Obra da Forquilha acabou com engarramentos naquela região, diz Edivaldo Holanda

Deputado Edivaldo Holanda destacou importância da obra da Forquilha

Em pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Edivaldo Holanda (PTC) disse que não há como negar os benefícios da obra executada pela parceria governo do Estado e Prefeitura de São Luís na Forquilha e entorno. Segundo ele, a intervenção acabou, de vez, com os engarrafamentos no trecho. “Era um problema que pedestres e motoristas, durante anos, pediam por solução urgente”, disse.

Inaugurada há uma semana pelo governador Flávio Dino e pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a obra foi destacada na Assembleia Legislativa por Edivaldo Holanda (PTC).

Edivaldo Holanda subiu à tribuna para elogiar o resultado do projeto do novo Complexo Viário, que beneficia cerca de 20 bairros do entorno da Forquilha, alcançando os municípios de São Luís, Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

“Os que fazem oposição ao prefeito não gostaram. Aqueles que fazem, inclusive, diariamente pela internet, covardemente uma campanha surda contra o prefeito e o governador, não gostaram da solução que foi dada na Forquilha com pouco dinheiro”, afirmou o deputado estadual Edivaldo Holanda.

O parlamentar destacou também os benefícios com o conjunto de intervenções realizadas na região, como a fluidez do trânsito, fim dos alagamentos, segurança para pedestres, melhoria da iluminação e nova sinalização horizontal e vertical com o reposicionamento do conjunto semafórico e das faixas de pedestres.

“Por meio da parceria entre o governador Flávio Dino e o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, depois de décadas, resolve-se um problema cruciante não somente desta cidade, mas da região metropolitana de São Luís”, pontuou o deputado durante fala na tribuna.

Edivaldo Holanda foi enfático e afirmou que a obra encerra problemas históricos de engarrafamento e alagamento em uma das áreas mais problemáticas do trânsito de São Luís.

“O que foi pensado para a Forquilha pelos engenheiros de trânsito do município foi algo inteligente e de custo baixo. Enquanto um viaduto hoje ali custaria R$ 150 milhões, o Governo do Estado, com apoio da Prefeitura, gastaram apenas R$ 9 milhões. Uma economia significativa para os cofres públicos, e o melhor é que se resolveu o problema”, destacou Edivaldo Holanda.

INTERVENÇÃO
O resultado da intervenção, que compreende uma área de 15 mil metros quadrados e beneficia cerca de 20 bairros no entorno já é sentido pela polução. O complexo viário da Forquilha compreende a alteração na MA-201 (Estrada de Ribamar), MA-202 (Estrada da Maioba), Forquilha e Forquilhinha, Avenida Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque. As vias são responsáveis por interligar as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar, por onde transitam uma média de 12 mil veículos em horário de pico.

O serviço é fruto de mais uma parceria do Governo do Estado e Prefeitura de São Luís que vem investindo na melhoria da mobilidade urbana com intervenções e reordenamento do tráfego nos principais corredores da cidade.

Flávio e Edivaldo inauguram conjunto de obras na área da Forquilha…

O governador Flávio Dino inaugurou o conjunto de obras na Forquilha

Intervenções melhoraram o trânsito na região da Forquilha

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), e o prefeito de São Luís, Edivaldo Jr (PDT), inauguraram, na manhã deste sábado (01), um conjunto de intervenções realizadas na Forquilha e entorno, na área que interliga as cidades de São Luís, São José de Ribamar e Paço do Lumiar. O objetivo das obras na região foi garantir mais fluidez e mobilidade ao trânsito.

A obra na região da Forquilha abrange a troca da rotatória pelo cruzamento que liga as Avenidas Guajajaras, Jerônimo de Albuquerque, MA-201 (Estrada de Ribamar), MA-202 (Estrada da Maioba) e Planalto Anil. O governador Flávio Dino destacou que a intervenção compõe a política do Governo de investimento em mobilidade urbana. Mais uma estratégia para melhorar a qualidade de vida da população.

