Ibope confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno; Lobão lidera para o Senado

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro

A segunda pesquisa Ibope, que mede as intenções de voto dos maranhenses, foi divulgada pela TV Mirante, na noite desta quarta-feira (19).

O governador Flávio Dino (PCdoB) ampliou sua vantagem no primeiro turno e saltou de 43%, na primeira pesquisa, para 49% nesta nova pesquisa.

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) caiu de 34% para 32%. Maura Jorge (PSL) aparece com 5% e Roberto Rocha (PSDB), com 2%. Ramon Zapata (PSTU) e Odívio Neto (PSOL) não pontuaram. Branco e nulo somaram 7%, não sabem ou não responderam 5%.

Lobão lidera na disputa pelo Senado

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro

Na corrida ao Senado Federal, o senador Edison Lobão (MDB) lidera a pesquisa com 25% dos votos. Em seguida aparece Sarney Filho (PV), com 23%; Eliziane Gama (PPS), com 23%; Weverton Rocha (PDT), com 20%; Zé Reinaldo (PSDB), com 12%; Alexandre Almeida (PSDB), com 4%; Preta Lú (PSTU), com 2%; Saulo Pinto (PSOL), com 2%; Samuel de Itapecuru (PSL), com 2% e Saulo Arcangeli (PSTU), com 1%. Iêgo Bruno (PCB) não pontuou.

O Ibope ouviu 1008 eleitores maranhenses, entre os dias 13 e 19 de setembro. O registro foi feito na Justiça Eleitoral sob o número MA-06667/2018. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, e o intervalo de confiança, de 95%.

A guerra declarada de “aliados” contra Edison Lobão…

Após cada crítica contra Lobão, os meios de comunicação do grupo Sarney ficam encarregados de noticiar, propagar e evidenciar mais ainda a guerra contra Lobão

O senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição, bem colocado em todas as pesquisas, está sofrendo uma artilharia pesada do seu próprio grupo político. O que antes era uma guerra silenciosa, hoje está bem claro para todos. O grupo Sarney passou a adotar uma estratégia para garantir ao caçula dos irmãos, Sarney Filho (PV), a vaga de senador pelo Maranhão de qualquer jeito. É o chamado “salve-se quem puder”.

Sabendo das dificuldades em eleger os dois senadores em 2018, o ex-presidente José Sarney (MDB) e sua filha, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), articulam apoios individuais a Sarney Filho, desprestigiando o senador Lobão.

O apoio do PP e do PR para Sarney Filho foi costurado por José Sarney, via executivas nacionais, evidenciando que o foco do grupo é o filho caçula do patriarca.

Agora, a estratégia passou a ter novos atores. As artilharias pesadas contra Lobão passaram a contar com bombardeio de candidato ao Senado de outros grupos.

Após cada crítica contra Lobão, os meios de comunicação do grupo Sarney ficam encarregados de noticiar, propagar e evidenciar mais ainda a guerra contra Lobão.

Com isso, o grupo Sarney mostra que amizades de longos anos não têm peso quando a sobrevivência do sobrenome Sarney está em jogo. Passa a funcionar o tal do “mais antes eu do que tu”.

Exata mostra disputa acirrada pelo Senado com empate técnico

A pesquisa ouviu a opinião de 1.400 eleitores em todo o estado entre os dias 10 e 13 de setembro

O Jornal Pequeno divulgou nova pesquisa do Instituto Exata, neste domingo (16). Os resultados mostram que a disputa das duas vagas do Senado Federal está, cada vez mais, acirrada.

Pela primeira vez, os dois candidatos apoiados pelo governador Flávio Dino (PCdoB) aparecem na liderança, mas em condições de empate técnico com o senador Edison Lobão (MDB).

Eliziane Gama (PPS) passou a liderar as intenções de voto com 27%; Weverton Rocha (PDT) aparece agora em segundo lugar com 25%.

Em condições de empate técnico com Eliziane e Weverton, Edison Lobão (MDB) vem logo em seguida com 24% dos votos; Sarney Filho (PV) aparece com 22%; Zé Reinaldo (PSDB), com 18%; Alexandre Almeida (PSDB), com 10%; Preta Lu (PSTU), com 3%; Samuel Campelo (PSL), com 2%; Saulo Pinto (PSOL), com 1%; Saulo Arcangeli (PSTU), com 1% e Iêgo Bruno (PCB), com 1%. Branco/Nulo/Indeciso somam 66%.

A pesquisa foi registrada no TSE sob o número MA 09907/2018 e ouviu a opinião de 1.400 eleitores em todo o estado entre os dias 10 e 13 de setembro. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.

Lobão mostra elogio de Lula no programa eleitoral

Com a imagem de Lula em sua campanha, Lobão, certamente, mantém seu favoritismo na corrida ao Senado Federal

O senador Edison Lobão (MDB) mostrou, em sua propaganda eleitoral desta sexta-feira (14), uma fala do ex-presidente Lula (PT), que reconhece o trabalho que ele desenvolveu no Ministério das Minas e Energias, quando foi responsável por levar energia a milhões de maranhenses e brasileiros que viviam no escuro.

Edison Lobão foi homem forte de Lula e responsável pela reestruturação do setor energético, após longos anos de instabilidade e constantes apagões que amedrontaram o povo brasileiro.

“Eu quero dizer de público, Lobão, que foi um orgulho para mim, ter você, como ministro de Minas e Energias”, declarou o ex-presidente Lula.

