Com o apoio de mais de 100 prefeitos, Erlânio Xavier lança chapa para disputar presidência da Famem

Erlânio defendeu a transparência na entidade e anunciou que uma das suas prioridades é a construção da sede própria em terreno já doado pelo Governo do Estado

Em clima de já ganhou, o prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), lançou oficialmente, nesta quarta-feira (16), no Hotel Rio Poty Hotel, sua candidatura à presidência da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem).

Ao lado de prefeitos como Edivaldo Holanda Júnior (São Luís); Miltinho Aragão (São Mateus); Juran Carvalho (Presidente Dutra); Erick Costa (Barra do Corda) e Carla Batista (Vila Nova dos Martírios), Erlânio lançou a Chapa Humberto Coutinho e reafirmou que o não cumprimento do acordo no qual o atual presidente da Famem, Cleomar Tema, se comprometeu com o grupo que o elegeu não disputar a reeleição motivou sua candidatura.

O prefeito foi questionado sobre o apoio do Palácio dos Leões e deixou claro que em nenhum momento o governador Flávio Dino (PCdoB) tentou interferir na sucessão da entidade.

Erlânio defendeu a transparência na entidade e anunciou que uma das suas prioridades é a construção da sede própria em terreno já doado pelo Governo do Estado, criação de uma subsede na região Tocantina e reativação da Escola de Gestão Municipal.

Estiveram no evento o senador Weverton Rocha (PDT) e o ex-presidente da Famem, Gil Cutrim, antecessor de Cleomar Tema.

Em campanha, Rodrigo Maia almoça com deputados maranhenses em São Luís

Rodrigo Maia já conta com o apoio do PSL, PRB, PSD, PPS, além do próprio DEM, o que garantiria o apoio de 153 dos 513 deputados

O deputado federal e presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), está em campanha pelos estados nesta semana para angariar mais apoio à sua recondução. Nesta segunda-feira (07), Maia se reuniu com os deputados maranhenses em um restaurante da Avenida Litorânea, em São Luís.

O deputado já conta com o apoio do PSL, PRB, PSD, PPS, além do próprio DEM, o que garantiria o apoio de 153 dos 513 deputados.

Em São Luís, o almoço de Rodrigo Maia contou com a presença dos deputados federais Rubens Pereira Júnior (PCdoB); Juscelino Filho (DEM); Cléber Verde (PRB), e do senador eleito, Weverton Rocha (PDT). Também participaram os deputados federais eleitos Márcio Jerry (PCdoB); Bira do Pindaré (PSB); Eduardo Braide (PMN); Júnior Marreca Filho (Patriota); Edilázio Júnior (PSD) e Pedro Lucas Fernandes (PTB).

No sábado, Rodrigo Maia esteve em Goiânia, com o governador do Estado, Ronaldo Caiado (DEM-GO) e fará nos próximos dias, mais viagens para outros estados.

Weverton Rocha concede entrevista e analisa cenários para os próximos anos

Na entrevista, Weverton falou sobre o desejo de alternância expresso pela grande maioria da população maranhense

O senador eleito Weverton Rocha (PDT) concedeu entrevista ao jornal O Imparcial e analisou o resultado das urnas, além do cenário político para os próximos anos. Weverton é presidente estadual do PDT e foi eleito senador com 1.997.450, faltando apenas 2.550 para dois milhões de votos.

Na entrevista, Weverton falou sobre o desejo de alternância expresso pela grande maioria da população maranhense. “Imagine-se o grupo que foi derrotado depois de quase 50 anos mandando aqui. A eleição do governador vai definindo a tendência e a vontade do eleitor de não retornar mais os que estavam no poder, tiveram a oportunidade de realizar muito em favor do povo e não fizeram. Foi também um recado muito duro” afirmou o senador eleito.

Weverton abordou sobre o papel do governador Flávio Dino na liderança do projeto vitorioso que sacramentou a derrota do grupo Sarney no Maranhão. “O governador foi eleito no primeiro turno com uma vantagem enorme sobre a candidata derrotada, além dos dois senadores, a maioria da bancada federal na Câmara e vitória esmagadora da Assembleia Legislativa”. Com os resultados das urnas “Aumenta a responsabilidade e ao mesmo tempo confirma a sua liderança diante de uma administração propositiva, com transparência e prestação de contas do mandato. Ao fazê-lo durante a campanha, ele mostrou o que realizou e levou uma palavra de reafirmação de um aplano de governo. Ele tem um plano de governo e sabe o que quer para cada área” disse.