“Esta é uma obra que cumpre muitos papéis. Uma entrega fundamental para a mobilidade urbana dessa área, mas também para o bem-estar geral dessa região porque é uma obra que abrange drenagem, reordenamento do trânsito e maior fluidez no tráfego da região”, explica o governador Flávio Dino.

Ele também ressalta que estas intervenções continuarão para melhorar, progressivamente, a mobilidade urbana dos municípios que compõe a Ilha. “Teremos outras intervenções na região, a exemplo da ponte ligando a MA 201 à MA 202, permitindo que o trânsito também flua por dentro do Cohatrac, na altura do Pátio Norte Shopping”, reforçou o governador.

Ainda sobre a continuidade de ações do Governo no setor, em parceria com as prefeituras dos municípios da Grande Ilha, Flávio Dino destacou que, em breve, uma grande ação do Mais Asfalto possibilitará novas intervenções nas principais vias destas cidades.

Para o prefeito Edivaldo Holanda Júnior, a parceria Governo e Prefeitura tem rendido grandes resultados e mostrado que os entes têm trabalho juntos pela população.

Com investimento de R$ 9 milhões, incluindo implantação do sistema binário, com a construção de vias de mão única, intervenções asfálticas (drenagem, terraplanagem e pavimentação asfáltica), implantação de novas sinalizações em mais de 10 pontos, incluindo ruas, avenidas e travessas, além da troca da rotatória pelo cruzamento, foi possível dar mais vazão e fluidez ao trânsito, já que as alterações impactam o trânsito da região num entorno de aproximadamente 15 mil metros quadrados.

Fim dos alagamentos

O secretário de Estado de Infraestrutura, Clayton Noleto, explicou a complexa obra realizada na região para dar fim aos problemas mais graves enfrentados pela população, como os alagamentos. “

O que ocasionava o alagamento era a falta de captação da água nas ruas da região, o que resultava em danos para o asfalto e acúmulo de água nas próprias avenidas. O trabalho feito foi pensado para captar a água, por meio dos tubos, retirando-a da pavimentação e levando-a até o seu destino final.

Outras ações 

Além das obras na Forquilha, outras importantes intervenções foram executadas para desafogar o trânsito na região. Entre elas, estão as melhorias das condições de tráfego nas ruas dos bairros Forquilhinha e Cohab, que dão acesso à Avenida Jerônimo de Albuquerque, como Rua do Livramento, Rua 01, Avenida 08 e Rua 04, que já receberam serviços de drenagem e asfaltamento.

As alterações previstas nesta parceria preveem obras desde a entrada da cidade, no Tirirical, até a Cohab. Na região da Forquilha, chegam a transitar, em média, 12 mil veículos em horário de pico. Agora, com as mudanças, foi possível gerar um impacto positivo em mais de 20 bairros da Região Metropolitana de São Luís.

Foto do Dia – Obra da Forquilha e Cohab entra em fase de conclusão…

A obra de infraestrutura que está requalificando a trafegabilidade e colocando fim aos alagamentos na região da Forquilha e Cohab, em São Luís, já mudou a realidade dos milhares de motoristas e moradores que trafegam diariamente pelo local.

A maioria dos pontos de alagamento que perduravam há anos foram eliminados com as intervenções estruturantes já concluídas, a exemplo da implantação de rede de drenagem profunda na MA-202, na Estrada da Maioba, e em ruas e travessas do bairro Sítio São Raimundo, entre as MAs 201 e 202, além da área conhecida como Forquilhinha, que também recebeu rede de canalização e pavimentação.

Executada por meio de parceria entre o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís, com investimentos de R$ 8,5 milhões, a obra também conta com a construção de uma Ponte sobre o Rio Paciência, que se estenderá até o Shopping Pátio Norte, interligando as MAs 201 e 202, oferecendo acesso também às pessoas. O cronograma estabelecido pelos técnicos da Sinfra prevê a conclusão da obra em março.

Dividida em três etapas, a obra de requalificação da Região da Forquilha, contempla melhorias de drenagem, com aplicação de rede profunda de canalização, pavimentação de ruas, travessas e avenidas, além da alteração geométrica para ordenamento do trânsito. As intervenções beneficiam mais de 1,5 milhão de pessoas residentes nos três municípios da Grande Ilha.