Governo emite nota sobre serviço de capelania militar

Sobre o serviço de capelania militar, o Governo do Estado do Maranhão informa que:

1- O número de cargos criados de capelão da Polícia Militar manteve-se na média das gestões anteriores, totalizando seis novas vagas;
2- Na Polícia Civil, no Corpo de Bombeiros e no Sistema Prisional, a criação de cargos de capelania, conforme previsto na Constituição Federal, atendeu igualmente à necessidade de oferta da assistência a esses servidores, que tiveram seus quadros ampliados na atual gestão em 50%.
3- As mudanças de patente efetivadas seguiram, como de praxe, regras da Corporação.

Edinho Lobão emite nota sobre declaração a respeito dos policiais militares…

Para Edinho, suas palavras foram distorcidas e mal interpretadas.

O empresário Edinho Lobão, em resposta ao posicionamento do comandante geral da PM/MA, emitiu uma nota de esclarecimento se reportando ao fato que, segundo ele, foi distorcido e mal interpretado.

Confira a nota na íntegra:

NOTA DE ESCLARECIMENTO
AOS BRIOSOS POLICIAIS MILITARES DO MEU MARANHÃO

Amigos e a amigas policiais,
O senhor Comandante da Polícia Militar do Maranhão emitiu nota distorcendo fatos e interpretando uma frase minha, dita recentemente em evento político, de maneira a criar um fato político, distorcido e desleal.
Nunca acrescentaria aos briosos militares do nosso Estado nenhuma espécie de adjetivo desqualificador e muito menos ofensivo.
Ao longo de minha trajetória, sempre estive ao lado dos militares. Entendo o papel da PMMA como fundamental para a garantia da ordem social. Sei da sua importância e do estado constante de risco que vivem, impondo, corajosamente, a necessária tranquilidade e segurança aos nossos conterrâneos.

Eu não só falo que respeito e estimo nossa polícia como demonstro em gestos e ações efetivos. Basta lembrar que viabilizei – com recursos pessoais – a construção do estande de tiros da Polícia Militar, dentro do Quartel da Polícia Militar, no Calhau. Lá repousa uma estátua de Nossa Senhora, trazida de Portugal, abençoando e guardando os homens e mulheres da nossa Polícia.

Como Senador, propus projeto para criação da Procuradoria Interna no âmbito da Polícia, para garantir a defesa específica e qualificada dos policiais que sofrem processos no exercício do seu dever.

Em verdade, os porões do Palácio dos Leões exigiram a resposta açodada do comandante Pereira que, na qualidade de pré-candidato a deputado estadual, não falou em nome da Corporação mas em defesa da política de perseguição de Flávio Dino e como palanque de sua própria candidatura a deputado estadual.
Eu disse e repetirei sempre: nenhum aparato institucional deve ser utilizado em prol de qualquer candidatura. As ordens, ilegítimas ou ilegais, não devem ser cumpridas. Fiz naquele mencionado evento político apenas referência à triste lembrança dos candidatos a prefeitos presos injustamente, nas eleições de 2016, tão somente por serem contrários ao atual Governador.

APolícia do Maranhão tem história honrada e uma missão constitucional indeclinável. Os nazistas, presentes em qualquer instituição ou corporação, devem ser extirpados do poder, exatamente porque o poder deve ser exercido sob a égide da Lei, a Lei dos Homens e, principalmente, a Lei de Deus.
Contem sempre comigo corajosos irmãos e irmãs da Polícia Militar do Maranhão e não permitam que o comunismo transforme a briosa Polícia Militar em um instrumento nazista.

Em nota, Adepol se manifesta sobre caso Tiago Bardal

Delegado Tiago Bardal

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Maranhão (Adepol) emitiu nota, na última quinta-feira (22), sobre o suposto envolvimento do Dr. Tiago Mattos Bardal em atividade ilícita.

Segundo a nota, Tiago Bardal foi exonerado do cargo de direção da Superintendência Estadual de Investigação Criminal (SEIC) em virtude de ter sido citado por policiais militares que afirmaram ter abordado o seu veículo duas horas antes da operação policial. A nota informou, ainda, que o nome do delegado não foi citado por nenhuma das pessoas conduzidas à Delegacia, que declararam não conhecê-lo e nunca terem-no visto.

