DEM é o partido com maior aproximação a Bolsonaro até o momento

Os políticos maranhenses aguardam ansiosos as indicações do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para os novos nomes que irão compor os ministérios. A espera é que, pelo menos, alguns tenham ligações com legendas mais ao centro e que parcerias sejam feitas em nível estadual ou até mesmo com indicações de nomes para os órgãos no estado.

Até o momento, o único partido com maior aproximação a Bolsonaro é o DEM, que terá um dos seus filiados como ministro da Casa Civil. O deputado federal Onyx Lorenzoni já foi indicado por Bolsonaro e mostra que o partido terá prestígio no próximo governo.

No estado, o DEM é comandado pelo deputado federal Juscelino Filho e pelo deputado estadual Stênio Resende. Além de ter na sua base o secretário de estado da Educação, Felipe Camarão.

Com a aproximação do DEM com Jair Bolsonaro, é de se esperar que pautas de interesse do Maranhão sejam ouvidas com mais facilidade pelo Governo Federal e que recursos sejam transferidos para o estado para que sejam realizadas políticas que atendam melhor nossa população.

São Luís está entre as 5 capitais com melhor nota das escolas estaduais no Brasil

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar

A cidade de São Luís conseguiu a quinta melhor nota entre todas as capitais do Brasil na avaliação do ensino da rede estadual. Ou seja, é capital que oferece o quinto melhor ensino de todo o Brasil nas escolas mantidas pelos governos estaduais.

A avaliação é do Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), feita pelo Ministério da Educação. São Luís ficou com nota 3,8, acima de capitais como São Paulo, Curitiba, Brasília, Rio de Janeiro e Florianópolis.

O Ideb já havia mostrado que toda a rede estadual do Maranhão tinha melhorado significativamente durante a gestão de Flávio Dino. O Ideb do Maranhão subiu 21% neste governo, revertendo a queda verificada na gestão passada.

No ranking nacional do Ensino Médio, o Maranhão passou do 22º para o 13º lugar.

Os resultados refletem os esforços feitos pelo programa Escola Digna desde 2015. Já foram entregues mais de 800 escolas construídas ou reformadas no Estado. Os professores têm sido valorizados com promoções e capacitações. O Maranhão paga hoje o maior salário para professores de 40 horas na rede estadual.

Ideb do Maranhão de 2017 é o maior da história do Estado

Governador Flávio Dino com alunos do Centro de Ensino Ana Flavia em Icatu. Foto: Karlos Geromy

O Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) do Ensino Médio das escolas estaduais maranhenses em 2017 ficou acima da média do Nordeste. O Ideb é a nota que as escolas recebem após avaliação feita pelo Ministério da Educação.

O índice é medido a cada dois anos. Em 2015, no primeiro ano do Governo Flávio Dino, o Ideb tinha subido de 2,8 para 3,1, revertendo a queda verificada na gestão anterior.

Em 2017, a nota voltou a subir, chegando a 3,4. O desempenho está acima da média do Nordeste, que é de 3,2.

Além disso, o Ideb do Maranhão em 2017 é o maior da história do Estado.

Escola Digna

O Ideb do Maranhão subiu em 2015 e 2017 porque Flávio Dino adotou uma série de mudanças profundas logo que tomou posse. O carro-chefe das transformações foi o Escola Digna, que já construiu e reformou mais de 800 colégios no Maranhão.

O programa também valorizou os professores, com treinamentos e salários. O Maranhão paga o maior salário para professores em início de carreira com licenciatura plena e jornada de 40 horas semanais. São R$ 5.750,83. Nenhum Estado em todo o Brasil tem uma remuneração como essa.

Felipe Camarão informa problema técnico no sistema de contracheque

O secretário salientou que o problema foi detectado em alguns contracheques e que já foi corrigido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc)

O secretário de estado da Educação, Felipe Camarão, usou suas redes sociais para informar aos professores, com carga horária de 40 horas semanais, da rede estadual de ensino, um problema técnico no sistema do site do contracheque.

“Por falha do sistema, no contracheque de alguns professores/as (de 40h) disponibilizado hoje, não apareceu a última parcela do reajuste. Problema detectado e já corrigido. Pagamento normal na sexta com a última parcela do reajuste”.

