Othelino Neto é eleito, por unanimidade, presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão

O deputado comunista, formado em Economia e Jornalismo, tem pós-graduação em Marketing Político e começou cedo na militância

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) foi eleito, na manhã desta sexta-feira (1º), presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, para o biênio 2019-2020 (19º Legislatura). Ele cumprirá o segundo mandato à frente do Legislativo Estadual. A eleição aconteceu no Plenário Nagib Haickel, logo após a solenidade de posse dos 42 deputados.

Othelino integrava a chapa “Igualdade e Democracia”, composta, também, pelos deputados Glalbert Cutrim (1º vice-presidente), Detinha (2ª vice-presidente), Dra. Thaíza Hortegal (3ª vice-presidente), Roberto Costa (4º vice-presidente), Andreia Rezende (1ª secretária), Cleide Coutinho (2ª secretária), Pará Figueiredo (3º secretário) e Daniella Tema (4º secretário).

O deputado comunista, formado em Economia e Jornalismo, tem pós-graduação em Marketing Político e começou cedo na militância. Os primeiros passos na política foram dados ainda na juventude, na Universidade Federal do Maranhão, onde ele foi dirigente acadêmico do curso de Jornalismo.

Em 2010, Othelino Neto candidatou-se a deputado estadual pelo Partido Popular Socialista (PPS), obtendo 29.701 votos e permanecendo na suplência. No entanto, assumiria o cargo em 2012, definitivamente.

Na eleição de 2014, ele foi eleito pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) com 30.196 votos. Na composição da Mesa-Diretora, foi escolhido entre os colegas de parlamento como 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa. Mais tarde, com o falecimento do deputado Humberto Coutinho, então presidente do Legislativo Estadual, passaria a ocupar o cargo de presidente. A solenidade de posse aconteceu em 4 de janeiro de 2018.

Nas últimas eleições, em outubro de 2018, Othelino Neto foi candidato pelo PCdoB e obteve 60.386 votos, totalizando 1,86% dos votos válidos e sendo o quinto candidato mais votado do Maranhão.

Plenário elege Mesa Diretora para primeiro biênio da 19ª Legislatura

A nova Mesa Diretora, inscrita em chapa única, intitulada “Igualdade e Democracia”, foi eleita com o voto unânime de todos os 42 deputados

Os deputados empossados para a 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa do Maranhão elegeram, na manhã desta sexta-feira (1º), os membros da Mesa Diretora para o o biênio 2019-2020. A nova Mesa Diretora, inscrita em chapa única, intitulada “Igualdade e Democracia”, foi eleita com o voto unânime de todos os 42 deputados.

Da mesma forma que a cerimônia de posse dos deputados, a sessão de eleição da Mesa Diretora foi presidida pelo deputado Rigo Teles (PV), pelo fato de ser o parlamentar com o maior número de mandatos na Casa.

Todos os 42 deputados participaram da votação, em chapa única. Após a proclamação do resultado, a nova Mesa Diretora, encabeçada pelo deputado Othelino Neto (PCdoB), foi declarada empossada. Eis a composição:

– Presidente – Othelino Neto (PCdoB)

– 1º vice-presidente – Glalbert Cutrim (PDT)

– 2º vice-presidente – Detinha (PR)

– 3º vice-presidente – Dra. Thaiza Hortegal (PP)

– 4º vice-presidente – Roberto Costa (MDB)

– 1ª secretária – Andréia Rezende (DEM)

– 2ª secretária – Dra. Cleide Coutinho (PDT)

3º secretário – Pará Figueiredo (PSL)

– 4ª secretária – Daniella Tema (DEM)

Transmissão ao vivo

A cerimônia de posse dos deputados e a eleição da Mesa Diretora foram transmitidas, ao vivo, pela TV Assembleia (canal aberto 51.2 / 17 TVN) e pelo site www.al.ma.leg.br/tv. Os internautas também podem acompanhar a cobertura das solenidades pelas redes sociais da TV Assembleia e Agência Assembleia.

Deputados fecham chapa “Democracia e Igualdade” com Othelino presidente

Com seu espírito conciliador e trabalho reconhecido na presidência da Alema, o atual presidente, Othelino Neto, deverá ser reconduzido ao cargo

Com a posse dos deputados estaduais e a eleição para a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Maranhão marcada para esta sexta-feira (1), o presidente Othelino Neto (PCdoB) fechou a chapa Democracia e Igualdade que será registrada pela manhã. Ele reuniu o grupo na tarde desta quinta-feira, 31.

