De nanico, PSL se torna cobiçado por políticos maranhenses

A sigla passou a atrair olhares de, pelo menos, uma dúzia de políticos maranhenses de olho no crescimento da sigla

Quem pensou que a disputa pelo comando do PSL no Maranhão estivesse resumida apenas ao presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho, e à ex-candidata ao governo do Estado, Maura Jorge, está enganado. A sigla passou a atrair olhares de, pelo menos, uma dúzia de políticos maranhenses de olho no crescimento da sigla.

A disputa começou ainda na pré-campanha, quando já era dada como certa a candidatura do coronel reformado José Ribamar Monteiro, hoje no PHS. Com uma articulação via nacional, Maura Jorge chegou ao PSL e os problemas com o presidente estadual da legenda, Chico Carvalho, só aumentaram.

Após os resultados das urnas no primeiro turno, com o desempenho de Jair Bolsonaro e com o número expressivo de deputados federais eleitos e senadores – o que interfere diretamente no tempo de TV e rádio, além dos recursos do Fundo Partidário – mais políticos passaram a cortejar o partido.

Só nos últimos dias, o deputado federal Aluísio Mendes (Podemos) e o senador Roberto Rocha (PSDB) visitaram o presidenciável Jair Bolsonaro. O candidato já teve declarações de apoio de vários integrantes do grupo Sarney, como a ex-governadora Roseana Sarney e o senador Edison Lobão.

Os nomes dos deputados federais eleitos Eduardo Braide e o pastor Gildenemyr, eleitos pelo PMN, sigla que não passou pela cláusula de barreira, já são cotados para ingressar no partido.

A disputa pelo diretório do PSL da capital São Luís também já está bem acirrada. Nomes como o do deputado estadual eleito Pará Figueiredo e do ex-vereador Fábio Câmara já são ventilados por apoiadores na disputa pelo diretório.

Mesmo que ainda esteja em andamento, a eleição de 2018 não terminou, mas já acirra os ânimos de membros do partido de Jair Bolsonaro para os próximos anos.

Receoso em perder o PSL, Chico Carvalho expõe racha na legenda em momento decisivo do segundo turno

Chico Carvalho é presidente estadual do PSL e nesses dias, em que deveria está somando para ajudar a eleger o candidato a presidente da sigla, entrou numa campanha pública de acusações

O vereador de São Luís, Chico Carvalho (PSL), talvez tenha se transformado no maior criador de casos para a candidatura do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) no Maranhão. Provavelmente, enciumado com o trabalho que a ex-prefeita Maura Jorge realiza, o vereador anda usando alguns amigos para expor problemas internos no PSL.

Chico Carvalho é presidente estadual do PSL e nesses dias, em que deveria está somando para ajudar a eleger o candidato a presidente da sigla, entrou numa campanha pública de acusações e ameaças que tem constrangido os apoiadores de Bolsonaro.

Segundo informações, Chico Carvalho estaria receoso de perder o controle do PSL. Em pleno segundo turno, ele ganhou espaço nos meios de comunicação ao ameaçar de processo até familiares da ex-candidata ao governo do Maranhão pela sigla que preside.

Expor problemas entre ele e uma importante filiada do PSL no Maranhão é uma péssima escolha para o parlamentar.

Maura Jorge, nos últimos dias fechou parcerias com prefeitos, ex-prefeitos e lideranças para garantir a vitória de Bolsonaro neste segundo turno, esse deveria ser a melhor estratégia que Chico Carvalho poderia também executar.

Briga interna entre Maura Jorge e Chico Carvalho reflete em campanha de Bolsonaro no Maranhão

Vale lembrar que a disputa entre Maura e Chico Carvalho começou desde a pré-campanha

Passadas as eleições regionais onde o resultado não foi um dos melhores para o PSL do Maranhão, as divergências dentro da legenda continuam e refletem no planejamento da campanha do candidato Jair Bolsonaro (PSL), no Estado.

