Falta um mês para o início das convenções partidárias

De acordo com o calendário das eleições de 2018, publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as convenções poderão ser iniciadas no dia 20 julho e vão até o dia 5 de agosto. Nelas também serão escolhidas as coligações

As eleições gerais de 2018 estão chegando e os preparativos para o pleito já começam a ser planejados. As convenções partidárias definirão os candidatos ao Governo do Estado, ao Senado Federal, à Câmara dos Deputados e à Assembleia Legislativa.

De acordo com o calendário das eleições de 2018, publicado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), as convenções poderão ser iniciadas no dia 20 julho e vão até o dia 5 de agosto. Nelas também serão escolhidas as coligações.

O atual governador e pré-candidato à reeleição, Flávio Dino (PCdoB), encaminha-se para realizar a maior convenção deste ano no Maranhão. Ele já tem o apoio do PDT, PSB, PT, PPS, DEM, PP, PR, PRB, PTB, PROS, PTC, PEN, Solidariedade, além do próprio PCdoB.

A ex-governadora Roseana Sarney conta com o apoio do seu partido MDB, além do PSD, PV e PMB.

A pré-candidata Maura Jorge já tem declarações de apoio do PRTB, PSDC, Podemos, além do PSL, seu partido.

O senador Roberto Rocha, até o momento, conta apenas com o PSDB. Ele espera a convenção tucana no estado para definir seu nome na disputa ao governo do estado.

Professor Odívio Rezende teve seu nome definido pelo PSOL, o pré-candidato terá ainda o apoio do PCB.

Outros dois pré-candidatos seguem indefinidos. O deputado estadual Eduardo Braide (PMN) e o ex-secretário Ricardo Murad (PRP) terão, nas convenções partidárias, a oportunidade para definirem seus destinos.

Alguns partidos também seguem indefinidos. São eles: Avante, Rede, Novo, PSC, PHS, PPL, PSTU e PCO.

Roseana se distancia de Lobão e João Alberto

A manobra dos dois filhos de José Sarney evidencia a guerra silenciosa entre Sarney Filho e Edison Lobão

Causou estranheza a ausência dos senadores Edison Lobão e João Alberto, ambos do MDB, na caravana de Roseana Sarney realizada nas cidades de Mirinzal, Central do Maranhão e Pinheiro, na Baixada Maranhense.

Roseana foi acompanhada de seu irmão, o deputado federal Sarney Filho (PV). Ele tenta viabilizar sua pré-candidatura ao Senado Federal e cola em sua irmã para conquistar novas bases políticas.

A manobra dos dois filhos de José Sarney evidencia a guerra silenciosa entre Sarney Filho e Edison Lobão. Ambos os pré-candidatos ao Senado pelo grupo sabem que quem melhor estiver articulado com suas bases pode levar a disputa.

Outra figura do MDB maranhense rifado por Roseana e Sarney Filho foi o senador João Alberto. Para garantir Sarney Filho na disputa, ele foi convencido de desistir de sua reeleição. O senador também sofre resistência da própria ex-governadora em ser aceito como candidato a vice-governador.

Tais movimentações mostram como o grupo Sarney chega fragilizado às eleições de 2018.

Pré-campanha! Roseana Sarney faz nova investida em três municípios

Roseana sentiu na pele novamente as mudanças do novo cenário político e o desprestígio

A ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney (MDB), ensaiou o retorno de sua caravana por cidades do interior do estado, mas presenciou novamente reuniões caseiras com poucas pessoas. Ela percorreu os municípios de Mirinzal, Central do Maranhão e Pinheiro, na Baixada Maranhense, e viu como seu grupo político está desprestigiado na classe política e na própria população, diferente de outrora.

A primeira cidade visitada foi Mirinzal, onde a ex-governadora falou para um grupo pequeno de pessoas. Ela foi recebida pelo ex-prefeito Amaury Santos Almeida, derrotado nas eleições de 2016.

Em Central do Maranhão, o público não compareceu e a reunião foi transformada em uma conversa informal com algumas lideranças. Nem fotos oficiais foram tiradas para não registrar o fiasco que foi a passagem de Roseana pela cidade.