A eleição para a Mesa Diretora caminha para ser decidida com tranquilidade. Com seu espírito conciliador e trabalho reconhecido na presidência da Alema, o atual presidente, Othelino Neto, deverá ser reconduzido ao cargo.

Com seu espírito conciliador e trabalho reconhecido na presidência da Alema, o atual presidente, Othelino Neto, deverá ser reconduzido ao cargo

Com articulações que contemplam todos os blocos parlamentares, a Mesa Diretora está praticamente fechada, faltando apenas a definição do bloco de oposição. No encontro, foram apresentado os parlamentares que deverão ser eleitos nesta sexta-feira.

Integrantes da chapa única “Democracia e Igualdade”:

Presidente – Othelino Neto (PCdoB)

1º Vice-Presidente – Glalbert Cutrim (PDT)

2º Vice-Presidente – Detinha (PR)

3º Vice-Presidente – Thaísa Hortegal (PP)

4º Vice-Presidente – destinado ao bloco de oposição

1ª Secretaria – Andréia Martins Resende (DEM)

2ª Secretaria – Dra. Cleide Coutinho (PSB)

3ª Secretaria – Pará Figueirêdo (PSL)

4ª Secretaria – Daniella Tema (DEM)

O deputado Roberto Costa (MDB) é candidato ao cargo de 4o Vixe-Presidente, mas como não foi indicado pelo bloco de oposição, por enquanto, concorre avulso. Mas pode ser incluído até minutos antes da eleição, se houver entendimento.

Assembleia Legislativa concede título de “Cidadã Maranhense” à apresentadora Paulinha Lobão

A condecoração foi entregue mediante requerimento de autoria do deputado Roberto Costa (MDB)

Em sessão solene realizada na manhã desta terça-feira (18), a Assembleia Legislativa concedeu o título de “Cidadã Maranhense” à jornalista e apresentadora Paula Studart Quintas Lobão, natural de Brasília (DF), mais conhecida como Paulinha Lobão. A condecoração foi entregue mediante requerimento de autoria do deputado Roberto Costa (MDB).

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Othelino Neto (PCdoB), conduziu os trabalhos da sessão solene, iniciada com a execução do Hino Nacional e exibição de um vídeo com retrospectiva da vida da homenageada.

O deputado Roberto Costa, autor da proposição, iniciou o discurso na tribuna destacando a intensa vida profissional da apresentadora, assinalando que se trata de uma pessoa apaixonada pelo Maranhão, onde construiu sua família e carreira de sucesso na TV. A brasiliense Paulinha Lobão fixou residência em São Luís após casar-se com o suplente de senador e empresário Lobão Filho. No início dos anos 2000, iniciou a carreira como apresentadora de TV, no segmento de entretenimento.

Roberto Costa frisou que Paulinha Lobão, apresentadora do Programa Algo Mais, é fundadora e diretora do “Núcleo Algo Mais de Produção”, no Sistema Difusora de Comunicação. Atualmente, acrescentou o deputado, o programa “Algo Mais” é exibido todos os sábados, a partir do meio-dia, ao vivo, com elevados índices de audiência.

O deputado frisou ainda que Paulinha Lobão possui uma linguagem popular, jovem e descontraída, voltada a temas de interesse público (informação, games e atrações musicais), de censura livre, recebendo em seu programa convidados especiais locais e nacionais.

Sempre atenta às dificuldades enfrentadas pela população maranhense, Paulinha também realiza trabalhos de ações sociais voltados a quem mais precisa, por meio de quadros como o “Semente do Bem” e o “Caiu do Céu” (campeão de cartas na emissora).

Em 2003, ela recebeu o título de “Cidadã Ludovicense”, pela Câmara Municipal de São Luís, e em dezembro de 2011, o Prêmio The Best “Em Cena”, na categoria Personalidades, promovido pelo colunista social Nedilson Machado. Foi eleita, por dois anos consecutivos, “Apresentadora do Ano” pelo Congresso de Radialistas e Jornalistas do Maranhão.

Roberto Costa ressaltou que Paulinha Lobão é hoje o mais destacado nome do rádio e da televisão maranhense: “Trata-se de uma profissional com quase duas décadas de um trabalho dedicado, ousado e obstinado em favor do povo da nossa terra”, frisou o parlamentar.

Em seguida, Paulinha Lobão ocupou a tribuna, onde proferiu discurso de agradecimento à Assembleia Legislativa, e especialmente ao deputado Roberto Costa.

