Prefeito agradece reeleição em caminhada na Rua Grande…

Edivaldo Holanda Júnior faz grande caminhada na Rua Grande em agradecimento à reeleição

Edivaldo Holanda Júnior faz grande caminhada na Rua Grande em agradecimento à reeleição

Em agradecimento aos 285.242 de votos dos ludovicenses que lhe garantiram mais um mandato à frente da Prefeitura de São Luís, o prefeito reeleito Edivaldo Holanda Júnior realizou na tarde desta quinta-feira (3) uma grande caminhada na Rua Grande, um dos maiores centros comerciais da cidade. A caminhada da Rua Grande é a primeira de várias que devem ser realizadas em vários bairros da cidade, com o objetivo de cumprimentar e agradecer à população.

Durante o percurso pela Rua Grande, Edivaldo cumprimentou transeuntes e comerciantes que foram para as portas das lojas para cumprimentar o prefeito reeleito. Ele agradeceu o apoio e reafirmou o compromisso assumido com a população.

Quem acompanhou a passagem da caminhada pela Rua Grande elogiou a iniciativa – caso da gerente de loja, Edivânia Rocha. “A gente percebe que o prefeito está mais presente do que nunca. Mesmo depois da vitória, continuou com o seu trabalho e está agora nos agradecendo, vindo até nós pessoalmente. É a confirmação de que meu voto foi válido de verdade”, disse.

O evento contou com as presenças do vice-prefeito Júlio Pinheiro, dos vereadores reeleito Pedro Lucas Fernandes (PTB), Osmar Filho (PDT), Raimundo Penha (PDT) e dos ex-candidatos à Câmara Municipal, Batista Matos (PCdoB), Rommeo Amin (PCdoB) e Iziane Castro (PSL), além de toda militância que o acompanhou ao longo da campanha.

AGENDAS

Desde a segunda-feira (31) o prefeito reeleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, já retomou a agenda de vistoria a obras em curso em vários pontos da cidade.

Edivaldo inspecionou as obras de construção da praça e do Ecoponto no bairro do Angelim, bem como o Centro de Saúde Clodomir Pinheiro, que está sendo reformado e ampliado no Anjo da Guarda. Depois de entregue, o centro deverá abrigar um núcleo especializado no tratamento de diabetes e hipertensão.  O prefeito visitou ainda a creche que está em fase de conclusão no Residencial Morada do Sol, na zona rural de São Luís.

Data M: Edivaldo mantém ampla liderança, Wellington cai e Braide ultrapassa Eliziane

pesquisa-datam-0110-07-2

pesquisa-datam-07pesquisa-datam-0110-04

O Instituto Data M divulgou neste sábado (1), véspera de eleição, mais uma pesquisa de intenção de voto para a corrida eleitoral em São Luís. A consulta, que ouviu 1.000 eleitores em vários bairros da capital, entre os dias 29 e 30 de setembro, evidencia a liderança do candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), e a vitória dele em primeiro turno.

O candidato pedetista alcançou a sua maior vantagem desde o início da campanha, com mais de 29 pontos à frente de Wellington do Curso (PP) que se mantém em segundo lugar.

Na pesquisa estimulada, onde são apresentados os nomes dos candidatos ao eleitor, Edivaldo está com 48,9% de intenções de voto, Wellington do Curso com 18,1%, Eduardo Braide (PMN) com 11,7%, Eliziane Gama (PPS) com 5,1%, Fábio Câmara (PMDB) com 2,5%, Rose Sales (PMB) com 1,1%, Cláudia Durans (PSTU) com 1,1%, Valdeny Barros (PSOL) com 0,2% e Zé Luis Lago (PPL) com 0,2%. 6,7% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 4,4% não sabem ou não responderam.

VOTOS VÁLIDOS – Nos votos válidos, desconsiderando brancos, nulos e indecisos, o candidato Edivaldo soma 55,0%. O percentual garante a vitória do pedetista no primeiro turno. Wellington aparece em segundo com 20,4% das intenções de voto, seguido de Eduardo Braide com 13,2%, Eliziane com 5,7%, Fábio Câmara com 2,8%, Rose Sales com 1,2%, Cláudia Durans com 1,2%, Valdeny Barros com 0,2% e Zé Luis Lago também com 0,2%.

