Nos próximos 35 dias, candidatos terão a oportunidade de mostrar suas propostas na TV e no rádio

Neste ano, o período de campanha eleitoral gratuita, no rádio e na TV durará apenas 35 dias, terminando em 4 de outubro, última quinta-feira antes da eleição

O período de campanha eleitoral gratuita no rádio e na televisão começou hoje, sexta-feira (31), com os programas dos candidatos aos governos estaduais, ao Senado e ao mandato de deputado estadual. Eles também poderão exibir suas propagandas às segundas e quartas-feiras.

No rádio, a propaganda começa as 7h e terá duração de 25 minutos. O segundo bloco terá início ao meio-dia. Na televisão, também serão dois blocos de campanha eleitoral, diariamente, um às 13h e outro às 20h30.

Terças, quintas e sábados são os dias dos candidatos à presidência da República exibirem seus programas eleitorais no rádio e na televisão. Os 13 presidenciáveis vão dividir dois blocos de 12 minutos e 30 segundos a cada dia de veiculação. Os candidatos ao cargo de deputado federal também terão espaço de propaganda às terças, quintas e sábados, logo após os presidenciáveis.

Neste ano, o período de campanha eleitoral gratuita, no rádio e na TV durará apenas 35 dias, terminando em 4 de outubro, última quinta-feira antes da eleição.

G1: Flávio Dino é o governador mais eficiente do Brasil

“Cumpri em 3 anos e meio, 94,5% dos compromissos assumidos. Parabéns à minha equipe e aos servidores do Governo do Maranhão” escreveu Flávio

O governador Flávio Dino (PCdoB), manteve-se como o gestor que mais cumpriu promessas de campanha em todo o país no novo ranking divulgado, nesta segunda-feira (9), pelo Portal G1, da Rede Globo.

“Cumpri em 3 anos e meio, 94,5% dos compromissos assumidos. Parabéns à minha equipe e aos servidores do Governo do Maranhão” escreveu Flávio. O governador afirmou estar perto de 100% de cumprimento dos compromissos assumidos na eleição passada, apesar do mandato ter sido prejudicado por essa avassaladora crise nacional.

Segundo o levantamento do site G1, das 37 propostas avaliadas Flávio Dino cumpriu 24 totalmente, onze em parte e apenas dois compromissos ainda não foram cumpridos. O governador que mais se aproxima de Flávio Dino no levantamento do G1 é o de Rondônia, com 87,88%. Em seguida, vêm o de Goiás (86,36%).

“Até o final do mês, vamos apresentar o novo Programa de Governo para o período 2019-2022. Com a amenização da crise nacional, vamos fazer ainda mais e melhor. Sob a proteção de Deus e com a força do povo”, assegurou Flávio Dino.

Na Assembleia, Flávio Dino presta contas de gestão e anuncia prioridades para 2018

Governador prestou contas de gestão e elencou prioridades para 2018, durante cerimônia de abertura dos trabalhos na Assembleia

Ao participar da Sessão Solene de reabertura dos trabalhos da Assembleia Legislativa, o governador Flávio Dino prestou contas, na tarde desta segunda-feira (5), das ações realizadas pelo governo do Maranhão, durante o exercício de 2017, e fez o anúncio das prioridades governamentais para o ano de 2018.

Logo no início de seu pronunciamento, o governador Flávio Dino fez saudação ao presidente da Casa, deputado Othelino Neto, desejando a ele êxito na nova missão como presidente efetivo da Assembleia Legislativa do Estado.

“Venho aqui desejar que este ano de 2018 seja um período marcado pelo trabalho dedicado, a serviço do nosso povo e tenho certeza que assim o será. Somos guardiões dos princípios constitucionais da autonomia e da harmonia entre os Poderes e, por isso, dirijo essas palavras de congratulações e, ao mesmo tempo, de desejo sincero e profundo do máximo sucesso quanto possível ao me dirigir a este Parlamento pela primeira vez, tendo V. Ex.ª na Presidência desta casa”, discursou Flávio Dino.

Em seguida, o governador  fez uma homenagem especial ao ex-presidente da Assembleia, deputado Humberto Coutinho, que faleceu em Caxias logo no início do mês de janeiro passado.

