Evangélicos lançam Eliziane pré-candidata ao Senado…

Eliziane Gama recebeu importante apoio dos evangélicos

O presidente da Convenção Estadual da Assembleia de Deus no Maranhão (Ceadema), pastor Pedro Aldir Damasceno, e o presidente do Conselho Político da Convenção Geral da Assembleia de Deus no Brasil (CGADB), Eleazar Ceccon, confirmaram  a deputada federal Eliziane Gama (PPS) como pré-candidata a uma das vagas ao Senado nas eleições de 2018 com apoio de todas as igrejas evangélicas.

A parlamentar teve seu nome confirmado durante a 78ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Estadual da Assembleia de Deus no Estado do Maranhão, Ceadema que reuniu lideranças evangélicos de todo o Maranhão na cidade de Chapadinha até esta sexta-feira, dia 15.

O anúncio da pré-candidatura de Eliziane Gama ao Senado Federal foi ratificado pelo pastor Pedro Aldir Damasceno, presidente da Ceadema, que apresentou aos participantes do evento o projeto político da igreja Assembleia de Deus para o ano de 2018.

Além de Eliziane Gama, as lideranças evangélicas destacam em seu projeto político os nomes do Pastor Gildenemyr Sousa, para a Câmara Federal e os pré-candidatos Mical Damasceno e Pastor Bel para a Assembleia Legislativa do Maranhão.

“A igreja através da Ceadema se dispôs resolutamente a apoiar a pré-candidatura ao Senado da deputada federal Eliziane Gama. Esse é um projeto não somente dos evangélico em geral, mas de grande parte da população maranhense votante”, afirmou o Pastor Pedro Aldir Damasceno.

O Pastor José Guimarães Coutinho, presidente da Igreja Assembleia de Deus em São Luís, disse que indiscutivelmente a igreja vai trabalhar para que Eliziane Gama seja eleita Senadora da República pelo Maranhão no próximo pleito.

Participação do Governador Flávio Dino

No segundo dia do evento, acompanhada do governador Flávio Dino, Eliziane participou do evento e destacou a dedicação do governador maranhense à causa evangélica.

Eliziane mensurou o projeto aprovado e homologado pela igreja como desafiador e disse contar com o governador Flávio Dino nesta caminhada, como vem acontecendo nos últimos dez anos. A deputada lembrou ainda que o Estado do Maranhão viveu momentos terríveis no passado.

Candidatura ao Senado é irreversível, diz Eliziane a jornalistas

Eliziane Gama reuniu grupo de jornalistas para confraternização em badalado restaurante de São Luís

A deputada federal Eliziane Gama (PPS) confirmou neste sábado, 9, a um grupo de jornalistas que atuam na blogosfera que o projeto de candidatura ao Senado Federal nas eleições de 2018 conta com apoio do comando nacional do seu partido e seria irreversível. Ela garantiu ainda que deve receber manifestação coletiva de apoio das igrejas evangélicas dentro dos próximos dias.

Comentando sobre o apoio do Palácio dos Leões à sua candidatura a uma das duas vagas do Senado, Eliziane Gama ratificou sua aproximação com o governador Flávio Dino desde os primeiros momentos de seu ingresso na política.

Nas eleições de 2006, quando Dino se elegeu pela primeira vez deputado federal, Eliziane Gama esteve no grupo de apoio à candidatura do ex-juiz Federal. A situação se repetiu nos pleitos subsequentes em que Dino participou.

“Aqueles que falam em distanciamento de Flávio Dino desconhecem minha aproximação política com o governador em diversos momentos. Ele continuará contando com meu apoio”, disse a deputada, assinalando sua lealdade política.

Sobre sua candidatura ao Senado, Eliziane reconhece o desafio e a grande responsabilidade, sendo até agora a única mulher a disputar uma das vagas na bancada maranhense, da empreitada. “Estamos firmes nesta meta, principalmente por corresponder às expectativas. Não vou me acovardar diante das grandes estruturas de campanha que turvam as escolhas do eleitorado”, afirmou a deputada.

Ela salientou seu engajamento para barrar a aprovação de projetos de reformas em pauta na Câmara que considera serem danosos à população brasileira.

Senado – Eliziane Gama cada vez mais próxima de Flávio Dino…

O governador Flávio Dino e a deputada federal Eliziane participaram de culto evangélico na segunda-feira

Aumentam as especulações em torno de um possível apoio do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), ao projeto de pré-candidatura da deputada federal, Eliziane Gama (PPS), ao Senado.  O grupo governista só poderá ter dois candidatos, em 2018, e há uma nítida reaproximação entre os dois que participaram, na segunda-feira (03), de culto na Igreja Assembleia de Deus de São Luís a convite do líder da instituição, Pastor Coutinho.