SEGUNDO TURNO – Nas simulações de segundo turno, Edivaldo também lidera e venceria em todos os cenários. Numa possível disputa entre Edivaldo e Wellington do Curso, Edivaldo seria reeleito com 55,4% das intenções de voto, contra 28,3% do adversário Wellington. 14,7% não votariam em nenhum deles e 1,6% não sabem ou não responderam.

No cenário em que o prefeito Edivaldo enfrenta a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo também sairia vitorioso com 56,0% das intenções de voto, contra 20,9% de Eliziane. 20,7% não votariam em nenhum deles e 2,4% não sabem ou não responderam.

Na simulação de uma possível disputa entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 36,1% das intenções de voto contra 23,5% de Eliziane. 37,3% não votariam em nenhum deles e 3,1% não sabem ou não responderam.

EXPECTATIVA DE VITÓRIA – Os eleitores ouvidos na pesquisa também foram questionados quanto à expectativa de vitória. 77,5% dos eleitores acreditam na vitória de Edivaldo. 12,0% apostam em Wellington, 2,1% em Eduardo Braide, 1,8% em Eliziane, 0,7% em Cláudia Durans, 0,3% em Rose Sales e 0,2% em Fábio Câmara 0,1%. Valdeny Barros e Zé Luis Lago não pontuaram. 0,2% não acredita em nenhum deles e 5,2% não sabem ou não responderam.

Nova pesquisa Data M: Edivaldo lidera com folga, Wellington se mantém em segundo e Eliziane em terceiro

data-m-estimulada

datam-espontanea

O instituto Data M, contratado pela TV Difusora, divulgou mais uma pesquisa de intenção de voto para a corrida eleitoral em São Luís. O levantamento confirmou a tendência registrada nas últimas pesquisas realizadas na capital: Edivaldo lidera, Wellington é o segundo colocado e Eliziane Gama se manteve em terceiro lugar

A vantagem de Edivaldo é folgada em todos os cenários avaliados, segundo o DataM. Na pesquisa espontânea, o candidato pedetista abriu 15,9 pontos à frente do segundo colocado. Edivaldo Holanda Junior aparece com 34,8% das intenções de voto, seguido à distância por Wellington do Curso com 18,9%, Eliziane Gama com 6,1%, Eduardo Braide com 2,5%, Fabio Câmara com 1,7%, Rose Sales com 1,4%, Cláudia Durans 1,1%, Zé Luís Lago com 0,1%, e por último Valdeny com 0,0%. Não sabem ou não responderam 23,6% e os que não irão votar em prefeito somam 9,9%.

Na pesquisa estimulada, em que são apresentados os nomes dos candidatos, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) aparece com 39,6% das intenções de voto, seguido de Wellington (PP) com 23,7%, Eliziane Gama (PPS) com 7,9%, Eduardo Braide (PMN) com 3,0%, Fabio Câmara (PMDB) com 2,2%, Rose Sales (PMB) com 1,8%, Cláudia Durans (PSTU) com 0,9%, Zé Luis Lago (PPL) com 0,1% e Valdeny Barros (PSOL) não pontuou. Estando ainda indecisos 8,6%, e os que responderam que não votariam em nenhum dos candidatos somam 12,3%.

Na simulação de votos válidos – quando são descartados os votos nulos, brancos e os eleitores indecisos – Edivaldo venceria a eleição no primeiro turno, com 50,0% dos votos, contra 29,9% de Wellington, 10,0% de Eliziane Gama, 3,8% de Eduardo Braide, 2,8% de Fábio Câmara, 2,3% de Rose Sales, 1,1% de Cláudia Durans, 0,1% de Zé Luís Lago e 0,0% de Valdeny Barros.

Simulação de segundo turno

Os entrevistados também deram sua intenção de voto em três cenários de segundo turno. Em todas elas, Edivaldo aparece em primeiro lugar. Em uma possível disputa com a candidata do PPS, Eliziane Gama, Edivaldo seria reeleito com 50,6% das intenções de voto, contra 21,5% da adversária Eliziane Gama.

Num hipotético segundo turno entre Edivaldo e Wellington, Edivaldo também sairia vitorioso com 45,0% das intenções de voto, contra 35,9% de Wellington.

Em uma possível disputa de segundo turno entre Eliziane Gama e Wellington do Curso, Wellington aparece com 51,1% das intenções de voto contra 19,0% de Eliziane.

No quesito rejeição, a candidata Eliziane lidera pela primeira vez com 26,6%, seguida de Edivaldo com 21,6%, Wellington 5,9%, Zé Luís Lago 5,5%, Fábio Câmara 5,2%, Cláudia Durans 4,0%, Rose Sales 2,7%, Eduardo Braide 2,6%, Valdeny Barros 1,6%.

