“Lula representa todos os brasileiros”, afirma Zé Inácio em convenção que homologou candidatura do PT à Presidência

Lideranças politicas de partidos aliados, de movimentos sociais e do PT, bem como simpatizantes do ex-presidente Lula, estiveram presentes no evento

O deputado  estadual Zé Inácio esteve, no sábado (04), em São Paulo, SP, para participar do Encontro Nacional do Partido dos Trabalhadores (PT). O evento reuniu centenas de pessoas na Casa Portugal, ponto histórico da militância de esquerda da cidade. Para o parlamentar petista, Luís InaIná Lula da Silva representa todos os brasileiros, por isso deve disputar a Presidência.

Em seu twitter, Ze Inácio destacou a unidade popular entre o PT e e PCdoB que se somou ao primeiro em torno de Lula com a desistência da deputada Manuela Dávila na disputa pela Presidência. Ele disse que, pensando nesta parceria, é que defendeu a uniao do PT com o PCdoB no Maranhão, visando à reeleição do governador Flavio Dino.

O grande momento do evento foi a escolha de Luis Inacio Lula da Silva como candidato à Presidência da Republica pelo partido. Ele foi escolhido por aclamação pelos delegados presentes no Encontro, reafirmando o discurso do partido de que “não existe plano B, não existe plano C, não existe plano Z, o nosso plano é L de Lula presidente”, afirmou o ator Sergio Mamberti, que conduziu o cerimonial.

Além de um vídeo lembrando os 100 dias de luta e resistência pela democracia em Curitiba, foi lida uma carta redigida por Lula especialmente para o encontro. Em um trecho da carta Lula convoca a militância petista para continuar na luta pela democracia e pelo povo.

“Este encontro nacional do PT talvez seja um dos mais importantes em toda a história do nosso partido. É enorme a responsabilidade que temos pela frente. A decisão de hoje vai nos conduzir a uma luta sem tréguas pela democracia, pelo povo brasileiro e pelo Brasil. E a vitória dependerá do empenho de cada um de nós”, escreveu Lula.

Lideranças politicas de partidos aliados, de movimentos sociais e do PT, bem como simpatizantes do ex-presidente Lula estiveram presentes no evento.

Já na madrugada de domingo (5), o PT escolheu Fernando Haddad para compor chapa com Lula, como vice. O partido também anunciou coligação com o PCdoB, PROS e PCO.

Com a aliança entre PT e PCdoB, Haddad e Manuela D’Ávila, então candidata a presidência pelo partido comunista, devem sair pelo Brasil divulgando a candidatura de Lula.

PT maranhense tem a oportunidade de voltar às suas origens

PT do Maranhão tem a oportunidade de voltar às suas origens e construir um novo momento distante do grupo Sarney

Em uma reunião realizada em Brasília, entre a cúpula nacional do PT e dirigentes estaduais maranhenses, o Partido dos Trabalhadores descartou, oficialmente, a possibilidade de uma aliança com o grupo Sarney e uma possível candidatura própria, como defendiam setores também ligados ao clã.

Na decisão oficial, os petistas garantiram apoio à reeleição do governador Flávio Dino (PCdoB) e confirmaram que buscarão a indicação de um nome do partido na chapa governista.

A reunião teve a presença da presidenta nacional do PT, a senadora Gleisi Hoffmann. Além dos membros maranhenses: Marcio Jardim; Augusto Lobato (presidente do diretório estadual); Honorato Fernandes (vereador e presidente do diretório municipal de São Luís); o deputado federal, Zé Carlos; o deputado estadual, Zé Inácio; e Raimundo Monteiro (membro do diretório nacional).

Em 2010, após intervenção da executiva nacional, o PT apoiou a candidatura de Roseana Sarney. Em 2014, parte da militância petista declarou apoio à candidatura de Flávio Dino, a pesar do partido ter formalizado apoio ao candidato Edinho Lobão (MDB).

Com essa definição da executiva nacional, com anuência da executiva estadual, o PT do Maranhão tem a oportunidade de voltar às suas origens e construir um novo momento distante do grupo Sarney.

Junto ao governo, Zé Inácio garante recursos para Santa Luzia

Deputado Zé Inácio e prefeita de Santa Luzia garantem recursos para o município.

O deputado estadual Zé Inácio (PT) esteve em reunião com o governador Flávio Dino (PCdoB) e a prefeita de Santa Luzia do Tide, França do Macaquinho. Sensibilizado com a situação em que o município se encontra, o chefe do Executivo  autorizou o envio imediato de duas ambulâncias; 10 km de asfalto; 05 escolas, do programa Escola Digna, e escola de 6 salas de aula para o Povoado Faisa.

Durante o encontro, a prefeita também solicitou 8 ônibus escolares e a pavimentação dos 42 km da MA-119, no trecho que liga Santa Luzia a Altamira, um sonho alimentado pela população há muitos anos e que trará grandes benefícios e desenvolvimento aos dois municípios.

Também participaram da audiência o secretário de Articulação Política e Comunicação, Márcio Jerry, e o secretário da Casa Civil, Marcelo Tavares

AGORA É OFICIAL – PT do Maranhão é Flávio Dino “desde criancinha”…

Dirigentes do PT disseram que não se trata de apoio a um governo que venceu as eleições e sim fruto de muitas discussões com base na linha ideológica de esquerda e na relação histórica com o PCdoB

Dirigentes do PT disseram que não se trata de apoio a um governo que venceu as eleições e sim fruto de muitas discussões com base na linha ideológica de esquerda e na relação histórica com o PCdoB

O Partido dos Trabalhadores (PT) do Maranhão oficializou, na manhã desta segunda-feira (30), apoio ao governo Flávio Dino (PCdoB). Em reunião, a Executiva e o Diretório Estadual aprovaram a resolução política de apoio à atual gestão estadual, levando em conta conjuntura política, linha ideológica de esquerda, projeto nacional, relação histórica com o PCdoB, etc. A sigla já estava dialogando com o Executivo desde o início do ano.

Participaram da coletiva membros da Executiva e do Diretório Estadual, o presidente Raimundo Monteiro, o vice-presidente Augusto Lobato, o deputado estadual Zé Inácio, o deputado federal Zé Carlos, o vereador de São Luís, Honorato Fernandes, além de dirigentes e militantes.

De acordo com Zé Inácio, a decisão é fruto de discussões e debates internos que vêm sendo acumulados desde fevereiro deste ano. Segundo ele, o PT tomou como base a avaliação política sobre o momento conjuntural no Brasil e, sobretudo, com a responsabilidade de um partido que governa o país há quase 13 anos.

“Não se trata de apoio a governo que venceu as eleições”, diz deputado

“A decisão foi construída de forma coletiva, processual, baseada no entendimento político, pois não se trata de uma adesão ou simplesmente um apoio ao governo que venceu as eleições”, disse Zé Inácio.

O deputado destacou ainda o novo momento que vive o Diretório Estadual, não só oficializando o apoio ao governador Flávio Dino, como também o projeto politico futuro, tanto para o ano de 2016 como para 2018.

De acordo com  Zé Inácio, o projeto nacional que os membros do Diretório Estadual defendem é o mesmo que motivou a criação do Partido dos Trabalhadores. Ele afirmou que a decisão do PT de apoiar o governo Flávio Dino e compor, formalmente, a gestão se baseia na defesa do projeto nacional e a retomada de relação histórica com o PCdoB, pautada pelo alinhamento ideológico.