Pai do governador Flávio Dino será homenageado por escola de samba em 2018

A Favela do Samba deu um grande passo para ser a campeã do carnaval de 2018: escolheu para enredo um dos movimentos mais emblemáticos do comunismo no Brasil: A Coluna Prestes, liderada pelo líder do PCB Luís Carlos Prestes, em sua passagem pelo Maranhão.

A direção da escola de samba recorreu ao livro A Coluna Revolucionária Prestes a Exilar-se, de autoria do jornalista, advogado e político Sávio Dino, membro das academias de Letras do Maranhão e de Imperatriz e pai do governador Flávio Dino.

Por ter conseguido pela primeira vez, em 2015, levar o partido ao Poder Executivo de um estado, Sávio Dino hoje é apontado como uma das maiores lideranças comunistas do Maranhão, depois de Maria Aragão, e do Brasil.

Samba maranhense de luto…

O compositor e intérprete  Zé Pivot, 79 anos, da escola de samba maranhense “Turma de Mangueira” e do e do Bloco Fuzileiros da Fuzarca, faleceu, na madrugada desta terça-feira (21), no hospital do Servidor, localizado na Cidade Operária, em São Luís.

Zé Pivo já estava com problemas respiratórios (enfisema pulmonar). Amigos, fãs e familiares puderam velar o corpo na sede da Turma da Mangueira, no Viva João Paulo, e se despedir do artista.
Zé Pivot, em parceria com Seu Dito, é compositor do inédito samba dos 50 anos da Turma da Mangueira, de 1979 – Bodas de Ouro. Ele é dono dos melhores enredos de samba do Maranhão. Fez letras e melodias para blocos tradicionais em São Luís

No vídeo acima, Zé Pivot e a sobrinha, Gisele Padilha, cantam samba-enredo da escola do bairro do João Paulo. O blog lamenta muito a perda do artista.

Raimundo Penha intensifica campanha e recebe mais apoio

Raimundo penha recebeu apoio de representantes da Cultura

Raimundo penha recebeu apoio de representantes da Cultura

O candidato a vereador pela coligação “Juntos Para Seguir em Frente”, Raimundo Penha (PDT), realizou, neste final de semana,  a Caminhada da Cultura do 12012. Com a concentração no Viva Fé em Deus, o encontro contou com a presença de dezenas de manifestações culturais de vários bairros.

A caminhada teve início no Viva Fé em Deus e percorreu várias ruas, dentre elas Rua da Vala, Rua do Poço e finalizou na Floresta da Liberdade.

A Caminhada da Cultura foi uma forma de grupos culturais demonstrarem seu apoio ao candidato. Manifestações de vários pontos de São Luís e de vários ritmos estiveram presentes através de seus dirigentes e das agremiações como Boi de Leonardo, Quadrilha Asa Branca, Favela do Samba, Baile de Caixa, Boi do CEIC, Companhia Batuk, Dança Portuguesa Tradição de Portugal, Boi do Tibiri, Grupo Maracrioula, Dança Portuguesa Ouzadia de Lisboa, Bloco Tradicionais do Ritmo, Cacuriá da Vila Gorete, Dança Portuguesa Jovens de Coimbra, Cacuriá Filhas Herdeiras, Bloco Kambalacho do Ritmo, Boiadeiro Cowntry da Cidade Operária,  Dança Portuguesa Vila Real.

O presidente da Favela do Samba, João Moraes ressaltou o apoio de Raimundo Penha à Cultura Popular em São Luís.

Eliziane firma compromisso com a cultura…

Candidata do PPS reuniu-se com grupos culturais

Candidata do PPS reuniu-se com grupos culturais

Um compromisso em benefício de um dos setores mais importantes da cidade será feito por Eliziane Gama (candidata à prefeitura de São Luís pela coligação São Luís de Verdade) neste sábado(17), no Grand São Luís Hotel. Ela firmará, com membros do setor, o Pacto 23 pela Cultura, que será uma agenda de ações a serem implantadas ao assumir a administração pública da cidade.

Eliziane Gama é uma das parlamentares que mais beneficiou o setor da cultura do Maranhão. Como deputada federal, encaminhou mais de R$ 1 milhão em emendas parlamentares para o segmento. “Eu sempre acreditei na cultura como ferramenta de inserção social e redução de índices de violência. Como deputada, sempre apoiei este setor e o mesmo ocorrerá quando assumir a prefeitura desta cidade”, garantiu.

