São Luís está entre as 5 capitais com melhor nota das escolas estaduais no Brasil

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar

A cidade de São Luís conseguiu a quinta melhor nota entre todas as capitais do Brasil na avaliação do ensino da rede estadual. Ou seja, é capital que oferece o quinto melhor ensino de todo o Brasil nas escolas mantidas pelos governos estaduais.

A avaliação é do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), feita pelo Ministério da Educação. São Luís ficou com nota 3,8, acima de capitais como São Paulo, Curitiba, Brasília, Rio de Janeiro e Florianópolis.

O Ideb já havia mostrado que toda a rede estadual do Maranhão tinha melhorado significativamente durante a gestão de Flávio Dino. O Ideb do Maranhão subiu 21% neste governo, revertendo a queda verificada na gestão passada.

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar.

Os resultados refletem os esforços feitos pelo programa Escola Digna desde 2015. Já foram entregues mais de 800 escolas construídas ou reformadas no Estado. Os professores têm sido valorizados com promoções e capacitações. O Maranhão paga hoje o maior salário para professores de 40 horas na rede estadual.

Com Flávio Dino, educação do Maranhão subiu de 21ª para 13ª do país

Entre os estados do Nordeste, o Ideb do Maranhão é o terceiro maior

O Ideb 2017 (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) comprovou os resultados da mudança da política educacional do governo do Maranhão. A nota do Ensino Médio das escolas da rede estadual subiu de 3,1 para 3,4 entre 2015 e 2017.

Foi o segundo aumento seguido. Em 2015, a nota tinha subido de 2,8 para 3,1, revertendo a queda verificada na gestão anterior.

No fim do governo anterior ao de Flávio Dino, o Ideb do Ensino Médio do Maranhão estava nas últimas posições. Era o 21º dos 27 estados do país.

Com o Escola Digna, Flávio Dino aumentou agora o Ideb para a posição de número 13.

Entre os estados do Nordeste, o Ideb do Maranhão é o terceiro maior.

Ideb do Maranhão de 2017 é o maior da história do Estado

Governador Flávio Dino com alunos do Centro de Ensino Ana Flavia em Icatu. Foto: Karlos Geromy

O Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do Ensino Médio das escolas estaduais maranhenses em 2017 ficou acima da média do Nordeste. O Ideb é a nota que as escolas recebem após avaliação feita pelo Ministério da Educação.

O índice é medido a cada dois anos. Em 2015, no primeiro ano do Governo Flávio Dino, o Ideb tinha subido de 2,8 para 3,1, revertendo a queda verificada na gestão anterior.

Em 2017, a nota voltou a subir, chegando a 3,4. O desempenho está acima da média do Nordeste, que é de 3,2.

Além disso, o Ideb do Maranhão em 2017 é o maior da história do Estado.

Escola Digna

O Ideb do Maranhão subiu em 2015 e 2017 porque Flávio Dino adotou uma série de mudanças profundas logo que tomou posse. O carro-chefe das transformações foi o Escola Digna, que já construiu e reformou mais de 800 colégios no Maranhão.

O programa também valorizou os professores, com treinamentos e salários. O Maranhão paga o maior salário para professores em início de carreira com licenciatura plena e jornada de 40 horas semanais. São R$ 5.750,83. Nenhum Estado em todo o Brasil tem uma remuneração como essa.

Em Codó e Timbiras, moradores festejam com Flávio Dino novas conquistas na Educação e na Segurança

O Maranhão está entre os 12 Estados que mais tiveram ganhos de aprendizagem da Língua Portuguesa no Ensino Médio entre 2015 e 2017, de acordo com o Ministério da Educação

O governador e candidato à reeleição Flávio Dino fez caminhadas e reunião repletas de gente e animação nesta quinta-feira (30) com moradores de Codó e Timbiras. Eles comemoraram uma série de resultados positivos que o Maranhão colheu nos últimos dias.

Entre esses resultados, está a queda na criminalidade no Estado. O número de homicídios, latrocínios e lesões seguidas de morte caiu 15% no primeiro semestre de 2018 em relação ao mesmo período.

Ainda na Segurança Pública, um estudo publicado pelo G1 mostrou que o Maranhão é um exemplo na queda consistente de homicídios.

“Tivemos um grande avanço na Segurança, com a redução da criminalidade. Tiramos São Luís da lista das 50 cidades mais violentas do mundo. Conseguimos ter mais policiais e viaturas, vamos continuar avançando”, afirmou Flávio.

