Defesa Civil fará vistorias em casas atingidas por tremor de terra em Belágua

O município mais pobre do Brasil foi atingido por um abalo sísmico

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros do Maranhão, coronel Célio Roberto, informou que foram constatados poucos danos em Belágua, um dos municípios mais atingidos pelo tremor de terra no Estado. Identificaram rachaduras em casas, sem registro de desabamentos ou vítimas. Nesta quarta-feira (4), chega à cidade uma equipe da Defesa Civil para reforçar as ações em andamento e realizar uma análise minuciosa.

Moradores da cidade de Belagua, no leste maranhense, foram surpreendidos por um tremor terra de magnitude 4,7 na escala Richter que teve seu epicentro entre a cidade e Vargem Grande, município vizinho que dista 180 km de São Luís, segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB). Outras cidades maranhenses também foram atingidas na manhã desta terça-feira (3).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, foram percebidos in loco que as casas, que apresentaram rachaduras, são estruturas frágeis, sem amarração nenhuma. A equipe da Defesa Civil vai fazer uma vistoria minuciosa, inclusive com deslocamento para a área rural até os pontos e povoados mais distantes.

A mobilização do Corpo de Bombeiros e monitoramento da situação em Belágua, um dos locais apontados como epicentro do tremor, ocorreu imediatamente após o comunicado emitido à Coordenadoria Estadual de Proteção de Defesa Civil. O tremor ocorreu às 9h50 de terça-feira (3) e foi classificado como um abalo sísmico ligeiro, com magnitude de 4,0 a 4,9 na escala Richter. Com esta intensidade, são ocasionados tremores notórios de objetos no interior de habitações, ruídos de choque entre objetos, dentre outros pequenos movimentos vibratórios.

O abalo sísmico foi monitorado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP), pelo Painel Global de Monitoramento e pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden). Com base nas informações enviadas por estes órgãos, também houve comunicado para a acompanhamento da situação no município de Vargem Grande, outra cidade apontada como epicentro dos tremores. Mesmo sendo considerado com um abalo abaixo de moderado, os efeitos da onda sísmica foram sentidos em algumas localidades de cidades como São Luís, que também tiveram acompanhamento dos relatos apresentados pela população, especialmente nos bairros Jaracaty, São Francisco, Centro e Renascença.

Tremor de magnitude 4.7 é registrado no Maranhão, segundo a UNB

Prédios foram evacuados em São Luís

G1 – Um tremor de terra de magnitude 4.7 na escala Richter atingiu, na manhã desta terça-feira (3), várias cidades do Maranhão. O epicentro, segundo o Observatório Sismológico da Universidade de Brasília (UNB) foi na cidade de Vargem Grande, 180 km de São Luís.
Na capital, o tremor foi sentido em vários pontos da cidade e prédios chegaram a ser evacuados. O tremor durou cerca de 15 segundos e foi percebido pela a população em bairros da capital.
Segundo funcionários da Secretaria de Educação do Estado (Seduc), o prédio onde eles trabalham, situado na área central de São Luís, tremeu e causou pânico em todos que estavam no local. Assustados, eles decidiram evacuar o prédio da Seduc. Mais de 100 funcionários trabalham na Seduc e o prédio estava em pleno funcionamento.
No prédio comercial Vinícius de Moraes, localizado na Avenida dos Holandeses, em São Luís, pessoas que trabalhavam no momento do tremor se assustaram e decidiram sair do local. A advogada Mônica Oliveira disse ao G1 presenciou cadeira e mesa balançar na sala onde estava trabalhando.
“ A gente estava normal trabalhando e eu senti tudo balançar na minha sala. Cadeira balançando, mesa balançou e aí eu pensei que fosse normal. Só que eu saí na porta para vê e todo mundo no corredor estava saindo desesperado porque também sentiu balançar. Aí a gente desceu para poder falar com outras pessoas e ai eu comecei a ligar para outras pessoas para saber se tinha acontecido em outros lugares. A sensação foi de pânico”, relatou a advogada.
O tremor também chegou a ser sentido na cidade de Teresina, no Piauí. Na região, clientes, que estavam na agência da Caixa Econômica Federal, deixaram o banco correndo após sentirem o abalo.
A Universidade de São Paulo (USP) também registrou o tremor de terra ocorrido no Maranhão. Conforme o Centro de Sismologia da USP, o tremor também aconteceu na cidade de Belágua e teve magnitude 4.6 na escala Richter.