Internautas elogiam governo por inauguração do Centro Tático Aéreo de Presidente Dutra

Nas redes sociais, muitos internautas parabenizaram Flávio Dino por mais essa ação.

A entrega da primeira base descentralizada do Centro Tático Aéreo (CTA), inaugurada pelo governador Flávio Dino nesta quarta-feira (31), foi um dos assuntos mais comentados das redes sociais.

O novo CTA contará com um helicóptero modelo esquilo, viaturas e caminhão de abastecimento. A base vai atender 74 municípios. Todos eles em um raio de 100 milhas náuticas, o que significa que a aeronave vai levar no máximo uma hora para chegar ao ponto mais distante atendido. Em muitos pontos, o helicóptero vai chegar em questão de minutos.

Outros investimentos na região central também foram destacados pelo governador Flávio Dino. “Temos duas viaturas novas para o CTA, porque eles atuam simultaneamente em terra, além de todo o contingente da Polícia Militar e da Polícia Civil aqui na região. Esse é um instrumento poderoso da melhoria da segurança pública”, afirmou.

Nas redes sociais, muitos internautas parabenizaram Flávio Dino por mais essa ação. O internauta Isac Caldas se manifestou pela página do governador no Facebook. “Dentro de um raciocínio lógico fico a pensar e imaginar que um trabalho bem feito como está sendo realizado no Estado do Maranhão pelo Governador Flávio Dino, tenho a nitidez e porque não dizer a certeza que esse belíssimo trabalho que está sendo realizado com muita competência no Maranhão, pode e deve ser realizado a nível federal, claro. Metas, planejamento, objetivos, competência e comprometimento”, escreveu.

Outros internautas também parabenizaram o governador por mais esse investimento inédito na segurança pública do Estado.

Pelo Twitter, Flávio Dino anuncia novos Centros Táticos Aéreos para Imperatriz e Presidente Dutra

O CTA era um serviço que só existia em São Luís, assim como os Restaurantes Populares e 90% dos Vivas.

O governador Flávio Dino (PCdoB) anunciou, nesta segunda-feira (29), por meio das redes sociais, que o Centro Tático Aéreo (CTA) terá mais duas bases no Maranhão. Uma será em Imperatriz e a outra no município de Presidente Dutra.

O CTA era um serviço que só existia em São Luís, assim como os Restaurantes Populares e 90% dos Vivas. Com uma política voltada para a descentralização e o fortalecimento do municipalismo, Flávio Dino leva a outras cidades do Maranhão serviços que antes eram restritos à capital.

A instalação de dois novos CTAs é mais um importante passo para a melhoria da Segurança Pública e um atendimento ao clamor da população, que pedia pelo equipamento para cobrir duas grandes áreas do Maranhão: a Tocantina e a Central.

VÍDEO DA SEMANA – “Caso Fabíola” do Maranhão viraliza nas redes sociais

Nas últimas semanas, um caso de traição em Minas Gerais se tornou um dos memes mais compartilhados na internet. Uma bancária, identificada como Fabíola, foi flagrada traindo o marido após afirmar que iria fazer as unhas. Na última segunda-feira (21), episódio parecido aconteceu em Presidente Dutra, interior do Maranhão, e viralizou  nas redes sociais em uma velocidade impressionante.

No Maranhão, a jovem também foi flagrada pelo marido com um “amigo” em um motel da cidade. Assim como no caso de Fabíola, o esposo traído levou consigo uma testemunha e registrou todo o flagrante espalhado nas redes sociais em grandes proporções, inclusive, com uma entrevista cômica do “Ricardão”.

Confira o caso nos vídeos acima.

PRESIDENTE DUTRA – Justiça suspende direitos políticos de ex-prefeita por improbidade

Irene Soares, ex-prefeita de Presidente Dutra

Irene Soares, ex-prefeita de Presidente Dutra

A Justiça do Maranhão decidiu suspender os direitos políticos da ex-prefeita de Presidente Dutra, Irene Oliveira Soares, durante três anos, por ato de improbidade administrativa. A decisão foi à uma resposta à Ação Civil Pública do Ministério Público do Maranhão.

De acordo com o MP, a gestora deixou de apresentar a prestação de contas da Prefeitura à Câmara de Vereadores referente ao exercício financeiro de 2009, quando estava à frente do executivo municipal.

Na decisão, a juíza Gláucia Helen Maia de Almeida condenou, ainda, a ex-prefeita ao pagamento de multa civil no valor de 20 vezes o valor de sua remuneração à época em que exercia o cargo, além de proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, também pelo prazo de três anos.

As penalidades estão previstas no artigo 12 da Lei n° 8.429/92, a chamada Lei de Improbidade Administrativa.

Em sua defesa, Irene Soares admitiu que não fez a prestação de contas diretamente à Câmara de Vereadores e somente ao Tribunal de Contas do Estado, acrescentando que teria sido assessorada por advogados nesse sentido.

Para a juíza, no entanto, “a ausência de prestação de contas fere o princípio da publicidade que deve nortear a atividade dos gestores públicos, inviabilizando o controle dos gastos do administrador público, revelando imperiosa sua condenação”.