Questionado sobre que vai acontecer daqui a quatro anos na política do Maranhão, com o fim dos oito anos de Flávio Dino e os primeiros quatro de sua investidura no Senado. Weverton foi taxativo em afirmar que o melhor é esperar a hora certo para discutir o assunto. “Vamos esperar que os próximos quatro anos sejam para Flávio Dino o de cumprimento de suas metas, de concretização das mudanças em curso, mesmo diante de tantas dificuldades que terá de encarar para impedir o colapso que ocorreu em vários outros estados. Em Brasília, ele terá o apoio que não teve no primeiro mandato para tocar seus projetos. Vou continuar empenhado em ajudá-lo nesse novo momento. Tenho sempre dito que não faço nenhum projeto pessoal. Individual. O projeto majoritário é de grupo. Estou preparado para todos os projetos que o grupo definir. Hoje, o grupo tem um comandante que é Flávio Dino. Vamos aguardar. É cedo para discutir isso”, sentenciou Weverton.

Sobre as próximas eleições, tendo em vista que o PDT administra a capital São Luís, com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior. Weverton afirmou que o condutor da sucessão na capital é o próprio Edivaldo. “Ele tem experiência acumulada, é um gestor responsável, tem realizado uma gestão produtiva e limpa de atos desabonadores”, concluiu Weverton.

Flávio Dino reúne base política para agradecer vitória no primeiro turno

Durante o evento, Flávio Dino adiantou que as mudanças de secretariado, que são habituais em cada nova gestão, não serão feitas agora, apenas depois da definição da eleição presidencial e da montagem do grupo de trabalho do novo presidente

“É um momento para confraternização, gratidão e agradecimento, porque fizemos uma belíssima campanha”, relatou Flávio Dino, governador reeleito no Maranhão, sobre o ato com prefeitos, deputados estaduais e federais – que estão no cargo e os eleitos – e lideranças políticas de todo o estado que lotaram o evento, na noite de segunda-feira (22). Reconduzido ao segundo mandato, Flávio Dino garantiu: as parcerias com os municípios serão mantidas, com a chegada de programas e obras que beneficiam a população, sem distinção, como ocorreu ao longo dos quatro primeiros anos de gestão.

Ao lado do vice-governador Carlos Brandão, do senador vitorioso Weverton Rocha e do suplente da senadora Eliziane Gama, Pedro Fernandes, Dino disse aos mais de 150 prefeitos presentes, e fazendo ressoar aos demais gestores que o apoiaram que não puderam comparecer, que foi graças a união os mais de 1,8 milhões de votos alcançados. Para ele, passado o pleito estadual, agora é hora de unir ainda mais, deixando de lado as possíveis diferenças do período e centrando forças numa gestão democrática e que leve dias melhores a todos os municípios maranhense, marca do Governo Flávio Dino.

“A união é muito necessária para que nós possamos concretizar novas metas, novos projetos e obras, que é o que a população espera. Então, queremos, mediante a gratidão, projetar o que vai ser o próximo Governo, um Govenro que apesar das dificuldades imensas que o Brasil atravessa, é feito com entusiasmo, com determinação, com coragem e um Governo que procura caminhar com todos. E todos aqueles que queiram ajudar o Maranhão são bem vindos e essa é a mensagem principal”, definiu.

Durante o evento, Flávio Dino adiantou que as mudanças de secretariado, que são habituais em cada nova gestão, não serão feitas agora, apenas depois da definição da eleição presidencial e da montagem do grupo de trabalho do novo presidente. “Eu já comuniquei a minha equipe, mudança de Governo é normal. Não vamos fazer mudança agora, vamos esperar a eleição presidencial, ver quem vai ganhar a eleição e ver qual vai ser a equipe deste presidente da República, quais partidos estarão no governo, quais estarão na oposição. O Governo é este que está aí, funcionando, e progressivamente a gente vai fazendo pequenas mudanças, de acordo com a conjuntura nacional”, explicou.

O governador reeleito aproveitou o encontro com as lideranças políticas para reafirmar seu apoio ao presidenciável Fernando Haddad, do PT, no segundo turno. Para ele, o papel dos municípios será fundamental para centrar forças nessa reta final e, assim, virar os números que indicam as pesquisas e obter vitória.