Os atritos envolvendo o presidente da legenda no Maranhão, o vereador de São Luís Francisco Carvalho, e a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, continuam e a tropa de farpas ganham todos os dias novos destaques.

Vale lembrar que a disputa entre Maura e Chico Carvalho começou desde a pré-campanha, onde, segundo Maura, as atitudes de Chico Carvalho atrapalharam a construção de uma chapa majoritária competitiva para a disputa ao governo do Estado.

Dessa vez, foi a vez de Francisco Carvalho acusar pessoas ligadas a Maura de estarem compartilhando difamações sobre ele. Segundo o parlamentar, as atitudes serão levadas até a Justiça.

O certo é que, além da disputa presidencial, a briga pelo comando do PSL no Maranhão vai render muitos acontecimentos. Mas os representantes da legenda precisam acertar o mais rápido possível seus discursos, para não atrapalhar as estratégias do candidato no Estado.

Curiosidades das eleições: Maura Jorge perdeu até mesmo em Lago da Pedra

Não se sabe se foi pelo erro em apoiar candidatos a deputados de outras coligações, mas até mesmo em sua cidade natal, os moradores optaram por não seguir o projeto de Maura Jorge e confirmaram a reeleição de Flávio Dino

Os resultados das urnas do último domingo (7) ainda continuam sendo analisados e uma das curiosidades da eleição estadual aconteceu em Lago da Pedra, cidade da candidata derrotada Maura Jorge (PSL).

A maior cidade no Médio Mearim e Região dos Lagos já foi governada pela família Jorge por muitas vezes, inclusive sendo administrada por Maura Jorge por quatro ocasiões.

Era em Lago da Pedra que Maura Jorge esperava confirmar seu triunfo nas urnas, mas sua cidade seguiu o mesmo caminho das demais e reelegeu o governador Flávio Dino (PCdoB) com uma votação bem expressiva.

Maura Jorge obteve 34,74% da votação em Lago da Pedra, exatos 7.674 votos. Já Flávio Dino foi o mais votado no município, com 12.834 votos, 58,11% da votação.

Não se sabe se foi pelo erro em apoiar candidatos a deputados de outras coligações, mas até mesmo em sua cidade natal, os moradores optaram por não seguir o projeto de Maura Jorge e confirmaram a reeleição de Flávio Dino.

Ibope e TV Mirante reconhecem vitória de Flávio Dino no primeiro turno

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante. Margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O instituto ouviu 1.008 eleitores, entre os dias 2 a 4 de outubro

A TV Mirante divulgou, nesta quinta-feira (4), a última pesquisa do Instituto Ibope em que reconhecem a vitória do governador Flávio Dino (PCdoB) no primeiro turno. A pesquisa tambem aponta vantagem dos candidatos ao Senado Federal, Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS).

Na pesquisa estimulada para o governo, considerando todas as intenções de votos, inclusive as respostas dos eleitores que se declaram indecisos ou que votariam em branco ou nulo, Flávio Dino (PCdoB) aparece com 56%. Em segundo lugar aparece Roseana Sarney (MDB), com 30%; Maura Jorge (PSL), com 4%; Roberto Rocha (PSDB), com 2%; Ramon Zapata (PSTU), com 1%; Odívio Neto (PSOL), com 1%

Brancos/nulos somaram 4%, não sabem ou não opinaram 2%.

Em relação ao levantamento anterior, divulgado no dia 19 de setembro. Flávio Dino subiu de 49% para 56%. Roseana Sarney (MDB) caiu de 32% para 30%. Maura Jorge (PSL) passou de 5% para 4%. Roberto Rocha (PSDB) se manteve com 2%. Ramon Zapata (PSTU) passou de 0% para 1%. Odívio Neto (PSOL) passou de 0% para 1%. Brancos/nulos foi de 7% para 4%. Não sabe foi de 5% para 2%

Votos válidos

Considerando apenas os votos válidos, Flávio Dino vence ainda no primeiro turno com 59%. Para calcular esses votos são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto. Veja os índices:

Flávio Dino tem 59%. Em segundo lugar aparece Roseana Sarney com 32%; Maura Jorge tem 5%; Roberto Rocha tem 2%; Ramon Zapata tem 1% e Odívio Neto tem 1%.