Ela também afirmou que a cultura é um dos segmentos contemplados em seu programa de governo. Entre os itens, estão projetos de incentivo a grupos e o fortalecimento dos conselhos comunitários e do conselho municipal. “Outro compromisso será pagar em dia as brincadeiras carnavalescas e juninas e publicar, em parceria com artistas e produtores culturais, o calendário cultural anual”, assegurou.

O compromisso de Eliziane, em prol da cultura, foi firmado seja em sua passagem no Congresso Nacional ou mesmo durante a pré-campanha. Em julho deste ano, Eliziane participou de plenária popular durante edição do Programa São Luís de Verdade, no bairro Liberdade.

Na ocasião, Eliziane recebeu o apoio de vários representantes culturais. “Quero que São Luís seja cuidada de verdade, por isso viemos aqui saber qual seu compromisso com a cidade”, disse o então presidente do Conselho Comunitário da Camboa, Irineu Gusmão.

Além de expor a sua vontade de investir na cultura, Eliziane também recebeu sugestões. “A Liberdade é um celeiro cultural. Queremos a cultura voltada para a educação formal”, disse a dirigente do Boi da Floresta, Nadir Cruz.

Pastas estaduais do Turismo e da Cultura serão unificadas; Diogo Galdino será o novo secretário

Governador anunciou Diogo Galdino como novo secretário de Cultura e Turismo

Governador anunciou Diogo Galdino como novo secretário de Cultura e Turismo

Durante coletiva de imprensa realizada, na manhã desta segunda-feira (18), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), fez um balanço do primeiro ano de governo e anunciou, entre outras coisas importantes, que, por medidas de contenção de despesas, as pastas do Turismo e da Cultura serão unificadas em uma única Secretaria que será comandada pelo, até então, adjunto da Cultura, Diego Galdino.

A ainda secretário de Turismo, Adelma Andrade, que se encontra fora do Estado, será convidada a ser adjunta da área de Turismo dessa nova estrutura a ser criada por Flávio Dino. E, por enquanto, ainda não se sabe o destino do ainda secretário de Cultura, Felipe Camarão, que também deixará a titularidade desta pasta e será chamado, caso aceite, para um outro posto a definir.

O governador disse também que outros órgãos do governo deverão ser fundidos também por contenção de despesas. Segundo ele, há, mais ou menos, um mês ele já vem fazendo mudanças na equipe de governo para maior dinamismo da máquina administrativa. “Teremos outras fusões nessa contenção de gastos”, adiantou o governador sobre a minirreforma que faz na estrutura do governo.

Sobre ainda o assunto “mudanças na equipe de governo”, Flávio Dino fez questão de desmentir boatos, lançados por setores da imprensa, sobre o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares. Ele disse que o ex-deputado continua no mesmo posto ao lado do secretário estadual de Articulação Política, Márcio Jerry, que estão à frente das movimentações políticas do governo.

Já diz a música: Camarão que dorme a onda leva…

Felipe Camarão será substituído na Secma

Felipe Camarão será substituído na Secma

Às vésperas do Carnaval, o ainda secretário estadual de Cultura, Felipe Camarão, deverá ser substituído, provavelmente, para assumir uma outra função dentro do governo do Estado. Enquanto isso ou estranhamente,  emissoras e blogs alinhados ao grupo Sarney “abraçam” uma curiosa campanha sequencial pela sua permanência na Secma, ao mesmo tempo em que “massacram” o governo Flávio Dino (PCdoB).

Se aparece muito bem na fita no sistema sarneysista (e diga-se de passagem que não é a primeira vez), onde o governador é, extremamente, massacrado, Camarão desperta atenção e esquenta um debate mais amplo sobre política de comunicação no governo Flávio Dino. Para bom entendedor, as palavras bastam a uma perfeita percepção das “parcerias” ou das coisas.

A substituição foi anunciada há alguns dias pelo governador Flávio Dino. Mexer no governo é uma atribuição normal, de praxe do chefe do Executivo que está trabalhando para dinamizar, ainda mais, a máquina administrativa.