“Todos vocês conhecem a minha posição e eu tenho me manifestado muito claramente sobre o que é melhor para o Maranhão e para o Brasil. Isto porque está se definindo uma posição em que o outro candidato tem feito uma série de declarações desastradas, sobre o judiciário, sobre o direito das pessoas, sobre o Supremo Tribunal Federal e eu realmente o acho ruim para o Brasil, para o Nordeste e para o Maranhao”, disse, incentivando: “No Maranhão Haddad teve mais de 60% e é importante que agora tenha mais de 70%”.

Ausência de Eliziane Gama em ato de Fernando Haddad chama atenção

Assessoria de imprensa justificou que Eliziane está em tratamento de saúde em outro estado

O candidato a presidente Fernando Haddad (PT) esteve em São Luís, no domingo (21), e reuniu milhares de apoiadores em um ato liderado pelo governador Flávio Dino (PCdB). Mas um dos fatos que chamou atenção foi a ausência da senadora eleita Eliziane Gama (PPS), no evento, que já havia anunciado apoio ao petista.

Mesmo com o anúncio de sua presença pela assessoria e nas artes feitas para o evento, Eliziane não compareceu e fez com que muitas especulações fossem levantadas.

Internautas comentam ausência de Eliziane em ato de Fernando Haddad

O evento foi prestigiado apenas por Weverton Rocha (PDT), que fez questão de enaltecer a união das frentes progressistas na defesa da candidatura de Fernando Haddad.

Internautas comentam ausência de Eliziane em ato de Fernando Haddad

Na tarde desta segunda-feira (22), a assessoria da deputada informou que Eliziane não está participando das atividades políticas no Maranhão devido tratamento de saúde realizado fora do Estado. “Ela reafirma compromisso com o Maranhão e o apoio incondicional e integral ao seu grupo político comandado pelo Governador Flávio Dino”, concluiu a mensagem postada em sua conta no Twitter.

Internautas comentam ausência de Eliziane em ato de Fernando Haddad

Grupo governista em peso na campanha de César Brito para prefeitura de Bacabal

César Brito faz parte do grupo de Flávio Dino, é aliado do ex-prefeito Zé Vieira (PP) e tem Florêncio Neto (PHS) como candidato a vice-prefeito

A eleição para a prefeitura de Bacabal, maior cidade do Médio Mearim, chama a atenção do grupo liderado pelo governador Flávio Dino. Na cidade, o candidato César Brito (PPS) representa a união dos grupos que fazem oposição ao atual prefeito, Edvan Brandão (PSC), candidato do senador João Alberto (MDB).

A eleição suplementar de Bacabal acontece no próximo domingo (28), data da realização do 2º turno da eleição presidencial.

César Brito faz parte do grupo de Flávio Dino, é aliado do ex-prefeito Zé Vieira (PP) e tem Florêncio Neto (PHS) como candidato a vice-prefeito.

O próprio governador Flávio Dino (PCdoB) esteve em Bacabal para participar de um comício ao lado de César Brito e acompanhado do senador eleito Weverton Rocha (PDT), dos deputados federais reeleitos Rubens Pereira Júnior (PCdoB) e André Fufuca (PP), do deputado estadual reeleito Carlinhos Florêncio (PCdoB) e do suplente de deputado federal Simplício Araújo (SD).

Em São Luís, Fernando Haddad faz grande caminhada ao lado de Flávio Dino

Haddad percorreu as ruas do bairro Anil e finalizou sua passagem com um comício no final da manhã

O candidato à Presidência da República pelo PT, o ex-ministro Fernando Haddad, esteve em São Luís, na manhã deste domingo (21), ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB) e de várias autoridades, como o senador eleito Weverton Rocha (PDT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB).

Haddad percorreu as ruas do bairro Anil e finalizou sua passagem com um comício no final da manhã para milhares de pessoas que compareceram ao evento.

Em seu discurso, o ex-ministro afirmou que esse é um momento decisivo em que a democracia brasileira está ameaçada e que a união das frentes progressistas é a única forma de vencer a extrema direita.

Haddad percorreu as ruas do bairro Anil e finalizou sua passagem com um comício no final da manhã

Fernando Haddad citou ainda sobre o futuro da Base Aérea de Alcântara. “Não queremos um presidente que bate continência para a bandeira dos americana. Não precisamos de um presidente que já afirmou que vai abrir a Base de Alcântara para os Estados Unidos, ameaçando nossa soberania”.

