Segundo Data Ilha, Roseana Sarney lidera rejeição na corrida ao Governo do Maranhão

Roseana Sarney lidera os índices de rejeição na disputa ao Governo do Maranhão. Foto: Karlos Geromy

Pesquisa Data Ilha, divulgada na terça-feira (15) pela TV Difusora, aponta que a ex-governadora, Roseana Sarney (MDB), lidera os índices de rejeição na disputa pelo Palácio dos Leões.

Roseana, que já foi governadora por quatro vezes e representa o grupo que comandou o estado por 50 anos, é rejeitada por 39,3% da população. Um alto índice de rejeição para uma candidata que busca disputar mais uma vez o governo.

A ex-governadora sofre para organizar sua pré-candidatura, ainda não definiu seu companheiro de chapa, não obteve sucesso em sua caravana pelo interior do estado, perdeu diversos aliados e ainda sofre processo na Justiça.

A pesquisa Data Ilha/Difusora também aponta que o governador Flávio Dino (PCdoB) venceria a disputa com 60,03% dos votos, mais de 30 pontos percentuais à frente da segunda colocada, a ex-governadora Roseana Sarney, que aparece com 27,68% dos votos válidos.

Em entrevista, Dino afirma que nenhum governo fez tantas inaugurações em janeiro como a atual gestão

Em entrevista à TV Difusora, nesta segunda-feira (22), o governador Flávio Dino (PCdoB)  afirmou que há uma série de obras e investimentos a serem entregues nos próximos meses.

Ao fazer referência aos programas já implantados desde o início da sua gestão, Dino afirmou que nenhum governo fez tantas inaugurações em janeiro como a atual gestão.

Flávio acrescentou que foram feitas mudanças profundas em todas as áreas, incluindo a Saúde, e destacou, ainda, que, nestes três anos de governo, as desigualdades e problemas históricos do Maranhão vêm sendo combatidos.

Matéria da TV Difusora também alerta para golpes contra clientes de bancos…

A TV Difusora, por meio de matéria da repórter Safira Pinho, também fez um alerta aos clientes de bancos sobre golpes por meio de SMSs e entrevistou esta editora sobre o caso do post publicado neste blog, no último sábado (26), intitulado “EU FUI VÍTIMA! Quadrilha aplica novo golpe em clientes do Santander por SMS”, onde eu questionei, entre outras coisas, o sistema de Segurança da instituição, por meio do Internet Banking, que permitiu transferência de um valor de R$ 5.200,00 (vencimentos mais cheque especial) sem tomar nenhuma medida protetora (não bloqueou, não ligou para confirmar se era eu mesma…), ao mesmo tempo em que não notou a operação suspeita na conta do receptor que, na mesma hora, pagou boleto no valor do que me foi roubado.

Veja a matéria acima.

A tensa entrevista de Eduardo Braide ao Resenha da Difusora…

A sabatina com o candidato do PMN, deputado Eduardo Braide, no programa Resenha, da TV Difusora, no sábado (15), teve cenas bastante tensas a partir do momento em que o parlamentar passou a cutucar, pessoalmente, em função dos questionamentos, os jornalistas. Tudo começou com o blogueiro John Cutrim a quem, por conta de uma pergunta, chamou-o de “desinformado” e de estar interrogando sobre determinado tema pelo fato de ser “funcionário da Prefeitura de São Luís”.

Foi o bastante para que um dos convidados, o apresentador Jeisael Marques se irritasse e começasse a pedir ao candidato para que não levasse a entrevista ao nível de ataques aos jornalistas, de forma pessoal, por conta do local ou instrumento com que trabalha. Eduardo Braide não gostou e os dois passaram a travar uma discussão tensa, transmitida ao vivo, que terminou repercutindo de forma intensa nas redes sociais (VEJA VÍDEO ACIMA).

Após tentar constranger John Cutrim, ao chamá-lo de desinformado e de ter tentado desqualificá-lo para perguntas por ser funcionário da Prefeitura, Braide notou o excesso e procurou se redimir. Já com uma outra postura, o deputado cobriu o blogueiro de elogios que, sentindo a intimidação, só sinalizava com a cabeça e dizia “amém” porque, entre as boas palavras, estava o reconhecimento de que o mesmo é um homem cristão, ético, etc.