O levantamento, encomendado pela TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, entrevistou 1.000 eleitores, entre os dias 05 e 07 de setembro, e foi registrado no TRE sob o protocolo MA-03852/2016. A margem de erro da pesquisa é de 3,1% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

SÃO LUÍS – Confira a agenda dos candidatos a prefeito para esta segunda-feira

eleiçoes 2016

Edivaldo Jr –  Pela manhã, reúne-se com lideranças. À tarde, às 17h, faz caminhada no bairro Vila Riod. Concentração às 16h.

Eliziane Gama – Às 9h,  reunião da coordenação de campanha. Às 15h, compromissos parlamentares em Brasília. Às 18h,  compromissos parlamentares em Brasília

Rose Sales – 8h grava em estúdio mensagens estratégicas. Às 12h, concede entrevista ao  programa “Na Hora D” (TV Difusora). À tarde, tem reunião de planejamento com a coordenação da campanha. À noite, faz corpo a corpo com famílias tradicionais de São Luís

Fábio Câmara – Às 10h, expediente na Câmara de São Luís. Às 16h, atividades internas. Às 19h, gravação de programa eleitoral para a TV

FROZEN, CARNAVAL…Jingles de candidatos em São Luís geram críticas nas redes sociais e no whatsapp

Ouça aqui Jingle de Eliziane Gama

Ouça aqui Edivaldo Holanda Jr – Imitação do ritmo da Frozen

As crianças foram as primeiras a reconhecerem o ritmo da Frozen no jingle

As crianças foram as primeiras a reconhecerem o ritmo da Frozen no jingle

Os  jingles dos candidatos a prefeito de São Luís, aos poucos, estão chegando à imprensa e às redes sociais e com eles várias manifestações e reações em torno deles. O primeiro a causar crítica negativa foi o do prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT), que disputa a reeleição, por ter inspiração no ritmo do filme infantil “Frozen” (ouça acima), inclusive, virou motivo de piada na cidade.

O jingle de Edivaldo também lembra o ritmo de um hino de igreja, mas os críticos o identificaram como imitação da música central da Frozen e o que não faltaram, nas redes sociais, foram comentários negativos, o que está levando o marketeiro da campanha, Evilson Almeida, a repensar e a mudar o ritmo principal da campanha pedetista em São Luís.

Jingle sem criatividade, sem efeito de persuasão, sem emoção…imitação, adaptação da música da Frozen, vocal ruim, etc foram algumas das críticas levantadas pelos analistas da internet. No entanto, a música levou Edivaldo a ser um dos nomes mais comentados nas redes sociais nas ultimas horas, porém de forma negativa.

No grupo “Jornalistas Profissionais”, alguns recordaram que os jingles da campanha passada foram melhores, mais impactantes, emotivos, persuasivos, profissionais, etc. E citaram outras campanha com músicas e ritmos que marcaram pelo poder de envolvimento, emoção e persuasão como por exemplo: “É 12, é 12…”, “Agora Vai” e outros tantos, muito bem produzidos. O debate entrou pelas tantas da madrugada, mas valeu uma boa análise sobre os efeitos dessas músicas no eleitor e até no resultado da eleição.

Melhor do que o de Edivaldo Jr e com ritmo próprio, o jingle da candidata do PPS, Eliziane Gama (PPS), no início lento (lembrando hino de igreja) e depois bem alegre e carnavalesco, recebeu elogios, mas também críticas. Poderia enfatizar mais o número, a personalidade da candidata, a proposta, etc. Precisava ser mais persuasivo e emotivo. Mas a produção foi bem mais criteriosa e trabalhada do que a do pedetista (Ouça lá em cima).

Apesar de pouco tempo de TV, apenas 12 segundos, o candidato do PMN, deputado Eduardo Braide, deixou cair nas redes sociais o jingle já com imagens e com cara de primeiro programa eleitoral. A produção é bem dinâmica, emotiva, ritmo de swing, composição boa e massifica bem o nome e o número.

Um bom jingle não deve ser feito de forma amadora, copiando temas, ritmos ou adaptando-se músicas. Tem que ser novo, criativo, ousado mesmo, produzir impacto, força, persuasão, efeito positivo junto ao eleitorado. Deve ser fácil de memorizar, contagiante, etc. O marqueteiro deve acompanhar e determinar a ideia central, os objetivos, o foco, os alvos etc, pautado sempre por um bom breafing e análise.