Com a imagem de Lula em sua campanha, Lobão, certamente, mantém seu favoritismo na corrida ao Senado Federal.

Lobão coloca-se como um dos responsáveis pela aprovação do voto aos 16 anos

Poder votar foi um sonho dos jovens nos anos 1980

O senador Edison Lobão (MDB) participou do comício de inauguração do comitê do deputado estadual Roberto Costa, no bairro de Santa Bárbara, em São Luís, no último domingo (9). Em meio aos jovens, ele relembrou que votou a favor da lei que estabelece o voto facultativo a eles a partir dos 16 anos.

“Em 1991, o João Alberto chegou pra mim e disse: Lobão você deve levar com você, em suas viagens ao interior, sempre, um jovem. E indicou um jovem. Quem era este jovem que me acompanhava nas viagens? Roberto Costa, um jovem de 17 anos que andava comigo no interio, e agora, está fazendo jus à vida política, dando voz ao povo em nosso Estado”, relembrou Lobão, ao lado de lideranças locais para destacar o hoje deputado.

Poder votar foi um sonho dos jovens nos anos 1980. Depois de pressionar a sociedade e parlamentares, articulados em entidades como a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a União Brasileira dos Estudantes (UNE), a conquista veio com uma emenda aprovada pelos deputados constituintes com 355 votos, ante 98 contrários e 38 abstenções.

Após décadas de ditadura militar, a Assembleia Constituinte era formada por parlamentares escolhidos, especialmente, para criar a nova Constituição Brasileira, esta que vale até hoje, chamada “Constituição Cidadã”.

O voto é obrigatório para os adultos a partir de 18 anos e facultativo para cidadãos a partir de 16 anos e acima de 70. Dando oportunidade para que os jovens possam participar das decisões políticas, elegendo seus representantes para tomar as decisões apropriadas para o Brasil.

Cada um por si na disputa pelo Senado Federal…

Os candidatos tentam garantir, além do apoio de suas bases, as bases que não apoiam seu colega nas chapas majoritárias

A maioria dos candidatos ao Senado Federal já percebeu que a disputa pelas duas vagas em 2018 será bem acirrada. Eles agora tentam garantir, além do apoio de suas bases, as bases que não apoiam seu colega nas chapas majoritárias.

O senador Edison Lobão (MDB) e o deputado Sarney Filho (PV) travam uma guerra silenciosa para garantir o maior número de bases que fazem oposição ao governador Flávio Dino (PCdoB) e até mesmo de bases governistas que não têm o segundo nome para o Senado definido ainda. Nesta seara, Lobão vem conseguindo agregar muito mais com boa articulação.

Candidatos que não unem seus esforços para trabalhar em prol do partido são Zé Reinaldo e Alexandre Almeida, ambos do PSDB. Os dois têm agendas totalmente diferentes, o que complica, mais ainda, a situação do candidato ao governo, Roberto Rocha.

Os únicos que conseguem se sobressair de toda a disputa são os candidatos Edson Lobão (MDB), por conta da boa articulação, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), que têm compartilhado suas bases de apoio para intensificar, mais ainda, as ações em cada região do Estado.

Propaganda do PRTB esconde Maura Jorge

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha

A campanha televisiva do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), iniciada desde o dia 31 de agosto, não mostra a candidata ao governo do Estado, Maura Jorge (PSL)

Mesmo com a coligação do PRTB com o PSL, o partido comandado pelo empresário Márcio Coutinho preferiu esconder o nome de Maura Jorge.

No lugar de Maura Jorge, a campanha da TV mostra o nome e o número do senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição da coligação de Roseana Sarney.

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha.

Edison Lobão lidera a corrida ao Senado, aponta Econométrica

A Econométrica ouviu 1.407 pessoas de todas as seis regiões do Maranhão

A pesquisa Econométrica divulgada, neste sábado (1°), pela TV Guará, também ouviu os eleitores sobre o cenário para o Senado Federal.

O líder de intenções de voto é o senador Edison Lobão (MDB), com 26,3%. Sarney Filho (PV) aparece em seguida com 25,7%. A deputada federal Eliziane Gama (PPS), pontuou 24%. Weverton Rocha (PDT) aparece com 20,5% e Zé Reinaldo (PSDB), tem 18,1%.

O candidato Alexandre Almeida (PSDB), pontuou apenas 9,3% das intenções de voto, seguido por Preta Lú (PSTU), com 2,2% e Samoel Campelo (PSL) com 2%. Saulo Arcangeli (PSTU) foi citado por apenas 1,6% dos eleitores e Saulo Pinto (PSOL) por 1,4%. Iego Bruno (PCB) foi citado por menos de 1% dos entrevistados.

Votos brancos e nulos somam 30,7% e o dos que não sabem ou não responderam bateu a marca de 37,5%.

A Econométrica ouviu 1.407 pessoas de todas as seis regiões do Maranhão. A pesquisa foi realizada no período entre 21 e 25 de agosto e foi registrada no TSE sob o número MA-08877/2018. O intervalo de confiança é de 95% com uma margem de erro de 2,61%.

Edison Lobão é o primeiro candidato a senador com a candidatura deferida

As informações constam no site DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral

O senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição, foi o primeiro a ter seu registro de candidatura deferida pelo Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão e está oficialmente na disputa.

As informações constam no site DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral.

Edison Lobão, que já foi ministro de Minas e Energia nos governo Lula e Dilma, concorre à reeleição e aparece em primeiro lugar nas pesquisas Ibope e Exata, registradas até o momento na Justiça Eleitoral.