Situação de nove partidos segue indefinida

Das nove legendas que se encontram nessa situação estão: Rede Sustentabilidade, Democracia Cristã, PCB, PCO, PMB, PMN, PRTB, PSTU e PTC

Dos 14 partidos que não obtiveram votos suficientes para passar pela Cláusula de Barreira, pelo menos nove partidos ainda não definiram seus futuros. As legendas ainda negociam fusões ou incorporações para voltar a ter acesso ao tempo de TV e ao Fundo Partidário.

Das nove legendas que se encontram nessa situação estão: Rede Sustentabilidade, Democracia Cristã, PCB, PCO, PMB, PMN, PRTB, PSTU e PTC.

A situação da Rede é a mais delicada, de acordo com as regras eleitorais, o STE não permite a fusão ou incorporação de legendas com menos de cinco anos de fundação. A legenda teve seu registro reconhecido apenas em 2015.

Outras legendas já fecharam acordos e com as incorporações voltam a ter o status de partido novamente. PCdoB incorporou o PPL, o Patriota incorporou o PRP. Já o PHS vai ser incorporado pelo Podemos, leganda que passou pela Cláusula.

Deputados têm até dia 31 janeiro para definir seus novos partidos

Os próximos dias serão agitados com os anúncios dos novos partidos pelos deputados maranhenses citados, as negociações andam a todo vapor

Pelo menos cinco deputados maranhenses entram em 2019 sem definição sobre quais partidos deverão se filiar. A necessidade de uma nova filiação passa pela problemática que os partidos pelos quais se elegeram não obtiveram votos suficientes para passar pela Cláusula de Barreira.

Os deputados precisam anunciar até o dia 31 de janeiro seus novos partidos, pois, no caso dos deputados federais, os trabalhos na Câmara dos Deputados serão iniciados dia 1º de fevereiro.

Os deputados estaduais que devem anunciar seus novos partidos são: Dr. Leonardo Sá e Felipe dos Pneus, que foram eleitos pelo PRTB; e Wendell Lages, que foi eleitos pelo PMN.

Já no caso dos deputados federais, Eduardo Braide e Pastor Gildenemyr, ambos eleitos pelo PMN, encontram-se na mesma situação.

Os próximos dias serão agitados com os anúncios dos novos partidos pelos deputados maranhenses citados, as negociações andam a todo vapor.

12 partidos continuam sem definição após Cláusula de Barreira

Uma das soluções para os 14 partidos que não obtiveram êxito na última eleição é a proposta de fusão com outros partidos

Dos 35 partidos registrados no Tribunal Superior Eleitoral, 14 legendas não passaram pela Cláusula de Barreira aprovada na última reforma política. Desses, apenas 21 continuarão recebendo recursos do Fundo Partidário e terão acesso ao tempo no rádio e na TV.

Uma das soluções para os 14 partidos que não obtiveram êxito na última eleição é a proposta de fusão com outros partidos. Foi o que PCdoB e PPL aprovaram na noite de domingo (2).

O PCdoB continuará com o número e nome da legenda, por sua vez irá incorporar o a estrutura do PPL. Os partidos foram os primeiros a apresentarem soluções para suas militâncias após os resultados da cláusula de barreira.

Outros 12 partidos ainda continuam sem definição sobre qual a melhor estratégia. Entre os partidos estão: PHS, PRP, PRTB, PMN, PTC, PMB, PCB, PSTU, PCO, Patriotas, Rede Sustentabilidade e Democracia Cristã.

As tratativas precisam ser decididas até o início do trabalho legislativo em fevereiro de 2019 e para que sejam definidos os melhores caminhos para os políticos dessas legendas.

Propaganda do PRTB esconde Maura Jorge

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha

A campanha televisiva do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), iniciada desde o dia 31 de agosto, não mostra a candidata ao governo do Estado, Maura Jorge (PSL)

Mesmo com a coligação do PRTB com o PSL, o partido comandado pelo empresário Márcio Coutinho preferiu esconder o nome de Maura Jorge.

No lugar de Maura Jorge, a campanha da TV mostra o nome e o número do senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição da coligação de Roseana Sarney.

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha.

Anúncio dos candidatos a deputado estadual e federal de Maura Jorge causa ruídos na coligação do PSL

Candidatos a deputado estadual e federal da coligação reclamam da falta de apoio que a candidata vem dando aos correligionários

Causou estranheza, nos bastidores da política, inclusive dentro do próprio PSL, o evento em que a candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL), apresentou seus candidatos a deputado estadual e federal.

Em uma carreata realizada na cidade de Lago da Pedra, no último domingo (12), Maura Jorge apresentou os nomes de seus candidatos as eleições proporcionais. Para a Assembleia Legislativa, Maura Jorge vai apoiar Fábio Macedo (PDT), que é da base de sustentação do governador Flávio Dino (PCdoB), para a Câmara dos Deputados, Maura Jorge vai apoiar Aluísio Mendes (Podemos), que está na coligação de Roberto Rocha (PSDB).

Vale lembrar que, há menos de duas semanas, Maura Jorge teceu duras críticas a Aluísio Mendes. O deputado levou o Podemos para a coligação de Roberto Rocha, o que inviabilizou sua candidatura de Maura Jorge, em relação ao tempo de TV.