Em áudio, Tiago Bardal declarou ainda não ter sido chamado pela cúpula da Segurança Pública nem pela SECCOR para dar o seu esclarecimento sobre os fatos e aguarda a convocação.

Confira a nota na íntegra:

A ADEPOL MA, com abono em manifestação do associado, vê-se impulsionada em esclarecer notícias tornadas públicas através de sites da internet e da mídia em geral, noticiando o suposto envolvimento do Dr. Tiago Mattos Bardal em atividade ilícita e submeter os informes divulgados unilateralmente nos meios de comunicação à análise individual com novos elementos fáticos.

O Dr. Tiago Mattos Bardal foi exonerado do cargo de direção da SEIC no dia de hoje em virtude de ter sido citado por policiais militares que afirmaram ter abordado o seu veículo duas horas antes da operação policial e cerca de 5 km do local onde as prisões e apreensões se deram. Todas as pessoas que foram conduzidas para a Delegacia de Polícia foram ouvidas e nenhuma delas citou o nome do Dr. Tiago Mattos Bardal, inclusive, quando questionados pela Autoridade que presidia o ato, declararam que não o conheciam, nunca o viram e nunca tiveram qualquer contato com o mesmo.

Na data de hoje, em nenhum momento o Dr. Tiago Mattos Bardal foi chamado pela cúpula da segurança pública nem pela SECCOR para dar a sua versão dos fatos, mesmo passando todo o dia trabalhando normalmente, cumprindo as suas funções laborais.

Lamentavelmente seu envolvimento foi dado como certo em graves delitos que ainda estão sendo apurados.

Por derradeiro, a Associação dos Delegados De Polícia Do Estado Do Maranhão informa que acompanhará o desenrolar das investigações que se iniciaram e acredita que ao final exsurja a verdade.

Fortes chuvas provocam enchentes em Balsas com famílias desabrigadas

Chuvas fortes fizeram o Rio Balsas transbordar provocando enchentes e fazendo desabrigados

Chuvas fortes fizeram o Rio Balsas transbordar provocando enchentes e fazendo desabrigados

As fortes chuvas que caíram em Balsas por mais de 12 horas fizeram o Rio Balsas transbordar. Cheias históricas foram registradas na cidade no ano de 1974 e 1985, quando as águas do rio quase cobriram a Ponte de Madeira.

Essa já é considerada  a maior cheia dos últimos 30 anos. Na AABB – Associação Atlética Banco do Brasil, a água subiu tanto que ameaçou invadir o Clube de Festas. A parte das piscinas foi toda tomada pela água.

No Porto das Caraíbas, a água impediu a passagem de pedestres na passarela da Ponte da Amizade. Vários freezers desceram nas águas e as árvores centenárias ficaram com água cobrindo os galhos.  A Quadra Poliesportiva, situada na Beira Rio, foi totalmente tomada pela água.

O Corpo de Bombeiros atendeu um incidente com  um veículo de passeio após ser arrastado pelas águas, nas proximidades do Hotel Águas do Vale. Os dois ocupantes do carro saíram ilesos.

O sistema de captação de água (ETA) foi invadido, bem como 16 adutoras na cidade, que foram danificadas. No entanto, o sistema de abastecimento foi restabelecido, e voltou à normalidade no mesmo dia.

NOTA DE ESCLARECIMENTO  DA PREFEITURA DE BALSAS

Em decorrência das fortes chuvas que caíram em Balsas, a Prefeitura esclarece que:

1 – Está tomando todas as providências cabíveis no sentido de prestar assistência às famílias que tiveram suas casas inundadas pelas chuvas. Para isto, disponibilizou equipe contendo assistentes sociais, psicóloga, coordenadoras dos CRA’s – Centro de Referência da Assistência Social, e Secretários. O governo municipal está disponibilizando água potável, cestas básicas e transporte. Até o momento foram detectadas 11 famílias desalojadas e 08 desabrigadas.

2 – Diante dos grandes estragos causados em ruas, avenidas e demais espaços e/ou instrumentos públicos, além de residências, o Prefeito Rochinha decretou Situação de Emergência.