O secretário salientou que o problema foi detectado em alguns contracheques e que já foi corrigido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

Zé Inácio e bibliotecários reúnem-se com o secretário de Educação

O secretário confirmou que será realizado, ainda este ano, concurso público para contemplar a categoria, bem como seletivos

Como encaminhamento da audiência pública realizada no último dia 12 deste mês, que debateu a Lei 12.244, de 24 de maio de 2010, sancionada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, e que dispõe sobre a universalização das bibliotecas escolares nas instituições de ensino do Brasil, o deputado Zé Inácio (PT) e representantes do Conselho Estadual de Biblioteconomia reuniram-se com o secretário estadual de Educação, Felipe Camarão.

Na reunião, os representantes dos bibliotecários expuseram suas reivindicações, como a universalização das bibliotecas e reestruturação das já existentes, assim como a realização de concurso público para o cargo de bibliotecário.

O secretário confirmou que será realizado, ainda este ano, concurso público para contemplar a categoria, bem como seletivos. Como encaminhamentos dessa reunião, ficou definida a criação de um grupo de trabalho para supervisionar o sistema estadual de bibliotecas escolares, onde dois membros da Comissão de Educação da AL deverão ser indicados, e os demais, pela SEDUC, SECULT, UFMA (Coordenação do Curso de Biblioteconomia), Conselho Estadual de Biblioteconomia e Observatório.

Também foi sugerido o desenvolvimento de métodos para aumentar o IDEB e desenvolver um novo modelo de Escolas Dignas que contemplem bibliotecas.

Vice de Flávio Dino poderá ser do DEM

 

Cogitado para ser um possível vice, o secretário de Educação Felipe Camarão negou a possibilidade.

O DEM pode indicar o vice do governador Flávio Dino. O assunto já teria sido inclusive tratado pela cúpula nacional do Democratas com o governador.

Apontado como um possível nome para compor a chapa de Dino, o secretário de Educação, Felipe Camarão, descartou a possibilidade.

Há ainda outra articulação em curso que seria a entrada de Eliziane Gama (hoje no PPS) no DEM para ser  a candidata do partido ao Senado. O PPS deve fechar nacionalmente com a candidatura de Rodrigo Maia, do DEM, a Presidente da República.

O certo é que o DEM estará na chapa majoritária de Flávio Dino.

John Cutrim

Disputa pré-eleitoral – DEM vai com o PCdoB, garante Juscelino Filho…

Por Clodoaldo Correa

A confirmação de que o secretário estadual de educação, Felipe Camarão, irá mesmo se filiar ao DEM partiu do próprio governador Flávio Dino durante o ato em que prefeitos fizeram homenagem ao comunista. O presidente estadual do DEM, deputado Juscelino Filho, esteve no ato e confirmou a aliança do Democratas com o governo.

Juscelino disse que o partido já contribui com as demandas do governo estadual no ministério da educação. O ministro Mendonça Filho é filiado ao DEM. Com a filiação do secretário ao partido, a perspectiva é de que mais portas se abram.

“Nós consolidamos hoje uma aliança que vem se desenhando há um bom tempo. Nós viemos participando de ações que o governador tem desenvolvido em todo o Maranhão e estamos contribuindo com o governo através do nosso mandato. Conseguimos muitos pleitos junto ao ministério da educação. O DEM agora vai participar do governo de alguma forma. Iremos oficializar em breve a filiação do secretário Felipe Camarão e ajudar ainda mais o governo junto ao ministério”, afirmou.

O partido indicou também o presidente do Funbem. O ex-prefeito de Poção de Pedras, Gildásio Ângelo, assumirá o cargo.

Secretário de Educação, Felipe Camarão, ingressará nas fileiras do Demcratas

O governador afirmou que a filiação do secretário é positiva politicamente, mas não tem relação com a formação de sua chapa, já que muito se especulou que ele seria indicado a vice-governador.

“Houve o convite do DEM ao secretário Felipe Camarão e o secretário me informou que aceitou o convite. Mas não há nenhuma debate com ele e comigo muito menos acerca de eleição. até porque há muito tempo pra isso. Nós só vamos tratar de eleição de forma conclusiva, ou seja, definir a chapa, após o prazo de filiação, porque aí você tem o conjunto de partidos definidos. Por isso vamos esperar o mês de maio. Acho positivo que tenha um secretário filiado a um partido político importante que hoje se incorpora ao nosso governo e vai continuar este belíssimo trabalho que ele faz”, declarou Flávio Dino.