Nos bastidores, sabe-se da insatisfação de vários artistas com o secretário, de grupos culturais que se queixam da dificuldade de relacionamento com o mesmo, etc. Se é dinâmico em outras coisas, Camarão vem deixando muito a desejar nesse setor da Cultura. Talvez por não ser esta a sua “praia”.

Sobre esse afeto do Sistema de Comunicação que serve o grupo Sarney, como diz a música acima na voz do cantor Zeca Pagodinho, “camarão dormiu”, a onda do mar levou, pois já prega o ditado popular: “manda quem pode, obedece quem tem juízo”.

Mais detalhes sobre a mudança na Secma ou em outros setores do governo devem ser conhecidos na entrevista coletiva para balanço do governo, que será concedida nesta segunda-feira (18) pelo governador do Maranhão, Flávio Dino. Vale aguardar!

Ouça o áudio em que Ester Marques chama antecessores de “imbecis”

Ouça aqui o áudio

Ester Marques já eh a terceira jornalista a compor a equipe de Flávio Dino. Já foram anunciados antes Márcio Jerry e Chico Gonçalves

Ester Marques 

A bem da verdade, o blog Marrapá publicou o trecho da reunião ocorrida, na semana passada, em que a secretária estadual da Cultura, Ester Marques, refere-se a secretários antecessores como “imbecis” e “irresponsáveis” que só souberam se locupletar às custas dos recursos da pasta.

Há pouco, em uma nota equivocada disparada pela Secretaria de Comunicação do Estado (Secom), a secretária tentou negar a declaração, deturpando informações postadas no último sábado (11) pelo Marrapá. Portanto, para que não reste qualquer dúvida sobre o teor da fala de Ester, ouça o áudio acima.

Abaixo a nota da Secom, onde Ester Marques nega as declarações:

A Secretaria de Estado da Cultura (SECMA) vem a público esclarecer a publicação noticiada, em que a Secretária de Estado da Cultura, Ester Marques, teria feito comentários para desqualificar as antigas gestões da pasta:

(1) A Secretária de Estado da Cultura realizou uma reunião interna com os diretores e gestores das Casas e Centros de Cultura vinculados à pasta, no dia 7 de julho, para tratar do Planejamento Estratégico do órgão.

(2) O encontro tratou ainda de metas e planejamento de ações que envolvem todo o complexo administrativo da pasta, e teve como fim o repasse de informações assim como debate de projetos e iniciativas que tem sido construídas no âmbito da Secretaria de Cultura.

(3) Durante a sua fala, a Secretária de Estado da Cultura reforçou o compromisso da gestão com princípios democráticos que garantam a transparência das ações desenvolvidas, assim como a acentuada mudança de postura que tem sido cobrada, de forma irrestrita, a todos os servidores ligados à pasta.

(4) A Secretaria de Estado da Cultura informa que em nenhum momento na referida reunião ofendeu ou citou nomes de antigos gestores, chamando de ‘imbecis’ como posto em publicação no blog.

(5) Em vez disso, a titular da SECMA pontuou em sua fala o inegável avanço na condução de uma política pública cultural estruturante, partindo do ponto de vista da destituição de todos e quaisquer privilégios, o que tem sido fortemente combatido pela Secretária e por sua equipe de gestão.

São Luís, 13 de julho de 2015.

Secretaria de Estado da Cultura

Ester Marques hostiliza diretor do Teatro Arthur Azevedo

Prints de WhatisApp mostram como Ester Marques vem ignorando o jornalista Américo Azevedo no Arthur Azevedo. A crise vem prejudicando a gestão de um dos ícones da Cultura maranhense. Diretor não é autorizado pela secretária a trocar uma lâmpada sequer no teatro.

americo2

americo3

Américo chegou a suplicar por atendimento

Ester Marques votou em Lobinho e se tornou secretária de Flávio Dino

Ester Marques votou em Lobinho e se tornou secretária de Flávio Dino

A secretária estadual de Cultura, professora Ester Marques, não perde mesmo o seu peculiar ar de autoritária e arrogante. Basta observar o tratamento que ela vem dando ao diretor do Teatro Arthur Azevedo, Américo Azevedo Neto, que foi, merecidamente, indicado ao cargo pelo governador Flávio Dino (PCdoB) por reconhecimento. A auxiliar do governo não o responde há meses, não atende nenhuma de suas ligações e demandas, trata-o como se não fosse ninguém e como se ele não existisse na estrutura do governo, ignorando-o de forma absurda, como mostram os prints encaminhados ao blog.