3 – O tráfego de veículos nas pontes que apresentam riscos está impedido pelo DMT – Departamento Municipal de Trânsito.

4 – O Poder Público Municipal está atuando em conjunto com o Corpo de Bombeiros e a costumeira solidariedade da comunidade balsense, para garantir segurança e apoio às famílias.

Balsas – MA, 28 de janeiro de 2016

SECRETARIA DE COMUNICAÇÃO SOCIAL

PCdoB repudia declarações de Fernando Furtado; Deputado pode ser punido por discriminação a índios

Declarações negativas de Fernando Furtado sobre índios ganham repercussão

Declarações negativas de Fernando Furtado sobre índios ganham repercussão

A Comissão Política Estadual do PCdoB do Maranhão emitiu nota, nesta segunda-feira (21), repudiando o conteúdo de áudios de discursos do deputado estadual Fernando Furtado (PCdoB), considerados agressivos contra os indígenas. O parlamentar se referiu aos índios como “veadinhos”, entre outras declarações negativas que estão tendo ampla repercussão.

“Lá em Brasília o Arnaldo viu, os índios tudo de camisetinha, tudo arrumadinho, com flechinha, tudo um bando de veadinho. Tinha uns três lá que eram veado que eu tenho certeza, veado. Eu não sabia que tinha índio veado, fui saber naquele dia em Brasília, tudo veado. Então é desse jeito que tá, índio já consegue ser veado, boiola, e não consegue trabalhar e produzir? negativo!”, disse Fernando Furtado em um dos áudios.

Fernando Furtado corre o risco de séria punição do partido depois de vazarem os áudios do discurso no blog de Domingos Costa,  durante audiência pública organizada pela Associação dos Produtores de São João do Caru (Aprocaru). Na nota, assinada pelo comunista Egberto Magno, a comissão diz que as declarações do deputado ofendem não apenas índios e homossexuais, como também a história e o programa do Partido Comunista do Brasil, sempre à frente das lutas pela garantia da igualdade e dos Direitos Humanos.

Retratação

Segundo a nota emitida pelo partido, o ocorrido foi uma equivocada manifestação individual do deputado Fernando Furtado, pela qual o PCdoB espera do parlamentar a devida retratação em relação aos indígenas, aos homossexuais e à sigla.

Durante a sessão desta segunda-feira (21), Fernando Furtado ficou calado, ouvindo críticas de deputados como Andrea Murad (PMDB) e Souza Neto (PTN) que não deixaram por menos e aproveitaram para se manifestar.

Repercussão nacional

As declarações de Fernando Furtado chamaram a atenção da jornalista Mônica Waldivogel em sua conta do twitter nesta segunda-feira (21). Ela perguntou, em tom de estranhamento, se o deputado era do PCdoB. Marcado na interação, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), imediatamente, disse que discorda de qualquer discurso na linha abordada por Fernando Furtado.

O partido não falou, diretamente, em expulsão ou qual tipo de punição caberia, mas deixou claro, na nota emitida, que está aguardando uma retratação de Fernando Furtado. Ele teve toda a sessão desta segunda-feira (21) para se pronunciar, mas não o fez.

O pronunciamento do parlamentar acerca do assunto é esperado para esta terça-feira (22). Cenas dos próximos capítulos…

Escute os áudios AQUI

NOTA DE ESCLARECIMENTO

PARTIDO COMUNISTA DO BRASIL – MARANHÃO
Em relação às declarações do deputado Fernando Furtado, o PCdoB Maranhão, por sua Comissão Política Estadual, esclarece:

1. As declarações do deputado ofendem não apenas índios e homossexuais, como também a história e o programa do Partido Comunista do Brasil, sempre à frente das lutas pela garantia da igualdade e dos Direitos Humanos;

2. Consideramos a declaração do deputado uma falta grave cometida contra índios, homossexuais e com o nosso partido, razão pela qual a repudiamos publicamente;

3. No entendimento do partido, trata-se de uma equivocada manifestação individual do deputado Fernando Furtado, pelo que se espera do parlamentar a devida retratação em relação aos indígenas, aos homossexuais; e ao partido;