30 mil servidores devem fazer atualização cadastral na Seduc

Felipe Camarão, secretário de Educação do Estado

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) iniciou o processo de atualização cadastral dos servidores públicos estaduais do órgão, que deverá ser realizado nas sedes das 19 Unidades Regionais de Educação (URE) de lotação do servidor. A medida visa dar mais comodidade e agilidade ao recadastramento de mais de 30 mil servidores públicos ativos, efetivos, contratados e comissionados do quadro da Seduc.

Os servidores públicos ativos que se encontram cedidos, afastados, permutados e licenciados também devem realizar a atualização cadastral nas UREs em que estão lotados. A atualização deverá ser realizada sempre no mês do aniversário do servidor, na sede da URE a qual seu município está vinculado. Apenas os servidores inativos não precisam fazer recadastramento.

No ato do recadastramento, o servidor deverá apresentar original e cópia autenticada de seguintes documentos: RG ou CNH, CPF, PIS/Pasep, comprovante de residência, contato telefônico e de endereço eletrônico (caso tenha) e dados bancários. Também tem de preencher a ficha de atualização, declarando o local onde, de fato, está exercendo sua função. Somente será considerado atualizado o cadastro que apresentar todos os documentos exigidos no decreto. Após a atualização, o servidor receberá um comprovante de que atualizou ou confirmou seu cadastro funcional.

Os servidores que fizeram aniversário em janeiro poderão fazer o recadastramento juntamente com os aniversariantes de fevereiro. O servidor que não comparecer à URE no mês do seu aniversário terá o salário suspenso no mês subsequente. E somente poderá regularizar a situação comparecendo ao setor de Recursos Humanos (RH) da Seduc, em São Luís. A não regularização cadastral poderá implicar na abertura de procedimento administrativo, objetivando a apuração dos fatos e, se for o caso, aplicação das penalidades previstas em lei. A ficha cadastral está disponível para download no site da Seduc, no seguinte endereço eletrônico www.educacao.ma.gov.br, onde há informações complementares sobre o recadastramento.

Quem deve realizar a atualização cadastral?

Todos os servidores públicos ativos, efetivos, contratados e exclusivamente comissionados. Os servidores públicos ativos que se encontram cedidos, afastados, permutados e licenciados também devem realizar a atualização cadastral nas UREs em que estão lotados.

Quando realizar?

Anualmente, no mês de aniversário do servidor.

Onde realizar?

A atualização cadastral deverá ser feita na Unidade Regional de Educação a qual o servidor estiver lotado. Após o prazo, a regularização só poderá ser feita na Superintendência de Recursos Humanos da Seduc, em São Luís.

O que levar?

Comparecer à URE no mês do seu aniversário com original e cópia, dos seguintes documentos: Documento Oficial de Identificação; CPF; PIS/PASEP; Comprovante de Residência; Contato telefônico e de endereço eletrônico, se houver.

SEDUC promove Encontro de políticas educacionais com secretários municipais de educação

A exposição para os gestores municipais foi feita pelo secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.

Centenas de gestores municipais de educação participaram do ‘Encontro de Políticas Educacionais com Secretários Municipais de Educação’, promovido pelo Governo do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), em São Luís. Durante o encontro,  gestores da Seduc, prefeitos e secretários de Educação dos municípios alinharam metas educacionais e fortaleceram o regime de colaboração entre a rede estadual e as municipais, focando na qualidade do ensino e da aprendizagem.

Temas como transporte escolar, calendário escolar, termo de cooperação com os municípios, regularização de fluxo escolar, Bolsa Família, alfabetização, estrutura das redes municipais de educação, convênios, assessoria técnico-pedagógica com formação dos professores, além dos Planos Nacional de Educação (PNE) e Estadual de Educação (PEE) foram abordados durante o encontro que contou com o atendimento individual aos gestores municipais presentes.

Se para os prefeitos a participação no evento se soma ao conjunto de medidas importantes para cada cidade, para os secretários municipais de Educação o evento foi importante para detalhar as ações. A exposição para os gestores municipais foi feita pelo secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão.