Laudos atestaram qualidade de peça do novo Sistema Italuís, diz fabricante

A peça que apresentou problema na conexão do novo Sistema Italuís tem laudos que comprovam a execução adequada do objeto, de acordo com a empresa responsável pela estrutura. Trata-se uma pela em forma de Y, com 15 toneladas, para ligar a nova adutora ao sistema antigo.

Na noite de sábado, foi identificado um problema na peça. A Polícia Civil está fazendo uma perícia para descobrir o motivo desse problema. Além disso, a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) decidiu contratar uma auditoria externa. São procedimentos independentes e que podem ser complementares.

A peça Y foi construída pela empresa Memps, que fabrica estruturas metálicas. “A gente pode certificar que não houve problema na solda, que está intacta. E o material é todo certificado. A peça foi entregue conforme o projeto. Então a gente tem que aguardar o laudo pericial porque não tem como inferir nada agora”, disse Kellen Kalli, representante da Memps.

“A gente volta a afirmar que fez exatamente conforme o projeto. Trabalhamos com isso já há alguns anos. O Y é uma peça essencial para o bom funcionamento do sistema e para dar flexibilidade de usar uma linha ou outra”, acrescentou.

O proprietário da companhia, Ene Pires, diz que a estrutura foi executada e embasada com uma série de laudos técnicos. “É uma peça extremamente difícil, mas estamos acostumados a fazer. Temos todos os laudos, todos os ensaios de solda, a peça está dentro do dimensionamento, com todo o corpo técnico acompanhando”, afirmou.

A peça é responsável por ligar tanto a velha quanto a nova adutora ao sistema. Assim, fica garantida maior segurança no abastecimento de água. 

Volta do abastecimento

A Caema informou que o sistema vai iniciar nesta segunda-feira (11) o restabelecimento gradativo do abastecimento de água na capital.

De acordo com a companhia, o abastecimento começa a ser normalizado ainda nesta segunda-feira. Como o sistema é extenso, a água leva algum tempo para chegar a todas as residências atendidas. Por isso, o abastecimento não será feito ao mesmo tempo em todas as casas.

Auditoria vai investigar causas de problema em conexão do Sistema Italuís

Desde o momento do rompimento, equipes da Caema e das empresas privadas trabalham no local, ininterruptamente, para a resolução do problema

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) decidiu contratar uma empresa para fazer a auditoria técnica sobre o problema na conexão do novo Sistema Italuís. A informação foi dada pelo presidente da Caema, Carlos Rogério, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (11).

A auditoria é externa e deve ser concluída em 15 dias. A Polícia Civil também está conduzindo uma perícia para elucidar os motivos do problema. E as empresas contratadas para fazer a obra também farão uma auditoria. São, portanto, três procedimentos independentes.

Carlos Rogério também informou que sistema vai iniciar nesta segunda-feira o restabelecimento gradativo do abastecimento de água na capital.

As empresas Edeconsil Construções e Locações, PB Construções, EIT Construções e Memps concluíram a conexão emergencial do sistema, após retirada de uma peça danificada. Essa peça foi construída pela Memps e fazia a conexão do sistema.

De acordo com Carlos Rogério, o abastecimento começa a ser normalizado ainda nesta segunda-feira. Como o sistema é extenso, a água leva algum tempo para chegar a todas as residências atendidas. Por isso, o abastecimento não será feito ao mesmo tempo em todas as casas.

Para fazer o abastecimento emergencial, neste primeiro momento, a Caema vai usar o sistema antigo, até que o novo esteja pronto para operar.

O presidente da Caema também informou que o Sistema de Italuís sofreu 35 interrupções de água nos últimos cinco anos, causados pela falta de investimentos nas últimas décadas.  Somados, esses períodos significam de 3 a 4 meses sem água par os moradores de São Luís.

Bombeamento de água para São Luís está sendo restabelecido de forma progressiva…

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), port meio do Twitter, comunicou, no início da tarde desta segunda-feira (11), que o bombeamento de água para São Luís já está sendo restabelecido progressivamente. Ele retornou hoje para acompanhar a obra do Italuís. “Obras vão continuar para termos segurança e melhor abastecimento”, disse ele.

No site do governo do Maranhão, diversos internautas reconheceram os esforços do Estado no sentido de sanar o problema ocasionado com o rompimento da adutora que deixou vários bairros da capital maranhense sem água durante o final de semana.

Em nota emitida no final de semana, a Companhia de Água e Saneamento do Maranhão (Caema) esclareceu o que se segue:

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) vem a público informar que:

1. Contratou as empresas privadas Edeconsil Construções e Locações, PB Construções e EIT Construções para realizar a obra da nova adutora do Sistema Italuís.2. Na tarde da última sexta-feira (8), foi finalizado o serviço de interligação da nova adutora, antes do prazo estabelecido.

3. Infelizmente, na noite de sábado (9), ocorreu vazamento de grande porte no começo do Campo de Perizes, na junta Y. A peça, fabricada pela empresa Memps Engenharia, não suportou a pressurização na linha de distribuição.

4. Desde o momento do rompimento, equipes da Caema e das empresas privadas trabalham no local, ininterruptamente, para a resolução do problema.

5. Nesse momento, está sendo feito restabelecimento emergencial para permitir que as empresas privadas contratadas (Memps Engenharia, PB Construções, Edeconsil Construções e Locações e EIT Construções) encontrem a solução definitiva para o problema, de responsabilidade deles.

6. Novas informações serão repassadas à população nas próximas horas, à medida que os trabalhos de reparo avancem.

Internautas elogiaram a postura do governo do Maranhão:

Caema desligará Sistema Italuís para manutenção elétrica em rede da Cemar neste sábado

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informou, em nota, a seus clientes que o Italuís será desligado, neste sábado (28), no horário das 9h às 11h, a pedido da Cemar, para manutenção em sua rede de alta tensão que fornece energia elétrica para a subestação do Sistema.

O bombeamento de água para São Luís será reiniciado logo após a conclusão dos serviços.

O abastecimento para as áreas atendidas pelo Sistema Italuís será normalizado gradativamente em até 48 horas.

Adutora do Italuís rompe e abastecimento de água fica suspenso por até 72 horas

Técnicos da Companhia trabalham para que o abastecimento seja normalizado.

Técnicos da Companhia trabalham para que o abastecimento seja normalizado.

A Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema) informa que a adutora do Sistema Italuís rompeu por volta de 6h da manhã deste domingo (02) no Km 40 da BR-135, no Campo de Perizes.

 

Uma equipe de manutenção já está trabalhando para fazer a substituição do tubo que foi rompido. Os trabalhos de recuperação serão concluídos por volta de 19h. O bombeamento de água para São Luís será retomado a partir de meia-noite. O abastecimento de água para as regiões atingidas será normalizado em até 72 horas, depois do reinício do bombeamento.

 

Nova adutora

 

A Caema informa, ainda, que a nova adutora do Italuís, instalada no trecho de 19 km do Campo de Perizes, entrará em operação nos próximos meses e evitará novos rompimentos, pois os tubos são mais resistentes. Com um diâmetro maior, além de permitir que o sistema opere com 100% de sua capacidade, a nova adutora vai aumentar o volume de água bombeada para São Luís.

 

Áreas atingidas

 

ZONA 01 (parcialmente, pois é abastecida pelo Sistema Sacavém/Batatã, que recebe reforço do Italuís).

 

Centro, São Pantaleão, Madre Deus, Goiabal, Codozinho, Vila Bessa, Belira, Lira, Parte da Areinha, Macaúba, Apicum, Camboa, Vila Bangu, Diamante, Vila Passos, Coréia de Baixo, Coréia de Cima, Sítio do Meio, Alto da Boa Vista, Retiro Natal, Liberdade, Tomé de Sousa, Fé em Deus, Floresta e Monte Castelo (trecho).

 

ZONA 04

 

Jardim São Cristóvão, Tirirical, Solar das Mangueiras, São Bernardo, Vila Brasil, Cohapam, Parque Universitário, João de Deus, Sítio Pirapora, Estação Rodoviária, Vila Itamar I e II, Parque Jaguarema, Conjunto Cial, Alameda dos Sonhos.

 

ZONA 05

 

São Francisco, Ilhinha, Morrinho, Jaracati, Ponta d’Areia, Ponta do Farol, São Marcos, Calhau, Renascença I e II, Residencial Novo Tempo II, La Ravardiere, Alto do Calhau, Recanto dos Nobres, Cohafuma, av. Litorânea, Solar dos Lusíadas, Solar dos Lusitanos, Conjunto Turu I II e III, Jardim Eldorado, Loteamento Brasil, Divinéia, Olho d’Água, Sol e Mar, Vila Luisão, Santa Rosa, Turu Velho, Matões, Parque Vitória, Vivendas do Turu, Vila São José, Canudos, Terra Livre.

 

ZONA 06

 

Vila Bacanga; Ufma, Sá Viana Novo, Sá Viana Velho; Jambeiro, Vila Dom Luís; Vila Isabel; Vila Embratel; Vila São Benedito; Vila Resende; Vila Primavera; Anjo da Guarda; Fumacê; Vila Mauro Fecury I e II; Vila São Luís; Vila Nova; Bonfim; Vila Ariri; Vila Sete de Setembro, São Raimundo; Vila Alto da Esperança; Gancharia; Vila Itaqui; Porto do Itaqui.

Governo Roseana se apropria de obras de Dilma no Maranhão

Obra do Italuís é do governo federal

Obra do Italuís é do governo federal

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) denunciou, nesta segunda-feira (25), na tribuna, que o governo Roseana Sarney vem se utilizando de programas e obras federais em propagandas oficiais para benefício próprio. Ele citou como um dos exemplos disso a ampliação do Italuís, que é mostrada como parceria, mas que, na verdade, segundo o parlamentar, “é iniciativa do governo federal (Dima Rousseff), que já era para ter acontecido há muito tempo”.

“A propaganda teve a coragem de dizer que a ampliação do Italuís é obra do governo do Estado do Maranhão, que está trabalhando todos os dias. Está mais para dizer: mentindo todo dia, porque aquilo ali todo mundo sabe que é obra do Governo Federal”, disparou Othelino Neto.

O deputado citou ainda outra propaganda do governo Roseana que mostra um hospital funcionando plenamente com os médicos estrangeiros do Programa Mais Médicos, lançado pela presidenta Dilma Rousseff, com sonora de uma médica cubana, falando em portunhol.  “Mais uma vez, utilizando-se de um programa federal para dizer que o governo está trabalhando. Essa foi a propaganda de quarta-feira”, frisou.

Apropriação de obras

Segundo Othelino, na sexta-feira (22) passada, foi a vez do governo Roseana tentar se apropriar da duplicação da BR-135, na saída de São Luís, colocando propaganda, novamente,  parceria com o governo federal. “O descaramento chegou ao limite. Não tendo o que mostrar, o governo do Estado se apropria dos programas federais, das obras federais. Quer dizer, agora não tem mais nem o mínimo de pudor para ficar tentando desinformar a população do Maranhão”, disse.

O deputado observou ainda que, de fato, quem olha a propaganda e não conhece o Maranhão vai ficar muito bem impressionado. “Vai querer até morar no Estado. E nós,  que conhecemos a realidade, ficamos até com vontade de morar dentro da televisão que mostra a propaganda”, finalizou Othelino Neto.