Propaganda do PRTB esconde Maura Jorge

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha

A campanha televisiva do Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB), iniciada desde o dia 31 de agosto, não mostra a candidata ao governo do Estado, Maura Jorge (PSL)

Mesmo com a coligação do PRTB com o PSL, o partido comandado pelo empresário Márcio Coutinho preferiu esconder o nome de Maura Jorge.

No lugar de Maura Jorge, a campanha da TV mostra o nome e o número do senador Edison Lobão (MDB), candidato à reeleição da coligação de Roseana Sarney.

Mesmo falando em alcançar a vaga no segundo turno, Maura Jorge vem tendo muitas dificuldades para prosseguir com sua campanha.

Anúncio dos candidatos a deputado estadual e federal de Maura Jorge causa ruídos na coligação do PSL

Candidatos a deputado estadual e federal da coligação reclamam da falta de apoio que a candidata vem dando aos correligionários

Causou estranheza, nos bastidores da política, inclusive dentro do próprio PSL, o evento em que a candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL), apresentou seus candidatos a deputado estadual e federal.

Em uma carreata realizada na cidade de Lago da Pedra, no último domingo (12), Maura Jorge apresentou os nomes de seus candidatos as eleições proporcionais. Para a Assembleia Legislativa, Maura Jorge vai apoiar Fábio Macedo (PDT), que é da base de sustentação do governador Flávio Dino (PCdoB), para a Câmara dos Deputados, Maura Jorge vai apoiar Aluísio Mendes (Podemos), que está na coligação de Roberto Rocha (PSDB).

Vale lembrar que, há menos de duas semanas, Maura Jorge teceu duras críticas a Aluísio Mendes. O deputado levou o Podemos para a coligação de Roberto Rocha, o que inviabilizou sua candidatura de Maura Jorge, em relação ao tempo de TV.

O apoio aos dois deputados que não são da sua base de sustentação causou um ruído dentro do próprio PSL e do PRTB. Candidatos a deputado estadual e federal da coligação reclamam da falta de apoio que a candidata vem dando aos correligionários.

Com evento esvaziado, Maura Jorge oficializa seu nome ao Governo do Estado

O PSL também chegou à disputa com brigas internas entre Maura e o presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho

A ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), teve seu nome oficializado como candidata ao Governo do Maranhão.

Filiada no mesmo partido do presidenciável Jair Bolsonaro, Maura Jorge chegou à convenção com sua candidatura esvaziada, ao perder o apoio do PHS, PMN, PSDC, Rede e Podemos para o candidato do PSDB, Roberto Rocha.

O tenente-coronel Roberto Filho será o candidato a vice-governador na chapa de Maura Jorge. Para o Senado, o PSL anunciou o nome de Samuel de Itapecuru para a disputa.

O PRTB anunciou apoio a Maura, mas membros do próprio partido protestaram no evento. O pré-candidato a deputado estadual Carioca usou o microfone para tecer duras críticas ao presidente do PRTB, o advogado Márcio Coutinho, e foi motivo de vaias por aliados de Maura Jorge.

O PSL também chegou à disputa com brigas internas entre Maura e o presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho. A perda do apoio de vários partidos se deu pela intransigência do presidente da legenda o que enfraqueceu o nome de Maura Jorge.

Oito partidos políticos seguem indefinidos nas eleições no Maranhão

Apesar de serem considerados pequenos, os partidos em questão, juntos, ainda detêm quase um minuto do horário gratuito eleitoral

Faltando poucos dias para o fim das convenções partidárias, oito partidos seguem indefinidos sobre com quem estarão na corrida estadual.

Apesar de serem considerados pequenos, os partidos em questão, juntos, ainda detêm quase um minuto do horário gratuito eleitoral, por isso a disputa dos grupos políticos pela confirmação do apoio.

O PSC, presidido pelo deputado estadual Léo Cunha, segue conversando com o grupo liderado pelo senador Roberto Rocha (PSDB) e com a ex-governadora Roseana Sarney (MDB). Mas uma possível aliança com o governador Flávio Dino (PCdoB) não é descartada.