Já em Pinheiro, cidade natal de seu pai, o ex-presidente José Sarney, a decepção foi ainda maior. Mesmo com a presença do deputado federal Victor Mendes e de seu pai Filuca Mendes, ex-prefeito de Pinheiro, Roseana reuniu poucas pessoas para o lançamento de sua pré-candidatura. Na maior cidade da Baixada Maranhense, ela não reuniu uma multidão, como era de se esperar e teve que se contentar com a presença de um pouco mais de 50 pessoas no auditório da igreja católica Nossa Senhora da Conceição.

Roseana sentiu na pele novamente as mudanças do novo cenário político e o desprestígio. O resultado das reuniões nas três cidades da Baixada pode adiar o anúncio de novas cidades para onde a “Caravana da Guerreira” pretende passar, ou quem sabe, o anúncio da desistência de Roseana na disputa pelo Governo do Maranhão.

Arnaldo Melo é lembrado para vice de Roseana

Arnaldo certamente não deixará sua eleição garantida para acompanhar Roseana numa disputa desacreditada até pelo próprio grupo Sarney

O ex-deputado estadual e ex-presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Arnaldo Melo (MDB), continua sendo lembrado por alguns setores do MDB para ocupar a vaga de candidato a vice-governador na chapa de Roseana Sarney (MDB).

O nome de Chiquinho Escórcio não agradou algumas lideranças que veem o emedebista com poucas chances de ajudar Roseana se recuperar nas pesquisas políticas.

Arnaldo Melo tem uma base considerável no interior do estado e uma carreira política de dar inveja a muitos do MDB.

Arnaldo já declarou que disputará uma vaga para deputado estadual novamente, o que já o elimina como um dos prováveis nomes para vice de Roseana.

Arnaldo certamente não deixará sua eleição garantida para acompanhar Roseana numa disputa desacreditada até pelo próprio grupo Sarney.

Flávio Dino e Weverton Rocha lideram pesquisa em Imperatriz

No segundo maior colégio eleitoral do Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) lidera a corrida para o Palácio dos Leões. O deputado federal Weverton (PDT) também aparece em primeiro na pesquisa para o Senado Federal

A TV Difusora divulgou, nesta quarta-feira (13), pesquisa de intenções de voto realizada pelo Instituto Data 3, em Imperatriz. Foram entrevistadas 397 pessoas, entre os dias 4 e 6 de junho. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão sob o número 09455/2018.

No segundo maior colégio eleitoral do Maranhão, o governador Flávio Dino (PCdoB) lidera a corrida para o Palácio dos Leões. O deputado federal Weverton (PDT) também aparece em primeiro na pesquisa para o Senado Federal.

Na espontânea, o governador Flávio Dino aparece com 45,6% das intenções de voto, contra 9,6% de Roseana Sarney (MDB) e 3% de Roberto Rocha (PSDB). Os candidatos Eduardo Braide (PMN); Maura Jorge (PSL) e Ricardo Murad (PRP) não chegaram a 1%.

Dados os nomes para os pesquisados, Flávio Dino aparece com 57,4%, Roseana Sarney com 17,1%, Roberto Rocha pontuou 7,3%, Maura Jorge 3%, Eduardo Braide 1% e Ricardo Murad, 0,8%.

Para o Senado, Weverton Rocha lidera a pesquisa com 24,7% das intenções de voto, em seguida aparecem Edison Lobão (MDB) com 18,4%, Sarney Filho em terceiro lugar com 9,8%, José Reinaldo com 9,1%, Eliziane Gama 4,3% e Alexandre Almeida com 4,0%.

Na mesma pesquisa foi medida a aprovação do governador Flávio Dino. Após três anos de mandato, 67,8% da população aprovam o governador.

O nível de aprovação é maior do que a votação do governador no ano de 2014, que pontuou naquele ano 63,52% do eleitorado maranhense.

Roseana não inicia segunda etapa de caravanas e demonstra fragilidade…

A segunda etapa da ‘Caravana da Guerreira’, prometida para iniciar dia 04 de junho e com o objetivo de percorrer 50 cidades, não aconteceu, pelo menos, até agora

Passados 21 dias do lançamento oficial da pré-candidatura da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) ao Governo do Maranhão, a ex-governadora sumiu novamente deixando seu grupo político ainda mais aflito.

A segunda etapa da ‘Caravana da Guerreira’, prometida para iniciar dia 04 de junho e com o objetivo de percorrer 50 cidades, não aconteceu, pelo menos, até agora. A primeira etapa foi considerada um fiasco para muitos analistas políticos. Roseana reuniu poucas pessoas em varandas de residências, mostrando fragilidade política com poucos apoios.