4. O PCdoB reafirma seu irrestrito compromisso com a proteção aos direitos dos povos indígenas e contra quaisquer manifestações de conteúdos homofóbicos.
São Luís, 21 de setembro de 2015

Egberto Magno
Pela Comissão Politica Estadual do PCdoB Maranhão

Diretor da Assembleia rebate denúncia e diz que tomará medidas judiciais cabíveis

Carlos Alberto disse que não se curvará à tentativa de achaques de blogs chantagistas

Carlos Alberto disse que não se curvará à tentativa de achaques de blogs chantagistas

O diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, Carlos Alberto Ferreira, ingressará na Justiça, nas próximas horas, contra uma notícia, que foi, maldosamente, requentada por um “pseudoblog” sobre um indiciamento antigo de 1991 em São Paulo. Ele esclarece que foi, totalmente, inocentado no inquérito por falta de provas, há 24 anos, e que não se submeterá a chantagens de quem quer que seja.

Há alguns dias, tem-se notado a presença de um grupinho, envolvendo pseudoblogueiros, requentando matérias antigas de inquéritos que não mais existem, para, assim, tentar achacar e chantagear políticos e diretores alvos em São Luís.

Na nota de esclarecimento, Carlos Alberto disse que não sabe os “objetivos” dos autores da postagem requentada e maldosa e avisou que não se curvará ao achaque de blogueiros ou veículos desta natureza, que sobrevivem de fazer chantagens.

“Não sei o objetivo de tais denúncias, mas antecipo que não me curvarei às chantagens de qualquer natureza, sejam pessoais, de blogueiros ou meios de comunicação atingidos pelas medidas que estou implantando na Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão”, alertou Carlos Alberto. Segue a íntegra da nota de esclarecimento.

NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Em relação à “denúncia”, requentada e veiculada por um blog, sobre meu indiciamento em 1991, quando fui diretor da maior companhia de transporte coletivo do mundo – a CMTC – por formação de quadrilha e outros crimes, tenho a esclarecer que:

1 – Fui completamente inocentado de todas as acusações, por ausência total de provas, pela Justiça de São Paulo, da denúncia apresentada pelo Ministério Público – 24 anos atrás – em todas as instâncias judiciais onde tramitou o processo – transitado em julgado há mais de quatorze anos. Rezam nossas leis, que uma pessoa inocentada na justiça, em qualquer processo, está isenta da acusação originária.

2 –  Justiça seja feita, todos os demais denunciados também foram inocentados por absoluta falta de provas.

3 – Não respondo a nenhum processo cível, criminal ou trabalhista, seja em São Paulo – onde morei, trabalhei e estudei por 25 anos –  ou no Maranhão, onde moro desde 1994. Para tanto, disponibilizo certidões negativas de todas as esferas da justiça – estadual e federal – nestes dois estados ou qualquer outro.

4 – Não sei o objetivo de tais “denúncias”, mas antecipo que não me curvarei às chantagens de qualquer natureza, sejam pessoais, de blogueiros ou meios de comunicação atingidos pelas medidas que estou implantando na Diretoria de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão.

5 – Faço esta nota em respeito aos meus familiares, amigos e aos deputados e deputadas que me ligaram solidarizando contra esta tentativa de achaque – travestido de “notícia” – e informo que encerro aqui todo esclarecimento e não responderei a mais nenhuma nota ou post desta natureza que porventura publiquem de novo.

6 – A despeito deste esclarecimento, tomarei as medidas judiciais cabíveis.

São Luís, 19 de março de 2015

Carlos Alberto Ferreira

Diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa do Maranhão

“Esclareço que estou vivo”, diz Flávio Dino ao desmentir acidente aéreo

flavio twitter

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), desmentiu, bem ao seu estilo, por meio do twitter, que não passou de factoide uma notícia plantada no Sistema Difusora de que ele haveria se envolvido em um acidente aéreo. O governo, inclusive, enviou nota à Imprensa, nesta quinta-feira (12), negando o post publicado pelo radialista Silvan Alves..

“Esclareço que estou vivo, gozando de boa saúde e que não estava em nenhum helicóptero acidentado”, disparou Flávio Dino do twitter desmentindo a “barrigada” (termo usado no Jornalismo para classificar notícia falsa).