O apoio aos dois deputados que não são da sua base de sustentação causou um ruído dentro do próprio PSL e do PRTB. Candidatos a deputado estadual e federal da coligação reclamam da falta de apoio que a candidata vem dando aos correligionários.

Com evento esvaziado, Maura Jorge oficializa seu nome ao Governo do Estado

O PSL também chegou à disputa com brigas internas entre Maura e o presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho

A ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), teve seu nome oficializado como candidata ao Governo do Maranhão.

Filiada no mesmo partido do presidenciável Jair Bolsonaro, Maura Jorge chegou à convenção com sua candidatura esvaziada, ao perder o apoio do PHS, PMN, PSDC, Rede e Podemos para o candidato do PSDB, Roberto Rocha.

O tenente-coronel Roberto Filho será o candidato a vice-governador na chapa de Maura Jorge. Para o Senado, o PSL anunciou o nome de Samuel de Itapecuru para a disputa.

O PRTB anunciou apoio a Maura, mas membros do próprio partido protestaram no evento. O pré-candidato a deputado estadual Carioca usou o microfone para tecer duras críticas ao presidente do PRTB, o advogado Márcio Coutinho, e foi motivo de vaias por aliados de Maura Jorge.

O PSL também chegou à disputa com brigas internas entre Maura e o presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho. A perda do apoio de vários partidos se deu pela intransigência do presidente da legenda o que enfraqueceu o nome de Maura Jorge.

Oito partidos políticos seguem indefinidos nas eleições no Maranhão

Apesar de serem considerados pequenos, os partidos em questão, juntos, ainda detêm quase um minuto do horário gratuito eleitoral

Faltando poucos dias para o fim das convenções partidárias, oito partidos seguem indefinidos sobre com quem estarão na corrida estadual.

Apesar de serem considerados pequenos, os partidos em questão, juntos, ainda detêm quase um minuto do horário gratuito eleitoral, por isso a disputa dos grupos políticos pela confirmação do apoio.

O PSC, presidido pelo deputado estadual Léo Cunha, segue conversando com o grupo liderado pelo senador Roberto Rocha (PSDB) e com a ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Mas uma possível aliança com o governador Flávio Dino (PCdoB) não é descartada.

Presidido pelo deputado estadual Eduardo Braide, o PMN é tido como certo na coligação de Maura Jorge (PSL), mas pela aproximação com o pré-candidato ao Senado, o deputado federal José Reinaldo, uma aliança com Roberto Rocha pode ser concretizada até o final das convenções.

O Avante, legenda comandada pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, ainda não fechou questão sobre quem irá apoiar nas eleições de 2018.

A Rede Sustentabilidade no Maranhão, também é outro partido que ainda não definiu seu caminho nas eleições estaduais. Uma aliança com o deputado estadual Eduardo Braide foi ventilada, mas com a não confirmação de seu nome na disputa, o caminho mais viável é o apoio ao governador Flávio Dino.

Os partidos PHS, PRTB, Democracia Cristã (antigo PSDC) e o Podemos, ainda seguem indefinidos se apoiarão a candidatura de Maura Jorge ou Roseana Sarney.

Márcio Coutinho aproxima-se ainda mais de Maura Jorge às vésperas das Convenções

Márcio Coutinho mostra que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB

Deixando de lado todas as críticas dirigidas ao PRTB nos últimos dias, Márcio Coutinho, presidente estadual da legenda, aproximou-se ainda mais da pré-candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL).

Márcio Coutinho acompanhou Maura em agendas nas cidades de Presidente Dutra, Grajaú e Formosa da Serra Negra, mostrando que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB.

Leia mais: Maura Jorge marca convenção para o dia 28

Nos últimos dias, Coutinho, apadrinhado de Edison Lobão (MDB), sofreu pressão para que o PRTB saia da coligação de Maura Jorge e apoie a pré-candidatura de Roseana Sarney.

Defendendo que sua pré-candidatura a deputado federal não seja ameaçada e que os pré-candidatos a deputados estaduais da legenda não sirvam de bucha de canhão para deputados do MDB e PV, Coutinho insiste no apoio do PRTB à Maura Jorge e pode sentir a ira do grupo Sarney.

 

Leia mais: Grupo Sarney trabalha para esvaziar pré-candidatura de Maura Jorge

Leia mais: PSTU fará convenção no dia 26 para oficializar Ramon Zapata ao Governo

Roseana e Edison Lobão em uma “sinuca de bico”

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney

Chamou atenção a passagem da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) pela cidade de Vargem Grande.

Com dificuldades para reunir a população em sua pré-campanha, Roseana fez um encontro com simpatizantes em um clube de festas na cidade.

Leia mais: O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

Após o encontro, a ex-governadora resolveu inovar em suas andanças pelo Maranhão e jogou sinuca com o senador Edison Lobão (MDB). Sem demonstrar nenhuma intimidade com o jogo, Roseana e Lobão não terminaram a disputa.

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney. Lobão tem a antipatia da ala do MDB, Roseana é desprezada pelo PRTB, de Márcio Coutinho, apadrinhado de Lobão.

 

Leia mais: Agro é Pop! Maranhão mantém recorde na produção de grãos para 2018

Leia mais: Entre os candidatos de todo o Brasil, só Flávio Dino e Rui Costa têm mais de 50% nas pesquisas