Ao lado do governador Flávio Dino, Haddad afirmou que caso venca a eleição no próximo domingo, a partir de 1° de janeiron o gás de cozinha não passará de R$ 49,00. “Vamos tomar uma medida onde em nenhum lugar do país o gás vai poder custar mais do que R$ 49,00. Já fizemos o cálculo com a nossa equipe econômica. No tempo do presidente Lula nunca ninguém cozinhou com lenha porque tinha o dinheiro para comprar o gás”, afirmou Haddad.

Haddad percorreu as ruas do bairro Anil e finalizou sua passagem com um comício no final da manhã

O candidato prometeu que o Bolsa Família vai ter um aumento de 20% em seu governo. “Quem tem um benefício hoje de R$ 200,00 no Bolsa Família, vai passar a ter em janeiro um benefício de R$ 240,00 já pro povo respirar um pouco”, concluiu.

O governador Flávio Dino também discursou e afirmou “o povo não pode se curvar a manipulação, o que eles querem é que a gente baixe a bandeira, o que eles querem é que a gente se conforme e diga que a eleição está decidida, mas quem decide não é a mídia, não é a pesquisa, quem decide é o povo”, disse Flávio ao conclamar a união de todos para a vitória de Fernando Haddad dia 28.

Em almoço, deputados eleitos confirmam apoio à reeleição de Othelino na Assembleia

Othelino Neto reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, Othelino Neto (PCdoB), reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência nesta quinta-feira (18). Todos reafirmaram apoio à reeleição do parlamentar que segue firme nas adesões por sua permanência na Presidência da Casa.

“Agradeço a manifestação de apoio dos deputados eleitos que acreditam e reconhecem o nosso trabalho à frente da Presidência da Assembleia Legislativa do Maranhão. Este momento é de confraternização para que comecemos a interagir com os colegas que estarão conosco nos próximos anos neste novo mandato”, ressaltou Othelino Neto.

Othelino Neto reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência

Para a deputada Ana do Gás (PCdoB), uma das parlamentares presentes no almoço, Othelino tem feito um grande trabalho na Assembleia Legislativa do Maranhão e precisa dar continuidade a essa importante aliança política com os colegas. “Nós nos sentimos seguros com Othelino, pois ele sempre defendeu os deputados, tanto de governo, quanto de oposição, sem fazer qualquer distinção. Nada mais justo que reconduzi-lo novamente à presidência da Casa”, afirmou.

O deputado Glalbert Cutrim (PDT) ressaltou o posicionamento do PDT, que terá a maior bancada na Assembleia Legislativa do Maranhão a partir de 2019, e que decidiu, por unanimidade, apoiar a reeleição de Othelino. “Ele é uma pessoa que sempre respeitou a todos na Casa e temos certeza de que ele continuará fazendo um grande trabalho na próxima gestão”, frisou.

Othelino Neto reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência

Novato na Assembleia Legislativa, a partir de 2019, o deputado eleito Leonardo Sá (PRTB) disse que o melhor nome para conduzir a Assembleia Legislativa é o de Othelino Neto. Ele disse que tem uma relação pessoal muito forte de amizade com o futuro colega de parlamento, além de já terem feito alianças políticas, como foi em Pinheiro nas eleições municipais passadas. “Já estamos fechados. Ele é meu candidato a presidente da Alema”, reforçou.

Presente também no almoço, o deputado Neto Evangelista (DEM) destacou que Othelino Neto cumpriu, com êxito, uma grande missão quando foi vice-presidente da Assembleia. Como presidente, soube conduzir a Casa com sabedoria e instalou uma harmonia grande entre os poderes constituídos do estado. “Ele tem condições de continuar tocando a Presidência da Assembleia, da forma como fez nesta sua gestão. É uma grande força política no estado, demonstrou isso nessas eleições, portanto é o meu candidato a presidente”, frisou.

Othelino Neto reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência

Nos últimos dias, Othelino Neto recebeu apoio dos deputados eleitos Zé Inácio (PT), Helena Duailibe (Solidariedade), Welington do Curso (PSDB), Detinha (PR), Leonardo Sá (PRTB), Pará Figueiredo (PSL), Neto Evangelista (DEM), Mical Damasceno (PTB), César Pires (PV), Pastor Cavalcante (PROS), Wendell Lages (PMN), Cleide Coutinho (PDT), Duarte Jr (PCdoB), Zé Gentil (PRB), Márcio Honaiser (PDT), Dra Thaíza (PP), Adriano Sarney (PV), Carlinhos Florêncio (PCdoB), Professor Marco Aurélio (PCdoB), Fernando Pessoa (Solidariedade), Andrea Rezende (DEM), Edson Araújo (PSB), Rafael Leitoa (PDT), Ana do Gás (PCdoB), Adelmo Soares (PCdoB), Rigo Teles (PV), Glalbert Cutrim (PDT), Paulo Neto (DEM), Daniella Tema (DEM), Vinícius Louro (PR), Yglésio Moisés (PDT), Hélio Soares (PR), Antônio Pereira (DEM), Ciro Neto (PP), Roberto Costa (MDB), Fábio Macedo (PDT), Rildo Amaral (Solidariedade) e Ricardo Rios (PDT).

