Governo do Estado anuncia instalação do IML de Caxias solicitado por Humberto Coutinho

O Governo do Estado anunciou um importante benefício para Caxias: a instalação de uma unidade do Instituto Médico Legal (IML) no município. A conquista é fruto de um empenho do presidente da Assembleia, deputado Humberto Coutinho (PSB), junto ao governador Flávio Dino (PCdoB).

O IML irá funcionar no prédio anexo aos cursos de Medicina e Enfermagem da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e põe fim a uma antiga reclamação dos cidadãos caxienses.

Atualmente a Delegacia Regional de Polícia Civil encaminhava as demandas para o município de Timon, o que acaba gerando custos para quem necessitava. Dentro dos serviços que serão oferecidos, a instalação de um IML em Caxias irá facilitar o acesso a perícias, exames de corpo de delito, necropsia e laudos cadavéricos.

De acordo com Dr. Humberto, o processo seletivo simplificado para a contratação de pessoal já foi aberto e, em pouco tempo, o serviço deverá estar funcionando.

Othelino solicita implantação de unidades do Icrim e do IML em Pinheiro

 Othelino Neto

Othelino Neto

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) apresentou mais duas indicações, junto à Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão, solicitando a implantação de unidades do Instituto Médico Legal (IML) e do Instituto de Criminalística (Icrim), no município de Pinheiro. Ele pediu o encaminhamento de ofícios ao secretário estadual de Segurança Pública, Jefferson Portela, com as proposições.

Nas indicações, Othelino atende sugestões de demandas do vereador de Pinheiro, Guto (PV). O deputado ressaltou que o município de Pinheiro se constitui como polo da região da Baixada Maranhense, com grande extensão territorial e uma população estimada em 82.000 habitantes.

Segundo o deputado, no entanto, os serviços de necropsias, na maioria das vezes, são realizados em São Luís, onde o custo de deslocamento é muito elevado, além de uma série de inconvenientes burocráticos que afetam o poder público e a família dos falecidos.

Sobre a segunda indicação, o deputado justificou que o Instituto de Criminalística é um importante órgão auxiliar da Justiça, como fornecedor de provas técnicas acerca de locais, materiais, equipamentos e pessoas, para instrução de processos criminais. Mas, entretanto, de acordo com o parlamentar, Pinheiro não possui os serviços dessa natureza, permitindo que muitos crimes ocorridos fiquem sem elucidação.