Assembleia aprova projeto de Othelino que institui o Dia Maranhense do Samba

O deputado estadual Othelino Neto foi o autor do projeto de Lei que instituiu o Dia Maranhense do Samba

O plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na sessão desta terça-feira (21), por unanimidade, projeto de Lei, de autoria do presidente em exercício, Othelino Neto (PCdoB), que institui o Dia Maranhense do Samba em 12 de Outubro. A matéria passou pela Comissão de Constituição e Justiça da Casa, onde recebeu parecer técnico pela constitucionalidade. O relator foi o deputado estadual Levi Pontes (PCdoB).

“O Maranhão é terra dos batuques, do Tambor de Crioula, que é reconhecido nacionalmente como avô do samba, terra da Turma da Mangueira, fundada na primeira metade do século passado, assim como terra dos Fuzileiros da Fuzarca de 1936, terra dos blocos tradicionais, uma forma ímpar de tocar samba e que só existe aqui. Portanto, nada mais justo do que estabelecer um dia para comemorarmos o nosso samba, pois trata-se de um reconhecimento”, justificou Othelino Neto.

Segundo o deputado, fazer samba no Maranhão não é inventar e sim apenas manter viva essa tradição. Ele citou a região do Munim, onde existe, até hoje preservado, o samba rural com uma levada própria, herdada dos nossos ancestrais da velha guarda como Felipe, Leonardo, Amaral, Apolônio, Messias, Cristóvão Colombo Alô Brasil, Antônio Vieira, Lopes Bogéa, Zé Pivô, Maestro João Carlos (pai de Alcione Nazaré, a Marrom), Caboclinho, Tabaco, Bibi Silva (pai do nosso poeta, o sambista César Teixeira), Sapinho, Luís de França, Patativa, Urubuzinho, Mascote e outros.

“Esse reconhecimento é vital em todos os sentidos, até para que as pessoas entendam que o samba também é uma manifestação do nosso Folclore, dos nossos folguedos, da nossa riqueza e diversidade cultural. Em suma, é legítimo e justo todo o apoio e incentivo ao samba maranhense para preservá-lo e fortalece-lo cada vez mais”, disse o deputado.

Othelino explicou que sugeriu o 12 de Outubro, pois nessa data, no ano de 1922, nascia Cristóvão Colombo Alô Brasil, sambista, improvisador, compositor, autêntico pierrot do Carnaval, uma legítima referência para todos os sambistas maranhenses e também por tratar-se de um dia que já é feriado (Nossa Senhora Aparecida e das Crianças), não causando transtorno para a economia e, portanto, quebrando qualquer resistência.

Projeto de Roberto Rocha prevê aval do Senado para escolhas de presidentes da Petrobras e BNDES

Sebador Roberto Rocha Foto:Ana Volpe/Agência Senado

Sebador Roberto Rocha
Foto:Ana Volpe/Agência Senado

A proposta que submete à aprovação do Senado a escolha dos presidentes da Petrobras e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) é o primeiro item na pauta da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI), que se reúne nesta quarta-feira (19).

O texto (PLS 271/2015) é do senador Roberto Rocha (PSB-MA), atualmente licenciado, e prevê que a escolha dos presidentes dos órgãos seja por voto secreto, após sabatina pública, como ocorre hoje na avaliação dos dirigentes das agências reguladoras.

O parlamentar argumenta que a importância das duas estatais para a economia brasileira e o papel que desempenham nas políticas governamentais confere grande relevância à escolha de seus mandatários.

“A Petrobras, mesmo depois dos recentes problemas estruturais e de governança que enfrenta, que levaram à significativa desvalorização de seu valor de mercado, ainda é a maior empresa brasileira e uma das maiores do mundo”, observa Roberto Rocha.

Rocha ressalta ainda que o BNDES tem ativo superior ao do Banco Mundial e 3,5 vezes maior que o do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). Além disso, completa, o banco é o principal instrumento da política de investimento do governo federal, estimulando a iniciativa privada e o setor público nos empreendimentos de interesse nacional.

O projeto tem parecer favorável de Acir Gurgacz (PDT-RO), que está licenciado do Senado. No relatório, ele critica a forma atual de escolha dos presidentes das duas estatais, por nomeação presidencial. Para Acir, os casos de corrupção e de má gestão na Petrobras e a falta de transparência nas ações do BNDES justificam o crivo do Senado na escolha dos dirigentes.

Depois do exame pela CI, o projeto segue para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde será votado em decisão terminativa.

Lideranças de Bequimão pedem apoio a Zé Inácio na implantação de projetos no Município

Deputado reuniu-se com lideranças no final de semana

Deputado reuniu-se com lideranças no final de semana

O deputado  estadual, Zé Inácio (PT), reuniu-se, neste final de semana, com lideranças comunitárias de vários povoados do município de Bequimão. Entre eles, estavam representantes das associações do Areal, Santa Teresa, Vitório, Monte Alegre e Marajá.

As lideranças solicitaram apoio do parlamentar na implantação de projetos para a comunidade com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e o caminho de acesso. Entre as demandas estavam a construção de poços artesianos e a recuperação de barragens.

Ribeirinhos

O deputado Zé Inácio (PT) também se reuniu com Movimentos de Ribeirinhos e Litorâneos de Bequimão (Morilibe).

Durante o encontro, os ribeirinhos discutiram com o parlamentar  a construção de canais para a retenção de água no período de estiagem, favorecendo a criação de peixes e produção agrícola.

Maranhão está na vanguarda do desenvolvimento, diz Mangabeira

Mangabeira esteve reunido com o governador Flávio Dino e seu secretariado

Mangabeira esteve reunido com o governador Flávio Dino e seu secretariado

O ministro  de Assuntos Estratégicos do governo Dilma Rosseff,  Mangabeira Unger, afirmou, na manhã desta sexta-feira (17), durante agenda no Estado, que o Maranhão está na vanguarda da construção de políticas públicas com uma agenda de desenvolvimento alinhada à política nacional.

Ao lado do governador Flávio Dino e do secretariado, Mangabeira Unger conheceu os projetos do governo voltados para o desenvolvimento sócio-econômico do Estado. Durante explanação sobre estratégias de desenvolvimento brasileiro, Unger destacou a diversidade produtiva, a capacitação, a qualificação dos serviços públicos e a reestruturação do Estado como pilares para garantir o desenvolvimento com inclusão social no país.

O governador ressaltou a importância do Estado estar inserido na agenda de desenvolvimento do país baseada em políticas regionais de integração. “Estamos engajados neste esforço de construir um Nordeste melhor e, consequentemente, o Maranhão faz parte deste desenvolvimento”, afirmou.

O ministro Mangabeira reiterou a importância da diversificação produtiva para a agenda de desenvolvimento da região.