Segunda colocada nas pesquisas eleitorais e com 30 pontos percentuais a menos que o governador Flávio Dino (PCdoB), Roseana perdeu o apoio de vários partidos políticos, o que reflete na desmotivação da ex-governadora.

Há quem acredite que a pré-candidatura de Roseana é uma imposição do seu pai, o ex-presidente José Sarney (MDB). Alguns familiares mais próximos, como seu esposo Jorge Murad, não querem que Roseana dispute, pela quinta vez, o governo do estado pelo desgaste gerado.

Nome de Chiquinho Escórcio não agrada no grupo Sarney para vice de Roseana

Muitas lideranças não veem em Chiquinho um nome que possa agregar uma determinada base política ou grupo de indecisos

A notícia do nome do ex-deputado federal Chiquinho Escórcio para a vaga de candidato a vice da ex-governadora Roseana Sarney não agradou nem mesmo os aliados do grupo Sarney.

Muitas lideranças não veem em Chiquinho um nome que possa agregar uma determinada base política ou grupo de indecisos.

Líderes do MDB desconfiam também que Escórcio não tem capital político para a chapa de Roseana. Chiquinho disputou as eleições de 2014 para o mandato de deputado federal, mas foi o 22° colocado.

Faltando pouco mais de um mês para as convenções partidárias, Roseana segue com dificuldades de fechar sua chapa.

Disputa para o governo do Maranhão já conta com cinco nomes

O nome do engenheiro Odívio Neto foi anunciado como pré-candidato a governador pelo PSOL

A eleição majoritária de 2018 para o governo do Maranhão se encaminha para ter, por enquanto, cinco candidatos.

O nome do engenheiro Odívio Neto foi anunciado como pré-candidato a governador pelo PSOL. A chapa ficou fechada com a indicação da professora Helena como pré-candidata a vice, pelo PCB.

Já estão confirmados o nome do senador Roberto Rocha (PSDB), que teve sua candidatura anunciada em evento com o presença do ex-governador Geraldo Alckmin.

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) também teve seu nome lançado no mês passado. Roseana que nos últimos anos perdeu o apoio de vários partidos, ainda não divulgou o nome de seu vice.

A ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, já lançou seu nome ao governo do Maranhão ainda no Podemos. Depois de filiada ao PSL, espera a vinda do pré-candidato à Presidência, Jair Bolsonaro, no próximo dia 14, para ter sua pré-candidatura oficializada.

O governador Flávio Dino (PCdoB) também já iniciou sua pré-candidatura com a realização dos ‘Diálogos pelo Maranhão’. Flávio conta com o apoio de 14 partidos e tem a sua chapa fechada com a indicação de Carlos Brandão (PRB) para a vice.

Chiquinho Escórcio deve ser consagrado vice de Roseana

A escolha de Chiquinho teria passado pelo aval do presidente Michel Temer (MDB)

As várias especulações sobre a indicação do vice na chapa da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) parecem ter chegado ao fim. Nas últimas horas, o nome do ex-deputado federal, Chiquinho Escórcio (MDB), ganharam corpo e tudo indica que o grupo Sarney vai para a disputa com uma chapa “puro sangue”.

O nome de Chiquinho virou notícia na coluna da jornalista Denise Rothenburg, do Jornal Correio Brasiliense. O ex-deputado, fiel escudeiro do ex-presidente José Sarney (MDB), já estaria sendo tratado pelo Palácio do Planalto como o candidato a vice da chapa de Roseana Sarney. A escolha de Chiquinho teria passado pelo aval do presidente Michel Temer (MDB).

A ex-governadora Roseana Sarney teve muita dificuldade em escolher seu vice. Nem mesmo a garantia da vaga e de uma estrutura num possível governo fez com que Roseana fechasse um acordo com outra legenda. Os grandes partidos não se interessaram em indicar o nome para o cargo, tal é a rejeição do grupo Sarney.

Muito se especulava pela escolha do senador João Alberto (MDB) para a vaga, mas seu nome sofre muita resistência da própria Roseana.

A ex-governadora Roseana também não tem mais o PT para indicar seu vice. O partido garantiu, nas últimas eleições, um bom tempo de TV para o grupo Sarney, mas hoje já faz parte da base de apoio do governador Flávio Dino. Sem o vice “ideal”, a única saída será ter que escolher Chiquinho Escórcio.