Só para fazer um parêntese sobre a hostilidade com que o diretor do teatro vem sendo tratado na Secretaria de Cultura, Américo, como todos sabem, nunca escondeu sua simpatia por Flávio Dino.  Enquanto que Ester Marques, sarneysista carimbada, estava do outro lado, fazendo campanha e pedindo votos para os candidatos peemedebistas ao governo, Edinho Lobão, e à Assembleia, Roberto Costa, inclusive, com participação em programas eleitorais.

A intenção de Ester Marques deve ser mesmo de “sacar” o indicado do governador do cargo de direção do Arthur Azevedo. Ela ignorou totalmente, não deu apoio e nem respostas ao projeto da Semana de Teatro do Maranhão, como mostra o print. A secretária não quis nomear nenhum dos nomes sugeridos por Américo para o teatro e mantém funcionários da antiga estrutura do grupo Sarney em todos os cantos da Cultura do Estado.

Déspota na Cultura?

Américo Azevedo, diretor do Teatro, indicado por Flávio Dino

Américo Azevedo, diretor do Teatro, indicado por Flávio Dino

Com esse perfil de déspota, Ester Marques, infelizmente, vem hostilizando Américo Azevedo sem lhe responder aos ofícios, requerimentos, sem atender suas ligações, suas mensagens, etc. Agora, como é que se adota uma postura dessas diante da administração do Teatro Arthur Azevedo, que é uma das referências, um dos ícones da cultura maranhense? Realmente, não dá para entender.

A secretária se comporta como se a pasta da Cultura fosse de propriedade dela. Descartou e menosprezou sua indicadora, a deputada federal Eliziane Gama (PPS), que terminou se arrependendo de ter apresentado o nome da professora como sugestão ao governo. Foi tarde quando a parlamentar descobriu que havia criado um “monstro”.

De competência, Ester Marques ainda não disse a que veio. Fez um Carnaval sem grandes novidades. Nada de encher os olhos. Aguarda-se agora o São João, com mais tempo para organização, para se tirar as conclusões. Até agora, a grande marca de sua gestão tem sido mesmo o autoritarismo. Simplicidade passou foi longe! Abra o olho, governador!

Requerimento de Américo com indicações ignoradas por Ester Marques

americo

Não foi por falta de avisos…

eliziane gama

Eliziane Gama indicou Ester Marques para a pasta da Cultura

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) vive um verdadeiro pesadelo, após ter indicado a professora Ester Marques para a Secretaria de Cultura do Estado, isso porque a titular da pasta não abre mão da presença de auxiliares ligados aos ex-secretários Olga Simão e Luís Bulcão, gestores no governo Roseana Sarney. Isso tem deixado a parlamentar, que tenta injetar sangue novo no órgão, insatisfeita com os passos da escolhida.

Ester Marques estaria barrando os indicados de Eliziane Gama sob a alegação de que eles não se enquadram nas qualificações para trabalhar na Cultura. A secretária quer seguir em frente, passando por cima de quem a indicou para a pasta.

Os laços de Ester Marques com Olga Simão e Luís Bulcão não são de causar surpresa a ninguém no cenário cultural. A ligação da professora com figuras do grupo Sarney é antiga. Tanto que ela fez campanha aberta para a coligação de Edinho Lobão, sobretudo, pediu votos em TV para o deputado Roberto Costa (PMDB).

Logo depois que oficializou a equipe, a Imprensa e setores do governo começaram a receber inúmeras reclamações de que pessoas, muito ligadas ao grupo Sarney, a Olga e a Bulcão, estavam permanecendo em cargos estratégicos. A repercussão foi grande e despertou a atenção de Eliziane Gama.

Sem quadros de peso no PPS, Eliziane indicou Ester Marques sem atentar para o fator político, ligações, proximidades, etc. Agora, a deputada tenta orientar as coisas na Cultura e não consegue. Mas não foi por falta de avisos. A Imprensa, a blogosfera bem que avisou!

Há quem acredite que os dias de Ester Marques à frente da Cultura estão contados.