A reaproximação entre Flávio Dino e Eliziane Gama tem causado ciumeira entre os pré-candidatos e também deputados federais Weverton Rocha (PDT), Zé Reinaldo Tavares (PSB) e Waldir Maranhão (PP).

Segundo apurou o blog Marrapá, o encontro foi rotineiro, mas significativo. Aliados de longa data, os dois tomaram caminhos opostos no pleito municipal do ano passado e agora demonstram uma reaproximação.

Liderando nas pesquisas para o Senado Federal, Eliziane Gama é quem melhor reúne condições morais e políticas para compor a chapa de reeleição de Dino. É o consenso entre o grupo governista.

No encontro, o governador expôs aos evangélicos as ações de sua gestão, anunciando ainda parcerias com a instituição religiosa nas áreas da cultura e social.

Em nome de quase meio milhão de liderados no Maranhão, Coutinho voltou a defender que Eliziane como prioridade da igreja para a disputa por uma das vagas no Senado.

Golpe contra a Lava Jato? A desfiguração do pacote anticorrupção…

CLIQUE AQUI E VEJA COMO VOTOU CADA DEPUTADO

Depois de mais de sete horas de sessão, os deputados desfiguraram o pacote que reúne um conjunto de medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal

Depois de mais de sete horas de sessão, os deputados desfiguraram o pacote que reúne um conjunto de medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal

Na surdina, a Câmara Federal aprovou, na madrugada desta quarta-feira (30), por 313 votos, emenda do deputado Weverton Rocha (PDT-MA) que limita o trabalho de juízes e do Ministério Público. As mudanças estão sendo encaradas, por diversos setores, como uma tentativa de “golpe” à operação “Lava Jato” , que já desmascarou muita gente graúda da política e do mundo empresarial no escândalo de desvios de recursos da Petrobras. Da bancada maranhense, apenas os deputados Hildo Rocha (PMDB) e Eliziane Gama (PPS) foram contrários à desfiguração do pacote anticorrupção.

E você? O que acha sobre a desconfiguração desse pacote lançado pelo Ministério Público contra a corrupção? É ou não um golpe à operação Lava Jato?

A primeira atitude dos deputados, na madrugada, foi incluir a emenda, de autoria de Weverton Rocha, que admite a possibilidade de punição de magistrados e integrantes do Ministério Público por crime de abuso de autoridade.

Depois de mais de sete horas de sessão, os deputados desfiguraram o pacote que reúne um conjunto de medidas de combate à corrupção propostas pelo Ministério Público Federal e avalizadas por mais de 2 milhões de assinaturas de cidadãos encaminhadas ao Congresso Nacional.
O texto foi aprovado pela Câmara na madrugada desta quarta-feira (30). Com a aprovação, o projeto segue agora para análise do Senado.
Ao longo da madrugada, os deputados aprovaram diversas modificações no texto que saiu da comissão especial. Diversas propostas foram rejeitadas e outros temas polêmicos foram incluídos. Das dez medidas originais, somente quatro passaram, ainda assim parcialmente.
O texto original do pacote anticorrupção tinha dez medidas e foi apresentado pelo Ministério Público Federal.

No plenário, o líder do PDT, deputado Weverton Rocha, afirmou que a aprovação da possibilidade de punição de promotores e juízes por abuso de autoridade representará o “fim de privilégios”. “A primeira medida deste pacote deveria ser o fim dos privilégios e abusos de poder da categoria deles. Não pode haver castas”, justificou-se o pedetista.

O que os deputados retiraram do pacote anticorrupção?

Com votações expressivas contra o texto elaborado pela força tarefa de Curitiba, os deputados rejeitaram pontos como a tipificação do crime de enriquecimento ilícito de funcionário público, a ideia de tornar a prescrição dos crimes mais difícil e a de facilitar a retirada de bens adquiridos com a atividade criminosa.

Os parlamentares retiraram ainda a instituição do chamado “delator do bem”, pessoa que ganharia uma recompensa por entregar a autoridades crimes do qual não participe, mas que tenha conhecimento. A medida, uma das preferidas de Lorenzoni, foi classificada jocosamente por deputados como “regulamentação da profissão de dedo-duro”.

Outras medidas suprimidas foram as sugestões do Ministério Público de endurecimento da Lei de Improbidade e da possibilidade de cassação do registro e de punições mais severas a partidos e dirigentes que cometerem faltas graves.

