Em discurso, Lula afirma que foi condenado politicamente por ter tirado muitos da miséria

Para Lula, ele foi condenado politicamente por ter tirado muitos da miséria.

Após missa em homenagem a Marisa Letícia, que completaria 68 anos neste sábado (7), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva condenou a atuação da imprensa em relação às acusações contra ele. O discurso durou mais de 55 minutos e foi acompanhado por sindicalistas e apoiadores.

Lula afirmou também que a grande mídia está determinada em colocá-lo no foco do noticiário, além de defender a regulamentação dos meios de comunicação. Ele incentivou a participação popular por meio de manifestações e protestos em defesa de ideias e propostas. E chamou, ainda, cada militante de Lula. “Somos Lula”, disse. A frase “Eu sou Lula” foi ecoada na plateia.

Para Lula, ele foi condenado politicamente por ter tirado muitos da miséria.

No discurso, Lula fez críticas ao juiz Sérgio Moro, ao Ministério Público e ao Supremo Tribunal Federal (STF). Ao se referir à condenação pelo triplex em Guarujá (SP), o ex-presidente reiterou não ser dono do imóvel. Em relação ao Supremo, Lula criticou a atuação dos ministros. O ex-presidente afirmou também que não faz objeções ao trabalho da Lava Jato.

Acompanharam o discurso o ex-prefeito Fernando Haddad, Guilherme Boulos (líder do MTST e pré-candidato a presidente pelo PSOL), Manuela D’Ávila (pré-candidata a presidente pelo PCdoB), Celso Amorim (ex-ministro das Relações Exteriores), Ivan Valente (deputado federal pelo PSOL), João Pedro Stédile (da liderança do MST), Paulo Pimenta (líder do PT na Câmara), Wellington Dias (governador do Piauí) e o ator Osmar Prado.

Entre o discurso e a ação…


Que o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), é bom com as palavras ninguém duvida. Mas é com ações bem palpáveis, que o chefe do Executivo tem conseguido alcançar os maranhenses, mostrando que mais do que um bom discurso, uma boa reputação e gestão se constrói com políticas públicas eficazes.

Na área da Saúde, por exemplo, é notória a evolução do Estado. Desde 2015, seis hospitais macrorregionais e regionais foram entregues à população nas cidades de Pinheiro, Caxias, Santa Inês, Bacabal, Balsas e Imperatriz.

Aliás, em Imperatriz, no último fim de semana, 50 pacientes foram atendidas durante o Mutirão de Consultas e Cirurgias Ginecológicas no Hospital Macrorregional Drª Ruth Noleto. Na ocasião, 40 pacientes receberam indicação médica para cirurgia. Com a ação, a Secretaria de Estado da Saúde garante assistência aos pacientes dos 43 municípios próximos ao hospital macrorregional.

Enquanto a caravana passa, o governador mostra trabalho.

“Maura Jorge se acha a dona de Lago da Pedra”, diz Fábio Macedo

Em debate acirrado, na Assembleia Legislativa do Maranhão, sobre o cômico episódio, ocorrido no final de semana, envolvendo a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge,  o deputado estadual Fábio Macedo (PDT) disse que a mesma se “acha a dona da cidade” e que a atitude dela  já é corriqueira no Município, quando há eventos desse porte.

“Sempre que tem evento, acontece isso. Maura Jorge se acha a dona da cidade. Na verdade, nem o governador é dono do Estado e nem a prefeita é dona de Lago da Pedra. Dono é o povo, os cidadãos que moram na cidade”, disse Fábio Macedo rebatendo a exploração política do caso por parte da oposição que tentou atingir o governo Flávio Dino.

No final de semana, Maura Jorge não aceitou  a opção do Cerimonial do governo que, tentando evitar palanque político, decidiu não abrir pronunciamento nem para a prefeita, nem para o adversário dela, o ex-deputado Mauro Jorge. Depois de resmungar e gritar durante a fala do governador Flávio Dino, interrompendo-o várias vezes, ela mandou chamar um carro de som para discursar do lado de fora à revelia do governo, provocando um verdadeiro tumulto no local.

Veja acima o vídeo do aparte do parlamentar ao pronunciamento do oposicionista, Adriano Sarney (PV), na sessão de segunda-feira (30).

LEIA MAIS POSTS DO BLOG SOBRE O CASO:

O cômico e constrangedor descontrole de Maura Jorge em Lago da Pedra…

PRINT DO DIA – Gil Cutrim se nega a entrar no jogo da família Murad…

VÍDEO DO DIA – Andrea Murad tem “ataque de risos” na tribuna ao tentar defender Maura Jorge

“Se o Maranhão deve alguma coisa a Sarney é o estado de pobreza em que nós nos encontramos”, dispara deputado

Assista aqui ao vídeo editado com trechos do discurso do deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), no lançamento de sua candidatura, onde ele, depois de criticar o vergonhoso Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Maranhão e os artigos do maior representante da Oligarquia,  disse que “se o Maranhão deve alguma coisa ao grupo Sarney, com certeza, é o estado de pobreza em que nós nos encontramos”.

“Em outubro, vamos superar isso, mudar essa página porque o Estado é de todos nós. Um grande Maranhão é possível, sim”, disse Othelino Neto ao defender também o nome de Flávio Dino e de Roberto Rocha para Governo e Senado, respectivamente.