“É claro que não posso deixar de, nesta mesma oportunidade, destacar e sublinhar mais uma vez, e sempre, a minha reverência profunda àquele que esteve aqui nas três vezes anteriores em que eu tive a honra de me dirigir a esta Casa. De modo que eu rendo as minhas homenagens emocionadas ao presidente Humberto Coutinho, que tanta falta faz à política do Maranhão”, afirmou Flávio Dino, pedindo logo em seguida uma salva de palmas ao ex-deputado Humberto Coutinho.

Ao assinalar fazer um balanço das ações do governo, Flávio Dino declarou que, ao longo do exercício de 2017, uma das maiores conquistas do Governo foi na área da Saúde, destacando a importância do Hospital do Câncer e a ampliação do número de leitos no Estado.

“Faço questão de sublinhar que nós tivemos uma ampliação no nosso governo de 42% do número de leitos hospitalares disponíveis, especialmente em razão da abertura e manutenção de seis novos hospitais de alta complexidade nas várias regiões do nosso Estado, salvando milhares de vidas. No ano de 2017, aprofundando esse processo, tivemos dois novos passos: de um lado, a abertura do Hospital de Traumatologia e Ortopedia de São Luís, o que nos permite hoje sairmos de uma média de cerca de 80 cirurgias ortopédicas, por mês, para algo que se aproxima de 400 cirurgias ortopédicas, por mês”, disse.

O governador explicou que, desta forma, está sendo possível ajudar a diminuir a pressão sobre o Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, mantido pela Prefeitura de São Luís.

EDUCAÇÃO

Na área da Educação, o governador salientou o sucesso do Programa Escola Digna, anunciando que vai continuar o experimento bem sucedido atinente aos uniformes escolares. E, da mesma forma, irá prosseguir com o Programa “Sim, Eu Posso”, que vai entrar no terceiro ciclo de alfabetização.

Ainda na área da Educação, Flávio Dino mencionou outro fato de enorme importância. “Em 2018, nós vamos chegar a 40 escolas de tempo integral no nosso Estado. Quando nós assumimos, nós não tínhamos tempo integral organizado no Maranhão, hoje nós temos 18 unidades funcionando, sendo 11 da rede da Secretaria de Estado da Educação e sete Iemas de gestão plena. Então, é um salto que eu gostaria também de sublinhar, que é a consolidação da rede de Educação em tempo integral no Maranhão, seja na sua vertente acadêmica, seja na sua vertente de educação profissional”.

Na área da Segurança Pública, o governador frisou que houve uma redução de 71% nos assaltos a bancos, paralelamente às melhorias na vida dos servidores, entre elas a contratação de policiais, a valorização das categorias e concursos públicos feitos pelo Estado.

“Nós estamos reequipando a Polícia do Maranhão. Já adquirimos todos os tipos de viaturas, camionetes, motocicletas, caminhões, veículos do sistema penitenciário”, citou Flávio Dino.

Dentre as prioridades para o ano de 2018, o governador explicou que há diferentes estágios do Programa Mais Asfalto: execução, início, conclusão, recuperação da pavimentação ou construção de rodovias estaduais. Ele assegurou a continuidade do programa Mais Asfalto.

“A nossa meta em manutenção de estradas, novas estradas e vias urbanas deve chegar este ano a algo em torno de mil quilômetros, ou seja, entre manutenção, construção de novas estradas e o programa Mais Asfalto. Vamos ampliar o Programa Travessia para outras cidades, que é o programa de transporte de pessoas com deficiência e, em breve, vamos anunciar essa importante meta”, enfatizou.

Ao encerrar seu discurso, o governador Flávio Dino anunciou a ampliação de programas realizados em praticamente todos os setores de seu governo. E destacou a importância da harmonia entre os Poderes. “Cada um tem o seu papel e nós temos tido um ambiente de muita harmonia, de muita paz e é o que nós buscamos permanentemente, tenho certeza de que assim será como tem sido com esta nossa Assembleia Legislativa”, acentuou Flávio Dino.

“Hoje o Maranhão tem governador”, alfineta deputado ao criticar oposição

Sessão foi marcada por debates calorosos entre governo e oposição

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) rebateu a oposição, na sessão desta terça-feira (04), quanto a investimentos do governo do Estado na Educação. “Até aqueles que olham com má vontade, com saudosismo, crise de abstinência, têm que reconhecer os avanços do governo Flávio Dino nesta área”, disse ao destacar a inauguração de diversas escolas dignas no Maranhão.