As conquistas dos últimos dias também estão na Educação. O Maranhão está entre os 12 Estados que mais tiveram ganhos de aprendizagem da Língua Portuguesa no Ensino Médio entre 2015 e 2017, de acordo com o Ministério da Educação. O ano de 2015 foi o primeiro do governo Flávio Dino.

Codó

Flávio Dino ressaltou algumas ações que levou para Codó desde 2015, quando assumiu o Governo do Maranhão. Elas incluem construção e reconstrução de escolas, um Núcleo de Educação Integral em Construção, Bolsa Escola, Cartão Transporte Universitário, nova ambulância, Mais Asfalto, novo Sistema de Abastecimento de Água, motoniveladora, novo Ciretran, nova Companhia de Bombeiro, novas viaturas e novos policiais.

“A administração dele cuida dos pobres, sabe quem é o pobre, sabe organizar o Maranhão. E ele tem feito muita coisa”, disse o agricultor Marcelino dos Santos
Flávio lembrou que mais de 400 alunos de Codó são beneficiados pelo Cartão Transporte Universitário. “Estive aqui e um grupo de jovens tinha me pedido para ajudar no transporte, e hoje temos centenas de jovens de Codó que todos os meses recebem dinheiro para pagar o transporte e concluir a faculdade.

“Outro grupo me pediu a estrada do Triângulo para o [quilômetro] 17, e as pontes estão sendo feitas. Me pediram a água para o 17 e o poço vai se entregue. O Mercado de Codó está em obras. O Restaurante Popular de Codó está em obras, a Praça da Matriz foi entregue…”, acrescentou.

Timbiras

Em Timbiras, Flávio fez caminhada e uma reunião. Ele também ressaltou que já entregou obras e investimentos importantes na cidade.

O prefeito Antônio Borba afirmou que Flávio já fez levou ao município coisas como o “Mais Asfalto, estrada de 43 quilômetros, ambulância, patrol, trator, agrícola e outras. Está trazendo para Timbiras todas as melhorias que pedimos para o município”.
Flávio disse que “a hora que o Brasil olhar que o Maranhão achou o rumo, está crescendo, indo na direção certa e olhar a nossa reeleição no primeiro turno, o Brasil vai respeitar ainda mais o Maranhão”.

“Construir escolas é a coisa mais estruturante que existe”, diz Flávio Dino na TV Guará

Desde 2015, o Governo do Maranhão já construiu e reformou mais de 800 Escolas Dignas em todas as regiões do Maranhão

O governador e candidato à reeleição Flávio Dino ressaltou nesta segunda-feira (27) que tem entregue obras de vários tipos e complexidade no Estado, incluindo rodovias e pontes. Mas ele acrescentou que as chamadas obras estruturantes não são apenas viárias.

“Não há nada mais estruturante que a educação. Construir e reformar escolas é a coisa mais estruturante que existe”, afirmou Flávio em entrevista à TV Guará.

Desde 2015, o Governo do Maranhão já construiu e reformou mais de 800 Escolas Dignas em todas as regiões do Maranhão.

Flávio também citou os oito grandes hospitais entregues por ele. E, claro, as rodovias, como a MA-034 (Buriti-bravo a Caxias) e a estrada entre Barra do Corda e Doca Bezerra. “Concluímos tantas outras estradas; em São Luís fizemos a Forquilha, o retorno do aeroporto e muitas outras obras.”

Escolas integrais

Flávio contou que, para os próximos quatro anos, a meta é chegar a 150 escolas de ensino integral. Em 2015, quando assumiu, não havia nenhuma. Hoje já são 50. Portanto, serão mais cem na próxima gestão de Flávio.

Ele acrescentou que serão também 100 unidades do IEMA, que foca no ensino profissionalizante. Atualmente são 26, entre unidades plenas e vocacionais. “Vamos chegar a cem, não tenham dúvidas. E teremos uma ênfase muito importante em idiomas. Inglês é uma ferramenta que as pessoas adquirem para o trabalho.”

Menos impostos

Na entrevista, Flávio também lembrou que, logo em 2015, reduziu impostos para as micro e pequenas empresas. A tabela do Simples – um regime tributário para esse setor – estava congelada havia anos.

“Os pequenos empresários estavam pagando mais tributos do que deveriam. Mandamos um projeto de lei para a Assembleia Legislativa e reduzimos as alíquotas”, disse Flávio.

Além disso, também foi colocado em prática o programa Moto Legal, que regulariza a situação das motocicletas com R$ 50 por ano. Isso significa menos IPVA e licenciamento mais barato para os motoqueiros.

