articulou, em Brasília, a dita intervenção. Vamos acompanhando o desfecho dessa novela.

CRISE NO PSB – Zé Reinaldo critica postura “arrogante” de Roberto Rocha em convenção

Em artigo, Zé Reinaldo revela crise no PSB após convenção em que dois partidários se lançaram pré-candidatos a prefeito de São Luís

Em artigo, Zé Reinaldo revela crise no PSB após convenção em que dois partidários se lançaram pré-candidatos a prefeito de São Luís

O artigo semanal do deputado federal Zé Reinaldo Tavares (PSB) repercute nos bastidores políticos do Maranhão com muita força. Ele critica a postura do senador Roberto Rocha (PSB) sobre anúncio de candidatura a prefeito de São Luís, sem discutir com as bases partidárias, logo após a militância ter se manifestado favorável à pré-candidatura do secretário estadual de Tecnologia, Bira do Pindaré, na convenção realizada no último sábado (29).

Zé Reinaldo, inclusive, faz referência às vaias oferecidas pela militância a Roberto Rocha que afirmou que, como presidente do Diretório Municipal, teria o direito de escolher o nome do candidato a prefeito de São Luís, que seria ele próprio. “Não sei mesmo o que pensava, mas o resultado da falta de conhecimento da cultura partidária só lhe valeu uma sonora vaia por desafiar o desejo das bases partidárias”, disparou o deputado federal do PSB.

Leia o trecho em que Zé Reinaldo faz duras críticas a Roberto Rocha:

“Conto um fato ocorrido na última vez em que estive no programa Avesso, da TV Guará. Programa, aliás, muito bem conduzido por Américo de Azevedo Neto. Este mesmo que, na ocasião, me perguntou o que eu achava de uma afirmação do senador Roberto Rocha de que iria, sozinho, escolher o candidato a prefeito pelo PSB em São Luís. Respondi-lhe então que o senador não conhecia a cultura do partido, um partido de base em sindicatos rurais, em que ninguém mandava e tudo era resolvido coletivamente por votação das instâncias partidárias. E que dessa forma seria feito novamente na escolha do candidato do partido em São Luís. Não o agredi e nem o insultei, apenas alertei que o partido era diferente de outros por onde andou o senador.

Para minha surpresa, este reagiu com muita agressividade, tentando me insultar, como se isso fosse mudar alguma coisa dentro do partido. Pois bem, o senador que, em discurso, chama a si mesmo de “senador Roberto Rocha”, no último sábado, durante a reunião estadual, que contou com a presença do presidente nacional, sentiu de perto o efeito de desconhecer a realidade do partido.

Depois que uma entusiasmada plateia lançou o nome de Bira do Pindaré para concorrer ao cargo de prefeito da capital, e do discurso de aceitação do próprio Bira, o senador, ao fazer o uso da palavra, e sem levar em consideração o desejo dos militantes, resolve – como se fizesse uma concessão – repetir que quem escolhia o candidato, como presidente do Diretório Municipal, era ele. E que assim se lançava candidato a prefeito da capital.

Não sei o que Roberto Rocha pensou, talvez contasse com o delírio da plateia, já que ele, senador, descia das alturas para se lançar candidato. Não sei mesmo o que pensava, mas o resultado da falta de conhecimento da cultura partidária só lhe valeu uma sonora vaia por desafiar o desejo das bases partidárias. Não bastasse isso, teve que ouvir do presidente estadual e do presidente nacional que essa decisão pertencia não a uma pessoa, mas às instâncias partidárias como um todo.

Se me tivesse ouvido…”

ASA DO AVIÃO – Roberto Rocha se lança candidato a prefeito de São Luís e leva vaias em convenção do PSB

Com informações do Marrapá

Roberto Rocha, que se intitula a "asa do avião", foi vaiado pela militância ao se autoanunciar candidato a prefeito de São Luís

Roberto Rocha, que se intitula a “asa do avião”, foi vaiado pela militância ao se autoanunciar candidato a prefeito de São Luís

Literalmente, o encontro estadual do PSB em São Luís, neste final de semana, pegou fogo. O senador Roberto Rocha (PSB), que se autointitulou ser a “Asa do Avião” de seu grupo político, também se lançou candidato a prefeito da capital contra um aliado, o prefeito Edivaldo Holanda Junior, do PDT, do qual foi vice até o final de 2014. A militância reagiu à declaração com uma salva de vaias.

Enquanto isso, os segmentos organizados do PSB pediam o nome do secretário estadual de Tecnologia, Bira do Pindaré, para candidato a prefeito. Roberto “Racha”, como também é conhecido nos meios políticos,  lançou-se sozinho candidato e levou vaias da militância, mas, no final do evento, após as vaias, o senador chegou até a voltar atrás e disse que poderia apoiar o nome defendido pela maioria.

Luciano Leitoa, prefeito de Timon e presidente estadual da sigla, disse que o PSB não tem dono, que “é um partido feito de muitas mãos”. Destacou a importância de um mandato de senador para a sigla, para o Maranhão, lembrando que o mandato tem oito anos.

O presidente nacional, Carlos Siqueira, também alfinetou Roberto. Diz que cumpriu mandatos pelo PSB, mas em todos os momentos foi indicado pela maioria. “O partido é coletivo”, disse, esclarecendo que não quer todo mundo no partido, quer apenas quem vista a camisa, quem respeite as decisões coletivas.

Siqueira pediu respeito aos que não forem escolhidos, nos municípios que tiverem duas pré-candidaturas, que não saiam do partido, mas vistam a camisa. Respeitem o posicionamento coletivo. “É preciso ter apoio das bases do partido e que as bases do PSB estão nos movimentos populares”, afirmou.