Roseana Sarney “caindo de ponte” viraliza na Internet

O meme é na verdade uma brincadeira com a filha do ex-senador José Sarney; e o episódio ocorreu, de fato, em abril deste ano nas Filipinas

A candidata ao governo do Maranhão pelo PMDB, Roseana Sarney, deve ter ficado revoltada com um vídeo que circula nas redes sociais, no qual ela e aliados, supostamente, aparecem caindo de uma ponte enquanto pediam votos na periferia de São Luís.

O meme é na verdade uma brincadeira com a filha do ex-senador José Sarney; e o episódio ocorreu, de fato, em abril deste ano nas Filipinas.

Certo é que o vídeo teve mais de 100 mil visualizações só no Twitter e acabou indo parar na página ‘Fato ou Fake’, criada pelo G1 para checar a veracidade de publicações que viralizam nas redes.

O site do grupo Globo, controlado no Maranhão pelo Sistema Mirante do grupo Sarney, tratou de desmentir o vídeo falso contra Roseana para evitar maior desgaste na candidatura da ex-governadora, que anda com dificuldades em atrair adeptos ao seu projeto eleitoral.

A campanha começa, oficialmente, a partir da próxima quinta-feira (16) e pelo visto Roseana vai ter que aguentar 45 dias de muita piada contra sua candidatura. Afinal, a família Sarney é vista nacionalmente como símbolo do atraso político e não é de hoje que ela é impopular na Internet.

Roseana Sarney tem seu nome registrado no TRE-MA

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) deu entrada no registro de sua candidatura, no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão, no sábado (11). Ela vai disputar o Governo do Estado pela quinta vez.

Além de Roseana, o grupo Sarney registrou o nome de Ribinha Cunha (PSC) para a vaga de vice-governadora na chapa, e de Sarney Filho (PV) e Edison Lobão (MDB) para o Senado Federal.

Foram registrados os suplentes Clóvis Fecury e João Manoel Santos Souza, do candidato Sarney Filho, e Lobão Filho e Antônio Leite Andrade, do candidato à reeleição, Edison Lobão.

O grupo Sarney entra nestas eleições para voltar ao comando do Governo do Estado, após ter seu domínio interrompido em 2014, com a eleição do governador Flávio Dino (PCdoB).

O Antagonista: Roseana Sarney diz que há preconceito contra seu sobrenome

A culpa é do “preconceito”, não do clã que mandou no estado por décadas

Candidata pela quinta vez no Maranhão –estado que governou durante, ao todo, doze anos–, Roseana Sarney disse à Época que é vítima de preconceito por causa do sobrenome.

A revista diz que Flávio Dino, do PC do B, o atual governador, tentará se reeleger com o discurso de que uma vitória de Roseana significará a volta do atraso.

“Existe preconceito contra o nome [Sarney], o nordestino e a mulher. Fui a primeira mulher eleita governadora de um Estado brasileiro, isso em 1994. Até falei no meu discurso sobre o preconceito contra as minorias. Nós sofremos preconceito”, declarou Roseana.

O Maranhão é um dos estados mais pobres do Brasil, onde quase metade da população depende de Bolsa Família, 14% são analfabetos e 19% vivem na pobreza extrema.

Mas, claro, a culpa é do “preconceito”, não do clã que mandou no estado por décadas.

Maranhão terá seis candidatos a governador

Foram definidos os seis nomes que disputarão os votos dos maranhenses

Fechadas as convenções partidárias que homologaram as candidaturas ao Governo do Estado, foram definidos os seis nomes que disputarão os votos dos maranhenses.

Flávio Dino (PCdoB)

O governador Flávio Dino, candidato à reeleição, terá a maior coligação na disputa ao governo. Flávio conta com o apoio do PCdoB, PRB, PDT, PPS, PT, PSB, DEM, PR, PP, PTB, PROS, PTC, PPL, Avante, Patriotas e Solidariedade. O candidato também aparece como favorito na disputa, em todas as pesquisas registradas até o momento no Tribunal Regional Eleitoral, Flávio Dino pontua em torno de 60% nas intenções de voto.

Roseana Sarney (MDB)

A ex-governadora Roseana Sarney disputa o Governo do Estado pela quinta vez. Ela tem o apoio do MDB, PSD, PV, PSC, PRB e PMB. O grupo Sarney tenta voltar ao comando do estado após 50 anos de domínio interrompidos por Flávio Dino em 2014.

Roberto Rocha (PSDB)

O candidato tucano teve seu nome homologado em convenção e vai contar com o apoio do PSDB, PMN, PHS, Democracia Cristã, Rede e Podemos. O senador rompeu com o governador Flávio Dino e vai disputar o governo pela primeira vez.

Maura Jorge (PSL)

A ex-prefeita de Lago da Pedra entrou na disputa e vai contar com o apoio do PSL e PRTB. Ela vinha articulando uma ampla aliança, mas teve seus planos impedidos pelo presidente da legenda, o vereador Francisco Carvalho.

Odívio Neto (PSOL)

O engenheiro civil e professor Odívil Neto entrou na disputa e vai contar com o apoio do PSOL e PCB.

Ramon Zapata (PSTU)

O Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados apresentou Ramon Zapata para a disputa ao Governo do Maranhão. O PSTU não coligou com nenhum outro partido.

O PCO e o Novo não disputarão as eleições majoritária e proporcionais no Maranhão.

IstoÉ: A dura vida de Roseana

A campanha de Roseana Sarney (MDB) já admite dificuldades na disputa ao Governo do Maranhão

A Revista IstoÉ trouxe em sua publicação a informação que a equipe de campanha de Roseana Sarney (MDB) já admite dificuldades na disputa ao Governo do Maranhão.