Ao encerrar a sessão, o deputado Othelino Neto, falando em nome de todos os deputados da Casa, frisou que a concessão do título de “Cidadã Maranhense” foi aprovada, por unanimidade, pelo Plenário da Assembleia Legislativa como expressão de uma homenagem do povo do Maranhão.

Participaram da cerimônia o empresário Edison Lobão Filho, na condição de representante do senador Edison Lobão, o desembargador Jorge Rachid, o ex-deputado Joaquim Haickel e diversos profissionais da área da comunicação. A sessão solene, além de amigos e familiares, contou também com a presença de grande número de artistas e intelectuais.

Disputa pelo comando do MDB no Maranhão promete ser acirrada

A ex-governadora Roseana Sarney afirmou a aliados que deseja disputar o comando

A eleição para o novo comando do MDB maranhense promete ser bastante acirrada entre as lideranças mais velhas do partido e a ala jovem. Com o fim do mandato do atual presidente, o senador João Alberto, e com o desejo de não mais disputar o comando da sigla no estado, vários políticos da legenda já se colocam na disputa para sucedê-lo.

A ex-governadora Roseana Sarney afirmou a aliados que deseja disputar o comando. Derrotada pelo governador Flávio Dino (PCdoB) na última eleição, Roseana terá resistência da classe jovem do partido, que defende a renovação dos quadros do partido.

As informações mostram que os jovens políticos Roberto Costa, Assis Filho e André Campos entrarão na disputa para promoverem uma renovação tão debatida nos últimos anos. Os números das urnas mostram que o MBD maranhense saiu totalmente fragilizafado e que suas velhas lideranças não conseguem mais aglutinar o apoio popular.

Outro que se coloca na disputa é o deputado federal Hildo Marques, que também prega a necessidade do partido renovar o comando de sua executiva no estado.

A briga pelo comando da legenda deve movimentar o partido nos próximos meses e outras figuras do grupo Sarney, mas que são de outros partidos prometem entrar na briga. É aguardar para ver…

Lobão coloca-se como um dos responsáveis pela aprovação do voto aos 16 anos

Poder votar foi um sonho dos jovens nos anos 1980

O senador Edison Lobão (MDB) participou do comício de inauguração do comitê do deputado estadual Roberto Costa, no bairro de Santa Bárbara, em São Luís, no último domingo (9). Em meio aos jovens, ele relembrou que votou a favor da lei que estabelece o voto facultativo a eles a partir dos 16 anos.

“Em 1991, o João Alberto chegou pra mim e disse: Lobão você deve levar com você, em suas viagens ao interior, sempre, um jovem. E indicou um jovem. Quem era este jovem que me acompanhava nas viagens? Roberto Costa, um jovem de 17 anos que andava comigo no interio, e agora, está fazendo jus à vida política, dando voz ao povo em nosso Estado”, relembrou Lobão, ao lado de lideranças locais para destacar o hoje deputado.

Poder votar foi um sonho dos jovens nos anos 1980. Depois de pressionar a sociedade e parlamentares, articulados em entidades como a União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (UBES) e a União Brasileira dos Estudantes (UNE), a conquista veio com uma emenda aprovada pelos deputados constituintes com 355 votos, ante 98 contrários e 38 abstenções.

Após décadas de ditadura militar, a Assembleia Constituinte era formada por parlamentares escolhidos, especialmente, para criar a nova Constituição Brasileira, esta que vale até hoje, chamada “Constituição Cidadã”.

O voto é obrigatório para os adultos a partir de 18 anos e facultativo para cidadãos a partir de 16 anos e acima de 70. Dando oportunidade para que os jovens possam participar das decisões políticas, elegendo seus representantes para tomar as decisões apropriadas para o Brasil.

TSE determina novas eleições municipais em Bacabal

Zé Vieira aguarda aguarda a publicação da decisão do TSE, que determinará ao presidente da Câmara Municipal de Bacabal que assuma a prefeitura e convoque nova eleição dentro de 30 dias

O Tribunal Superior Eleitoral decidiu afastar em definitivo Zé Vieira do cargo de prefeito. Na decisão, também foi determinado que o município de Bacabal, passará por novas eleições ainda este ano. O relator do caso foi o ministro Luiz Fux e a decisão foi unânime. A data do novo pleito ainda será divulgada.