Na tribuna, Othelino disse que atribui, de forma respeitosa, muitas dessas reclamações a um saudosismo que maltrata alguns, porque percebem que o Estado está tomando o rumo da transformação irreversível e, simplesmente, não dá para comparar o Maranhão de hoje com o de ontem. “Hoje aqui tem governador. Ele governa e anda este Estado todo todos os dias, inaugurando e lançando obras, ouvindo críticas e sugestões. Assim se governa, diferente de antes que era como se não tivesse governo”, provocou.

“Governo Roseana só existia no papel”, diz deputado

Segundo o deputado, o governo Roseana só existia mesmo no papel, mas na prática ninguém via. “Era um governo que tinham várias ilhas, como eu disse em entrevista ao jornal O Imparcial. Vários governadores, dentro de um governo só, que não governavam nada e deixavam o Maranhão jogado às traças. Só serviam para sabotar aqueles municípios cujos prefeitos não rezavam na cartilha deles. E aí cito, de forma muito particular, o que fizeram com São Luís, perseguindo o prefeito Edivaldo Jr que hoje tem a parceria do governo”, comentou.

Para Othelino Neto, é um ato de injustiça o não reconhecimento dos avanços que estão acontecendo no Maranhão. Ele destacou que centenas de escolas estão sendo reformadas e construídas no Estado. “Agora só se o governador Flávio Dino fosse mágico para corrigir, em dois anos e meio, o abandono de algumas décadas com pequenos atos. Quantas escolas dignas estão sendo construídas e entregues, no Maranhão, aos municípios, independente de coloração partidária? Toda semana são duas, três, quatro, etc”, destacou.

O deputado criticou a oposição por ir à tribuna tentar passar para a sociedade a ideia de descaso do governo com a Educação. “Isso é excesso de má vontade e talvez uma miopia política acentuada, porque só não enxergam os avanços do governo Flávio Dino, nessa área, aqueles que não querem ver, porque isso está no Estado todo, todos reconhecem isso, menos aqueles com excesso de má vontade”, frisou.

Othelino citou também como outra grande e profunda mudança que o governo realiza no Maranhão o projeto que, segundo ele, todos, independente de serem governistas ou oposicionistas, deveriam elogiar e aplaudir, porque tem como objetivo dar a assistência àqueles que mais precisam, às crianças que nasceram com problemas neurológicos. “Não digo só o projeto Ninar, mas, de uma série de transformações que estão acontecendo no Maranhão para melhor, a Educação é, sem dúvida, o carro chefe”, frisou.

CHORA, GRUPO SARNEY! Flávio Dino, governador do Maranhão

Flávio Dino venceu Lobão Filho, do grupo Sarney, no primeiro turno com larga diferença de votos

Flávio Dino venceu Lobão Filho, do grupo Sarney, no primeiro turno com larga diferença de votos

Este é um domingo histórico. O candidato Flávio Dino foi eleito governador do Maranhão, de acordo com a apuração oficial do Tribunal Superior Eleitoral. Antes da apuração ser encerrada, ele já estava, matematicamente, eleito com uma ampla vantagem.

A eleição de Flávio Dino marca o início de um novo tempo no Maranhão e também tem impacto em todo o Brasil. Ela representa o fim de um dos mais antigos ciclos políticos do país.

Durante a campanha, Flávio percorreu o Maranhão e recebeu o carinho e a esperança de incontáveis moradores.

Quem é Flávio Dino

Aos 46 anos, Flávio Dino é o primeiro governador eleito pelo PCdoB (Partido Comunista do Brasil). Advogado e professor da UFMA (Universidade Federal do Maranhão), Flávio nasceu, cresceu e estudou em São Luís, onde atuou no movimento estudantil e, depois, assessorou sindicatos de trabalhadores.

Passou em 1º lugar no concurso para juiz federal, atuando primeiramente no Maranhão e depois em Brasília.

Presidiu a Associação Nacional de Juízes Federais (Ajufe) e foi secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Renunciou à carreira de juiz aos 38 anos para se dedicar à política.

Foi eleito deputado federal pelo PCdoB, sendo o primeiro parlamentar a ser escolhido quatro anos seguidos para a lista de mais influentes do Congresso em Foco, ainda no primeiro mandato. Também entrou na lista de Cabeças do Congresso, do Diap.

Em 2011, assumiu a presidência da Embratur, órgão responsável pela promoção turística do Brasil no exterior, período em que o turismo gerou 1 milhão de empregos. Sua eleição põe fim a 50 anos de domínio do mais antigo grupo político do país.