Em qualquer sabatina – seja ela da Rede Globo, TV Guará, Mirante, Difusora, etc – um candidato não deve esperar receber apenas flores. É claro que ele pode ser questionado sobre tudo pelos jornalistas, inclusive sobre o que  não gostaria, até porque uma entrevista não se trata de uma peça de marketing ou de assessoria de imprensa. O propósito é oferecer temas complexos, situações práticas, embaraçosas, contradições de plano de governo, ideias, etc, até porque um dos papéis do jornalista é desconfiar, contrapor dados, perguntar, emparedar, etc com transparência e sem paixões.

A sabatina foi conduzida pelo titular do programa, jornalista Clodoaldo Correa, pelo blogueiro John Cutrim, pelo apresentador do programa Hora D da Difusora, Jeisael Marx, e pelo âncora do programa Ponto e Vírgula da rádio Difusora FM, Leandro Miranda, também editor do blog Marrapá.

Após a sabatina, os jornalistas participantes passaram a ser alvos de um bombardeio puxado por outros colegas e blogueiros. Até agora, apenas Jeisael Marx reagiu alegando que, numa sabatina, um candidato não deve esperar somente perguntas que lhe sejam convenientes, do tipo agradáveis, pois a Imprensa tem o papel de questionar, diferente do  que faz o marketing ou uma assessoria de imprensa que, como todos sabem, “levanta a bola para que o assessorado crave o ponto”.

Segundo o apresentador, o sabatinador tem que ser incisivo para arrancar informações de toda ordem que sirvam de conteúdo ao telespectador.

Fora os momentos tensos, Braide se mostrou, como sempre, desenvolto, inteligente, perspicaz e transcorreu bem sobre assuntos de gestão pública.

“Não preciso andar com certidões no bolso para mostrar que não sou investigado”, alfineta Edivaldo em entrevista

Em 15 minutos de entrevista ao programa Hora D, da TV Difusora, apresentado por Jeisael Marx e tendo como convidado o jornalista Raimundo Garrone, neste início de tarde de sexta-feira (14), o prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), esclareceu a população sobre questões nas áreas de transparência, saúde, transporte, infraestrutura, educação e meio ambiente.

Questionado que o deputado Eduardo Braide, candidato à prefeitura, cita nos programas eleitorais que seria o único a apresentar certidões negativas, Edivaldo foi taxativo: “Não preciso andar com certidões no bolso para mostrar que não sou investigado. A minha gestão é proba reconhecida, transparente e honesta. Não tenho nenhum histórico de corrupção”.

Edivaldo lembrou mais uma vez aos telespectadores e internautas do caos administrativo com folha de pagamento atrasada em um mês. Enfatizou, inclusive, que faltava comida as pacientes nos Socorrões. Sobre o Carnaval, ele salientou que a festa popular aconteceu normalmente, sendo que somente foi suspensa o Carnaval na Passarela do Samba, num consenso com os dirigentes de escolas de samba e produtores culturais.

“Sou prefeito de todos e, devido ao caos administrativo, reuni as lideranças do Carnaval (escolas de samba, blocos etc.) que prontamente entenderam a situação. Cancelamos o carnaval da passarela, mas a festa aconteceu normalmente”, disse o prefeito.

Educação

Edivaldo falou sobre o estrago que a administração anterior deixou na Educação, o que levou a queda IDEB. “Foi na nossa gestão que os índices melhoraram muito…valorizamos o professor que nem direito tinham de se aposentar, no qual 400 aposentamos docentes”.

O prefeito falou ainda sobre o mamógrafo em que Braide afirma que o dinheiro foi perdido pela não compra do aparelho. “O processo está correndo normalmente, sendo que os R$ 300 mil dá para compra um analógico e que a Prefeitura complementará para compra um mamógrafo digital”, garantiu.

Finanças

Edivaldo afirmou que as finanças da Prefeitura de São Luís estão equilibrada e que as parcerias e o bom planejamento feito no início de seu governo fez com que 1.800 ruas fossem asfaltadas, 11 mil casas entregues, 5 mil títulos de propriedade também entregues, além de reformas de escolas e unidades de saúde.

E completou com os enfretamentos históricos que nenhum outro gestor conseguiu romper como a construção de um moderno Aterro Sanitário, e o novo Aterro da Ribeira; e a Licitação de Transportes, que já oportunizou a chegada de ônibus novos com ar-condicionado. E explicou que para licitar teve que primeiro fazer um cronograma de combater a fraude, fazer um estudo do sistema, audiências etc.