“A campanha sequer começou, mas na equipe de Roseana Sarney (MDB) já há quem admita que será muito complicado evitar a reeleição do governador Flávio Dino. A esperança de Roseana era que o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) entrasse na disputa para tirasse votos de Dino. Como isso não aconteceu, a eleição ficou polarizada. Com vantagem até agora para Dino”

Sarney vive síndrome de abstinência de privilégios, diz governador do Maranhão

“A vitimização talvez seja um linha que eles [os Sarney] venham a adotar na sua retórica do desespero”, disse Flávio Dino

Folha de São Paulo

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), rebateu a acusação do ex-presidente José Sarney (MDB), que se disse perseguido pelo adversário político.

“Sarney está no poder há 50 anos, de Juscelino Kubitschek a Michel Temer. Imagina euzinho perseguir alguém? Não tem aderência, é meio jocoso ele dizer isso. Ninguém aqui leva a sério”, afirmou à Folha por telefone nesta terça-feira (31).

“A vitimização talvez seja um linha que eles [os Sarney] venham a adotar na sua retórica do desespero”, disse.

No domingo (29), ao lançar a candidatura da filha, Roseana Sarney (MDB), ao governo do Maranhão, o ex-presidente criticou o adversário.

“O governo atual, a minha impressão é que tem os olhos no retrovisor, só olha para trás e o escolhido é o Zé Sarney. Coitado de mim! Nesta idade, era para ser respeitado. Entretanto, só é acusado. Acusado de ter passado a minha vida a serviço do Maranhão”, disse Sarney no palanque, em São Luís.

O ex-senador acaba de transferir seu domicílio eleitoral de volta ao estado natal, depois de 30 anos se elegendo pelo Amapá. Flávio Dino afirmou que a acusação, que ele considerou grave, é desprovida de fundamentos. “A fundação dele está aqui, a emissora dele [Mirante, afilhada da Globo] está aqui e anunciamos nela —teve de dividir com outros veículos, mas recebeu”, disse.

Para o comunista, a tentativa de retomar o poder do clã tem razões também financeiras. “É síndrome de abstinência de dinheiro público, de privilégios. Eles sempre tiveram acesso amplo aos cofres públicos para seus negócios privados e para manter seus luxos”, atacou.

Mas o governador afirmou que a população entende que “a volta dos Sarney seria um retrocesso ao Maranhão da concentração de poder e de riqueza e uma brutal ineficiência”.

“Eles se acham donos do estado.”

A eleição no Maranhão está judicializada. Dino apelou às cortes para dar uma entrevista à rede de rádios da Mirante depois de Roseana ter tido quase meia hora ao microfone. Aliados da emedebista, por sua vez, foram à Justiça para obrigar Dino a tirar publicidade institucional do governo de suas redes sociais.

Após muitas críticas, Alcione desabilita comentários em foto com Roseana Sarney

Amigas desde a infância, Alcione esteve presente na Convenção de Roseana, candidata ao governo do Maranhão

Veja

A cantora Alcione teve que desabilitar a ala de comentários em foto postada com José e Roseana Sarney. Não foram poucas as críticas que a cantora recebeu. A repercussão foi negativa.

Como se sabe, Alcione entrou de cabeça na campanha da “amiga de infância” no Maranhão.

Amigas desde a infância, Alcione esteve presente na Convenção de Roseana, candidata ao governo do Maranhão! É da Marrom, a voz responsável pelo jingle oficial da campanha.

Roseana quer tirar das redes até foto de Flávio Dino batendo pênalti

Uma peça judicial da assessoria jurídica de Roseana chega a dizer que a imagem coloca em risco todo o processo eleitoral

Atrás nas pesquisas eleitorais, a campanha da ex-governadora Roseana Sarney resolveu mergulhar, de vez, no vale-tudo jurídico. Até mesmo uma foto do governador Flávio Dino batendo pênalti virou motivo para a artilharia do grupo. Uma peça judicial da assessoria jurídica de Roseana chega a dizer que a imagem coloca em risco todo o processo eleitoral.

A foto em questão é nada mais, nada menos do que o governador batendo – e convertendo – um pênalti em Paraibano. Não se sabe se Roseana Sarney ficou zangada com a conversão do pênalti ou se detesta futebol.

O certo é que ficou muito incomodada, a ponto de o PV, aliado de Roseana, entrar com uma ação na Justiça Eleitoral para excluir a imagem das redes sociais.

Para a assessoria jurídica de Roseana, a foto burla a legislação eleitoral porque usaria imagens institucionais do governo.

Mas a única imagem do governo na foto é a do próprio governador. Talvez a intenção de Roseana Sarney seja impedir que Flávio Dino apareça em qualquer tipo de imagem até o dia 7 de outubro…

Sem a força de antes, Roseana oficializa candidatura para a corrida ao Governo do Maranhão

Sem apoios políticos de peso, Roseana teve dificuldades para lotar o Espaço Renascença, local da convenção

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) teve seu nome homologado para a disputa ao Governo do Estado, na manhã de domingo (29), no Espaço Renascença, em São Luís.

Sem a mesma força de antes, Roseana chega às eleições com o apoio de apenas seis partidos: MDB, PSD, PV, PSC, PRP, e PMB.

A convenção oficializou o nome do empresário Ribinha Cunha (PSC) como candidato a vice na chapa de Roseana. Além de Edison Lobão (MDB) e Sarney Filho (PV) para o Senado Federal.

Sem apoios políticos de peso, Roseana teve dificuldades para lotar o Espaço Renascença, local da convenção.

Nos discursos, todos os oradores tiveram um tom agressivo com críticas ácidas ao atual governador Flávio Dino. Muitos dos discursos evidenciaram o tom desta campanha que se avizinha.