Para os próximos anos, o plano de governo de Flávio prevê novas reduções de imposto: “Vamos reduzir ainda mais, inclusive criando uma faixa de isenção que hoje não existe”.

“As micro e pequenas empresas são 95% do total no Maranhão. Em vez de privilegiar 100 empresas, como era feito no passado”, estou beneficiando 100 mil empresas”, disse o governador.

Prefeito Edivaldo nomeia mais 143 aprovados no concurso para a Secretaria Municipal de Educação

Prefeito Edivaldo nomeia mais 143 aprovados no concurso para a Secretaria Municipal de Educação

O prefeito Edivaldo assinou, esta semana, mais 143 decretos de nomeação relativos ao concurso da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Deste total, 125 são professores e os outros 18 são profissionais das áreas de Assistência Social, Cuidador Escolar e Monitor de Transporte Escolar, que vão atuar na rede municipal garantido mais qualidade ao ensino público da capital. A ação reforça o quadro de servidores municipais da Prefeitura de São Luís, que segue realizando concursos públicos e contemplando áreas importantes para a população.

“Estamos ampliamos o quadro de servidores e garantindo mais qualidade ao ensino na rede municipal, uma das prioridades da nossa gestão. Os avanços que temos conquistado vão desde a requalificação de mais de 120 unidades e climatização de cerca de 800 salas de aula, até a modernização da gestão escolar e a qualificação dos professores. São ações em todas as frentes para proporcionar à comunidade escolar um ambiente cada vez mais adequado de aprendizagem”, destacou o prefeito.

Na contramão do cenário de crise nacional, a gestão do prefeito Edivaldo consolida uma forte política de incremento do efetivo e de valorização dos servidores. A iniciativa reflete na melhoria dos serviços ofertados à população e na garantia de novas oportunidades de trabalho em um momento em que há retração da oferta de emprego em todo o país. Os decretos de nomeação serão publicados no Diário Oficial do Município.

Para o secretário de Educação, Moacir Feitosa, a gestão do prefeito Edivaldo comprova, mais uma vez, o compromisso com a educação. “Este concurso, que reflete positivamente para que tenhamos um ensino cada vez mais qualificado, é um marco na educação municipal”, destaca o secretário municipal de Educação (Semed), Moacir Feitosa.

O concurso para a rede municipal de educação foi realizado ano passado, oferecendo 822 vagas nos níveis médio e superior, mais cadastro de reserva. Entre os já empossados estão professores, monitores de transporte escolar, nutricionistas e cuidadores escolares, contemplando, pela primeira vez, a Educação Especial. Com os novos nomeados, já são 564 convocados do concurso da educação desde 2017.

Mais Oportunidades

O mais recente concurso em andamento é o da Secretaria Municipal de Fazenda (Semfaz), que visa preencher vagas na função de Auditor Fiscal de Tributos. São 10 vagas e cadastro de reserva, com remuneração inicial de mais de R$ 10 mil. Com a decisão firme, o prefeito Edivaldo garante a abertura de novas oportunidades de trabalho e movimenta a economia, neste momento de forte retração do mercado. As provas ocorreram no dia 29 de julho, em São Luís. O último concurso para esta área havia sido realizado há quase 30 anos.

O fortalecimento da gestão municipal está intimamente ligado à valorização do servidor público, por isso, a realização de concursos públicos tem sido uma prioridade na administração do prefeito Edivaldo, avalia a secretária municipal de Administração (Semad), Mittyz Rodrigues. “Considerando os cinco certames realizados até o momento, vislumbramos benefícios e avanços, tanto no quadro de pessoal, quanto nos serviços de áreas fundamentais como Educação, Assistência Social, Fazenda, Procuradoria e Controladoria”, pontua a gestora.

Entre os órgãos atendidos pela realização de concursos estão Procuradoria Geral do Município (PGM), Controladoria Geral do Município (CGM), Secretaria Municipal de Educação (Semed), Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (Semcas) e Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz), este dois últimos em andamento, totalizando 914 vagas oferecidas por meio de edital e a convocação de 615 candidatos aprovados em concursos até julho de 2018.

São Luís é a terceira cidade do Nordeste que mais se desenvolveu

O grande volume de obras na cidade também estimula direta e indiretamente vários setores da capital, além de melhorar diariamente a vida do cidadão

Reflexo dos investimentos do prefeito Edivaldo Holanda Junior (PDT), São Luís figura como a terceira capital do Nordeste que mais se desenvolveu em 2016, segundo dado divulgado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). O estudo toma como referência padrões de desenvolvimento encontrados em países com elevados indicadores socioeconômicos, tendo como base dados da educação, saúde e emprego e renda.