Presidido pelo deputado estadual Eduardo Braide, o PMN é tido como certo na coligação de Maura Jorge (PSL), mas pela aproximação com o pré-candidato ao Senado, o deputado federal José Reinaldo, uma aliança com Roberto Rocha pode ser concretizada até o final das convenções.

O Avante, legenda comandada pelo prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, ainda não fechou questão sobre quem irá apoiar nas eleições de 2018.

A Rede Sustentabilidade no Maranhão, também é outro partido que ainda não definiu seu caminho nas eleições estaduais. Uma aliança com o deputado estadual Eduardo Braide foi ventilada, mas com a não confirmação de seu nome na disputa, o caminho mais viável é o apoio ao governador Flávio Dino.

Os partidos PHS, PRTB, Democracia Cristã (antigo PSDC) e o Podemos, ainda seguem indefinidos se apoiarão a candidatura de Maura Jorge ou Roseana Sarney.

Márcio Coutinho aproxima-se ainda mais de Maura Jorge às vésperas das Convenções

Márcio Coutinho mostra que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB

Deixando de lado todas as críticas dirigidas ao PRTB nos últimos dias, Márcio Coutinho, presidente estadual da legenda, aproximou-se ainda mais da pré-candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL).

Márcio Coutinho acompanhou Maura em agendas nas cidades de Presidente Dutra, Grajaú e Formosa da Serra Negra, mostrando que não se importa com o bombardeio dirigido por alas do MDB contra a postura do PRTB.

Leia mais: Maura Jorge marca convenção para o dia 28

Nos últimos dias, Coutinho, apadrinhado de Edison Lobão (MDB), sofreu pressão para que o PRTB saia da coligação de Maura Jorge e apoie a pré-candidatura de Roseana Sarney.

Defendendo que sua pré-candidatura a deputado federal não seja ameaçada e que os pré-candidatos a deputados estaduais da legenda não sirvam de bucha de canhão para deputados do MDB e PV, Coutinho insiste no apoio do PRTB à Maura Jorge e pode sentir a ira do grupo Sarney.

 

Leia mais: Grupo Sarney trabalha para esvaziar pré-candidatura de Maura Jorge

Leia mais: PSTU fará convenção no dia 26 para oficializar Ramon Zapata ao Governo

Roseana e Edison Lobão em uma “sinuca de bico”

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney

Chamou atenção a passagem da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) pela cidade de Vargem Grande.

Com dificuldades para reunir a população em sua pré-campanha, Roseana fez um encontro com simpatizantes em um clube de festas na cidade.

Leia mais: O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

Após o encontro, a ex-governadora resolveu inovar em suas andanças pelo Maranhão e jogou sinuca com o senador Edison Lobão (MDB). Sem demonstrar nenhuma intimidade com o jogo, Roseana e Lobão não terminaram a disputa.

A disputa pode ser muito bem comparada ao momento dos antigos aliados que travam uma briga silenciosa no grupo Sarney. Lobão tem a antipatia da ala do MDB, Roseana é desprezada pelo PRTB, de Márcio Coutinho, apadrinhado de Lobão.

 

Leia mais: Agro é Pop! Maranhão mantém recorde na produção de grãos para 2018

Leia mais: Entre os candidatos de todo o Brasil, só Flávio Dino e Rui Costa têm mais de 50% nas pesquisas

Reeleição de Edison Lobão ameaçada

Com a decisão do PRTB de caminhar na coligação com Maura Jorge, deputados do MDB, PV e PSD ameaçam boicotar a candidatura de Edison Lobão

O senador Edison Lobão (MDB) pode estar com sua reeleição ao Senado Federal ameaçada. Se não bastasse a candidatura de nomes mais jovens e ligados à “renovação política” – tão defendidas pela população – ele pode ter sua reeleição prejudicada por integrantes do seu próprio partido.