Na minha opinião, dos três já vistos, o jingle do Braide empolgou mais, tem uma produção mais persuasiva, dentro do que objetiva o marketing. Aguarda-se agora o jingle dos demais candidatos.

Líder do governo contraria PSB e anuncia apoio a Edivaldo em São Luís

Rogério Cafeteira

Rogério Cafeteira

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado estadual Rogério Cafeteira (PSB), decidiu não seguir a orientação do seu partido, que coligou com o candidato a prefeito de São Luís, Wellington do Curso (PP), e declarou, nesta quarta-feira (17), o seu apoio à reeleição do prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT).

Cafeteira disse que optou pelo que considera o melhor para São Luís com o conhecimento de causa de quem acompanha o mandato de Wellington no Legislativo.

A sua decisão foi tomada nesta tarde depois de uma reunião com o deputado Weverton Rocha, líder do PDT na Câmara Federal, sem que tenha que queimar a própria língua, como fizera Evangelista, que não media palavras para desqualificar Eliziane Gama.

SÃO LUÍS – Exata mostra Edivaldo na liderança e crescimento de Rose Sales…

Edivaldo Jr e Eliziane Gama são os dois primeiros colocados

Edivaldo Jr e Eliziane Gama são os dois primeiros colocados

Vereadora Rose Sales mostrou crescimento na pesquisa Guará

Vereadora Rose Sales mostrou crescimento na pesquisa Guará

 

02 - PREFEITO - ESTIMULADA

Pesquisa, encomendada pela TV Guará em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema) e realizada pela empresa de pesquisa Exata, divulgou os resultados para a corrida pela Prefeitura de São Luís. Na estimulada, o prefeito Edivaldo Jr (PDT) mantém a liderança e a grande surpresa é a vereadora Rose Sales (PMB) que chega à casa dos 7%.

A margem de erro máxima é de 4 pontos percentuais para mais ou menos e com um nível de confiança de 95%. A pesquisa foi realizada entre os dias 8 a 10 de agosto, em São Luís. Foram entrevistados 806 pessoas, dos sexos masculino e feminino, com idade a partir de 16 anos, residentes dos bairros da zona urbana e rural. Foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o protocolo MA – 07443/2016.

No primeiro cenário, com respostas espontâneas, a pesquisa questionou aos entrevistados “Em quem você votaria para Prefeito de São Luís, se as eleições fossem hoje?”. Em primeiro lugar aparece Edivaldo Holanda Junior (PDT) com 16% das intenções de voto. Em seguida Eliziane Gama (PPS) com 9%. Wellington do Curso (PP) é o terceiro com nove pontos percentuais.

Rose Sales foi lembrada por 2% dos eleitores. Já Eduardo Braide (PMN), João Castelo (PSDB) e Fábio Câmara (PMDB) foram citados cada um por 1% do eleitorado. Zé Luís Lago (PPL) marcou menos de 1%. Outros marcaram 1%, nenhum 15%. 45% dos eleitores continua indeciso e ainda não sabem em quem votar.

Quando foram colocado a disposição dos entrevistados os nomes dos nove candidatos à Prefeitura da capital, Edivaldo Holanda Júnior (PDT) saiu na frente com 25% das intenções de voto. Eliziane Gama (PPS) emplacou o segundo lugar com 21% seguida por Wellington do Curso (PP) com 18 pontos percentuais.

Rose Sales (PMB) teve 7% das intenções, Eduardo Braide (PMN) com 3%, Fábio Câmara (PMDB) foi citado por 2% dos entrevistados, Zé Luis Lago (PPL) e Cláudia Durans (PSTU) marcaram 1% cada. Valdeny Barros (PSOL) foi citado por menos de 1% dos eleitores. Nesse cenário, nenhum eleitor votaria em branco, mas 12% votaria nulo e 10% ainda não saberiam em quem votar.

Segundo turno

A pesquisa também simulou a possibilidade de um provável segundo turno com os quatro pré-candidatos mais lembrados no levantamento. No primeiro cenário foi simulada uma disputa entre Eliziane Gama e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior.  Neste caso, a deputada venceria com 37% das intenções de voto contra 32% para Edivaldo Holanda Júnior. 24% dos eleitores votariam em nenhum, branco ou nulo. Dentre os entrevistados, 7% não saberiam em quem votar.

