Andrea Murad e a “dor de cotovelo” com a inauguração do Hospital de Traumatologia e Ortopedia…

A líder da Oposição na Assembleia Legislativa do Maranhão, deputada estadual Andréa Murad (PMDB), demonstrou “dor de cotovelo” ao falar da inauguração do Hospital de Traumatologia e Ortopedia pelo governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), durante pronunciamento na tribuna, na sessão desta quarta-feira (11).

Na verdade, a oposição torcia o tempo todo pelo insucesso do HTO. Por várias vezes, os parlamentares foram à tribuna para questionar as adaptações, que estavam sendo feitas no prédio que abriga o novo hospital do Estado em São Luís, especializado no tratamento de pacientes que sofrem com problemas de saúde, relacionados à traumatologia e à ortopedia. Queriam também que as instalações fossem reformadas pelo governo, sem que o espaço estivesse alugado.

Como o pai da deputada, Ricardo Murad (PMDB), foi secretário de Saúde, no período em que Roseana Sarney (PMDB) estava no poder, qualquer ação ou obra do governo Flávio Dino, nesta área, principalmente, faz com que a parlamentar atinja picos de irritabilidade tamanhos, capazes de a colocar contrária a benefícios que atendem, sobretudo, pessoas carentes do Estado que não têm acesso à rede particular de hospitais.

A expectativa do governo é que, com o HTO, a rede pública estadual, na capital, passe das atuais 80 cirurgias por mês para 400. Ou seja, a capacidade é multiplicada por cinco, o que deve desafogar a fila por cirurgias. Em 2014, eram apenas 30 por mês.

O novo hospital fica no Jardim Eldorado e vai atender pacientes, tanto da Grande Ilha como de outros municípios do Maranhão. As instalações passaram um período em reforma para as adaptações necessárias que exigem um hospital desse porte.