Presidente da Assembleia recebe visitas de Márcio Jerry e de Victor Mendes…

Presidente Othelino recebeu as visitas de cortesia de Márcio Jerry e Victor Mendes

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), recebeu, nesta quarta-feira (10) pela manhã, a visita de cortesia do secretário estadual de Comunicação e de Assuntos Políticos (Secap), Márcio Jerry (PCdoB). Conversaram demoradamente sobre temas relacionados ao Estado. Em outro momento, ele recebeu também o deputado federal Victor Mendes (PV).

Othelino Neto agradeceu a visita de Márcio Jerry e disse que essa harmonia entre os poderes é boa para a população. “Existe harmonia entre o Legislativo e o Executivo, estendida ao Judiciário, e isso tem sido muito bom para o Maranhão. Com essa relação respeitosa, articulada e harmônica, com cada poder com suas prerrogativas constitucionais, quem ganha mais é a população, que recebe os serviços públicos de melhor qualidade”, explicou.

Márcio Jerry estava acompanhado do secretário adjunto da Secap, Daniel Merli, e do encontro participaram também os deputados Vinicius Louro (PP) e Zé Inácio (PT). Os dois parlamentares destacaram também a importância da visita do titular da Secap.

O secretário de Comunicação e Assuntos Políticos afirmou que veio cumprimentar o presidente Othelino pela ascensão ao cargo, assim como esteve quando do início do mandato do presente Humberto Coutinho. De acordo com Márcio Jerry, o encontro serviu também para homenagear Humberto e reavivar a afinidade existe ente o Governo do Estado e o Poder Legislativo Estadual.

Márcio Jerry lembrou que, pela primeira vez na história, o PCdoB tem o Executivo, com o governador Flávio Dino, e o Legislativo, com Othelino Neto no comando da Assembleia.

Visita de Victor Mendes

Othelino Neto e Victor Mendes conversaram sobre questões relacionadas ao Estado. O presidente destacou a importância do encontro com Vitor Mendes, que já foi deputado estadual.

“A visita do deputado federal Victor Mendes muito me alegra, um jovem deputado com atuação em todo o Estado e, em especial, em Pinheiro, cidade natal da minha esposa, na Baixada, que eu frequento bastante e onde tenho atuação política local. Conversamos um pouco sobre o Maranhão”, afirmou o presidente da Assembleia.

Othelino garantiu que a visita do deputado federal “é um prestígio, na verdade, ao Poder Legislativo”, e que tem uma boa relação com a bancada federal maranhense. “Temos uma relação muito boa com os deputados federais, que interagem com o Legislativo e isso é bom para o Maranhão, que tenhamos esse diálogo permanente com os federais”, disse.

O deputado Victor Mendes desejou sucesso ao presidente da Assembleia na nova empreitada. “Estava em São Luís e passei para dar um abraço no presidente Othelino e desejar-lhe sucesso. Sei que a ocasião, como houve a sucessão não foi muito saudável a todos nós, mas a vida é assim, tem que seguir. Vim aqui, em forma de cortesia, lhe desejar sucesso nessa missão árdua, nesse ano complicado, por ser eleitoral, mas sei que ele tem competência e habilidade para conduzir os trabalhos dessa Casa, que são tão importantes para o nosso Estado”, afirmou.

Auditoria responsabiliza ex-secretários de meio-ambiente por danos de R$ 16 milhões

Em apenas dez meses, apadrinhada dos sarneys é responsabilizada pelo sinistro de R$ 11,4 milhões durante sua gestão na SEMA

Raimundo Garrone

Ex-secretários, Victor Mendes e Genilde

Ex-secretários, Victor Mendes e Genilde

Auditoria Especial promovida pela Secretaria de Transparência e Controle na Secretaria Estadual de Meio-Ambiente, entre 1° de janeiro de 2011 a 31 de dezembro de 2014, apontou que os ex-secretários Victor Mendes e Genilde Campagnaro provocaram um dano de R$ 16 milhões aos cofres públicos.

A maior parte desse prejuízo é por conta e obra de Genilde Campagnaro, que em apenas dez meses à frente da SEMA (11/02/2014 a 31/21/2014) foi responsável por contratações, aditivos e pagamentos de diárias e adiantamentos considerados irregulares pela auditoria, que somam R$ 11,4 milhões.

Já o ex-secretário Victor Mendes, que ocupou a pasta por 3 anos, foi responsabilizado pelo dano de R$ 4,8 milhões.

O desempenho de Campagnaro corresponde à sua proximidade com a família Sarney, especialmente com o atual ministro interino de meio-ambiente, Sarney Filho, que a indicou para o cargo, durante o último ano do governo da irmã, Roseana Sarney.

Pelos “serviços prestados”, ele com a ajuda do pai, o carcomido oligarca José Sarney, conseguiu após a queda do antigo regime a sua nomeação em agosto de 2015 para o posto federal de superintendente da Pesca e Aquicultura no Estado do Maranhão.

Dentre os exemplos que justificam o seu apadrinhamento estão o segundo contrato com a Tramity Business, empresa condenada com base na Lei Anticorrupção a pagar R$ 4,3 milhões, para realizar o processo de licitação para os serviços de assessoria técnica no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e no Plano de Recomposição de Área Degradada (PRAD), que ela mesmo ganhou, e o contrato com a Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Extensão – Fapead para despoluir a Lagoa da Jansen por R$ 6,8 milhões.

O relatório da auditoria foi encaminhado para o Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público e Corregedoria Geral do Estado.