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Comunicação Social, vem a público esclarecer quê:

1. É absolutamente mentirosa a informação veiculada pelo blog do radialista Silvan Alves, reproduzida pelo portal Idifusora.com sobre acidente aéreo com o governador Flávio Dino, na última terça-feira, 10.

2. Na data mencionada pelo radialista em que supostamente houve pouso forçado de aeronave, no interior do Estado do Piauí, o governador Flávio Dino despachou normalmente no Palácio dos Leões e participou de agenda oficial no Tribunal de Justiça do Estado.

3. A única viagem feita este ano pelo governador Flávio Dino ocorreu em missão oficial ao município de Alcântara, no helicóptero do GTA (Grupo Tático Aéreo) da Polícia Militar do Maranhão, no mês de janeiro.

4. A Secretaria de Estado da Comunicação Social lamenta a forma irresponsável com que parte da imprensa trata o assunto com o único propósito de criar factoide envolvendo o governo do Estado.

Secretaria de Estado da Comunicação Social”

Em nota, Roberto Rocha esclarece gastos na Vice-Prefeitura e rebate acusações

Roberto Rocha explicou gastos realizados na Vice-Prefeitura de São Luís

Roberto Rocha explicou gastos realizados na Vice-Prefeitura de São Luís

O candidato a senador pela coligação “Todos pelo Maranhão”, Roberto Rocha (PSB), enviou nota de esclarecimento sobre denúncia publicada por setores da Imprensa sobre a Vice-Prefeitura de São Luís. Segundo ele, o valor de R$ 1.070.880,94 (um milhão, setenta mil, oitocentos e oitenta reais e noventa e quatro centavos), informado no Portal de Transparência do Município, refere-se a gastos relativos à Vice-Prefeitura durante 1 ano e 8 meses da gestão.

Diz ainda a nota de esclarecimento que, do total, R$ 859.263,38 foram referentes a pagamento da folha de funcionários, que cumprem expediente na estrutura da Prefeitura, e R$ 211.617,56 para locação de veículos, locação do prédio, compra de passagens aéreas, entre outros.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Na condição de candidato ao Senado pela coligação “Todos pelo Maranhão e, com o intuito de esclarecer os fatos recentemente divulgados pela imprensa sobre suposto mal uso de dinheiro público no cargo que exerço desde janeiro de 2013, como vice-prefeito, informo:

1 – O contrato de locação do imóvel, localizado na Rua do Sol, Centro, para funcionamento da sede da Vice-Prefeitura, foi firmado em setembro de 2013 e pago por apenas cinco meses, já que precisei me afastar do cargo para disputar o pleito de 2014, e tão logo solicitei a suspensão do contrato de locação;

2 – Ao contrário do que foi divulgado, o contrato trata apenas de uma locação, cujo terreno contempla dois prédios. A escolha do mesmo foi dada à localização estratégica, próximo ao Palácio La Ravardière, e às características físicas similares à estrutura da sede da Prefeitura;

3 – Em referência à dispensa de licitação, o inciso X do artigo 24 da Lei de Licitações nº 8.666, de 1993, permite a compra ou locação de imóveis por dispensa de licitação;

4 – O valor de R$ 1.070.880,94 (um milhão, setenta mil, oitocentos e oitenta reais e noventa e quatro centavos) informado no Portal de Transparência da Prefeitura Municipal refere-se a gastos relativos à Vice-Prefeitura durante 1 ano e 8 meses da gestão. Do total, R$ 859.263,38 foram referentes a pagamento da folha de funcionários, que cumprem expediente na estrutura da Prefeitura, e R$ 211.617,56 para locação de veículos, locação do prédio, compra de passagens aéreas, entre outros.

Finalizo reiterando que estarei sempre à disposição para esclarecer qualquer fato que venha a ser apontado com o intuito de denegrir a minha imagem, e que as medidas judiciais cabíveis já estão sendo providenciadas. Aproveito para reforçar o meu compromisso em trabalhar sempre em prol do povo maranhense, prezando pela justiça e responsabilidade.

Roberto Rocha

Vice-prefeito de São Luís e candidato a senador pela coligação “Todos pelo Maranhão”