A TV Mirante também divulgou os números do Ibope para o Senado Federal. Os números apontam que se a eleição fosse hoje, Weverton e Eliziane seriam eleitos.

Weverton Rocha (PDT) tem 35%; Eliziane Gama (PPS) tem 34%; Sarney Filho (PV) tem 25%; Edison Lobão (MDB) tem 23%; Zé Reinaldo (PSDB) tem 10%; Alexandre Almeida (PSDB) tem 5%; Saulo Pinto (PSOL) tem 4%; Samuel de Itapecuru (PSL) tem 3%; Preta Lú (PSTU) tem 2%; Saulo Arcangeli (PSTU) tem 2%; Iêgo Bruno (PCB) tem 1%

Branco/Nulo – Vaga 1: 12%. Branco/Nulo – Vaga 2: 20%. Não sabem: 24%

A pesquisa foi encomendada pela TV Mirante. Margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O instituto ouviu 1.008 eleitores, entre os dias 2 a 4 de outubro. A pesquisa foi registrada no TRE sob o número MA-07570/2018

A três dias da eleição, Instituto Data M confirma vitória de Flávio Dino no primeiro turno

A pesquisa Data M foi realizada entre domingo (30) e quarta-feira (3), com 1.500 pessoas em todas as regiões do Maranhão

O Jornal Pequeno publicou, nesta quinta-feira (04), os resultados da nova pesquisa do Instituto Data M. Os números mostram que o governador Flávio Dino (PCdoB) e os candidatos Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), que subiram nas intenções de votos, serão eleitos no próximo domingo, dia 7.

A pesquisa foi encomendado pelo Sindicato das Indústrias de Construção Civil do Maranhão (Sinduscon). Os números mostram que Flávio Dino subiu de 59,5% para 62% dos votos válidos.

O resultado é mais que o dobro do conseguido por Roseana Sarney (MDB), que tem 30,5%. Maura Jorge (PSL) aparece com 5,6%, seguida por Roberto Rocha (PSDB), com 1,5%; Ramon Zapata (PSTU), com 0,3% e Odívio Neto (PSOL), com 0,1%.

Senado

A Data M também mostra que os dois candidatos ao Senado da chapa do governador Flávio Dino lideram a disputa. Neste ano, os eleitores votam em dois senadores.

O candidato Weverton Rocha (PDT) subiu 6,3 pontos e chegou a 36,2% das intenções de votos totais. Eliziane Gama (PPS) cresceu 5,2 pontos e agora tem 34,6%.

Logo em seguida aparecem Edison Lobão (22,8%), Sarney Filho (20,9%), Zé Reinaldo (7,2%), Alexandre Almeida (6,6%), Preta Lú (1,7%), Samuel Campelo (1,5%), Saulo Pinto (0,9%), Saulo Arcangeli (0,6%) e Iêgo Bruno (0,1%).

Brancos e nulos são 28,7%. Indecisos ou não sabem são 38%. A soma total dá 200% porque neste ano os eleitores votam em dois senadores.

Registro

A pesquisa Data M foi realizada entre domingo (30) e quarta-feira (3), com 1.500 pessoas em todas as regiões do Maranhão. A margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos. O registro da pesquisa é MA-08386/2018.

Pesquisa Interpreta: Flávio Dino cresce e chega a 63% dos votos

Foram entrevistadas 1.500 pessoas na zona urbana e zona rural de municípios das regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro do estado

A mais recente pesquisa Interpreta mostra que o governador Flávio Dino cresceu e chegou a 63,03% das intenções de votos válidos, o que significaria que hoje ele seria eleito no primeiro turno. A eleição é neste domingo (7).

A pesquisa, encomendada pelo Jornal Correio, foi feita em todas as regiões do Maranhão entre os dias 27 e 29 de setembro. Na pesquisa anterior, Flávio tinha 61,82%.

