Senado: Edison Lobão se sobressai na disputa em relação a Sarney Filho

Mesmo com todos os esforços, é o senador Edison Lobão que lidera todas as pesquisas eleitorais feitas até o momento

Mesmo com todos os esforços do ex-presidente José Sarney (MDB), em costurar apoios que façam com que seu filho, o deputado federal Sarney Filho (PV), vença a eleição para o Senado Federal, é o candidato Edison Lobão (MDB) que está se sobressaindo na disputa interna do grupo.

José Sarney entende que a eleição de Sarney Filho como senador seja a continuação do legado de sua família, por isso costurou o apoio do PR e do PP, via executivas nacionais, para seu filho na disputa para o Senado no Estado. Nas conversas com lideranças políticas, Sarney pai afirma que seu último pedido é para que as lideranças votem em seus dois filhos, ou pelo menos em Sarney Filho.
Mesmo com todos os esforços, é o senador Edison Lobão que lidera todas as pesquisas eleitorais feitas até o momento. Na pesquisa Ibope, Edison Lobão lidera a disputa com 27%, contra 26% de Sarney Filho. Já na pesquisa Exata, Lobão tem 25% das intenções de voto e Sarney Filho, 24%.
Os números mostram que, mesmo com toda guerra silenciosa que a família Sarney vem travando com Edison Lobão, o senador está levando a vantagem na disputa.
Certamente, pela rejeição que o nome Sarney carrega, Edison Lobão vem ensaiando voos solos em suas andanças pelo o interior. Nas cidades de Codó e Caxias, ele reuniu milhares de pessoas em seus comícios, deferentemente dos eventos em que ele acompanha Roseana Sarney e Sarney Filho, que, na maioria das vezes, resumidos a reuniões em varandas de residências.

Pesquisa Exata/JP mostra cenário disputado pela corrida ao Senado Federal

A pesquisa foi registrada no TSE, sob o número MA 07422/2018, e ouviu a opinião de 1.401 eleitores em todo o estado

O Jornal Pequeno divulgou, neste domingo (26), a pesquisa do Instituto Exata, que mediu as intenções de voto para o Senado Federal. Em 2018, serão eleitos dois senadores e o cenário divulgado pela Exata mostra uma disputa bem acirrada.

Na pesquisa Exata/JP, o senador Edison Lobão (MDB) está na primeira colocação com 25%; Sarney Filho (PV) tem 24%; Weverton (PDT),  20%; Zé Reinaldo (PSDB), 20%; Eliziane Gama (PPS),  18%; Alexandre Almeida (PSDB), 11%.

No segundo pelotão, a pesquisa mostra Preta Lu (PSTU), com 4%; Samuel Campelo (PSL), com 3%; Saulo Pinto (PSOL), com 2%; Saulo Arcangeli (PSTU), com 1% e Iêgo Bruno (PCB), com 1%.

Votos Brancos/Nulos somam 43%, não sabem ou não opinaram somam 26%.

A pesquisa foi registrada no TSE, sob o número MA 07422/2018, e ouviu a opinião de 1.401 eleitores em todo o estado entre os dias 19 e 23 de agosto. A margem de erro é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é de 95%.

Weverton e Eliziane terão o maior tempo de propaganda na corrida ao Senado Federal

Na TV, os horários serão das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. No rádio, os horários serão das 7h às 7h25 e 12 h as 12h25

Dos 11 postulantes que disputam as duas vagas para o Senado Federal nas eleições de 2018, os candidatos Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) terão o maior tempo de TV e Rádio para apresentar suas campanhas.

Na TV, os horários serão das 13h às 13h25 e das 20h30 às 20h55. No rádio, os horários serão das 7h às 7h25 e 12 h as 12h25. Os candidatos ao Senado Federal terão os seguintes tempos:

  • Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS) terão 3 minutos e 24 segundos que será dividido entre os dois
  • Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV) terão 1 minuto e 58 segundos
  • Zé Reinaldo Tavares (PSDB) e Alexandre Almeida (PSDB) vão ter direito a 1 minuto e 9 segundos
  • Iêgo Bruno (PCB) e Saulo Pinto (PSOL) terão 11 segundos
  • Samuel de Itapecuru (PSL) terá 8 segundos
  • Preta Lu (PSTU) e Saulo Arcangeli (PSTU) terão que dividir 7 segundos

Sobre as inserções, elas foram dividas da seguinte forma:

  • Weverton e Eliziane terão direito a 477 inserções
  • Lobão e Sarney Filho terão 276 inserções
  • Zé Reinaldo e Alexandre Almeida terão 163 inserções
  • Iêgo e Saulo Pinto terão direito a 27 inserções
  • Samuel Campelo terá 20 inserções
  • Preta Lu e Saulo Arcangeli terão que dividir 17 inserções

Sem Roseana, Lobão consegue reunir número expressivo de eleitores

A realização do novo evento em Caxias é um claro sinal de que, longe de Roseana, Lobão tem mais chances de construir seu caminho ao Senado Federal

Um grande evento na cidade de Caxias chamou atenção no final de semana. Bem longe da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), o senador Edison Lobão (MDB) tem realizado grandes eventos e obtido mais sucesso do que a filha do ex-senador José Sarney, Roseana, que é candidata ao Governo do Estado.

Aparentemente, Lobão percebeu que Roseana Sarney carrega bem mais rejeição do que seu nome. A caminhada pela cidade de Porto Rico do Maranhão foi um dos exemplos. Liderada por Roseana Sarney, o movimento foi um verdadeiro fracasso.

Vale lembrar que um outro evento realizado somente por Edison Lobão na cidade de Codó reuniu 5 mil pessoas, de acordo com a organização do evento, que foi liderado pelo prefeito Francisco Nagib.