Othelino Neto reuniu 35 deputados estaduais eleitos para um almoço de boas-vindas em sua residência

Estiveram presentes o senador eleito Weverton Rocha (PDT); os deputados federais Rubens Pereira Jr. (PCdoB); Márcio Jerry (PCdoB); Gil Cutrim (PDT) e André Fufuca (PP); o vice-prefeito de São Luís, Júlio Pinheiro (PCdoB); e o presidente da Câmara de vereadores de São Luís, Osmar Filho (PDT).

“Estamos gratos sobretudo ao povo simples e humilde”, diz Flávio Dino após ser reeleito

“Me comprometo a fazer um segundo mandato ainda melhor e mais realizador do que o primeiro”, afirmou Flávio

O governador reeleito Flávio Dino ressaltou neste domingo (7) a participação do povo na campanha vitoriosa que o levou a mais de 59% dos votos no primeiro turno.

“Nossas palavras são de gratidão, sobretudo ao nosso povo, ao povo simples, humilde, invisíveis, que foram destinatários das políticas públicas deste período. Sobretudo àqueles que menos têm, dos mais pobres, que conduziram nossa campanha e apoiaram em todo o momento a nossa caminhada”, disse Flávio em entrevista coletiva.

“Me comprometo a fazer um segundo mandato ainda melhor e mais realizador do que o primeiro”, acrescentou Flávio.

“Estamos muito felizes com essa grandiosa vitória, que não nos envaidece, e sim nos encoraja a continuar no caminho das transformações.”

O vice-governador reeleito Carlos Brandão lembrou que “pudemos constatar em todo os municípios pelos quais andamos o sentimento de que devemos continuar cumprindo essa missão”.

Senado

O governador Flávio Dino afirmou que se trata de uma vitória histórica. “Sublinho a importância de termos conquistado duas vagas para o Senado. Cumprimos o grande objetivo que se refere à transição política no Maranhão.”

Os dois candidatos ao Senado da chapa de Flávio – Weverton Rocha e Eliziane Gama – também foram eleitos com votações expressivas. Weverton tem 35%; e Eliziane, 27%, mais que o dobro do terceiro colocado.

O governador afirmou que se trata de uma vitória histórica: “Sublinho a importância de termos conquistado duas vagas para o Senado. Cumprimos o grande objetivo que se refere à transição política no Maranhão. Os adversários principais deles [Weverton e Eliziane] são políticos que expressavam um modelo político ultrapassado. Por isso é uma vitória que qualificamos como completa”.

Weverton disse que, durante a campanha, “tentaram nos dividir muito, mas a gente andou de mãos dadas. Nos mantivemos unidos e vamos trazer muito resultado para o povo do Maranhão”.

Para Eliziane, o resultado da votação “foi uma demonstração clara de que o Maranhão deu um basta ao grupo que dominou esse Estado por 50 anos. O governador Flávio Dino consegue eleger seus dois senadores e confirma um novo ciclo de fato, sem rescaldo do passado”.

Segundo turno presidencial

Flávio Dino afirmou que vai “participar muito ativamente do segundo turno presidencial. Considero que Lula é o maior presidente da história do nosso país, como disse o tempo inteiro na campanha. Haddad é quem melhor expressa o que buscamos para retomar o desenvolvimento brasileiro com justiça”. O segundo turno será entre Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL).

“Considero de alta importância para o nosso Estado, para os pobres, para a classe trabalhadora, que Haddad vença o segundo turno. Vou dedicar enorme energia a esse objetivo”, afirmou Flávio.

O governador destacou a importância de Ciro Gomes, que ficou em terceiro lugar, no segundo turno. “Ciro Gomes tem um papel gigantesco a desempenhar com os demais governadores eleitos em primeiro turno. Tenho a convicção de que com nossas bancadas, movimentos populares, sindicalismo e liderança de patriotas como Ciro Gomes, podemos vencer a eleição presidencial.”