Com o resultado que monitorou os indicadores sociais em 5.471 municípios do país, o prefeito Edivaldo consegue atingir um patamar inédito para a cidade, mesmo enfrentando severa crise nacional. Com trabalho e planejamento da atual administração, a curva de desenvolvimento no município foi retomada e a tendência é que nos próximos levantamentos a cidade aparece em posição de destaque ainda maior.

Os avanços são vistos em todos os setores da cidade. Na Educação, o prefeito reformou e climatizou escolas, realizou concurso público, investiu na capacitação dos professores, reduziu a distorção de quatro para dois calendários, promoveu a queda do índice de analfabetismo, entre outras ações que foram sendo reforçadas e expandidas com o lançamento do programa Educar Mais.

Na Saúde, outro setor analisado pelo estudo da Firjan, a gestão Edivaldo também se destaca com reforço da atenção básica, reforma de unidades de saúde, investimento em equipamentos e capacitação de pessoal, reestruturação do Samu, modernização da Central de Marcação e Consultas (Cemarc), ampliação do atendimento e outras intervenções que estão tirando a Saúde do estado crítico em que se encontrava quando o pedetista assumiu a Prefeitura.

Na Infraestrutura, Edivaldo também conseguiu dar uma guinada na cidade. O grande volume de obras espalhadas por São Luís é visível, indo de intervenções de trânsito para acabar com pontos históricos de engarrafamento até pavimentação das ruas e construção de pontes e rede de drenagem.

Outro marco da gestão Edivaldo que também contribuiu para o bom resultado no estudo foi o pagamento em dia do funcionalismo público, uma injeção na economia da cidade. Com planejamento, medidas de austeridade e criatividade, o prefeito tem conseguido cumprir o calendário, inclusive antecipando em alguns meses as datas previstas para recebimento do salário, tarefa difícil para as cidades quando se vive em um período de crise.

Maior obra estruturante de Flávio Dino é a Educação, diz Bira…

Bira do Pindaré rebateu críticas ao governo

O deputado estadual Bira do Pindaré (PSB) respondeu ao colega de Parlamento, Edilázio Júnior (PV), que criticou o governo do estado por não ter “nenhuma obra estruturante, que mudou a vida das pessoas”.

O pessebista rebateu: “a maior obra estruturante que está mudando a vida das pessoas é justamente o investimento em Educação”.

Bira lembrou que os investimentos em Educação são prioridade na gestão Dino. Ele destacou as 750 unidades escolares entregues pelo atual governo, entre reformadas, construídas e reconstruídas, por meio do Programa Escola Digna, e os 19 prédios do Institutos de Educação, Ciência e Tecnologia (Iema) já inaugurados pelo governador em todo o Maranhão.

Sarneysistas provam que não gostam de investimentos em educação…

Com esses argumentos, os sarneysistas, mais uma vez, provam que educação não é e nunca será prioridade deles

Os meios de comunicação ligados à família Sarney deram bastante destaque para o empréstimo do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Social), contraído ainda no governo passado e que só não foi queimado para farra de convênios no período eleitoral devido a boa manobra da oposição à época.

Segundo os sarneysistas, Flávio Dino desvirtuou as obras que já estavam listradas e avalizadas pelo banco de fomento. Intervenções como alças nos viadutos da Cohab e Cohama, que foram construídos por Roseana. Ao aprovar essa obra, estaria ela dando seu próprio atestado de incompetência? Parece que sim.

Os asseclas do clã latem por mais outras duas obras de mobilidade em São Luís. O que eles não contam é que esse dinheiro está sendo distribuído por todo o Maranhão, pois Flávio Dino propôs um governo para todos, em obras muito mais importantes: a construção de escolas.

Não há no mundo um país que não tenha evoluído sem investimentos em educação. Muitos são os exemplos ao redor do planeta. E é isso que Flávio Dino está fazendo com o dinheiro que seria para fazer convênios eleitoreiros com prefeituras e alças em viadutos mal construídos. Escolas Dignas estão surgindo nas mais longínquas localidade para tirar o Maranhão das trevas, para que os maranhenses possam enxergar a vida por outro prisma.

Com esses argumentos, os sarneysistas, mais uma vez, provam que educação não é e nunca será prioridade deles. Por conta da velha política arcaica de usar o povo como massa de manobra.

Ainda bem que essa política mudou!