De substancial, restou no pacote do Ministério Público a criminalização específica do crime de caixa dois eleitoral (uso de dinheiro de campanha sem registro à Justiça) e a inclusão de alguns crimes na categoria de hediondos caso o valor desviado seja superior a R$ 8,8 milhões.

Com delação de executivos da Odebrecht, Eliziane teme anistia a “Caixa 2 eleitoral”

Eliziane Gama cobrou da Câmara para que se vote tal matéria de forma nominal

Eliziane Gama cobrou da Câmara para que se vote tal matéria de forma nominal

Da tribuna da Câmara, a deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) demonstrou preocupação com a possibilidade de a Casa aprovar a anistia a quem usou irregularmente recurso financeiro em campanha eleitoral, o “conhecido caixa 2”.

A preocupação vem com a proximidade de formalização de acordos de delação premiada por parte de executivos da Odebrecht. O conteúdo de tais colaborações premiadas deve mexer com o meio político brasileiro.

“Isto (anistiar o caixa 2) já era tratado à boca pequena e, recentemente, tentou-se na calada da noite uma empreitada deste tipo. E agora, com a proximidade da tão esperada delação da Odebrecht, onde deveremos ter centenas de políticos citados, temos mais uma tentativa. E, desta vez, muito mais organizada de se anistiar o caixa 2”, disse a parlamentar maranhense.

Um dos movimentos retratados pela imprensa daria conta de que o perdão a responsáveis pelo emprego irregular de recursos em campanha ocorreria durante a votação do pacote de medidas anticorrupção no plenário da Câmara dos Deputados. A ideia seria apresentar emenda para tal fim. Os projetos contra a corrupção, por enquanto, estão sob apreciação de uma comissão especial.

Eliziane Gama cobrou da Câmara para que se vote tal matéria de forma nominal, ou seja, onde cada parlamentar expresse de forma aberta o voto nas medidas.

“Esta tentativa de anistia vai na contramão do sentimento popular que é de combate à corrupção. Anistiar o caixa 2 é se divorciar de um clamor que exige o fim da impunidade. Neste sentido, gostaria de pedir que esta votação fosse feita de forma nominal. É necessário que cada parlamentar mostre sua marca e qual seu posicionamento quando assunto é o combate à corrupção”, acrescentou.

Enquanto WC procurou Safadão para gravar jingle, Eliziane recebeu toada de Chagas do Bumba-Meu-Boi

Wwllington Sem Curso foi buscar Wesley Safadão para gravar jingle

Wwllington Sem Curso foi buscar Wesley Safadão para gravar jingle

Eliziane recebeu toada do cantador Chagas

Eliziane recebeu toada do cantador Chagas

Uma curiosidade. Enquanto a candidata do PPS, Eliziane Gama, mostra-se próxima de expoentes da cultura maranhense, tendo recebido um jingle de campanha em forma de toada do cantador Chagas, o adversário, Wellington do Curso (PP), preferiu buscar a voz do cearense e forrozeiro, Wesley Safadão, para uma “canja” eleitoral.

Isso sinaliza que a cultura maranhense não está em primeiro plano  para Wellington Sem Curso. Forrozeiro e farrista de carteirinha, ele prefere  as estrelas cearenses às maranhenses.

INSTITUTO PERFIL – Eliziane cresce e pode ultrapassar Wellington após próximos debates…

perfil2

perfil

O Jornal Pequeno  publicou, neste domingo (25), pesquisa do instituto Perfil que mostra o crescimento da candidata do PPS, Eliziane Gama, na corrida pela Prefeitura de São Luís, com 17,2% das intenções de voto. Segundo a amostragem, se a eleição fosse hoje, a deputada federal disputaria “voto a voto” o segundo lugar com o adversário Wellington do Curso (PP), agora “Wellington Sem Curso” (admitiu que nenhum dos cursos está em seu nome e sim de laranjas).

Segundo o instituto, Eliziane estaria 4 pontos percentuais de Wellington Sem Curso, que pontuou 22,1%. Considerando-se a margem de erro de 3 pontos percentuais para mais ou para menos, essa diferença pode ser de apenas 1%. A pesquisa Perfil ouviu mil eleitores de São Luís, entre os dias 19 e 21 de setembro, e foi registrada, no Tribunal Regional Eleitoral (TRE),  sob o número 01931/2016. O grau de confiabilidade é de 95%.

