Polícia Militar reforça policiamento para o período carnavalesco


A Polícia Militar do Maranhão (PM/MA) já preparou a estratégia de atuação para o pré-carnaval deste ano. O policiamento será reforçado não apenas nos locais do evento, mas em pontos de ônibus e de acesso aos circuitos pré-carnavalescos, com policiamento a pé, motorizado, em viaturas e também com grupos a cavalo.

Além do Policiamento Militar, o Governo do Maranhão disponibilizará efetivo do Corpo de Bombeiros. Em parceria com a prefeitura de São Luís, a população também contará com apoio do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), Blitz Urbana e Secretaria municipal de Trânsito e Transporte (SMTT).

Para o Comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Pedro Ribeiro, todo esse efetivo garantirá tranquilidade para a população e brincantes, além de maior resolutividade na demanda operacional da Polícia Militar, já que facilita o monitoramento das áreas e a prevenção a ocorrências.

Além das operações específicas para garantir segurança em pré-carnavalescos, a Polícia Militar também reforçará ações de policiamento de rotina nos bairros e atendimento do 190, serviço de plantão telefônico para requisição de ações de emergência à PM.

Eleições 2016 – Policiamento será reforçado para coibir crimes eleitorais…

Policiais já estão nas ruas desde quinta-feira

Policiais já estão nas ruas desde quinta-feira

Policiais já estão nas ruas para garantir a segurança da população e coibir crimes eleitorais em todo o Estado. Por meio da Operação ‘Eleições 2016’, haverá aumento no efetivo policial por meio de parceria entre as polícias Civil, Militar e o Exército Brasileiro, além da convocação de militares lotados em cargos administrativos e oficias que estariam de folga para cumprir jornada extra operacional remunerada. Nesta quinta, o governador Flávio Dino ainda solicitou ao governo federal o envio de mais tropas para o reforço do policiamento.

A Operação ‘Eleições 2016’ foi deflagrada ainda no período pré-eleitoral, há cerca de dois meses, apurando denúncias de compra de voto, pistolagem e agiotagem no estado, em consórcio com o Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE-MA), Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA) e Ministério Público (MP-MA).
“A segurança nas eleições começa bem antes, com planejamento e início das operações para coibir a presença de pistoleiros nas cidades, imposição de votos à população e atentados contra candidatos”, disse o comandante geral da Polícia Militar, coronel Frederico Pereira.

Mais policiais nas ruas

O aumento do efetivo policial nas ruas é garantido por meio da convocação de oficiais (tenentes, capitães, majores e coronéis) e praças (soldados, cabos, sargentos e subtenentes), incluindo militares de funções administrativas e aqueles que estariam de férias, para reforço do contingente policial que deverá atuar nas ruas no dia de votação.

O trabalho de patrulha e fiscalização das eleições realizado pelos militares recebe, ainda, contribuição de agentes da Polícia Civil e do Exército Brasileiro, compondo uma força-tarefa para garantia de segurança na Grande Ilha e no interior do Maranhão.

Grande Ilha registra diminuição da violência em 18% no primeiro semestre de 2016, diz SSP

Jorge Vieira

Segurança Pública acumula números positivos

Segurança Pública acumula números positivos

Os primeiros seis meses de 2016 seguiram a tendência do mesmo período do ano anterior e registraram diminuição de 18% no número de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) na Região Metropolitana de São Luís, segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP). Se confrontados com o ano de 2014, os números são ainda mais expressivos, já que o comparativo do primeiro semestre entre os dois anos apresenta queda de 20%.

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) envolvem homicídios dolosos, latrocínios e lesões seguidas de morte, e vem apresentando, na Região Metropolitana de São Luís, queda continuada, mês a mês, desde o ano passado.

De acordo com o secretário de Estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, a diminuição dos números de violência é reflexo do investimento que o Governo do Estado tem feito na área da segurança, com a contratação de 1.500 policiais, aquisição de 300 novas viaturas, aparelhamento do sistema de comunicação e de armamento das Polícias Civil e Militar.

“A escala na prática de delitos é decrescente. Vem caindo significativamente. É uma consequência do uso dos novos equipamentos concedidos pela gestão do governador Flávio Dino às polícias”, ressaltou o secretário Jefferson Portela.

Em números absolutos de CVLI, o ano de 2016 registrou 374 ocorrências, 18% menos que em 2015 – que teve 455 – e 20% menor que o ano de 2014 – que registrou 468 casos nos seis primeiros meses do ano.

Homicídios – No acumulado do período (janeiro a junho), o número de homicídios dolosos caiu 14% em comparação entre 2015 e 2016 (dentro do próprio governo Flávio Dino), com 56 a menos de ocorrências registradas. Se comparado com 2014, o primeiro semestre deste ano apresentou diminuição de 20%, com menos 85 casos.

Latrocínio e lesão seguida de morte – Em relação aos latrocínios, os dados da SSP apresentam queda de 32% no comparativo entre 2015 e 2016. Já nos números de lesão seguida de morte, os resultados são ainda mais expressivos. 2016 teve diminuição de 71% em relação ao ano passado e 73% menos ocorrências em relação ao ano de 2014.