A realização do novo evento em Caxias é um claro sinal de que, longe de Roseana, Lobão tem mais chances de construir seu caminho ao Senado Federal novamente.

Veja quem são os 11 candidatos ao Senado Federal pelo Maranhão

O site DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral mostra os nomes e os suplentes de cada chapa

As duas vagas para o Senado Federal disputadas nas eleições 2018, serão disputadas por 11 candidatos. O site DivulgaCand do Tribunal Superior Eleitoral mostra os nomes e os suplentes de cada chapa:

 

Alexandre Almeida (PSDB) – Suplentes: Jorge Arturo (PHS), Miriam Ribeiro (PSDB)

Edison Lobão (MDB) – Suplentes: Lobão Filho (MDB), Antônio Leite (MDB)

Eliziane Gama (PPS – Suplentes: Pedro Fernandes (PTB), Dr. Bené Camacho (PTB)

Iêgo Brunno (PCB) – Suplentes: Joab Lobato (PCB), Zé JK (PCB)

Preta Lu (PSTU) – Suplentes: Wilson Leite (PSTU), Beto Belo (PSTU)

Samoel Campelo (PSL) – Suplentes: Elias Marçal (PSL), João do Gigantão (PRTB)

Sarney Filho (PV) – Suplentes: Clovis Fecury (PSD), João Manoel (MDB)

Saulo Arcangeli (PSTU) – Suplentes: Ester Durans (PSTU), Antônio Moquibom (PSTU)

Saulo Pinto (PSOL) – Suplentes: Kleper Ribeiro (PSOL), Professora Rosária (PSOL)

Weverton Rocha (PDT) – Suplentes: Roberth Bringel (DEM), Suely Pereira (PSB)

Zé Reinaldo (PSDB) – Suplentes: Thiago Maranhão (PSDB), Márcio Endles (Podemos)

Uma chapa centenária de 207 anos

Representando a oligarquia que dominou o Maranhão por 50 anos, os candidatos do grupo Sarney têm a maior média de idade, mostrando que todos os candidatos representam a velha política

Se o mote da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB), candidato ao Governo do Maranhão, e de Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (MDB) para o Senado Federal, é a continuidade da mudança e a renovação política. A campanha dos candidatos do grupo Sarney vai passar bem longe desses dois temas.

Representando a oligarquia que dominou o Maranhão por 50 anos, os candidatos do grupo Sarney têm a maior média de idade, mostrando que todos os candidatos representam a velha política.

A candidata ao governo, Roseana Sarney (MDB), entra na disputa no auge dos seus 65 anos, Sarney Filho (PV), candidato ao Senado Federal, a pesar de ser o caçula dos três filhos de José Sarney, tem 61 anos.

O outro candidato, o senador Edison Lobão (MDB), entra em uma nova disputa com 81 anos de idade, vale lembrar que Lobão foi eleito pela primeira ao Senado Federal em 1986. Somados, os três candidatos representam 207 anos, uma verdadeira chapa centenária.

A título de comparação, o governador Flávio Dino tem 50 anos de idade. Weverton Rocha tem 38 anos e Eliziane Gama 41 anos.

Roseana Sarney tem seu nome registrado no TRE-MA

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) deu entrada no registro de sua candidatura, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, no sábado (11). Ela vai disputar o Governo do Estado pela quinta vez.

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa, e de Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB) para o Senado Federal.

Foram registrados os suplentes Clóvis Fecury e João Manoel Santos Souza, do candidato Sarney Filho, e Lobão Filho e Antônio Leite Andrade, do candidato à reeleição, Edison Lobão.

O grupo Sarney entra nestas eleições para voltar ao comando do Governo do Estado, após ter seu domínio interrompido em 2014, com a eleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

Lobão troca suplente de sua chapa

Em seu lugar, ficará Antônio Leite, presidente do MDB em Imperatriz

O senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição, trocou o segundo suplente de sua chapa.

O empresário e ex-prefeito de São Francisco do Brejão, Francisco Santos Soares, conhecido por “Franciscano”, alegou problemas particulares e anunciou que não poderia disputar a eleição ao lado de Lobão.

Em seu lugar, ficará Antônio Leite, presidente do MDB em Imperatriz.

A primeira suplência continua com Edinho Lobão, que já ocupou mandato de senador nos anos em que seu pai assumiu o Ministério de Minas e Energia.

Pesquisa JP/Exata mostra Lobão, Sarney Filho, Eliziane e Weverton tecnicamente empatados

A pesquisa ouviu 1.404 eleitores entre os dias 15 e 20 de julho. A margem de erro é de 3,2 pontos

As duas vagas para o Senado Federal nas eleições de 2018 prometem ser muito disputadas. As intenções de voto foram divulgadas nesta quarta-feira (25), pela pesquisa Jornal Pequeno/Exata.

Em primeiro lugar, aparecem o senador Edison Lobão (MDB) com 24%, em segunda aparece Sarney Filho (PV), com 23%.

Eliziane Gama (PPS) registrou 20% na pesquisa, o mesmo número de Weverton Rocha (PDT) que também pontuou 20%.

Em quinto lugar aparece José Reinaldo (PSDB) com 16%, seguido de Waldir Maranhão (PSDB) com 11%, a pesar de ainda não ter sido confirmado como candidato a senador. Alexandre Almeida (PSDB) aparece com 9%, Preta Lú (PSTU) pontuou com 4% e Saulo Arcangeli (PSTU) aparece com 2%. Brancos, nulos e indecisos somam 71%.

A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número MA-06768/2018. A pesquisa ouviu 1.404 eleitores entre os dias 15 e 20 de julho. A margem de erro é de 3,2 pontos.