Depois foi analisado um possível segundo turno entre Edivaldo Holanda Júnior e o deputado estadual Wellington do Curso. No resultado, Wellington do Curso foi lembrando por 39% e Edivaldo Holanda Junior marcou 34 pontos percentuais. Nenhum, branco e nulo totalizou 19% dos votos, e 8% não saberiam em quem votar.

O Instituto Exata também avaliou os dois principais candidatos de oposição ao atual prefeito, a deputado eliziane Gama e o deputado Wellington do Curso. Neste cenário,  Eliziane Gama venceria com 36% dos votos e Wellington do Curso marcaria 34% dos votos. Nenhum, branco e nulo contabilizaram 21% e 9% não saberia em quem votar.

Rejeição

A pesquisa também quis saber sobre a rejeição dos candidatos à prefeitura de São Luís. Ao serem colocados à disposição os nomes dos nove candidatos, Edivaldo Holanda Júnior foi o mais rejeitado pelos entrevistados com 35%.

O eleitor poderia escolher mais de um candidato e 18% não votariam em Eliziane Gama. Cláudia Durans marcou 17% de rejeição, seguida por Eduardo Braide e Fábio Câmara com 16%. 15% não votariam em Rose Sales e 14% em Zé Luis Lago. Wellington do Curso e Valdeny Barros foram os candidatos com menos rejeição, 11%,.

6% marcou que votariam em todos e 14% disseram que não votariam em nenhum.

Disputa pela vice e proporcional fazem PT suspender aliança com Holandinha

pt

Às vésperas das principais convenções em São Luís, o PT resolveu suspender, na noite de segunda-feira (25), a aliança com o prefeito da capital, Edivaldo Holanda Júnior (PDT), que disputa a reeleição. Os motivos seriam a indicação do vice-prefeito na chapa do pedetista e os acertos sobre a disputa na proporcional, pois o Partido dos Trabalhadores quer estrutura e garantias para aumentar a bancada na Câmara Municipal.

Nos bastidores, o PT disputa a vice de Holandinha com o PSB do senador Roberto Rocha que, claro, também quer indicar o vice que já tem nome e sobrenome. Trata-se do vereador Roberto Júnior (PSB). Já o Partido dos Trabalhadores tenta emplacar o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, secção Maranhão, Mário Macieira, que, no entanto, estaria inviabilizado por ter contas rejeitas pelo Conselho Estadual da OAB.

A suspensão do apoio do PT gera uma série de especulações nos bastidores políticos nesse período de indefinições e definições, inclusive dando conta de uma aproximação do partido com o pré-candidato do PP, Wellington do Curso, e até de candidatura própria. Pelo menos, a lógica descarta, até aqui, uma aliança com a pré-candidata do PPS, Eliziane Gama, por conta do posicionamento do partido e da parlamentar na votação do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

Até agora, nenhuma das três principais pré-candidaturas – leia-se Edivaldo Júnior, Eliziane Gama  e Wellington do Curso – anunciou ainda o o nome do vice na chapa. E as convenções já estão acontecendo e podem ser realizadas até o dia cinco de agosto, mas os principais partidos estão levando as reuniões para o último prazo, a fim de ganhar mais tempo para as articulações.

Até o dia cinco de agosto, muita água pode rolar. Vamos acompanhar os desfechos.

 

Lembrando Castelo, EMA alerta Eliziane sobre Zé Reinaldo…

ema1101

O Jornal O Estado do Maranhão publicou duas notas, em sua coluna política “Estado Maior”, que alertam a pré-candidata a prefeita de São Luís pela Rede Sustentabilidade, deputada federal Eliziane Gama, quanto à conduta do ex-governador José Reinaldo Tavares na articulação política do ex-prefeito da capital, João Castelo (PSDB), que o levou a perder as eleições para o então concorrente, Edivaldo Holanda Jr (PDT), em 2012.

Diz o conhecido EMA que José Reinaldo funcionou, à época, como uma espécie de “cavalo de troia” na campanha de João Castelo, em 2012, quando assumiu a campanha à reeleição do ex-prefeito e fez com que todos os partidos se afastassem dele, favorecendo a eleição de Edivaldo Júnior.

Com esse atributo de “cavalo de troia”, será que Zé Reinaldo Tavares tem perfil para criticar articulação política em governo A ou B? De “articuladores” assim, ´quem for esperto sai é correndo.