Padrinho político de Márcio Coutinho, presidente do PRTB, Edison Lobão sente a ira de políticos do MDB por ver o PRTB indo para a coligação de Maura Jorge (PSL) ao invés de Roseana Sarney (MDB).

Leia mais: O Globo mostra a “chapa centenária” do grupo Sarney

Deputados do MDB, PV e PSD afirmam que muitos pré-candidatos foram levados ao PRTB com a garantia de que o partido estaria com Roseana Sarney. Márcio Coutinho afirma que seus pré-candidatos não servirão de escada para a eleição de velhas figuras da política.

Com a decisão do PRTB de caminhar na coligação com Maura Jorge, deputados do MDB, PV e PSD ameaçam boicotar a candidatura de Edison Lobão, muitos já estão com conversas com o pré-candidato Weverton Rocha (PDT).

A briga no grupo Sarney está grande e pode aumentar ainda mais nos próximos dias com a realização das convenções.

 

Leia mais: Partidos dão início às convenções para escolha de candidatos nas Eleições 2018

MDB fará sua convenção dia 29 de julho

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado

O grupo Sarney vai realizar sua convenção partidária dia 29 de julho. A convenção vai oficializar a candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) para o Governo do Estado e as candidaturas de Edison Lobão (MDB) e de Sarney Filho (PV) para o Senado Federal.

De acordo com as articulações, o grupo Sarney espera oficializar o apoio de outros partidos como o PSD, PV e PMB. O PSDC e o PRTB podem aumentar o número de partidos aliados.

Leia mais: Partidos da base de sustentação de Flávio Dino farão grande Convenção no próximo dia 28

A convenção será a oportunidade do grupo Sarney, finalmente, anunciar quem será o nome para ocupar a vaga de candidato a vice-governador. Os nomes do senador João Alberto (MDB), do ex-deputado Chiquinho Escórcio (MDB) e do Pastor Pedro Lindoso (PSC) são cotados para a vaga.

O grupo Sarney aposta na candidatura de Roseana para voltar ao domínio do governo do estado.

 

Leia mais: Convenção do PSDB já tem data marcada

Leia mais: Saiba quem são os seis pré-candidatos ao Governo do Maranhão

Grupo Sarney trabalha para esvaziar pré-candidatura de Maura Jorge

A primeira ação foi garantir a destituição do suplente de senador, Pastor Bell, do PSDC. A segunda atitude é operar via Edison Lobão (MDB), para que o PRTB, de Márcio Coutinho, não apoie Maura Jorge

O grupo político liderado pelo ex-presidente José Sarney (MDB) parece estar determinado em esvaziar, o máximo possível, a pré-candidatura de Maura Jorge (PSL).

Com o apoio declarado do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), o grupo Sarney estaria temendo que Maura cresça nas pesquisas de intenção de votos, devido à popularidade nas redes sociais de Bolsonaro, ameaçando a pré-candidatura de Roseana.

O temor é que Maura Jorge ganhe a parcela de votos das pessoas que não votam no atual governo e nem em representantes de governos passados, como Roseana.

Leia mais: O PT maranhense e sua eterna indecisão…

A primeira ação foi garantir a destituição do suplente de senador, Pastor Bell, do PSDC. A segunda atitude é operar via Edison Lobão (MDB), para que o PRTB, de Márcio Coutinho, não apoie Maura Jorge, como é o desejo da maioria dos pré-candidatos a deputados.

Por último e bem mais complicado, o grupo Sarney estaria articulando para que o Podemos, partido com maior tempo de TV no arco de possíveis alianças de Maura Jorge, não apoie a pré-candidata e declare voto a Roseana. Para isso, o grupo Sarney argumenta para Aluísio Mendes, presidente do Podemos, que sua eleição de deputado federal em 2014, só foi possível, graças ao apoio de Roseana Sarney.

Esbanjando confiança no seu evento ao lado de Jair Bolsonaro, em São Luís, Maura Jorge pode chegar à convenção com apenas o seu partido e olhar seu sonho de ganhar o Governo do Estado, bem mais longe.