De acordo com o instituto, o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) está em primeiro lugar e  tem 37,3% das intenções de voto,  WC (PP) aparece com 22,1%, o candidato do PMDB, Fábio Câmara, ocupa a quarta colocação, com 3,1%, seguido de Rose Sales (PMB), com 2,7% e Eduardo Braide (PMN), com 2,6%.

Na pesquisa Perfil, Cláudia Durans (PSTU), Valdeny Barros (PSOL) e Zeluis Lago (PPL) não alcançaram 1% na pesquisa. Outros 6,4% votariam nulo ou branco e outros 6,9%  não souberam ou não quiseram responder à pesquisa.

Este já é o terceiro instituto a confirmar a tendência de queda de Wellington Sem Curso nos últimos três dias, a uma semana das eleições. E olha que a pesquisa foi realizada antes da desastrosa participação de WC no debate da TV Guará, na última quinta-feira (22), em que os telespectadores assistiram a um candidato  apático, sem conteúdo e a um deputado apenas de lábia, sem ações efetivas.

Ainda há mais dois debates, o da Difusora e o da Mirante, e Wellington Sem Curso já demonstrou o quanto é despreparado para administrar São Luís. Serão outras duas oportunidades para os eleitores analisarem o conteúdo dos candidatos.

Eliziane reúne-se com policiais militares e discute propostas

Eliziane Gama se encontrou com policiais militares e discutiu propostas

Eliziane Gama se encontrou com policiais militares e discutiu propostas

 A candidata a prefeita de São Luís pela coligação “São Luís de Verdade”, Eliziane Gama, foi recebida  por policiais militares reformados na Associação dos inativos da PMMA, no bairro Angelim, na manhã desta quinta-feira (22). Na presença de lideranças da categoria, ela fez encaminhamento de correção de projeto de Lei, que inclui os reformados (militares que tenham mais do que 62 anos de idade) no texto que estabelece reserva remunerada e convocação, a qualquer tempo, para funções administrativas.
 “Nossa madrinha Eliziane já expôs suas razões e estamos com ela nas eleições”, disse o capitão Rocha, representante dos militares.
Eliziane também garantiu a realização de uma reunião, na próxima terça-feira (27), na sede da Assembleia Legislativa do Maranhão (AL), com parlamentares da Casa sobre a correção do projeto de lei de inclusão dos militares da reserva. Existe a possiblidade de que as alterações no texto sejam analisadas em plenário na semana que vem.
“Vou articular pessoalmente com o presidente da Casa, deputado Humberto Coutinho, para que esta importante demanda seja tão logo apreciada”, afirmou a candidata do PPS.
Por fim, Eliziane disse que os militares serão importantes na composição de seu futuro governo e ressaltou a importância da classe para a manutenção do bem-estar da sociedade.
 “Vocês são importantes para toda a sociedade. No meu governo, as portas do meu gabinete estarão sempre abertas a vocês”, concluiu.⁠⁠⁠⁠

Eliziane Gama: “Realidade das ruas é maior do que qualquer pesquisa”

Candidata do PPS intensifica caminhadas em bairros de São Luís

Candidata do PPS intensifica caminhadas em bairros de São Luís

A candidata Eliziane Gama (PPS) participou de uma das mais calorosas caminhadas desta campanha. Acompanhada  do vice, José Joaquim (PSDB), de diversas lideranças políticas e de centenas de militantes, ela percorreu as principais ruas do Cruzeiro do Anil e do bairro Isabel Cafeteira e disse que “a realidade das ruas é maior e mais importante do que qualquer pesquisa”.

Um dos votos de confiança veio da auxiliar de enfermagem Elizabete Ferreira.

¨Eu voto porque ela é mulher guerreira e vai fazer a diferença. Ela é o melhor para São Luis. A deputada é mulher simples e vai cuidar da gente”, disse.

As manifestações de confiança no projeto 23 foram inúmeras. Vieram de moradores como o autônomo Júnior Lins:

Numa das paradas da caminhada, Eliziane foi surpreendida por adolescentes de uma escola pública que a abraçaram efusivamente. Uma das estudantes comentou depois que estava muito emocionada e que não lavaria o rosto naquela noite para guardar o beijo que levou de uma das pessoas mais encantadoras.

Já aposentada Morena Santos, de 82 anos, também declarou o voto na candidata do PPS. E disse que o nome da deputada é o melhor para administrar São Luís.

¨Eliziane vai vencer porque nossa cidade precisa mudar¨, resumiu.

Depois da caminhada, Eliziane disse aos moradores e à militância que não há nada maior do que a manifestação espontânea da população.