José Vieira Lins, mais conhecido como Zé Vieria, do partido Progressistas, foi eleito com 20.671 votos em 2016, mas já entrou na disputa eleitoral condenado por improbidade administrativa e enriquecimento ilícito em julgamento feito pelo Tribunal de Justiça do Maranhão, em 2016, antes da eleição. A decisão foi confirmada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) em 2017. O segundo colocado foi o deputado estadual Roberto Costa (MDB), com 18.330 votos.

No dia 18 de outubro de 2017, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) condenou Zé Vieira por improbidade administrativa e danos ao erário público, sem direito a recurso. Essa foi primeira decisão do caso, que também suspendeu os direitos políticos de Zé Vieira por três anos.

Porém, no dia 31 de outubro de de 2017 a desembargadora Cleonice Freire concedeu tutela cautelar favorável a Zé Vieira, mesmo com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ). No entendimento da magistrada, a alternância administrativa causaria instabilidade política e social em Bacabal.

Como era uma decisão de Cleonice era liminar, foi necessário passar pelo relator do caso, desembargador José Ribamar Castro. No dia 01/11, o desembargador derrubou a liminar da desembargadora Cleonice Freire.

Em 03 de novembro de 2017 a desembargadora Nelma Sarney recolocou Zé Vieira no comando da prefeitura mais uma vez. Na decisão, ela afirma que o desembargador José de Ribamar Castro não tinha competência para julgar a questão, de acordo com o regimento interno da corte.

No dia 10 de novembro, o vice-presidente em exercício do Tribunal de Justiça do Maranhão, desembargador Antônio Fernando Bayma Araújo, determinou que deveria prevalecer a decisão do desembargador José Ribamar Castro.

Em 1º de dezembro, o desembargador Raimundo Melo determinou o retorno de José Vieira Lins à prefeitura da cidade, cassando os efeitos da decisão anterior.

No começo de 2018, no dia 5 de janeiro, a Câmara Municipal de Bacabal determinou o afastamento imediato de Zé Vieira. A decisão foi expedida pelo presidente da casa, Edvan Brandão de Farias. À época, o vice-prefeito de Bacabal, Florêncio Neto (PHS), quem assumiu.

Zé Vieira aguarda aguarda a publicação da decisão do TSE, que determinará ao presidente da Câmara Municipal de Bacabal que assuma a prefeitura e convoque nova eleição dentro de 30 dias. Nesse intervalo, Zé Vieira deve recorrer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Cuidado com o Carcará! Ele “pega, mata e come”…

Seguindo os "carcarás", Fábio Câmara poderá estar construindo o seu caminho para o ostracismo político

Seguindo os “carcarás”, Fábio Câmara poderá estar construindo o seu caminho para o ostracismo político

Há de se perguntar o que faz o vereador Fábio Câmara (PMDB), um parlamentar que a priori teria uma fácil reeleição para a Câmara Municipal, arriscar-se, politicamente, em uma disputa pela Prefeitura de São Luís com o apoio da queimada ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e do improdutivo senador João Alberto (PMDB), mais conhecido, nos bastidores, como “Carcará”, já que tem muito poucas chances de se eleger e tudo piora com os “padrinhos” que se deixou adotar. As últimas pesquisas realizadas o colocam em um patamar de 2% a 3%.

Claro que Fábio Câmara tem potencial de crescimento e ele apostará, sem dúvidas, no discurso duro contra o prefeito Edivaldo Holanda Jr (PDT), candidato à reeleição, para isso. Porém, o vereador precisa atentar para o fato de que, perdendo a eleição, estará sem mandato e à mercê do que decidirem João Alberto,  Roseana Sarney e cia, leia-se o grupo Sarney.

Sem mandato, Fábio Câmara correrá o sério risco de cair no ostracismo. E aí é que precisa lembrar do refrão de uma famosa música cantada pelo compositor maranhense João do Vale: “Carcará, pega, mata e come…Carcará, num vai morrer de fome…”

O ostracismo era uma punição existente em Atenas, no século V a.C, onde o cidadão, geralmente um político era votado para ser banido ou exilado, por um período de dez anos. O ostracismo foi criado por Clístenes, o “Pai da Democracia”.

Como em política, como diz o ex-prefeito João Castelo (PSDB), só ainda não se viu foi “boi voar”, é bom analisar para quem mais interessa o isolamento do vereador Fábio Câmara. Sim, exatamente, ao ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad (PMDB), que pode não estar  assim tão “adversário” dos carcarás.