De acordo com a nova pesquisa, Roseana Sarney aparece com 27,65%, menos da metade dos votos de Flávio. Em seguida vêm Maura Jorge (5,98%), Roberto Rocha (2,31%), Odívio Neto (0,55%) e Ramon Zapata (0,48%).

Registro

Foram entrevistadas 1.500 pessoas na zona urbana e zona rural de municípios das regiões Norte, Sul, Leste, Oeste e Centro do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos e o intervalo de confiança é estimado em 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob a identificação MA-09260/2018.

Maura Jorge perde oportunidade de mostrar propostas no debate da Mirante

Maura Jorge, certamente, perdeu uma grande oportunidade de apresentar propostas e ficou apenas nos ataques pessoais

Com apenas 11 segundos de tempo de propaganda no Rádio e na TV, a candidata Maura Jorge (PSL) perdeu uma grande oportunidade de apresentar suas propostas no debate da TV Mirante, realizado na noite desta terça-feira (2).

Logo na primeira pergunta, Maura deixou de responder o questionamento do candidato Odívio Neto (PSOL) para atacar o governador Flávio Dino (PCdoB), acusando de ter a retirado de um palanque político na cidade de Lago da Pedra.

Nos tempos reservados tanto para as perguntas, quanto para as respostas, a candidata abordou a temática nacional, ao invés de explorad assuntos do Estado.

Na pergunta em que Roseana Sarney fez sobre o tema saúde, Maura Jorge perdeu, mais uma vez, a oportunidade de mostrar propostas viáveis ao povo do Maranhão e atacou novamente o governador Flávio Dino.

Mostrando nervosismo ao olhar várias vezes os papéis sobre o púlpito, a candidata se exaltou por várias vezes, passando longe do jeito mais tranquilo, que muitas pessoas a classificam.

Maura Jorge, certamente, perdeu uma grande oportunidade de apresentar propostas e ficou apenas nos ataques pessoais.

Flávio Dino domina debate da Mirante

O governador Flávio Dino (PCdoB) se sobressaiu em todas as perguntas e mostrou com tranquilidade as obras e ações de seu governo. Foto: TV Mirante

A TV Mirante promoveu, na noite de terça-feira (2), o primeiro debate televisivo das eleições do Maranhão. Estiveram presentes os candidatos Flávio Dino (PCdoB), que dominou o embate com os adversários, Maura Jorge (PSL), Odívio Neto (PSOL), Roberto Rocha (PSDB) e Roseana Sarney (MDB). Apenas Ramon Zapata não participou, pois o PSTU não tem representação na Câmara Federal.

Dividido em quatro blocos, o debate teve tema livre no 1º e 3º bloco, enquanto o 2º e 4º bloco foram com temas determinados, além das considerações finais dos candidatos, no 4º e último bloco.

O governador Flávio Dino (PCdoB) se sobressaiu em todas as perguntas e mostrou com tranquilidade as obras e ações de seu governo. Líder em todas as pesquisas, ele pediu aos espectadores, mais uma oportunidade para continuar com as políticas sociais implantadas por sua gestão. Pelo seu status de governador, Flávio Dino não deixou de receber críticas da maioria dos candidatos.

A candidata Roseana preferiu dirigir suas perguntas na maioria das vezes à ex-prefeita Maura Jorge. Ela teve que responder perguntas polêmicas sobre a Casa de Veraneio, por exemplo. Roberto Rocha se mostrou aparentemente nervoso e exaltado, o candidato citou alguns dos suas propostas como os investimentos na área do meio ambiente. Odívio Neto do PSOL mostrou nervosismo ao gaguejar por diversas vezes e esquecer os temas selecionados das perguntas, mas reforçou que se eleito, investirá na valorização dos servidores públicos.

Maura Jorge por sua vez partiu várias vezes com críticas ácidas ao governador Flávio Dino. A candidata não deixou de exaltar por várias vezes a aliança com o candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Os maranhenses irão às ruas no próximo domingo (7), e escolherão o gestor para os próximos quatro anos.