“Não se faz tudo isso em um ano, seis meses é impossível. Desde o início temos trabalhado muito, organizando a casa. Plantamos a boa semente estamos colhendo os bons frutos…. Nenhum gestor pode governar sem parceria… Por isso quero pedir o seu voto no 12, prefeito Edivaldo. Que Deus abençoe a nossa cidade”, finalizou.

Decisão do TRE poderá obrigar Difusora e Mirante a convidar todos os candidatos para debates

Raimundo Garrone

Eduardo Braide tenta participar de debates

Eduardo Braide tenta participar de debates

A decisão liminar do juiz membro do Tribunal Regional Eleitoral, Eduardo José Leal Moreira,  garantindo a participação do candidato Eduardo Braid no debate da TV Difusora, nesta terça-feira (27), obrigará uma completa reformulação dos debates planejados não somente pela emissora, como também ao programado para o dia 29 pela TV Mirante.

E não apenas pelo acréscimo de mais um candidato, mas de todos que porventura também procurarem o abrigo da Justiça para fazer valer o que lhes é de direito, de acordo com o entendimento proferido nesta segunda-feira pelo TRE.

O juiz Eduardo Moreira estabeleceu como regra geral para os debates o acordo firmado no dia 12 de agosto por 8 dos 9 candidatos e homologado pela Justiça Eleitoral no dia 24 do mesmo mês, que sustenta a participação de todos os candidatos nos debates organizados pelas emissoras durante o primeiro turno das eleições municipais de São Luís.

A  superioridade desse acordo sobre o que foi celebrado entre as Tvs Difusora e Mirante e os candidatos convidados, deve-se à norma expedida pelo Tribunal Superior Eleitoral estabelecendo que serão aprovadas as regras dos debates, inclusive as que definam o número de participantes, definidas com a “concordância de pelo menos dois terços dos candidatos aptos, para o cargo de prefeito”.

Um outro aspecto que chama atenção na ação movida pelo candidato Eduardo Braid, que foi atendida pela Justiça Eleitoral,  é que a norma do TSE que obriga as emissoras a convidar os candidatos filiados a partido político com representação superior a nove parlamentares na Câmara dos Deputados não justifica o convite das tvs maranhenses à candidata Eliziane Gama, cujo o partido, o PPS, tem apenas oito deputados federais.

Ou convidam todos, ou simplesmente não vai ter debates!

“Nunca nem conversei com o Ratinho”, diz Lobinho sobre suposta venda da Difusora

O empresário e suplente de senador, Edinho Lobão, o “Lobinho”, negou, na manhã desta quarta-feira (03), em entrevista ao Bom Dia Maranhão, especulações sobre uma suposta venda da TV Difusora ao apresentador Ratinho. Ele chegou a sorrir das “notícias” que circularam em alguns blogs desde a semana passada.

“Eu nunca nem conversei com o Ratinho”, disse Lobinho de maneira jocosa em entrevista à sua própria TV. Ele disse que é natural que se queira fazer negócios, mas que esse não é o momento de vender, haja vista a crise econômica pela qual passa o país.

Apesar de afirmar que nada tem contra a pessoa do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), Lobinho não poupou críticas ao comando executivo do governo do Estado. Da mesma forma, ele soltou farpas contra a gestão da presidente Dilma Rousseff.

Sobre o futuro do PMDB nas eleições municipais, ele disse que o partido, no momento, discute as pré-candidaturas à Prefeitura de São Luís da deputada Andrea Murad e do vereador Fábio Câmara.

TSE proíbe divulgação de pesquisa contratada pela TV Difusora

Emissora da família Lobão havia encomendado a pesquisa

Emissora da família Lobão havia encomendado a pesquisa

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proibiu, na manhã desta quinta (18), a divulgação da pesquisa contratada pela TV Difusora de Edinho Lobão. A amostragem, cujo instituto contratado não possui sequer sede, foi encomendada pela emissora pertencente ao candidato do grupo Sarney, que se mantém em segundo lugar e muito atrás do primeiro colocado, Flávio Dino.

A praticamente 15 dias da eleição e sem conseguir convencer o eleitor maranhense, Edinho Lobão resolveu contratar uma pesquisa do instituto Prever – o mesmo que em 2012 “previu” a vitória de João Castelo para a prefeitura de São Luís.

A responsável pela impugnação da pesquisa foi a coligação “Unidos pelo Brasil”, da candidata Marina Silva (PSB). Após analisar os dados da pesquisa, o Tribunal Superior Eleitoral avaliou que havia irregularidades no registro da pesquisa.

O resultado iria ao ar no sistema Difusora de Comunicação amanhã.