Pacto entre Câmara e Carcarazinho

Circula nos bastidores  que haveria um pacto entre o vereador e o deputado estadual Roberto Costa (PMDB), mais conhecido como “Carcarizinho” devido à ligação com Carcará, para que ele o apoie na próxima disputa por uma vaga na Assembleia Legislativa, caso venha sagrar-se vitorioso na eleição para prefeito de Bacabal. Mas aí é uma outra história, já que acordos se rompem e palavras nem sempre se honram. Seria contar com o “ovo no c… da galinha”, como diz o ditado popular.

Se há um pacto entre Fábio Câmara e Roberto Costa, visando à eleição para a Assembleia Legislativa, não dá para entender porque emissários do deputado resolveram lançar, na semana passada, uma falsa notícia de que o PMDB estaria pretendendo lançar a apresentadora Paulinha Lobão para a disputa majoritária em São Luís, esquecendo-se de que a jornalista, mulher do empresário Edinho Lobão, nem mais pertence às fileiras do partido.

Por isso, não é demais alertar! Todo cuidado é pouco em se tratando de Carcará e de sua cria: o “Carcarazinho”. Carcará, pega, mata e come e num vai é morrer de fome, segundo João do Vale. Se eu fosse Fábio, garantiria era minha vaga  na Câmara…

CONVENÇÃO – PMDB indefere candidatura de Andrea Murad e confirma votação com chapa única na próxima sexta-feira

Candidatura de Andrea Murad à presidência do PMDB foi indeferida

Candidatura de Andrea Murad à presidência do PMDB foi indeferida

De acordo com João Alberto, um dos motivos do indeferimento da candidatura foi o não pagamento das contribuições devidas ao partido por parte de Andrea Murad. Pai da parlamentar reage no Facebook e diz que documentação foi forjada.

O atual diretório estadual do PMDB declarou indeferida a chapa “Renovar é Preciso” da deputada estadual Andrea Murad na “cana de braço” pelo comando do partido no Maranhão. Com a decisão, a parlamentar, filha do ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, não poderá mais concorrer à Convenção Estadual, prevista para ser realizada na próxima sexta-feira (30), em São Luís. O anúncio foi feito, nesta  terça-feira (27), em coletiva de Imprensa, pelo presidente estadual do partido, senador João Alberto.

De acordo com a decisão, a chapa, presidida por João Alberto, será a única a concorrer no certame. Participaram da coletiva, além do senador, o secretário geral do partido, Carlos Augusto Macedo Couto, o primeiro vice e presidente em exercício, Remi Ribeiro Oliveira, e o presidente municipal do partido em São Luís, deputado estadual Roberto Costa.

Durante a coletiva,  Carlos Couto disse que a chapa, encabeçada pela deputada estadual, foi indeferida porque fere o estatuto do PMDB. Segundo ele, três membros não são filiados ao partido, além de um outro  não ter direito ao voto por ser integrante do Conselho de Ética e Disciplina. “Isso fere o estatuto. Nos termos do regimento, eles não têm direito a voto”, enfatizou.

Carlos Couto explicou ainda que o Conselho de Ética funciona como primeira instância e o diretório estadual como segunda nos processos administrativos internos.

Sobre a polêmica gerada com o pedido de candidatura de Andrea Murad, o senador João Alberto afirmou que “dentro do PMDB não há disputa interna e o intuito da candidatura foi apenas para causar tumulto”. Ele informou ainda que dos 79 nomes assinados na formação da chapa, 57 são da cidade de Coroatá. “A chapa só contemplava oito dos 217 municípios”, disse.

Ainda de acordo com João Alberto, outro motivo do indeferimento da candidatura foi o não pagamento das contribuições devidas ao partido por parte de Andrea Murad.

Disputa eleitoral

João Alberto e Roberto Costa reiteraram, durante a coletiva, que a intenção do PMDB “é lançar candidatura única” na disputa municipal em São Luís.“Temos como opção os nomes de Roseana Sarney e outros. Caso não aconteça desta forma, poderemos coligar”, afirmaram.

Sobre a postura do partido em relação ao governo Flávio Dino, o senador afirmou que as cobranças só podem podem ser feitas após, pelo menos, um ano de administração. “Antes disso, não temos como realizar uma oposição radical”, finalizou João Alberto.

RICARDO MURAD REAGE E DIZ QUE CERTIDÕES FORAM FORJADAS

Em sua conta no Facebook, o pai da deputada Andrea Murad, o ex-secretário Ricardo Murad (PMDB), disse que a direção estadual do partido teria forjado documentos para indeferir a candidatura da parlamentar à presidência do partido.

ricardo murad